Discurso - Inauguração do Memorial Shunji Nishimura, de Quadra Esportiva, Assinatura do Decreto de Criação da Fatec Pompéia e Descerramento de Placa Inaugural de Recuperação de Vicinal - 20122104

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do discurso de Inauguração do Memorial Shunji Nishimura, de Quadra Esportiva, Assinatura do Decreto de Criação da Fatec Pompéia e Descerramento de Placa Inaugural de Recuperação de Vicinal

Local: Pompéia - Data: 21/04/2012

ORADOR NÃO INDENTIFICADO: Pronunciamentos. Com a palavra, o governador do nosso Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia. Bom dia a todas e a todos. Dizer da alegria de estarmos juntos aqui em Pompeia. Cumprimentar o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Deputado Barros Munhoz, um amigo de Pompeia, da família Nishimura. Cumprimentar o prefeito anfitrião Oscar Yasuda e a dona sua esposa Elizete. Cumprimentar os filhos do senhor Shunji Nishimura, o Jorge Nishimura, presidente do Conselho de Administração das Maquinas Agrícolas Jacto, o Jiro Nishimura, presidente da Fundação Shunji Nishimura, o Shiro Nishimura, o Takashi Nishimura. [ininteligível] Nishimura. A [ininteligível] Nishimura. Toda a família. Vice-prefeito Jorge de Gouveia. Vereador Élcio Zaparolli. Presidente da Câmara, deputado federal Silvio Torres. Secretário de Estado da Habitação, secretário do Estado do Esporte, Lazer e Juventude, Benedito Fernandes. Deputado Federal, Walter Ihoshi. Deputado estadual, vice-líder do governo na Assembleia, Vinícius Camarinha. Prefeito de Herculândia, o Zé Carlos. Júlio Mesquita, o Tirso. Oriente, o Toninho. Quintana, Fernando Nunes. Fernão, o Adélcio, Tupã, Valdemir, professora Laura Laganá. Superintendente do Centro Paula Souza. Coronel Matias, comandante do batalhão da Polícia Militar, professora Cláudia Mendonça, diretora desta faculdade, da Fatec, Shunji Nishimura. Dr. Jorge Mori, diretor do DR-7. Familiares do Sr. Shunji Nishimura. Colaboradores da Jacto da Fundação. Diretores, professores, alunos do Centro Paula Souza.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Ex-alunos aqui da fundação, amigas, amigos. É uma grande alegria, Jorge, virmos à inauguração do Memorial Shunji Nishimura, aqui em Pompeia. E juntos realizarmos mais um sonho do Sr. Shunji, que era a faculdade. E vindo de Marília pra cá, vim com o prefeito o Dr. Oscar, e ele me dizia de, do trevo do distrito de... Paulópolis. Então, nós autorizamos aí, são R$ 750 mil, fazer um novo trevo pra dar mais segurança por quem percorre a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros. Além disso, nós vamos fazer o recapeamento completo, acostamentos, obras de segurança, de Adamantina até Panorama, até o Rio Paraná. E a Rodovia SP-294, Comandante João Ribeiro de Barros, que teve um papel importantíssimo no desenvolvimento, como a ferrovia também da região, acabou ficando dentro da cidade. E, Barros Munhoz, o VDM, que era de 20 mil veículos por dia, com a nova ponte que temos hoje sobre o Rio Paraná, passou de 10 mil veículos por dia. Então, existe um estudo, não existe ainda projeto executivo, mas existe um estudo no desvio da SP-294, nós vamos tentar buscar uma solução mais econômica para que a gente possa viabilizá-la. O prefeito também, no caminho, falou da necessidade de fazer mais um recapeamento, mais um asfalto, nós já tínhamos liberado em torno de R$ 600 mil, estamos liberando mais R$ 400 mil, que ajuda a cidade a manter o seu sistema viário em boas condições. Está conosco aqui o deputado, secretário Silvio Torres, nós estamos indo daqui a Bernardino de Campos, São Pedro do Turvo, e depois Bernardino de Campos, vamos inaugurar mais 240 casas no Programa Casa Paulista.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Aqui, nós temos 100 em construção e o Oscar já está providenciando o terreno pra gente fazer mais 50, porque o aluguel aqui está caro e falta casa aqui na cidade, então o Silvio já está autorizado aí, a começar mais 50, além das 100. Está aqui conosco também, o Benedito Fernandes, o secretário de Esporte, nós estamos entregando também um ginásio coberto, e gostei do preço! A quadra: vôlei, basquete, futebol de salão, coberta e fechada, tudo por R$ 135 mil, então parabéns prefeito, obra bem feita e econômica é isso que São Paulo precisa! Agradecer ao DER, o nosso engenheiro do DER o Moura(F), nós estamos entregando aqui a vicinal é a vicinal Pompeia a Nova...


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Nova Cravinhos


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: A Nova Cravinhos, e também temos uma obra aqui do terminal rodoviário, uma ampliação, modernização e reforma aqui da rodoviária, aqui da cidade de Pompeia. Mas, nós estávamos vindo para cá, o Barros Munhoz, o presidente da Assembleia Legislativa, e falando aqui do senhor Shunji Nishimura. Como é que nasceu essa escola? Ela não existiria se não fosse a Fundação Shunji Nishimura, ela foi à semente! A professora Laura Laganá que é uma craque, viu, eu acho que ela é da Vila Belmiro! Ela é uma craque, ela nos procurou, nós temos uma Fatec, eu era secretário de Desenvolvimento do Serra governador, nós temos uma Fatec em Marília, então falou, ‘nós podíamos fazer uma extensão da Fatec Pompeia e criarmos lá um curso de Tecnólogo em Mecânica de Agricultura de Precisão’, curso inexistente, hoje tem outro em Oklahoma nos Estados Unidos, aliás, eles vieram...


LAURA LAGANÁ, PROFESSORA: O nosso é melhor!


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: É! O nosso é melhor diz a Laura, e tanto é melhor que eles vieram de Oklahoma pra conhecer aqui a Fatec, aqui de PompEia Tecnólogo em Mecânica de Agricultura de Precisão, não poderia ser em outro lugar, a não ser na capital da inovação tecnológica que é Pompeia! Aqui, o Sr. Shunji Nishimura construiu a primeira máquina do mundo, a primeira colheitadeira de café do mundo nasceu aqui, em Pompeia! E, nós já temos hoje 428 alunos, não é só daqui da região, nós imaginávamos que ia ser uma escola regional, temos alunos de 140 cidades do Brasil e de 10 estados brasileiros, tal é a demanda hoje por esses equipamentos e pessoas que conheçam tecnologia e agricultura de precisão para o agronegócio brasileiro. Nós queremos agradecer a família Nishimura, a Fundação Shunji Nishimura.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: E o sucesso da Fatec foi tão grande, que hoje nós criamos a faculdade; é a de número 53. Deixou de ser uma extensão de Marília para ser a Fatec Pompeia, uma faculdade que vai crescer aqui em Pompeia, sempre nessa linha da inovação. E ela não poderia ter um patrono melhor do que Shunji Nishimura; então, ela passa a se denominar Fatec Shunji Nishimura. O presidente da Assembleia, deputado Barros Munhoz, foi muito feliz quando aqui colocou, como também o Jorge, o prefeito, as virtudes do Sr. Shunji. As pessoas passam, os seus exemplos ficam. Meu pai morreu em 1998, faz 14 anos. Eu lembro dele todo dia, os exemplos marcam, ficam perenes. E o Sr. Shunji foi uma vida longa, longa e uma vida de sabedoria, o homem que manteve a simplicidade, a humildade a vida inteira. Eu conheci o Sr. Shunji na Esalq, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz; ele era paraninfo da melhor, mais conceituada das escolas de agronomia da América Latina. E me chamava à atenção a sua simplicidade. Ele cativava a todos. Chesterton dizia que há grandes homens, que perto deles todos se sentem pequenos. Mas que o verdadeiro grande homem faz com que perto dele todos se sintam grandes. Então, o Sr. Shunji tinha essa capacidade de nos fazer a todos, junto a ele, nos sentirmos grande. Um empreendedor que veio pra cá carpir café, e que começou pegando latinha usada pra fazer caneca, que construiu uma indústria de máquinas agrícolas, que exporta hoje pra dezenas de países do mundo, com responsabilidade social, sempre preocupado, enxergando as pessoas, vendo as pessoas, ajudando as pessoas...


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Eu vim aqui há uns anos atrás pra ser paraninfo da Escola Agrícola, aqui da Fundação. Eu me lembro que era mais de meia-noite, essas fundações, essas solenidades de formatura, às vezes, são demoradas, né? E ele, com 95 anos de idade, até o fim. E aí o Shiro perguntou: “Dr. Geraldo, amanhã o senhor quer ir embora que horas pra São Paulo?”. Eu não era mais governador, não era nada, vim aqui como cidadão. E eu falei: Ah, se eu puder ir cedinho, sete horas... Falei: ‘Então, seis e meia nós tomamos café aqui no hotel da Fundação aqui ao lado’. Às seis e meia, estava Shunji Nishimura pra se despedir, pra agradecer e cumprimentar. Enfim, um homem que nos deixou muitos exemplos, valores que devem nortear a existência humana. Meu neto... Meu filho caçula, Tomaz, quando meu pai era vivo, um dia foi à Pindamonhangaba, e papai perguntou pra ele: “Tomaz, tá tudo bem?”. E aí ele respondeu pro avô: “Olha, mais ou menos, porque lá na escola, a minha nota não tá lá essa maravilha, tal... Então, papai e mamãe estão meio me dando um puxão de orelha...”. Aí meu pai disse a ele: “Olha, meu filho, na vida, o importante não é ser o primeiro, o importante na vida é ser bom, ser bom.”. Sr. Shunji Nishimura foi um homem bom. No Brasil e no mundo faltam heróis verdadeiros. O herói verdadeiro é aquele que faz da sua vida uma causa, e dessa causa, pra melhorar a vida dos seus semelhantes, do seu bairro, da sua cidade, das pessoas que mais precisam, das crianças, dos que precisam de um futuro melhor. Por isso, nós ficamos muito felizes, Jorge, de poder participar da inauguração do Memorial Shunji Nishimura, e honrados de tê-lo como patrono da Fatec Shunji Nishimura em Pompeia. Parabéns a todos!