Discurso - Assinatura de convênio para obras do sistema de esgoto em Capivari 20130209

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Assinatura de convênio para obras do sistema de esgoto em Capivari

Local: Capivari - Data:02/09/2013

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: O nosso prefeito anfitrião, Rodrigo Proença, prefeito de Capivari; Dra. Paula Proença que preside o Fundo Social de Solidariedade; o vice-prefeito, o 'Vitão'; o presidente da Câmara, Dr. André Luís Rocha, saudando aqui todos os vereadores e vereadoras; deputado federal Arnaldo Jardim; deputado federal Mendes Thame; deputados estaduais: o Roberto Moraes, o Rogério Nogueira, a Célia Leão, o Chico Sardelli e Cauê Macris. O deputado Edson Giriboni, secretário de Saneamento e Recursos Hídricos; prefeitos: prefeito de Rio das Pedras, o Dr. Júlio; de Monte Mor, o Thiago; Nova Odessa, o Bill; Santa Bárbara D'Oeste, o Denis; e Rafard, o Cesar Moreira. Dr. Alceu Segamarchi Junior, superintendente do DAEE; José Luís Cabral, superintendente do SAAE, aqui de Capivari; major Adriana Nunes, comandante aqui da região do batalhão; Arlindo Batagin Júnior; secretários municipais; lideranças aqui da comunidade, amigas e amigos. É um convênio importante, hoje, nós encerramos esse conjunto do Água Limpa. Um dia desses, eu estava vendo o Globo Ecologia, Roseli, e o Globo Ecologia mostrava o seguinte: que no Brasil, no ritmo que nós estamos indo, nós vamos universalizar o Saneamento Básico: 100% de água tratada para a população, 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado, em 2197! O estado de São Paulo, os municípios operados pela Sabesp, nós universalizaremos o Saneamento Básico no interior em 2014, no ano que vem; o litoral em 2016 e a região metropolitana de São Paulo em 2019, 2018 está universalizado. E nos municípios que não são operados pela Sabesp, nós estamos ajudando, então geralmente quase todos os municípios já têm água, porque água é o melhor negócio do mundo, não tem nada melhor do que vender água! Agora, coletar esgoto já é caro, é caro, e tratar esgoto não tem tarifa, e o investimento é grande! Então, você tem a maioria dos municípios com água tratada, mas só uma parte de esgoto coletado e muito pouco tratado. Então, nós saímos para ajudar os municípios, “olha, nós vamos ajudar”! Estamos assinando, hoje, aqui, R$ 15,3 milhões, fizemos um convênio, porque aqui é SAAE, então com isso o DAEE está semana ainda publica os editais, assinamos o contrato e entregamos para a prefeitura operar. Aqui, nós vamos ter 2,5 mil metros de rede coletora; tronco um e dois; duas estações elevatórias de esgoto, 600 metros de linha de recalque e uma estação de tratamento de esgoto com reator anaeróbico de fluxo ascendente, que é o que tem de mais moderno. Aqui, qual o rio que vai despoluir? É o Capivari, que é da Bacia do Tietê, Capivari desagua no próprio Tietê? Ah, não, PCJ! Vai desaguar no Piracicaba, que desagua no Tietê. Então, nós vamos estar ajudando os que estão à jusante, porque vai tirar aqui 85 toneladas por mês de carga orgânica, ajuda a limpar o Rio Capivari, ajuda a limpar o Rio Piracicaba, o Rio Piracicaba, a Bacia do PCJ e por consequência, também o Rio Tietê, porque o Piracicaba desagua no Tietê! E vamos limpar os rios, até porque nós estamos achando que esse vai ser o ano do Peixe, não é, Arnaldo? Não é unanimidade! Então, são R$ 15,5 milhões, e não precisa passar para a Sabesp, e não precisa pagar, não é financiamento, é recurso do orçamento do estado! Só neste programa agora, do Água Limpa, são vinte e oito convênios, vinte e oito municípios, R$ 250 milhões o estado de São Paulo está colocando. E aqui, foi bem lembrado! É saúde, porque você tira esgoto de perto da casa da pessoa, e trata esgoto, você não joga esgoto in natura no rio, a maior causa de poluição não é indústria, é esgoto sanitário lançado in natura nos rios. Então, saúde para a população, meio ambiente, limpar as bacias hidrográficas e turismo, pesca, esporte, enfim, fortalecer também o turismo e o meio ambiente. Queria também dizer que aqui em Capivari nós estamos investindo nas três rodovias, é por terra, mar e ar. A SP-101, que é a que vem de Hortolândia, está em obra; a SP-306, eu acho que mais 90 dias, mais ou menos? Mais... A quem vem de Americana, não é? De Santa Bárbara! A que vem de Santa Bárbara, eu acho que mais uns 90 dias está pronta, e a Rodovia do Açúcar que a duplicação nós vamos acelerar. Então, nós vamos ter as três rodovias que chegam a Capivari: a SP-101, que é o nome do seu avô, Francisco Proença, não é? A SP-306, que está bem adiantada, e a SP-308, que é a Rodovia do Açúcar. Também queria dizer do Programa Creche-Escola, uma boa notícia para as mamães! O meu filho tem... O meu filho do meio, a esposa, Carla, tem filhos gêmeos, então, eu vejo como criança pequena exige cuidado, porque você distraiu, machucou! Então, é muito importante a creche para as mamães poderem ter o seu trabalho, a sua profissão, ter outras atividades e saber que o filho está em segurança, com pessoas capacitadas, qualificadas, alimentação, higiene e creche-escola, pode ter também a EMEI, vai de zero até cinco anos. Então, aqui já foi assinada a Creche Jardim do Bosque, e agora vai ter mais uma creche, não é isso? Vão ser duas creches aqui em Capivari, depois terá também um ônibus escolar, uma ambulância e um caminhão basculante. E o prefeito também tem as obras de ajuda, aí, no recapeamento, e nós fizemos um entendimento para pagamento de dívida de ICMS, tirando juros, multa, demos um estimulo forte, e foi um sucesso! Então, aqui Capivari teve 1,311 milhão a mais de pagamento de ICMS. E nós estamos confiantes, os prefeitos aqui, no dia 10 de setembro, não vai ser muito, lógico, mas vai entrar alguma coisa a mais. Porque dia 31 venceu o prazo para parcelar, nós fizemos um rescaldo. Olha, quem ainda quiser, vamos dar mais 60 dias, e o pagamento vai ser dia 10. Então, dia 10 a gente vai saber se vai entrar mais um pouco aí para ajudar. O Marco Maciel conta, Thame e Arnaldo, que um amigo dele, que era agricultor lá em Pernambuco, estava muito preocupado com a seca, aí foi lá a Secretaria da Agricultura, lá de Pernambuco, e conversou, conversou, e o pessoal levantou os dados todos metereológicos, estudos, e falou: “não vai chover”. E aí ele apavorado foi na Embrapa. Aí a Embrapa regional estudou, estudou: “não vai chover”. Ele, apavorado, foi para fazenda, chamou lá o Zé Dito, o gerente lá. “Oh, Zé Dito, a situação é esta, o que é que você está achando?” Ele falou: “doutor, vai chover”. Aí ele falou: “mas, olha, a Embrapa disse que não chove, a Emater, a Secretaria. Porque é que você tem tanta convicção que vai chover?”. Ele falou: “olha, doutor, é que se não chover, 'nóis' está frito, não é?”. A arrecadação está apertada. Mas vai chover mais um pouco aí dia 10 de setembro, se Deus quiser. E queria também dizer o seguinte, aqui está o pessoal do Bosque, Jardim do Bosque, Bosque dos Pinheiros. Então, fica, é um dos últimos bairros para pôr esgoto? Rede coletora. É um dos últimos? É 1.200 milhão. Então, está aí o Coimbra, não é? Como é que é o nome do seu diretor do SAAE? Cabral. Cabral. O Cabral já está com todos os projetos aqui atrás. Então, o Cabral entra com 200 mil, e nós entramos com 1 milhão. E você faz a obra. Com isso, completa os bairros? Completa? Aí completa os bairros. E tem uma última obra para terminar que a Agência de Desenvolvimento financia. Correto? É uma obra que falta terminar, você financia, essa nova assinamos o convênio hoje, é o orçamento do Estado, e mais 1 milhão do Sanebase, Giriboni, você põe lá, faz o convênio, passa, Bosque dos Pinheiros, é isso? Bosque dos Pinheiros! Mas queria agradecer aqui os nossos... o Secretário, o Edson Giriboni, ele colocou bem, nós estamos entre obras entregues, em execução, e que estamos licitando, vai dar 160 estações de tratamento de esgoto. Isso é saúde, é meio ambiente, e é emprego. Porque hoje o Ministério Público começa a criar problema, “olha, se você não tem estação de tratamento de esgoto, como é que você vai receber uma empresa grande?”. Começa a ter problema para licenciar a empresa. Então, isso afeta emprego também. E essas obras já prevêem o crescimento da cidade. Nós estamos saindo de Campinas, onde assinamos o contrato para a 2ª seccional, lá em Campinas, e o Dr. Fernando Grella, que é Capivariano, pediu para transmitir aqui um abraço a todos vocês. Que é para espalhar que ele é de Capivari, que os bandidos vão tudo fugir para ... E também aqui a terra da Tarsila, não isso? Então, terra da cultura, da arte. É uma grande alegria! Agradecer ao nosso presidente da Câmara, Dr. André, aqui é tudo jovem. Eu brinco que é creche forte, sai da creche já para a Câmara, prefeitura. Mas agredecer aqui, os nossos deputados, o Cauê Macris, o Chico Sardelli, o Roberto, o Roberto era Robertão, agora ele é Robertinho. Ele está..., o Rogério Nogueira e a Célia Leão. Quase deu córum, não é? Cumprimentar o Arnaldo Jardim, agradecer as palavras, e o Mendes Thame, nossos deputados federais que lutam lá em Brasília, defendendo São Paulo. Eu já fui deputado e eu me lembro, no meu tempo, a coisa era mais... Eu sou do Vale do Paraíba, era o deputado estadual, depois deputado federal. Em Jacareí, lá no Vale do Paraíba, tinha o deputado Luiz Benedicto Máximo, que foi promotor de justiça, promotor público. Nós éramos do mesmo partido. Então, eu passava na Dutra, na rodovia, naquele tempo ainda não existia a Ayrton Senna, eu passava, eu nem olhava para Jacareí, para não cair em tentação. Então, eu passava, e o Luiz Máximo era muito, assim, bravo e tal. Aí ele... Um dia eu chego em casa, em Pinda, e tinha lá a minha filha era pequena, escreveu assim, Luiz Márcio. Aí eu olhei no telefonema Luiz Márcio. Eu não sabia quem era Luiz Mácio. Saí lá pela... Viajar pela região, trabalhar, deputado, enfim, visitar os municípios, voltei à noite. Aí a Lu foi fazer um lanche, e eu fui ver os telefonemas e estava lá o Luiz Márcio. Aí eu liguei para o Luiz Márcio. Era Luiz Máximo, mas ela era pequenininha, a letrinha meio mais ou menos e tal, aí ele já atendeu bravo. Falou: “eu ligo para você, você leva um dia para retornar um telefonema meu”. O Luizinho era bravo! Aí eu, para consertar, eu falei: “não, Luiz, é que a minha filha é pequena, ela escreveu Luiz Márcio, eu não sabia que era o Luiz Máximo”. Aí ele falou: “ah, então é mais grave, você está retornando um telefonema de eleitor de Jacareí, eu peguei no pulo”. Antigamente era rigoroso! Mas, enfim, estamos todos juntos, trabalhando em benefício da população!

Parabéns, Capivari! Região de Campinas