Discurso - Inauguração das Obras de Revitalização da Avenida 19 de Maio, Visita à Obra de Reurbanização da Orla da Praia da Enseada e Entega das Chaves da Sede do Observatório do Corpo de Bombeiros - 20121905

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do discurso da Inauguração das Obras de Revitalização da Avenida 19 de Maio, Visita à Obra de Reurbanização da Orla da Praia Enseada e Entrega das Chaves da Sede do Observatório do Corpo de Bombeiros à PM

Local: Bertioga - Data: 19/05/2012

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin. [palmas].


GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO, GERALDO ALCKMIN: Muito bom dia a todos e a todas. Cumprimentar o prefeito, Mauro Orlandini; a Cecília, presidente do Fundo Social de Solidariedade; vice-prefeito Eduardo Pereira de Abreu; vereador Marcelo Vilares, saudando aqui todos os vereadores, vereadoras, de Bertioga e da região; nossos secretários de Estado, deputado federal Márcio França, secretário do Turismo; deputado Bruno Covas, secretário do Meio Ambiente; secretário Dr. Saulo de Castro Abreu Filho, de Logística e Transportes; prefeita do Guarujá, Maria Antonieta; de São Vicente, o Tércio Garcia; Mongaguá, Paulinho; o Edmur Mesquista, nosso secretário adjunto do Desenvolvimento Metropolitano. Queria cumprimentar também o Marcos Aurélio Adegas, diretor-executivo da AGEM; Dr. Maurício Barbosa Júnior, delegado titular; major Carlos Eduardo Smicelato, comandante do Grupo de Bombeiros Marítimo; o Laurence Casagrande, presidente da Dersa; Elisabeth Correia, diretora do DADE; meu companheiro Luiz Carlos Rachid; o Elano, prefeito de Jucás, o Ceará. Eu gosto de Elano, Ganso, Neymar. [palmas]. O padre Sílvio Luiz; os emancipadores, fundadores da cidade. [palmas]. Olha, hoje é um dia muito especial. Vinte e um anos, uma cidade jovem, um broto, 21 anos, hoje, que se adquire sua maioridade. Mas uma cidade progressista, uma cidade crescendo e com qualidade de vida. E é com alegria que venho hoje dar os parabéns, trazer um abraço, e a melhor maneira que nós podemos comemorar o aniversário de uma cidade é trabalhando com ela, é unindo esforços para melhorar a vida das pessoas. Então, quero dizer, Orlandini, que no hospital, aqui de Bertioga, da Bertioga, nós estamos repassando aí os recursos, vim com seu secretário da Saúde para cá. Nós vamos ter aqui mais que o dobro do número de leitos no hospital, e os leitos de UTI [palmas], de retaguarda. Leitos importantes para os sinais vitais, importantes para as emergências aqui do município. Disse bem o Márcio França, o Turismo é hoje uma das principais fontes de emprego. O setor primário da economia é agricultura, vai mecanizando, diminui emprego, porque é tudo máquina; cortar cana: hoje não tem mais cortador de cana, só na novela antiga, tudo máquina. Eu sou de uma região de café, antigamente era muita gente para colher café; hoje a máquina chacoalha o pé de café e recebe embaixo. Então, o setor primário da economia, que é a agricultura, ele mecaniza. O setor secundário, que é indústria, ele robotiza, aqueles procedimentos são todos de robô, você programa e precisa pouca gente. Então, o emprego de hoje, do futuro, é o setor terciário, que é serviços, comércio, turismo, educação, saúde, é prestação de serviço, no mundo inteiro. Por isso, todo nosso apoio aqui ao Turismo. Nós estamos entregando hoje aqui a obra da Avenida 19 de Maio, ficou muito bonita a avenida, a orla da praia, também muito bonita, e estamos começando uma duplicação, os recursos do DADE, que nós liberamos agora, quase R$ 7 milhões, para a Avenida Anchieta. Então, uma obra importante aqui para a cidade. A outra, eu quero agradecer aqui ao Bruno Covas, porque nós precisamos fazer obras, mas preservar o meio ambiente, não podemos fazer obras destruindo a natureza. Então, essa sustentabilidade, que exige bom senso, interesse público, o Bruno tem feito muito bem, permitindo a gente executar obras importantes no litoral e, ao mesmo tempo, preservando o meio ambiente. E o Parque, aqui, da Restinga, que passa a ter o seu núcleo aqui em Bertioga. [palmas]. Depois, queria destacar também o observatório aqui do Bombeiro, as torres, vão ser importantes para a segurança, e a balsa. Cadê a Maria Antonieta? A balsa entre Bertioga e Guarujá, ela tem 800 metros; ela vai ser reduzida para 400 metros. [palmas]. Então, vai reduzir o tempo. E nós vamos investir... Cadê o Dr. Saulo e o Laurence, chega aqui, Saulo e Laurence. Nós vamos investir R$ 19 milhões, quase R$ 20 milhões, um novo atracadouro aqui em Bertioga, tirando aqui do centro essas filas enormes e prejudicando o centro, sai aqui da região central, fica um pouco ao lado, à medida que diminui para a metade a distância nós vamos economizar combustível e a travessia vai ser mais rápida. A gente lá no Guarujá, nós reduzimos 20% o tempo de travessia, a espera na travessia com os investimentos na balsa. Aqui a gente acha que nós vamos chegar a quase isso também, 15% a menos. E facilitando a vida das pessoas. Uma cidade turística precisa ter um belo píer, um belo atracadouro, receber bem os turistas, atender com qualidade. Desloca o trânsito, melhora aqui o trânsito da região central, ajuda muito a cidade a poder crescer e com qualidade de vida. Diz aqui o Orlandini, “Pega os turistas do Guarujá para vir para cá, né?”. Mas, é dos dois lados, vai daqui para lá e de lá para cá. Faz um bom intercâmbio aí. E nós estamos chegando de Guararema, a Mogi-Bertioga ela vai ser modernizada, nós vamos dar uma bela de uma melhorada na Mogi-Bertioga. A rodovia que vai ela chama Mogi-Dutra, mas a rigor ela para na Ayrton Senna, nós vamos duplicar até a Dutra, estamos chegando do Alto Tietê. Então, vai ser duplicada até a Dutra, vai ser modernizada e ampliada a Mogi-Bertioga, e o atracadouro novo melhorando o trânsito na cidade, dando mais rapidez, conforto na ligação com o Guarujá e as obras do DADE, que são obras aqui para o turismo e para as pessoas que vivem aqui. E lembrou bem o Saulo, nós deveremos nos próximos dias ir a Santos para assinar o contrato de uma obra histórica, que é a ligação seca entre Santos e o Guarujá. Então, nós vamos assinar o projeto executivo, vai ser uma das mais importantes obras de engenharia do país, um túnel imerso no canal entre Santos e o Guarujá. Pindamonhangaba que se cuide, não é, com tanta coisa aqui no litoral. Mas eu quero... Rio-Santos, ela tem um trecho que é nosso, tem um trecho que é federal, nós estamos até pedindo para que o Governo Federal nos transfira, com os recursos. Já iniciamos a obra da duplicação da Tamoios, São José até o Alto da Serra. Começamos na terça-feira, tem trinta máquinas trabalhando e estamos aguardando o licenciamento ambiental, que eu acho que vai sair rápido, para o contorno de Caraguatatuba até São Sebastião, tudo em túnel, é uma rodovia duplicada, de Caraguatatuba para Ubatuba, até a Praia Martim de Sá, e conversava com o Saulo, agora na descida da Serra, que nós vamos estudar aqui os trechos mais importantes aqui para a gente gradualmente ir duplicando aqui também na região. [palmas]. Mas quero, então, o conjunto de investimentos que estão sendo feitos, na Padre Manoel da Nóbrega. Aliás, são investimentos importantes, porque acidente é muito triste. A terceira causa de morbimortalidade no mundo moderno não é doença, é causa externa, é acidente. A primeira é coração, aqui com essa praia maravilhosa, é só andar, é só mexer o corpo, é só fazer caminhada que o coração fica a mil por hora aí. O segundo é câncer, a gente só precisa tomar mais cuidado, quem é mais clarinho, com esse sol muito forte, se proteger do sol. Mas o sol é ótimo para a saúde. E a terceira é acidente. Era homicídio, era homicídio, nós tínhamos 13 mil homicídios por ano, baixamos para 12, 11, 10, 9, 8, 7, 6, 5, hoje é 4 mil. Então, a maior causa não é mais homicídio, é acidente rodoviário: é moto, carro, atropelamento, caminhão. Então, uma boa estrada, uma boa rodovia vai trazer segurança. Mas eu quero dizer que, Orlandini, ao dar meus parabéns aqui a Bertioga, estando aqui no litoral, dizer que esse é o ano do Peixe, não é isso? [palmas]. Esse é o ano do Peixe... Me perguntaram agora, lá em Guararema, por que é que o Santos perdeu lá em Buenos Aires? Vai ganhar agora, aqui na Vila Belmiro, por que é que ele perdeu. Eu falei: Olha, o time estava cansado de tanta festa, né? Mas, eu quero agradecer, deixar um grande abraço. Parabéns Bertioga, pelos 21 anos!