Discurso - Início das obras do Trevão de Ribeirão Preto e assinatura da ordem de serviço para a construção da Fatec 20130507

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Início das obras do Trevão de Ribeirão Preto e assinatura da ordem de serviço para a construção da Fatec

Local: Ribeirão Preto - Data:07/05/2013

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia a todas e a todos! Quero cumprimentar a prefeita anfitriã, prefeita Darcy Vera; o vice-prefeito, Marinho Sampaio; vereador Maurílio Romano, primeiro vice-presidente da Câmara, saudando todos os vereadores e vereadoras; deputado federal Duarte Nogueira e deputado Dr. Ubiali; deputados estaduais: deputado Baleia Rossi, Welson Gasparini, Rafael Silva, querida Clara e o Roberto Engler; dr. Saulo de Castro Abreu Filho, secretário de Transporte e Logística; professora Laura Laganá, superintendente do Centro Paula Souza; prefeito de Cravinhos, o Boi; de Guatapará, o Samir; de Dumont, o Nenê; querida Mariana Jábali; Abranche Fuad Abdo, secretário municipal, cumprimentando aqui todos os secretários municipais; coronel Malaspina, comandante da região; Karla Bertocco, diretora geral da Artesp; José Carlos Ferreira de Oliveira, presidente da Arteris; Linomar Deroldo, presidente da Vianorte Autovias; o prof. João Ailton, diretor da ETEC aqui de Ribeirão Preto. Queria cumprimentando o Betão, que há nove anos trabalha na Latina como amador; abraçar aqui todos os colaboradores, trabalhadores que vão construir essa grande obra; alunos do projeto Formare que preparam aí para o primeiro emprego; amigas e amigos! A palavra breve. Mas é da alegria! Nós estamos começando uma das maiores obras rodoviárias do interior do país. Oito viadutos, 20 alças de acesso. O estado de São Paulo tinha há 11 anos, uma frota de 12 milhões de veículos, 11 anos depois dobrou, tem quase 24 milhões de veículos. E Ribeirão Preto, uma cidade forte, muito pujante, tem mais carro ainda, mais movimento. Então o trevo que é de 1972, ele tem 41 anos, ficou insuficiente para o grande trânsito, essa intersecção Anhanguera, o acesso principal à cidade, Avenida Castelo Branco, a rodovia que vai para São Carlos e Araraquara, Abrão Assed. Enfim, para todas as rodovias que chegam aqui. Primeira obra que nós fizemos foi o Viaduto Henri Nestlé ligando duas regiões importantes da cidade de Ribeirão Preto, lá a Avenida Guadalajara, já está pronto, está entregue e hoje nós começamos, vamos ter aqui 1.500 empregos diretos e indiretos. 1.500 postos de trabalho.

>> [aplausos].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: E começamos esta grande obra. Ela será feita em duas etapas, a etapa mais urgente vai ser entregue o ano que vem. O Dr. Saulo e a Karla vão trabalhar para a gente antecipar ao máximo os cronogramas e a outra parte, em seguida. Nós teremos aqui obras importantes, são 11,8 quilômetros de vias nesse complexo. Vai desde passarela, ciclovia, então o pessoal da bicicleta terá a segurança, as ciclovias e esse grande conjunto aqui, viário. Essa está começando hoje. A outra nós estamos terminando o projeto e é uma boa notícia: Nós vamos poder não interromper a Avenida Thomaz Alberto Whately, vai passar embaixo e o avião passa em cima, uma boa interseção também. Porque ia fazer um desvio grande para aumentar a pista 500 metros, agora não vai mais fazer o desvio, a pista Thomaz Alberto Whately, ela passa embaixo da ampliação do aeroporto. Aí, diz o Nogueira que é igual o Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, não e?

>> [aplausos].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: O carro passa por baixo e o avião passa por cima. Agora está chique aqui! Essa é a segunda obra, que já está sendo concluído o projeto pela Dersa e daqui a pouquinho já começa. E a terceira, nós demos agora a ordem de serviço, professora Laura. Que é a FATEC. Será a 57ª Faculdade de Tecnologia. O prédio terá um bloco com 24 salas de aula, 12 laboratórios, auditório e biblioteca, tudo com acessibilidade. O segundo bloco com quatro laboratórios, sanitários. O terceiro bloco com cantina, refeitório, cozinha, copa, vestiários. São R$ 21,5 milhões de obra, a empresa é a Engetal Engenharia e Construções, a obra começa imediatamente, fica pronto em 15 meses e nós teremos aqui três cursos: um curso na área de controle de obras, ou seja, a indústria da construção civil, que aqui é muito forte, então tecnólogo, curso superior na área de obras; o segundo curso: Gestão de Tecnologia de Informação, TI, que é hoje, informática, Tecnologia de Informação e Comunicação; e o terceiro curso: Sistemas Biomédicos. Aqui é um grande polo médico e tem muita indústria de equipamento hospitalar, odontológico, médico, então falta muita mão de obra. Então uma faculdade que vai começar já com três cursos beneficiando a região, com qualidade. Cada 10formados, nove já saem empregados e dentro de acordo com as necessidades da região. Então queria agradecer aqui a Laura Laganá, que é uma craque. Nós temos 57 FATECs. Quantas ETECs? 211. Vamos investir mais 20 milhões aqui na ETEC... Como é que chama a ETEC? Martiniano, José Martiniano. Vai ser totalmente reformada, ampliada, recuperada. E os melhores alunos das ETECs e das FATECs, nós damos para eles um prêmio: eles vão estudar inglês 30 dias, ficam um mês nos Estados Unidos e

>> [aplausos].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Estão indo 500 alunos e 100 professores, vão em turmas menores. Então, uma parte está indo Boston; outra parte para San Francisco; outra parte para Honolulu, no Havaí; outra parte para Londres; outra parte para Nova Zelândia, Oakland. Então, eles vão, tudo pago e ainda ganham US$ 400 para umas despesinhas lá. Mas tudo pago, não gasta nada. Embarca e volta. E o curso, 30 dias de inglês. Então, capricha no inglês aí, que quem fizer a Itec e a Fatec, todo ano a gente está fazendo isso.500 alunos e cem professores. São os 500 alunos que mais estudam e 100 professores que mais se destacam também. E queria, até pela minha área, que é área de saúde, dizer da alegria de ver aqui três grandes investimentos em Ribeirão Preto: O primeiro, no Hospital das Clínicas, que não há nada mais importante que o HC. Como é em São Paulo o HC, o HC aqui da região. Aliás, umas das melhores faculdades em Medicina do Brasil, enfermagem e grande polo educacional. 70 milhões nós estamos investindo só no Hospital Universitário, só no hospital, para poder modernizá-lo, ampliá-lo, mais leito de UTI, unidade coronariana, uma grande ampliação. E modernização, novos equipamentos. Depois o hospital de Serrana, mais R$ 8 milhões. Vai ser um hospital de retaguarda. UTI, cirurgia, neuro, psiquiatria para desafogar aqui o HC de Ribeirão Preto. Depois, R$ 47 milhões no Hospital da Criança e na Mater, é um conjunto materno-infantil. Mamãe, é a maternidade e a criança, leitos também de UTI neonatal, leito infantil, tudo de graça. Se a gente somar Mater, Hospital da Criança, hospital de Serrana e o HC, são R$ 120 milhões de investimento na área da saúde para ajudar quem mais necessita, que é a população que precisa. Mas quero deixar aqui um grande abraço, dizer que uma grande obra é fruto de muitas mãos. Então, agradecer aos deputados aqui presentes, o Duarte Nogueira, deputado federal, um grande batalhador aqui pela cidade; o deputado Ubiali, saindo daqui, nós estamos indo para o município da Franca; agradecer aos deputados estaduais, o Gasparini, foi prefeito de Ribeirão Preto, o Welson Gasparini; o Baleia Rossi, tem nos ajudado muito; o Rafael Silva, que tem dois votos, porque é ele e a Clara, mulher dele, então conta dois votos; o Roberto Wendler, também aqui da Franca; agradecer ao Dr. Saulo, grande secretário dos Transportes; a Karla Bertocco, venha aqui, Karla, para o pessoal te conhecer. A Karla preside a agência Artesp, agência reguladora aqui. Futura mamãe, parabéns! E agradecer aqui as concessionárias, nossas parceiras aqui desse trabalho, a Autovias, a Vianorte e a Arteris; todos os trabalhadores e trabalhadoras. A construção civil é um dos setores mais importantes. E saindo daqui, nós estamos indo à Jardinópolis, vamos anunciar a duplicação da Rodovia da Anhanguera até a cidade, é Arthur Costacurta. Vai ficar “Costa Longa”. Mais 5,5km de duplicação. E o Água Limpa, nós vamos tratar todo o esgoto lá em Jardinópolis para despoluir os rios da Bacia do Rio Pardo. Até porque esse ano é o ano do peixe! Não é unanimidade, não é? E a outra obra importante é Abrão Assed. Nós já duplicamos até Serrana, agora vai duplicar de Serrana a Serra Azul. São R$ 70 milhões de investimento. E, depois, de Serra Azul, Santa Cruz, até Cajuru, terceira faixa e obras também de recuperação. Ou seja, tem o aeroporto, as rodovias. É por terra, ar e mar, vamos dar um jeito de movimentar aqui. O prefeito Luiz Estevão, de Cajuru, também cumprimentar. Cumprimentar todos os prefeitos, abraçando a Darcy Vera, prefeita anfitriã aqui de Ribeirão Preto. Ela lembrou bem a acessibilidade. Nós estamos liberando recursos para toda a área do calçadão, depois a revitalização do calçadão e com acessibilidade para pessoas com deficiência. O aeroporto, todos os nossos aeroportos estão com o Ambulift. O cadeirante tinha que ser levado no colo para dentro do avião. Então, agora para o equipamento, tipo elevador e a cadeira de roda, ela entra direto dentro do avião. Então, de maneira muito mais segura, confortável, digna, rápida. Então, nós compramos para cada aeroporto do estado um Ambulift. E Ribeirão Preto vai ser o único que vai ter Ambulifts. Dois Ambulifts aqui para o aeroporto. Eu quero deixar um grande abraço para vocês! E estive aqui, semana passada, no Agrishow – é a maior feira de negócios de indústria de máquinas do mundo – faturou R$ 2,6 bilhões, 150 mil visitantes. [ininteligível] em uma semana, o que mostra que nós acertamos quando fizemos a seção por 30 + 20, 50 anos a área para o Agrishow. E esperamos aqui... estão aqui os estudantes, nós teremos aqui o Museu Interativo da Tecnologia e dos tratores, indústria de máquinas. Então, vai ter todos aqueles tratores aqui, lá do começo do século passado, até essas máquinas maravilhosas, com computação embarcada, hoje de alta tecnologia, da agricultura de precisão. Então, e vamos ter esse belo museu, está terminando o projeto, para gente começar aqui. Mas eu quero agradecer a presença muito honrosa de cada um de vocês! Parabéns, Ribeirão Preto!