Discurso - Início de obras de implantação de dispositivo na SP-310 20131003

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Início de obras de implantação de dispositivo na SP-310

Local: Neves Paulista - Data: 10/03/2013

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia! Bom dia a todas e a todos! Estimado prefeito de Neves Paulista, prefeito Tavinho. Presidente do Fundo Social de Solidariedade, Sílvia Mara Viscardi. Vice-prefeita Daniela Pádua Dourado. Presidente da Câmara, vereador Carlinhos, cumprimentando todos os vereadores. Secretários de estado, deputado federal Rodrigo Garcia. Secretário de Meio Ambiente, deputado Bruno Covas. Deputados estaduais, deputado Itamar Borges, deputado Sebastião dos Santos, deputado Orlando Bolçone. Secretário Carlos Sales. Prefeito de São José do Rio Preto, Dr. Valdomiro Lopes. Prefeito de Jaci, Rafael Tridico. Nipoã, Luciano. Tabatinga, o Rafael. Sebastianópolis do Sul, Waldomiro. Ibirá, o Nivaldo. [ininteligível]. Clodoaldo Pelissioni, superintende do DER. Capitão Milton Zanini, comandante da Polícia Militar. Provedor da Santa Casa, Nilton Stuck. Everson Gricoletto, diretor regional do DER. O Neto, gerente regional da CDHU. Frei Francisco Belotti, presidente da Associação São Francisco de Assis. E nós, em seguida, estamos indo à Festa do Milho, porque ninguém é de ferro, não é? Coordenadores municipais, trabalhadores e trabalhadoras aqui desta obra, as empresas que vão aqui executar a obra, lideranças comunitárias, amigas e amigos. Dizer da alegria de irmos a Neves Paulista. Nós temos aqui uma obra importante, que é a Escola Estadual Professor Guines Affonso Morales, uma reforma aqui da escola, que já terminou no final do ano passado. O prefeito Tavinho pode conversar com o Rodrigo, nós vamos fazer aqui o Programa Creche-Escola, para ampliar as vagas de creche. Também pode verificar também com o secretário Rodrigo Garcia, nós vamos fazer o Centro dos Idosos, que é importante para atender o Centro de Convivência, que é dos idosos. Queria também dizer que aqui recuperamos 5km do Bairro Vila Dourada, que é o Programa Melhor Caminho. Mas nós estamos aqui para essa obra extremamente necessária. Os acidentes mais graves são os cruzamentos, quando a pessoa tenta cruzar a pista e aí, se o carro falhar, se tiver um problema, tem o choque frontal. Então, em frente de cada cidade, a gente está procurando criar os dispositivos de segurança, porque dar segurança para que mora na cidade e precisa pegar a rodovia, e para quem está utilizando a rodovia, e não tem o risco ,de repente, de ter um caminhão atravessado na sua frente. Então, a obra já está contratada, é uma obra de R$ 12 milhões aqui em Neves Paulista. Fica pronta em 12 meses. Nós vamos duplicar a pista aqui, 1km de duplicação aqui em frente e fazer o viaduto por cima. As duas pistas da SP-310, a Feliciano Sales Cunha vai passar por baixo, e o viaduto passa por cima. E, se Deus quiser, daqui 12 meses a obra está pronta. A mesma coisa nós vamos fazer em Nhandeara. Lá é um pouco menor, são R$ 10 milhões, mas também terá também o viaduto. E toda a rodovia SP-310, a Feliciano Sales Cunha, nós já estamos licitando, porque já temos o projeto, de Pereira Barreto à Ilha Solteira. Dá perto de R$ 60 milhões. O DER já está licitando o projeto executivo de toda a SP-310. Pronto o projeto, também será licitada. E o trecho de Mirassol, Neves Paulista, Poloni, Monte Aprazível, em Nhandeara, Sebastianópolis do Sul, enfim, até o final, pronto o projeto, também será feita a obra. Somando esse trecho com mais o trecho de Pereira Barreto à Ilha Solteira, nós vamos investir aqui R$ 200 milhões do estado. Vai ser inteirinha a SP-310 recapeada, acostamentos e terceiras faixas ao longo de toda a rodovia. E os dispositivos de segurança. E duplicada em frente às cidades e com os viadutos para evitar acidente e dar segurança para a população. Então, o DER vai acelerar todas as licitações. Nós estamos recuperando... cadê o Clodoaldo? Estamos recuperando o DER. O DER, em quatro anos, nós vamos investir R$ 12 bilhões no DER. E todo mundo gosta do DER, porque o DER não tem pedágio, não é? Queria agradecer aqui o Rodrigo. Cadê o Rodrigo? O Rodrigo está fazendo um bom trabalho, fazendo um ótimo trabalho na área social, o Programa Creche-Escola um trabalho importantíssimo de a gente apoiar as prefeituras pra ampliar mais vagas de creche e Enem, criança de zero a seis anos, também com os idosos! O Brasil que era um país jovem, hoje é um país maduro e caminha para ser um país? Idoso, e com qualidade de vida. Antigamente a gente tinha cinquenta anos, já era meio cora, né? Hoje com 60, é um broto, né, Panochi? Mudou tudo, aliás, quem é idoso, a partir de quantos anos é idoso? Quantos? E o seguinte: idoso é quem tem pelo menos dez anos, a mais do que nós. Então o meu filho tem 28, então um dia desses esteve lá o amigo dele, tal, daí falou, ‘ah, ele é tiosinho!’. Como tiozinho? Não, ele tem quarenta, já, pai! Então, quando chegar aos quarenta, quem tem mais de? Cinquenta! Quando chegar aos cinquenta, quem tem mais de? Sessenta! Quando chegar aos sessenta, como eu é quem mais de? Setenta! Quando chegar aos setenta, é quem tem mais de? Oitenta. Quando chegar aos oitenta, ele vai empurrando, vai, né? Então, o mundo mudou, é impressionante, o mundo é outro mundo! A nossa geração viu várias mudanças no mundo, tecnologia de informação: estou vendo aqui, vários celulares aí. Quem é que tinha um celular, há vinte anos, atrás? Ninguém tinha, e quem tinha se caísse no pé, quebrava o pé, porque era um tijolo, né? Têm mudanças, tecnologia de informação e comunicação, mercado de trabalho, as mulheres não participavam do mercado de trabalho, hoje você tem outra realidade. Mas, eu diria que a mudança mais importante foi na saúde, às pessoas estão vivendo mais e? Melhor, por isso o investimento, São Paulo o Estado Amigo do Idoso. Todas as cidades do estado de São Paulo vão ter o Centro Comunitário dos Idosos e as maiores no Centro Dia. Depois queria aqui, agradecer aos nossos deputados, vem aqui Sebastião. O Sebastião Santos deputado, aqui pela região fazendo um ótimo trabalho, parceiro na Assembleia. Agradecer ao Orlando Bolçone, cadê o Bolçone? O deputado Orlando Bolçone, daqui também da região fazendo um ótimo trabalho, lá na Assembleia, parceiro. O Itamar Borges, o Itamar também Deputado Estadual fazendo um trabalho, representando a região. Queria pedir para o Bruno Covas, dá um pulinho aqui, o Bruno é Secretário de Estado do Meio Ambiente, sem ele, nenhuma obra sai, viu! A gente cumprimenta o Bruno, já peço licença, né, é licença ambiental, né? Muito obrigado Bruno, o Bruno herdou do avô, do querido Mário Covas todas as qualidades do Mário Covas, parabéns! E queria pedir pra vir aqui, o prefeito Tavinho e o prefeito de Nipoã, cadê ele? Então o seguinte...

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Na empolgação, governador, eu esqueci até de lhe pedir [ininteligível].

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, mas já pediu no carro, não precisa pedir duas vezes. Eu estava... Ele vinha pedindo, vinha o pedindo, eu falei, ‘pô, mas não chega nunca em Neves Paulista, né?’. Mas é o seguinte, aqui tem uma estrada, Neves Paulista é um município que a agricultura é importante, não é isso? ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Sem dúvida!

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Tem cana, tem um pouco ainda de café, tem gado, tem pecuária de leite, tem laranja, então é importante a gente apoiar que está na terra, né, porque daí trabalha na agropecuária. Então tem uma vicinal, aqui no município que ele já está asfaltada até o Bairro de...

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Miraluz.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Miraluz, então falta asfaltar 12 km, entre Miraluz e?

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Nipoã.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nipoã, aí fecha tudo, faltam 12 km para asfaltar. Têm quatro usinas, então Clodoaldo, nós vamos procurar as quatro usinas, porque eles têm que ajudar. No fundo, eles vão ser os maiores beneficiários. Então vamos chamar os quatro usinas, e dizer ó, ‘vocês vão pôr dinheiro aí!’. E nós vamos asfaltar de Neves Paulista até Nipoã, combinado!

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Obrigado, governador!

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: No mais, deixar... Queria também saudar aqui, o prefeito de Poloni, aqui o Rinaldo; de Monte Aprazível, o Mauro, mas principalmente deixar uma abraço muito carinhoso para vocês, neste domingo de manhã, que nos deram a alegria e brilho das suas presenças. Muito obrigado. ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Pode aplaudir, pode!