Discurso - Inauguração da duplicação de trecho da SP-300 20130304

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Inauguração da duplicação de trecho da SP-300

Local: Porto Feliz - Data: 03/04/2013

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Boa tarde a todas e a todos! Dizer da alegria de voltar à Porto Feliz! Cumprimentar o prefeito, nosso anfitrião, prefeito Levi Rodrigues Vieira, sua esposa, Isabel de Fátima, presidente do Fundo Social de Solidariedade; a dra Ana Cristina Paes Leme Finola, juíza de Direito aqui de Porto Feliz; o vice-prefeito Miguel Arcanjo de Almeida; vereador Marola, presidente da Câmara; deputado Osvaldo Virgínio; a prefeita de Piedade, a Vicentina, Maria Vicentina; Jumirim, o Ademir; e de Tietê, Manoel David; o ex-prefeito, Erval Steiner, aqui de Porto Feliz, em nome de quem e do Geraldo, ex-prefeito de Salto, quero abraçar todos os ex-prefeitos; o dr. Theodoro Pupo, diretor da Artesp; padre Washington; nossos pastores também, cumprimentá-los a todos! Pastor Marcelo [ininteligível]; Silvia Fernanda Bete Albieiro, delegada de Polícia; Amarildo Gonçalves, comandante da Guarda-Municipal; dr. José Renato Ricciardi, presidente da concessionária Colinas; Flávio Marqueti, vice-presidente da Cooper Power Systems, estar cumprimentando aqui todos os colaboradores, toda equipe aqui da Cooper; Alexandre Ramos, diretor da Santa Casa; Nelson Silveira Morais;. Secretários municipais, amigas e amigos: É uma grande alegria entregarmos hoje aqui a conclusão da duplicação da SP-300, Marechal Rondon. Completinha, entre Itu até Porto Feliz. E vamos continuar a obra até Tietê. Nós já estamos chegando em Tietê. Nós vamos entregar em novembro, do Km132 ao Km135, já no sentido de Tietê. E depois gradualmente até o Km157, quando chegaremos ao Tietê. Depois nós vamos também duplicar de Tietê até a Castelo Branco. Então nós teremos toda a região praticamente com as rodovias duplicadas. E a prefeitura assumiu o compromisso da duplicação de Porto Feliz até a Castelo. A Doutor Antônio Pires de Almeida. Nós conquistamos a Toyota, essa grande indústria aqui em Sorocaba com mais 12 sistemistas ali no Parque Tecnológico e a fábrica de motores da Toyota aqui do lado. Estamos aqui ao lado da futura fábrica, cuja o licenciamento ambiental, a LI, a Licença de Instalação já está sendo aprovada na Cetesb. Esse eixo da Castelo Brando-Marechal Rondon, eu diria que é o grande eixo de novos investimentos, o que é muito bom, muita empresa, muito emprego, muita renda, desenvolvimento e estamos melhorando a infraestrutura da região. O mês passado a Confederação Nacional de Transportes, publicou as 10 melhores autoestradas do Brasil. Aliás, 10, não, as 20 melhores autoestradas do Brasil. 19 no Estado de São Paulo. Das 20, 19. E nós celebramos agora a Páscoa com uma redução de acidentes comparado ao ano passado, de 30% e de mortes, de 40% a menos, graças a Deus. Então, é uma grande conquista! De um lado, melhorando as autoestradas, que uma pista única com muito movimento e muito caminho é um perigo. É o choque frontal. Você dobra a velocidade. Aliás, mais do que dobra até, potencializa enormemente os acidentes fatais. Uma rodovia separada, segregada, pista dupla, é como uma vacina. Porque a terceira causa de doença, de morbimortalidade no Brasil não é doença. A terceira causa de morte é causa externa e principalmente jovem, e principalmente nos finais de semana: Quinta, sexta, sábado, domingo. E antigamente essa causa externa, a maior causa de morte era homicídio, era arma de fogo. Estado de São Paulo morriam 13 mil pessoas por ano de homicídio. Isso em 1999, há 13 anos atrás, 14 anos. Fomos reduzindo: 13 mil, 12 mil, 11 mil, 10 mil, 9 mil, 8 mil, 7 mil, 6 mil, 5 mil; o ano passado foi 4.800 e vamos reduzir mais! Hoje, a maior causa externa de mortalidade é acidente rodoviário: Atropelamento, motocicleta, carro, acidente rodoviário. Então, a duplicação das autoestradas, trevos, tirar passagem em nível, mas fazer um viaduto, uma passagem inferior, evitar passagem em nível, duplicar rodovias de maior movimento, fazer terceira faixa, acostamento. E operação Direção Segura; bebeu, não dirija. Pode beber, mas não pode dirigir, aí não dá certo! Graças a Deus, a curva começou a cair. Então, dentro dessa linha de preservar a vida, já está autorizada à passarela do bairro Brasil. Theodoro já vai... Ele já vai... Ela seria feita pelo contrato-concessão, pouco mais à frente, mas nós já vamos antecipar, já faz imediatamente aí a passarela para evitar alguém passar na pista e ter atropelamento. Também o prefeito Levi citou, aqui temos o programa do Centro Dia do Idoso. São Paulo é o estado Amigo do Idoso. Então, todas as cidades com menos de 50 mil habitantes tem o Centro de Convivência do Idoso, CCI. Os 645 municípios. E cidade grande como Porto Feliz, acima de 50 mil, acima de 50 mil é o Centro Dia. O idoso pode chegar cedo, tem almoço, café da manhã, ele passa o dia inteiro, só não pode dormir. E tem muitos programas de geração de renda, lazer, tem de tudo, até baile tem, que é o mais disputado, não é? Depois a creche. Nós criamos um programa chamado “Creche-Escola”. Hoje as mamães todas, as mulheres trabalham e com quem deixa a criança? Então, começam postergar a maternidade. As mulheres estão empurrando aí para terem filho depois dos 30. Então a creche é importante. Aí vai deixar a criança com segurança e equipes adequadas. Então, Porto Feliz está incluída também no programa Creche-Escola. Também mandamos, vai ter o ônibus escolar, o ônibus pra transporte de alunos, e também está autorizada a passarela, nós vamos acompanhando aqui o licenciamento da fábrica para atender o compromisso com a Toyota, tem o caminhão também para o Meio Ambiente e tem uma ambulância também, só não é aquela de cinema, né, que você abre a porta da ambulância sai uma morena e uma loira de dentro. Essa é só no cinema, não é? Mas, eu quero é deixar um grande abraço, dizer ao prefeito que contem com a gente, viu, para a gente trabalhar unidos em beneficio da população, o município está crescendo bastante, isso é muito bom! Nós estamos em época aí de Papa novo, não é? papa Francisco, e teve um papa, o papa João XXIII que teve uma frase lapidar, ele dizia o seguinte: “O desenvolvimento é o novo nome da Paz”. Porque não há paz verdadeira onde não tem emprego, onde não tem oportunidade para as pessoas, então o desenvolvimento é o novo nome da paz! E governo não cria emprego, governo cria condições, mas quem cria empregos são empreendedores, são os agricultores, no agronegócio, são os industriais na atividade de manufatura, é o turismo, é o comércio, setor de serviços, educação, saúde. Então, nós temos que estimular essa atividade empreendedora. Então, todo lugar, nós criamos uma empresa, uma agência chamada Investe São Paulo, só para atrair investimento. Agora cedo, 8h30 da manhã, recebi um grupo belga, o pessoal da Bélgica querendo investir em São Paulo. Nós estamos 24h trabalhando. E é interessante: esse eixo aqui da Marechal Rondon, Castelo Branco, essa região aqui é... vira e mexe, “pumba”, vem para cá. Então, o que é muito bom porque... E são empregos de salário mais alto, agrega valor, agrega valor, atrai outras empresas. A gente pega uma indústria aqui como a Toyota, ela vai trazer um monte de fábricas fornecedoras, você vai gerando mais oportunidade, a região vai crescendo e com qualidade de vida. Mas quero deixar um grande abraço, agradecer aqui ao deputado Osvaldo Virgínio que tem nos ajudado muito na Assembleia Legislativa; a deputada Rita Passos também tem nos ajudado bastante lá na assembleia; agradecer ao prefeito, o Levi; agradecer a equipe da Artesp, nossa agência reguladora, ao Teodoro; a equipe da concessionária, da Collinas, nós temos boas estradas e vamos melhorá-las ainda mais, e vamos chegar em Tietê, você ponha o café no bule lá, que vamos em pista, café e goiabada! Você põe lá no bule que nós vamos chegar de rodovia duplicada lá em Tietê! Mas, quero dizer da alegria de vir a Porto Feliz, e agradecer a presença de vocês aqui nessa tarde ensolarada, vocês é que deram brilho a esse nosso encontro. Muito obrigado!