Discurso - Inauguração da Escola Estadual Yolanda IV e anúncios na área educacional 20130108

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Inauguração da Escola Estadual Yolanda IV e anúncios na área educacional

Local: Capital - Data:01/08/2013

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia! Bom dia a todas e a todos! Quero saudar o secretário de Estado adjunto da Educação, professor João Palma; vereador da capital, Gilson Barreto; a dirigente regional de Ensino da Leste Dois, a professora Eva França Santos; a diretora aqui da Escola Yolanda IV, a professora Cassilda Lima de Oliveira; a diretora da Escola Estadual Professora Balbina Netto Velloso; Yolanda III, Janete Cavalcanti; O capitão Giraldes da Polícia Militar; professor Francisco Poli, presidente da Udemo que nos deu aqui... Inaugurou a escola com uma bela aula, muito... Parabéns ao nosso presidente da Udemo, Francisco Poli! O Leandro Menezes; dirigentes regionais de ensino; diretores; coordenadores; professores; alunos; amigas e amigos! Estamos muito felizes, uma bela escola, caprichadíssima aqui! Uma escola novinha, já começa a funcionar hoje, já, super bem feita, 18 salas de aula, sala de leitura, laboratório de Informática, sala de reforço, cantina, grêmio, quadra coberta, enfim, toda a estrutura necessária. Foi R$ 5,448 milhões e uma escola caprichada, muito bem feita! Além de entregar mais uma escola aqui no Lajeado, aqui na Zona Leste de São Paulo, nós estamos também autorizando o concurso público para mais 1.450 diretores de escola. E o nosso presidente da Udemo colocou muito bem: A importância do concurso público, porque não tem apadrinhamento, não tem afilhado de deputado, de ninguém. É mérito, é regido pelo princípio da igualdade, do respeito à lei e ele destacou também a importância do diretor da escola. Ele faz toda a diferença, envolvido com a comunidade e dedicado às tarefas de ensinar da Pedagogia, do bom funcionamento da escola. Então ficamos felizes, mais 1.450 diretores. Nós já autorizamos concurso para 59 mil professores é o maior concurso da história de São Paulo. E já tínhamos feito concurso para 34 mil professores. Então 34 mil mais 59 mil são 93 mil professores a mais para a nossa rede estadual. No domingo, nós fizemos lá no Palácio dos Bandeirantes a entrega do diploma para 992 pedagogos, professores que terminaram a Pedagogia, três anos e meio numa associação entre a UNESP, que deu o diploma de Pedagogia e a UNIVESP, então unindo as duas entidades. E nós vimos a satisfação dos professores, dos pedagogos tendo o diploma. Tudo pago pelo governo e anunciamos que nós vamos agora abrir a oportunidade de formamos, vamos ampliar: Pedagogia, Matemática, Biologia, Física, Química. A Secretaria da Educação está verificando quais as áreas que nós temos mais necessidade de professores. E, além disso, também dizer que muitos tiveram acesso ao primeiro diploma de nível superior e outros passaram a ter uma segunda licenciatura, já tinham uma licenciatura, passaram a ter mais uma licenciatura. Depois, nós tivemos na segunda-feira, a assinatura do convênio Creche-Escola, nós estamos ajudando as prefeituras no Ensino Infantil, embora pela Constituição de zero a cinco anos, a responsabilidade seja das prefeituras, mas nós estamos ajudando. Então assinamos com mais 350 prefeituras e a nossa meta é nós termos mais mil creches no estado de São Paulo para atender as mães e as crianças! E hoje também, estamos autorizando a reforma e ampliação de escolas, o que vai nos proporcionar mais 58 mil vagas em praticamente 59 escolas do estado de São Paulo. E ontem … Estão abertas as inscrições... Superimportante: Os alunos do... Aqui é da 6ª ao 9º ano, mas os pais aqui, os avós, como eu, enfim, a juventude, os alunos, os alunos de Ensino Médio que quiserem, estão abertas as inscrições para o Programa Vence! Então, ele vai poder num período fazer o Ensino Médio e no outro período, gratuitamente, o Curso Técnico: Técnico em Enfermagem, Técnico em Informática, Técnico em Administração, Técnico em Logística, Técnico em Recursos Humanos.. São mais de 100 modalidades, é a escola de tempo integral, ele faz de manhã o curso regular e no outro período, à tarde ou à noite, o Curso Técnico gratuito. E como as ETECs estão bastante sobrecarregadas, nós estamos contratando a rede... Quantas escolas já têm? GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: São 50, nós temos hoje 50 mil e estamos abrindo mais 20 mil vagas e a meta é chegar a 100 mil alunos do Ensino Médio podendo fazer curso técnico gratuitamente. Só para o Ensino Médio da rede pública do estado.

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: E também, também para o aluno do Ensino Médio, Paulo Matias nos ajuda aí, nós estamos lançando oportunidade do monitor. Dois mil alunos do Ensino Médio vão poder no sábado e no domingo nos ajudar na Escola da Família. Então como nosso monitor, nós vamos dar oportunidade para eles poderem, que só tinha universitário, esse continua e nós estamos até ampliando a Bolsa Universidade, esse do Ensino Médio, vai ganhar quanto? Dá 500 praticamente... R$400.00. Então ele vai ganhar R$400.00 para nos ajudar ou o sábado ou o domingo, ele escolhe, é um dia só no fim de semana, o outro dia está livre pra ele poder se divertir. E tem a residência educacional também. E abrimos para o estudo de inglês on-line e espanhol on-line 330 mil oportunidades para alunos do Ensino Médio poderem fazer o inglês ou espanhol on-line, toda plataforma recebe até o aparelhinho de ouvido para ele poder fazer onde ele quiser, pode ir estudando pela internet também com todo o material pedagógico e toda rede estadual: Professores, diretores, funcionários, todo mundo vai poder ter oportunidade. São 300 mil vagas para os funcionários da rede estadual e mais 30 mil para os alunos do ensino médio que a gente pode aumentar se houver demanda. E eu queria, ao encerrar, contar uma historinha boa sobre essa questão de inglês ou espanhol, enfim, uma segunda língua, que é muito interessante: Diz que um ratinho estava correndo e um gato grandão atrás para devorá-lo, para pegar o ratinho. Quando chegou no canto ali, o ratinho não tinha mais escapatória, o gato ia comê-lo. O que quê fez o ratinho? Começou a latir. E a hora que ele começou a latir o gato fugiu. Então, Moral da História: Se ele não soubesse uma segunda língua estava frito, não é? Grande abraço! Parabéns a todos!

Ver também[editar]

UNESP

UNIVESP

Programa Vence

Links externos[editar]

Secretária Estadual de Educação

UNESP

UNIVESP

Programa Vence