Discurso - Encontro com o presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Sousa 20160608

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Encontro com o presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Sousa

Local: [[]] - Data:Agosto 06/08/2016

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Excelentíssimo presidente da República portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa; Francisco Ribeiro Telles, embaixador de Portugal no Brasil, em nome de quem cumprimento todo o corpo diplomático; desembargador Marco Antônio Marques da Silva, representando o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, sua esposa Evanisa Gomes da Silva; secretários de Estado, Dr. José Renato Nalini, da Educação, em nome de quem quero saudar todos os secretários de Estado; Paulo Lourenço, cônsul geral de Portugal em São Paulo, sua esposa Mafalda, saudando todo o corpo consulado. Miguel Setas, presidente da Câmara de Comércio Portuguesa; Antônio Almeida e Silva, presidente do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira; autoridades civis, militares, parlamentares. Quero abraçá-los em nome do Arnaldo, deputado federal Arnaldo Faria de Sá; presidentes das Associações Luso-Brasileiras; comunidade portuguesa; amigas e amigos. Estivemos ontem à noite com o presidente Marcelo Rebelo de Sousa, no Rio de Janeiro, aquela beleza que foi a abertura da nossa Olimpíada, e hoje é para nós uma grande alegria e uma grande honra recebê-lo aqui em São Paulo. Portugal começa na fronteira com a Espanha, mas não deteve o mar oceânico. De certo modo, seu extremo ocidental é a fronteira oeste do Brasil, quase ao [ininteligível] da Cordilheira dos Andes. No sentido do Oriente, Portugal cruza a África e a Ásia para alcançar as areias brancas da ilha de Timor. Muito antes de serem chamados paulistas, os naturais do nosso estado eram chamados de os portugueses de São Paulo. Assim eram tratados, não só em documentos oficiais da coroa portuguesa, mas também pelos castelhanos que habitavam os territórios da antiga capitania. Muito nos honra ainda essa identidade, pois ela se confundia com o espírito cosmopolita dos portugueses. Com o seu espírito empreendedor, com a sua coragem em desbravar terras e mares desconhecidos. Esta Casa, já o disse o presidente Marcelo Rebelo de Sousa, agora na entrevista com jornalistas, tem o nome de Palácio dos Bandeirantes, exatamente para homenagear aqueles desbravadores paulistas que nos séculos 16 e 17, embrenhando-se nas vastidões do continente alargaram os limites territoriais do Brasil, muitos deles eram portugueses como o Raposo Tavares, nascido em São Miguel do Pinheiro do distrito de Beja. Portugal descobriu o Brasil em 1.500, redescobriu no final do século 20, aqui fazendo grandes investimentos. Neste começo de século 21, cabe então aos brasileiros fazer a viagem de volta, firmando uma nova parceria para o milênio. Conversamos sobre investimentos recíprocos, dizia o presidente Marcelo Rebelo de Sousa, de a quantidade de paulistas com a segunda residência em Portugal. O crescimento dos voos, o fortalecimento do turismo, os investimentos recíprocos, presença nos bancos, o agronegócio, no comércio, na energia, na indústria, em todos os setores, nas trocas comerciais, na complementariedade econômica. Conversamos sobre o Museu da Língua Portuguesa que, infelizmente, tivemos o incêndio, mas que já está sendo reconstruído e com todo o seu patrimônio preservado, porque ele é digitalizado. E a importância da língua portuguesa para unir os países da comunidade lusófilo, e de outro lado também, será a entrada para outros continentes. Conversamos de um sonho antigo que o Dr. José Renato Nalini já está cuidando que é a escola portuguesa aqui em São Paulo. Dr. Nalini dizia que já está adiantada, ao que o presidente falou que às vezes nossos adiantados recíprocos são atrasados. Então, vamos adiantar o adiantado. Enfim, uma pauta vasta de um trabalho comum, a cultura com a presença na Bienal aqui que teremos no próximo mês. Enfim, é para todos nós uma grande alegria receber em São Paulo, o presidente Marcelo Rebelo de Sousa que, aliás, tem familiares aqui no nosso estado: filho, netos e uma neta paulista, brasileira paulista e paulistana. Nós disputamos em matéria de neto. Um amigo... um amigo do Brasil e um amigo de São Paulo. A presença do professor de Direito do catedrático, do jurista, do jornalista, do presidente da República Portuguesa. Quero também dizer que o estado de São Paulo muito se orgulha e se beneficia de contar com cerca de 250 mil portugueses que aqui residem e contribuem fortemente com o nosso desenvolvimento. Seja o presidente Marcelo Rebelo de Sousa e sua comitiva muito bem-vindos, tenham uma ótima estada entre nós. O presidente está em sua casa. [[]]