Discurso - Inauguração Poupatempo de Guaratinguetá 20160401

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Inauguração Poupatempo de Guaratinguetá

Local: [[]] - Data:Janeiro 04/01/2016

[APLAUSOS].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia. Bom dia a todas e a todos. Quero cumprimentar o nosso prefeito de Guaratinguetá, o Francisco Carlos, nosso anfitrião; a Regina Lúcia, presidente do Fundo Social de Solidariedade; nosso arcebispo, Dom Raymundo Damasceno, da Arquidiocese de Aparecida; Dom Darci, Bispo da Arquidiocese de Aparecida; deputado federal Samuel Moreira; deputado estadual Davi Zaia; a Pollyana, nossa quase deputada federal; os prefeitos; de Cruzeiro, a Ana Karin; de Bananal, a Mirian Bruno; de Piquete, a Teca; de Areias, o José Antônio e de Cunho, Felipinho; a Neiva Doretto, vice-presidente do Detran; o Eduardo Chaves da Silva Gomes, superintendente da região; os diretores do Detran aqui de Guaratinguetá, da Ciretran, a Adriana e o Eurico, eles estão aqui? Dá um passinho na frente, pessoal; o Eurico, esses são os responsáveis, o Eurico do… aliás, qual que é Poupatempo aí? Os dois são Detran, então o Eurico e a Adriana são do Detran e a Simone é do Poupatempo. É uma alegria estar com os três aqui, parabéns, bom trabalho. Cumprimentar o Leonardo Maciel, a Simone, que administra aqui o Poupatempo; José Celso Bueno, diretor da Agem; tenente-coronel Vieira; tenente-coronel Luiz Alberto; do Bombeiro, doutor Márcio Ramalho, delegado seccional; amigo Chesco do CDHU; a Maristela Siqueira da Saúde; a Cida Castro, o Zezão, os vereadores, permito abraçá-los a todos, doutor Marcelo, uma saudação afetiva à minha queridíssima prima, a Milena; amigas e amigos. Nós estamos hoje inaugurando dois equipamentos públicos importantes. O Poupatempo e o Detran. O Poupatempo foi eleito ano passado o melhor serviço público do Estado de São Paulo pelo Datafolha, 99% de aprovação. Poupatempo agora em Guaratinguetá, Francisco Carlos, quero agradecer a boa parceria, você nos cedeu o prédio, ajudou aqui na reforma, isso vai beneficiar a região, então ninguém vai precisar mais ir à Taubaté, a São José dos Campos, o Poupatempo vai poder atender aqui em Guaratinguetá toda a região. E o Detran, o Detran, ele traz avanços importantes. O Detran, ele estava na Polícia Civil, nós tínhamos 1.300 policiais civis, delegados, investigadores, escrivães no Detran. Tiramos todo mundo, então a Polícia Civil ganhou 1.300 policiais: delegados, agentes, escrivães e passamos o Detran para o padrão Poupatempo. Eletrônico, então o máximo de serviço eletrônico. Vou dar um exemplo prático. Antes, um jovem ia tirar uma CNH, uma carteira de habilitação, ele tinha que ir três vezes ao Detran e uma vez no banco, quatro vezes sair de casa. Agora, ele recebe uma cartinha, depois de um ano que ele tem a CNH, se ele não cometer nenhuma infração grave, recebe uma cartinha depois de um ano dizendo, parabéns, você tem direito à carteira definitiva, recolha R$ 35 pela internet e você vai receber pelo Correio em casa a CNH, ele não precisa sair de casa. O serviço que precisarem vir aqui passa a ter capacidade para 14 mil atendimentos por mês, funciona das oito às cinco da tarde e não fecha mais para o almoço, porque muita gente aproveita a hora do almoço para poder resolver os seus problemas, então, fechava na hora do almoço, a pessoa só tinha em horário de trabalho, agora não; é das oito às cinco horas, não fecha mais para hora de almoço e abre também aos sábados. A CNH que levava dez dias, agora em até cinco dias, transferência de veículos que era dez dias, dois dias. Licenciamento do carro, que era também dez dias, tem que ser feito no dia. Está levando um dia, mas temos que avançar, não é um dia, é no dia, se for de manhã, à tarde tem que estar liberado. A equipe passou de 20 para 32 pessoas treinadas, capacitadas, o exame teórico para tirar carteira de motorista ele era por escrito e levava quinze dias o resultado. Agora é eletrônico e sai na hora, ele faz por computador e tem o resultado imediato. Passamos de três para 23 serviços eletrônicos e estamos chegando a 129 nesse novo Detran, novo padrão e estamos com 50 sendo construídos ou equipados. O Poupatempo nós tínhamos, Francisco Carlos, 24, nós fizemos 45, então hoje inaugura o de número 69. Quero aqui agradecer ao Davi Zaia porque o Davi Zaia foi o nosso secretário de Estado de Gestão e ele deu esse impulso ao Poupatempo no Estado de São Paulo, nós praticamente triplicamos o número de Poupatempo em bons serviços. Depois, queria trazer uma palavrinha sobre a nova estância turística, nós criamos três estâncias turísticas. Uma em Olímpia, Olímpia tem 12 mil camas, é maior que Santos. O que é que tem em Olímpia de tão especial para o turismo? São as águas quentes, águas termais, o Maluf lá atrás criou a Polipetro, lembra? Para achar petróleo, não achou petróleo, mas achou a água quente lá em Olímpia, é a água mais cara do mundo, mas o fato é que virou um centro termal, então o que tem de pousadas, hotéis, resorts, é impressionante, doze mil camas e não era estância turística, criamos então a estância turística de Olímpia. Depois Brotas, Brotas, é a capital do turismo de aventura, de rafting nos rios, hoje cresce muito esse ecoturismo, o esporte no turismo, então criamos também Brotas e finalmente Guaratinguetá, que é a terra do nosso Santo Frei Antônio de Sant'Anna Galvão. Então, foram três cidades que passaram a ser estância. Vejam a importância do turismo religioso. Quantas pessoas foram, Dom Darci, Dom Raymundo, o ano passado à Aparecida?

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Doze milhões.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Doze milhões de pessoas foram à Aparecida no ano passado, é impressionante. Um dia desses um casal de amigos foi de bicicleta para, claro, lá da Espanha, até Compostela e dizendo, olha, toda aquela região vive do turismo, é pousada, hotel, restaurante, posto de gasolina, aquilo, o comércio todo, artesanato, impressionante a força do turismo religioso; claro que o aspecto mais importante é o evangelizador, mas ajuda as pessoas, porque cria emprego, movimenta a economia, aumenta a prestação de serviços, então Guaratinguetá agora com esta área nova vai expandir muito aqui o santuário dedicado a Frei Galvão. Aliás, temos aqui, o prefeito citou, já pelo fato de ser estância, o ano passado nós liberamos recursos para o Bosque da Amizade Germano de Carvalho, lá para a avenida, para as áreas do lado da estação de trem, ali a área de multiuso, turismo, cultura, área social e hoje estamos liberando para a reforma do Mercado Municipal, tudo dentro da linha de fortalecer a recepção ao turista e melhorar a cidade. Queria também dizer que nós estamos com uma obra em andamento, nós já entregamos de Guaratinguetá, do bairro da Rocinha, até Lagoinha e de Lagoinha até São Luiz do Paraitinga. Recuperamos toda a rodovia. Depois de Guaratinguetá até Cunha, e daqui dois meses vai inaugurar Cunha-Parati, então vai dar para ir de asfalto até Parati. Eu tive com o governador do Rio, o Pezão, e está pronta praticamente a Estrada Parque, então vão poder chegar mais depressa à Parati e o pessoal de Parati vir para o comércio de Guaratinguetá, fortalecer o comércio aqui de Guaratinguetá e da região. E estamos fazendo a recuperação, a ampliação, acostamentos da antiga Rio-São Paulo desde Caçapava, Taubaté, Pindamonhangaba, Roseira, Aparecida, Guaratinguetá até Lorena, são R$ 68 milhões que estão sendo investidos. Então recuperamos de Guará à Cunha, Guará-Alagoinha, agora Guará-Aparecida, Guará-Lorena, então a região fica bem atendida. E o Vale histórico estão fazendo o maior investimento na Rodovia dos Tropeiros, Silveiras, Areias, Barreira, Arapeí até Bananal. Aliás, vale a pena ir visitar porque está muito bonita lá a região. E o turismo interno ele vai crescer muito, porque com o dólar a quatro reais, daqui a pouquinho vai para mais de quatro reais, muita gente que saía do Brasil vai começar a conhecer melhor o nosso estado de São Paulo. Aliás, já está acontecendo, todas as cidades turísticas estão lotadas, e diminuiu o número de pessoas que ia para fora e muita gente de fora vindo para o Brasil porque ficou mais barato com a desvalorização do real e a mudança do câmbio. Aliás, um fato interessante de destacar. O mundo que cresce, Coreia, Índia, China, tem política fiscal dura, não pode aumentar imposto e gastar demais, política monetária, juros baixo, para pessoa empreender e não viver de juros, não ser rentista, e política cambial, moeda desvalorizada, para você exportar, comércio exterior. Quem cresce hoje, Alemanha, Estados Unidos está crescendo, China, Índia, tudo é exportação. O Brasil tinha o modelo política fiscal frouxa, dobrou a carga tributária em 20 anos, política monetária hoje tem o segundo maior juros do mundo. O sujeito vive de aplicação, não precisa trabalhar. E a terceira, política cambial, moeda sobrevalorizada. A dois reais o dólar fecha a indústria, o sujeito importa tudo, a quatro reais vai fabricar aqui no Brasil, a indústria vai se recuperar. Aliás, a agricultura está indo bem por causa do câmbio, o câmbio compensou o preço de queda de commodities. Mas digo tudo isso porque o nosso grande desafio é garantir o emprego e criar emprego, garantir o emprego, criar empregos e criar renda. O turismo é super importante, a indústria, aqui foi citada a grande indústria de vidros, AGC que veio para cá, o setor agrícola, a diversificação econômica. Nós somos de uma região, Francisco Carlos, que no século XIX se dizia “O Brasil é o café e o café é o Vale do Paraíba”. Foi a região mais rica do país. E depois Monteiro Lobato escreveu Cidades Mortas, “aqui tudo foi, nada é”. Isso nos deixou uma lição, que nós não podemos nos alicerçar só numa atividade econômica, nós temos que diversificar, que é o que Guaratinguetá e a região está fazendo. Indústria agrega valor, gera emprego, melhora salário, agricultura que vai crescer, especialmente fruticultura e outras atividades, comércio e serviços, saúde, educação, turismo, isso gera muito emprego, que é importante para a nossa região. E finalmente, para encerrar, uma palavrinha sobre a saúde. Nós, aliás, Guaratinguetá tem uma tradição, o prefeito disse que eu era para ter nascido em Guará, e é verdade. Antigamente, Guará tinha uma estrutura, como ainda tem, muito boa, então minha mãe, minha irmã, nós já morávamos em Pindamonhangaba, mas minha mãe veio dar à luz em Guará. Então a primeira, o primeiro filho, a Isabel, nasceu em São Paulo, a segunda já baixou um pouco, Guaratinguetá, e eu já era raspa do tacho, foi Pinda mesmo. Mas a minha irmã nasceu em Guaratinguetá. Nós incluímos Guaratinguetá, a Santa Casa, como hospital estratégico, a gente paga 40% a mais do que ela fatura para o SUS, é o único Estado do Brasil que complementa o recurso do SUS, como também em Aparecida, Santa Casa, e vamos incluir o Frei Galvão como hospital estruturante, aí terá 70% a mais da tabela do SUS porque hoje quem atende o SUS passa por grande dificuldade. O problema não é fazer prédio, o problema é o custeio, é manter. Eu vejo gente fazendo prédio, fazendo prédio quando o Brasil tem 25 mil leitos ociosos, não funciona porque não tem custeio. Então nós estamos fazendo o custeio. Santa Casa de Guará estratégica, o Hospital Frei Galvão estruturante e o Seconci ganhou o AME de Lorena, a licitação. Então daqui a 30 dias nós já começamos, vai dar bastante emprego, contratar para ter ambulatório médico de especialidades para atender a região também aqui em Lorena. E o câncer, o serviço de oncologia nós dobramos o recurso para o hospital regional de Taubaté, que também vai ser importante, e aqui em Guará temos o melhor serviço do país de atendimento ao dependente químico através da Fazenda Esperança do nosso queridíssimo Frei Hans. Trabalho abençoado. Quantos jovens ele já deu a mão e conseguiu tirar da dependência química. Mas quero deixar um grande abraço, dizer da alegria de começar o ano pedindo a intercessão de Frei Galvão com as bênçãos de Dom Raymundo e de Dom Darci fazendo uma boa parceria com Guaratinguetá através do Francisco Carlos e, especialmente, revendo aqui os amigos de nossa região e dizer que vamos suar a camisa, trabalhar mais ainda em benefício da nossa população. E peço a Dom Raymundo que dê as bênçãos aqui para todos nós. Muito obrigado. [[]]