Discurso - Inauguração do novo Prédio de Coleções do Butantan 20132409

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Inauguração do novo Prédio de Coleções do Butantan

Local: Capital - Data:24/09/2013

GERALDO ALCKIMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia a todos e a todas! Quero saudar o Professor David Uip, secretário do Estado da Saúde; deputado Osvaldo Virgínio; Professor Jorge Kalil, diretor-geral do Instituto Butantan; professores, grandes cientistas, Professor Isaís Raw, ex-diretor; o Ernei Camargo; o Professor Marco Antônio Zago, pró-reitor de pesquisa da USP; Dr. Orânio Bonoldi, superintendente da Fundação Butantan; os curadores aqui das comissões aracnológica e acari, Darci... Sra. Dra. Darci Moraes Bateste; entomológica - insetos, Roberto Henrique Pinto Moraes; herpetológica, Francisco Luís Franco; nosso ex secretário de planejamento e conselheiro aqui do Instituto Butantan, André Franco Montouro Filho; superintendente da FURP, o Flávio Formitague; diretores, conselheiros, pesquisadores professores alunos! É uma grande alegria vir aqui ao Butantan, Butantan tem um fascínio, exerce um fascínio sobre todos os nós: eu sou de uma cidade do Vale do Paraíba, Pindamonhangaba onde nasceu o Emílio Marcondes Ribas, grande cientista que junto com Adolfo Lutz, na época deram um grande passo e foi à compra aqui da Fazenda Butantan - isso há mais de um século - e convidaram o jovem cientista, Vital Brasil, que ergueu esse que é hoje ao longo de várias gerações, o mais importante instituto soroterápico da América Latina. Nós estamos hoje entregando o novo prédio, moderno, seguro para as coloções zoológicas, um prédio de dois andares com toda... espaços melhores, mais moderno, que prevê segurança contra incêndios, sistema de eliminação através de gás, absorve o calor, reduz o fogo, suspende o incêndio em até 10 segundos, enfim, com toda a tecnologia e a modernidade necessária para que se tenha aqui o material para as pesquisas e os avanços da ciência.

E também destacar que estamos concluindo nesse ano, o processo de transferência de tecnologia da vacina contra a gripe. O Brasil só envasilhava, mas vinha tudo do Pasteur Sanofi, Pasteur, na França e agora nós passaremos a ter 100% o processo de produção da vacina contra a gripe aqui no Butantan, que atenderá São Paulo e atenderá também grande parte do país.

E um segundo passo importante que é a vacina contra dengue. Aí é pesquisa inédita de grande significado na saúde pública mundial, ter a vacina contra a dengue, A terceira é o HPV, uma parceria com o Governo Federal, nós teremos aqui um investimento de R$ 300 milhões, muito importante para as mulheres em especial, às adolescentes, às meninas, a vacina do HPV que previne inúmeras doenças, especialmente câncer. E aí é transferência de tecnologia da Merc Sharp & Dohme com total transferência da tecnologia ao final do processo. E no caso da dengue, pesquisa genuinamente nossa de grande importância mundial. E também uma outra parceria para a produção de medicamentos biológicos para tratamento de câncer - oncológicos - há um estudo que mostra em poucas décadas - hoje o câncer é a segunda causa de morbimortalidade do mundo, a primeira é coração e grandes vasos - que o câncer poderá em 20, 30 anos ser a primeira causa de morte em todo o mundo. Então há necessidade de se investir fortemente na área oncológica. Mas quero trazer aqui um abraço ao Dr. Jorge Kalil: Conte conosco para a gente fortalecer ao máximo! Já disse a ele que verifique a questão dos concursos, carreira, para a gente fortalecer ao máximo aqui o instituto, a pesquisa aqui em São Paulo.

Esses novos projetos, Davi Uip, vão dar um novo impulso, foi uma luta conseguir trazer para São Paulo o HPV, uma luta tremenda, como também os hemoderivados, foi uma outra luta grande, conseguimos juntar os esforços com a Fundação, a HemoBrás, federal, para produção também de hemoderivado, hoje vem tudo de fora, os hemoderivados para cá. Então termos a nossa fábrica aqui; as pesquisas da dengue e o coroamento do trabalho da vacina contra a gripe que nós já deveremos produzir o ano que vem 20 milhões de doses atendendo não só São Paulo, mas também outros estados brasileiros.

Então aqui é um local de craques, não vou dizer de cobras, mas de craques! Trouxe até o Fabrício Cobra, aqui, cadê o Fabrício? Está ali, ele é filho da Zulaiê Cobra, o Fabrício Cobra, mas desejar um bom trabalho a todos! Muito obrigado! Capital