Discurso - Inauguração do Sistema de Distribuição de Água, Anúncio de recursos do Fumefi e para a futura ETEC - 20123006

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do discurso da Inauguração do Sistema de Distribuição de Água, Anúncio de recursos do Fumefi e para a futura ETEC

Local: Mairiporã - Data: 30/06/2012

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: O nosso governador, Geraldo Alckmin.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Bom dia! Bom dia a todas e a todos. Estimado prefeito, Antonio Aiacyda, prefeito de Mairiporã. Elizabeth Aiacyda, muito obrigado pela lembrança. Ana Maria Gaggini Tellian, vice-prefeita. Edmur Mesquita, secretário de Estado adjunto do Desenvolvimento Metropolitano. Prefeito Jango, de Bragança Paulista, e sua esposa Kátia. Prefeito de Franco da Rocha, Márcio Cecchettini. Nosso ex-prefeito de Cajamar, Messias. Nossos ex-prefeitos de Francisco Morato. A Andreia que nos alegra aqui com a presença. Andreia, o Tuco. Paulo Massato, diretor metropolitano da Sabesp. Widerson Tadeu, secretário executivo do Fumefi. Dr. Antônio José Pereira, delegado seccional. Coronel João Carlos Pelissari, comandante do batalhão. Maestro José Inácio Bezerra. Quero saudar aqui a banda. Beleza de banda [ininteligível]. Vereadores, secretários municipais e lideranças aqui da comunidade. Uma alegria, neste sábado bonito, a gente vir aqui a Mairiporã. Mairiporã é a terra das águas, não é isso? Essa serra maravilhosa, muita água, a represa Paiva Castro, chamada represa de Mairiporã ou terra da água. E não tinha sentido ter bairro sem água na torneira, não tem sentido. Terra das águas precisa ter água, e água de qualidade em todas as torneiras. Então nós estamos investindo trinta milhões de reais em um sistema de abastecimento de água. Acabamos de passar lá pela ETA. Está indo muito bem a obra, uma grande e nova estação de tratamento de água. E completar... São três bairros já, não Cida? Que estão recebendo a rede de água. É o Estoril, não é? Estoril, o São Vicente e Vilage. Então, mais três bairros com a rede de água colocada. Nossa meta é a universalização, 100%, e uma nova estação de tratamento de água, que vai prever o desenvolvimento da cidade por 20, 30 anos aí para frente. E a outra é esgoto, R$ 40 milhões em coleta de esgoto e tratamento de esgoto. Nós já temos uma parte importante na cidade, agora também no Distrito de Terra Preta, e nós vamos estar levando saúde para as pessoas e recuperando os nossos rios. Até porque todos nós somos fãs do “peixe”, não é isso? Mas eu queria dizer o seguinte, que nós estamos aqui na última semana para assinar as coisas, porque daqui uma semana não pode mais, não é isso? Então, nós estamos que nem o Romarinho, marcando gol no último minuto. O Corinthians vai provar que o Boca é meia-boca. Depois, estamos executando aqui uma grande obra, que é a SP-23, a recuperação de Franco da Rocha até Mairiporã. São dois contratos: um contrato de recuperação da rodovia, e o outro de proteção de [ininteligível]. A prefeito é a Cida, assinou o programa da creche, Creche Escola, não é isso? Então, nós vamos ter uma nova creche para atender as mamães, as crianças, e a Prefeitura entra com o terreno, nós construímos a creche-escola e mobiliamos, entregamos prontinha a obra. Esse é um programa que a gente quer fazer mil creches no Estado de São Paulo. Aqui temos o Melhor Caminho, já fizemos a estrada Armando Barbosa de Almeida, no bairro Caceia, e temos aqui o Pró-vicinais. Foi recuperado o asfalto da estrada da Roseira, ligação de Mairiporã com São Paulo, 13km, e um outro trecho de 5km. E nós temos aqui também liberação dos recursos do Fumefi para infraestrutura urbana. São R$ 4,7 milhões para infraestrutura: galeria, meio-fio, sarjeta e asfalto. Tirar o barro de perto das casas das pessoas e tirar a poeira, levar mais conforto para a população. É tudo asfalto novo ou tem recapeamento, aí? Novo? Vai dar ao todo quantos metros quadrados? 40.000. Pra ter uma ideia do que isso, se a gente imaginar que uma rua tem 8m? São 7 ou 8? Vamos dizer se tiver 8m, 40.000 dividido por 8, dá? 5.000metros lineares, ou seja, aqui vai ser feito 5km de asfalto em vias urbanas para os bairros da cidade. E o asfalto, ele ajuda a melhorar o bairro, porque você na chuva tem que pisar no bairro, no inverno a criançada fica com dor de garganta, todo mundo, todos nós, não é, por causa de poeira, aí alergia, problema respiratório, dor de garganta, enfim. Então é um investimento importante, e ele está vindo junto com o saneamento: é água tratada, esgoto sanitário e a infraestrutura para a população. E a Etec. A Etec, a Escola Técnica, o custo dela aqui previsto, o valor, o Aiacyda, da Etec era R$ 3 milhões e? É R$ 3,2 milhões, e saiu por?


[ININTELIGÍVEL]


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Ah, é ao contrário! Era R$ 3,8 milhões e saiu por R$ 3,2 milhões, ou seja, 20% mais barato! A gente liga a televisão e vê no Brasil inteiro obra superfaturada, é pra custar 3, custa 5; é pra custar 10, custa 15, é pra custar 100, custa 200. Aqui 20% de mais barato! Então o respeito... O respeito ao dinheiro do contribuinte. Economia, não deixar dinheiro desperdiçado, dinheiro jogado fora, respeitar o dinheiro público! Daí dá pra fazer mais e dá pra fazer melhor em benefício da população. E essa grande escola técnica, ela vai possibilitar que o jovem faça um curso de 1 ano e meio tudo de graça. Então ele sai com diploma de técnico e cada 5, 4 já saem empregados! Porque nós fazemos curso pra onde tem necessidade do mercado de trabalho, área de edificações, por exemplo, construção civil. Eu fui a Limeira um dia desses, lá está sendo feito um shopping pelo grupo lá do Olavo Setubal, aí o menino lá, o neto do Setubal me falou, ‘olha aqui em Limeira não tem pedreiro, pedreiro aqui é R$ 3.000,00, senão não tem! Mestre de obras, bom mestre de obras, bom mestre de obras R$ 15.000,00! R$ 15.000,00!’. Hoje tem no Emprega São Paulo 22 mil vagas. Não são preenchidas por falta de qualificação. Então o que faz a Etec? Ela levanta na região o que está faltando na indústria, nos serviços, no turismo, no agronegócio. Ela levanta os empregos e aí faz o curso, e 1 ano e meio só já está com o diploma. E o jovem vai poder fazer junto com o Ensino Médio. Ele faz o Ensino Médio de manhã e o Técnico à tarde, ou faz um à tarde e o outro de noite, ou seja, e ele sai com os dois diplomas, e ele ganha 1 ano e meio. Ele não precisa terminar o Ensino Médio pra depois fazer o Técnico, ele pode fazer o concomitante, junto. E já sai com os dois diplomas tudo de graça, e junto com a Escola Técnica, Hayacida, vem o Ensino Médio dentro da Etec. Quem que mede a qualidade do Ensino Médio? É uma prova do governo federal, do Ministério da Educação, chamada Enem. Então, o Enem mede o Ensino Médio. Das 50 melhores escolas do Ensino Médio do Brasil, do Brasil inteiro das 50 melhores, 38 são do estado de São Paulo! E das 38... Das 38, 37 é o Centro Paula Souza que tem a Etec e a Fatec. Então vem pra cá o Centro Paula Souza e nesse prédio vai ter Ensino Médio, quem quiser pode estudar lá o Ensino Médio tudo de graça, e tem o Técnico. E quem quiser faz os dois ao mesmo tempo. Pegou o diploma de Técnico e do Ensino Médio já trabalha e vai fazer a Fatec em Franco da Rocha que vai ter a Fatec, vai estar aqui do lado! Vai fazer em Guarulhos aqui do lado, nós temos... Nós estamos ampliando uma rede de faculdade de Tecnologia! Bragança, hoje o jovem... No meu tempo já era assim, você tem que estudar e trabalhar, eu estudei e trabalhei! Eu fiz Medicina, aí invertia. O dia inteiro na faculdade e no hospital e a noite trabalhando. Dava aula toda noite pra pagar a escola, então pode trabalhar e estudar. O que nós precisamos garantir é: a Etec de graça, a Fatec de graça, ampliar a universidade pública e gratuita e ampliar vaga para poder dar acesso aos nossos alunos. Mas nós viemos é trazer um grande abraço, o Aiacyda fez aqui um belíssimo trabalho em Mairiporã e um trabalho sério, a cidade melhorou! A cidade, ela é outra cidade com infraestrutura melhor, serviços públicos melhores. Sempre vai estar faltando muita coisa, mas é sempre assim, sempre está faltando, mas nós estamos avançando, estamos melhorando e fazer com honestidade, fazer junto com a população e fazer o que a população precisa: é a água, é o esgoto, é a escola boa, é o ensino técnico que garante emprego, é o desenvolvimento da cidade. E o Rodoanel, nós já estamos licitando a Asa Norte; a Asa Leste já está em obra já esta bem adiantada, nós vamos estourar os últimos na semana que vem; a Norte está em licitação, então 25 consórcios do mundo inteiro disputando a obra. Vai derrubar o preço e com qualidade! Vai passar aqui do lado, estão quem quiser ir para São Paulo é só pegar aqui a Fernão Dias já caiu no Rodoanel, ou ir... Pegar por Franco da Rocha. Isso vai trazer também um novo impulso a toda região, porque melhora a logística da grande São Paulo. Vai ligar o maior aeroporto da América do Sul, que é Cumbica, com o maior Porto da América do Sul, que é o Porto de Santos, sem precisar passar por dentro de São Paulo. Mas eu quero deixar um abraço, agradecer aqui aos prefeitos, o Márcio; agradecer ao Jango prefeito de Bragança; agradecer ao Aiacyda amigo muito querido, eu gosto do jeito do Aiacyda, não é? Ele é [ininteligível], não é? O meu pai dizia, não é? ‘O que fere os ouvidos, não agrada o coração’. A gente não precisa fazer gritaria pra convencer, não é? Convence pelo exemplo mais do que pelas palavras, e tem tido aqui em Mairiporã bons exemplos de trabalho e de dedicação à população. O Edson Aparecido está viajando, no governo é assim, o secretário vai pra Cingapura e o governador vai pra Sapopemba, não é? Alguém precisa trabalhar, não é, então, mas está muito bem representado aqui pelo nosso Edmur Mesquita, e trago um abraço aqui do Edson, ele me ligou no telefone. Quando eu falei que estava aqui, ele pediu para dar um abraço, agradecer o Iverson [ininteligível], agradecer o Paulo Massato e a Dilma Pena, toda equipe da Sabesp, e o Panão. O Panão tá com uma gravata bonita, olha só. O Panão não é fraco não, o Panão ele levita, quando ele está inspirado ele sobe, chegou a dois metros já. Eu falei: “Panão, cuidado que teve um padre no Paraná que foi direto, não é? Não suba muito”. Mas ele faz levitação, mas é um amigo muito querido. Bom fim de semana!