Discurso - Formatura de Policiais Civis e Militares - 20122610

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Formatura de Policiais Civis e Militares

Local: Capital - Data: 26/10/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia a todas e a todos. Queria dizer primeiro da alegria de recebê-los. Hoje essa casa do povo ficou mais alegre com a presença aqui de todos. Os formandos, formandas, seus familiares, pessoas queridas, estamos muito felizes de receber a todos aqui hoje. Quero saudar o aniversariante, Barros Munhoz, presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo. Então é um aniversário festejado, não é? Cumprimentar o ministro Ozires Silva, paraninfo da turma, reitor da Unimonte, aviador, militar, professor, empreendedor, nos ensinou aqui que helicóptero é avião asa rotativa. Uma grande alegria em recebê-lo. O juiz coronel Orlando Eduardo Geraldi, presidente do Tribunal de Justiça Militar do estado; o desembargador Álvaro Lazarini, decano da Academia da Polícia Militar do Barro Branco; secretários de estado, da Segurança Pública Antônio Ferreira Pinto; da Administração Penitenciária, Lourival Gomes; da Casa Militar, coronel Benedito Roberto Meira; Conselheiro Renato Martins Costa, presidente do Tribunal de Contas do estado de São Paulo; Dr. Marcos Carneiro Lima, delegado-geral de polícia; Coronel Roberval Ferreira França, comandante-geral da Polícia Militar; Dr. Paulo Afonso Bicudo, diretor da Academia da Polícia Civil; Cleonice Pitombo, viúva do professor Dr. Marcos de Moraes Pitombo, patrono desta turma; Evaldo Coratto, coordenador estadual dos CONSEGs; Os oradores aqui da turma; o major Marcelino Fernandes da Silva; Dr. Roberto Frazovick, delegado de polícia; Quero saudar todos os formandos e formandas. Cumprimentando aqui o tenente-coronel Marcelo da Silva Pinhatari, tenente-coronel Evandro Teixeira Alves, major Adilson Antônio da Silva, os primeiros colocados do curso superior de polícia integrado. Dr. Renato Marcos Porto, Dr. Valdir Antônio Curvelo Júnior, Dr. Fabiano Genotti, Dr. Marcos Batalha. Delegados de polícia, primeiros colocados do curso de aperfeiçoamento de oficiais, CAO, capitão Marcelo Alexandre Cicerelli, capitã Daniela Poletti Costa Pereira Merlin, capitão Paulo Augusto Leite Notooka. Formandos, padrinhos, familiares, amigas e amigos. Primeiro, cumprimentá-los. É um curso importante, um curso difícil, é importante na carreira de cada um de vocês, para sua merecida e justa ascensão profissional, e importante para a sociedade. Nós que temos uma boa Polícia aqui em São Paulo, aliás, quero saudar também os que estão fazendo curso conosco. Policiais, acho que do Amazonas, Acre, Roraima, como nos ensinou o Marcelino. Tem mais um estado? Amazonas, Acre, Roraima, Rio Grande do Norte. Dizer que é uma alegria tê-los aqui conosco, e eu aprendi duas coisas na vida profissional: preparem-se sem descanso, cerque-se das melhores pessoas, prepare-se individualmente se descanso. O melhor preparo para fazer as coisas bem feitas. Cerque-se das melhores pessoas. Que a gente não faz nada sozinho, faz em equipe. E é preciso ter um bom time para esse trabalho. O presidente da Assembleia foi muito feliz quando me lembrou aqui os meus tempos de Medicina, quando se dizia “sublata causa”, “tori to efector”. Suprima a causa que o efeito cessa. Nós nem sempre temos as condições de agir na causa, porque a causa às vezes está em outra esfera, mas nós temos o dever de apontar esses caminhos que interferem e agem nas causas do problema de segurança pública. E de outro lado, agir firmemente naquilo que está na nossa esfera de competência. Eu quero dar uma outra característica do nosso tempo, que é o tempo da mudança e da velocidade da mudança, é um mundo muito rápido. Quem tinha um celular há 15, 20 anos atrás? E o que nós temos hoje, no comecinho do ano que vem já está superado, é o mundo que se caracteriza pela mudança e pela velocidade da mudança. Aquilo que era extremamente importante há pouco tempo atrás hoje já não é mais. Nós precisamos das nossas estruturas, os nossos meios de trabalho, precisam também estar adequadas a este mundo moderno, que se caracteriza pela objetividade e resultados. Objetividade nas nossas ações e resultados dessas ações em benefício do conjunto da sociedade. Depois quero destacar, finalmente uma questão importante que o Ferreira Pinto colocou. Polícia, eu tenho um extremo orgulho. Polícia! Polícia são homens e mulheres da lei. Polícia é justiça, é não deixar que haja injustiça. Polícia é lealdade, polícia é amor, defender quem não conhece, o anônimo. A polícia representa conjunto de princípios e de valores. Uma atividade essencialmente ética, formada por princípios e por valores. A nossa admiração, a aqueles que fazem do desafio do mundo moderno a sua profissão. Polícia! Defender a sociedade, defender as pessoas, defender princípios, defender valores, defender aquilo que é a base e a sustentação da democracia. E nós estamos felizes por vocês, pela sua merecida e justa diplomação que lhe proporcionará uma ascensão profissional. E felizes pela sociedade de São Paulo que hoje se reforça com policiais ainda mais preparados. Bom trabalho!