Discurso - Lançamento da Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer 20130803

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Lançamento da Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer

Local: Capital - Data: 08/03/2013

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia a todas e a todos. Quero dizer da alegria de vir com a Lu, hoje, aqui, no lançamento dessa Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer. Cumprimentar o professor Giovanni Guido Cerri, secretário de estado da Saúde; o Cláudio Pessuti, sobrinho da Hebe, representando aqui a família, a sua esposa, Helena Caio; o professor José Manoel de Camargo Teixeira, secretário de estado adjunto, professor José Otávio Costa Auler Júnior, diretor em exercício da Faculdade de Medicina da USP; professor Paulo Hoff, diretor-geral aqui do Icesp e coordenador do Comitê Estadual de Referência em Oncologia; o Dr. José Eluf Neto, presidente da Fundação Oncocentro de São Paulo, a Fosp; o Márcio Aith, o nosso secretário de Comunicação; Floriano Pesaro, vereador aqui da capital; o professor Yassuhiko Okay, vice-diretor da Fundação da Faculdade de Medicina; Dra. Marisa Madi, diretora executiva do Icesp; Dra. Lair Moura Malavila, representando as Santas Casas de Misericórdia, a Federação das Santas Casas; o deputado Osvaldo Verginio, de Osasco, que está aqui conosco; membros do corpo clínico, administrativo, colegas, profissionais da área de saúde; amigas e amigos. É um dia de grande alegria e conquista para o povo de São Paulo. Nós temos esse belo instituto, que é um orgulho justo de São Paulo, que é o Icesp. Eleito pelos pacientes o melhor serviço de atendimento do SUS. É gratuito, gratuidade, equidade e universalidade, referência, hoje, na América Latina e até internacional, o trabalho maravilhoso que aqui é feito, mas nós não podemos ter só um serviço, nós precisamos integrar todos os serviços do estado. Temos 71 serviços na área de oncologia, como disse o professor Giovanni, o professor Paulo Hoff, serviços do estado, dos municípios e filantrópicos. E o que nós estamos fazendo é organizando uma rede paulista de combate ao câncer. Há um aumento, né, o professor Paulo Hoff mostrou ali que nós teremos, só neste ano, perto de cem mil, 140 mil novos casos de câncer. Há uma relação entre idade e neoplasias, e o aumento da expectativa de vida no mundo, a mudança demográfica que nós tivemos, ela leva a um aumento da incidência das neoplasias. A boa notícia é que o câncer, além de poder ser prevenido em muitos casos, ele é uma doença curável, desde que diagnosticada precocemente e tratada corretamente, é uma questão... Hoje, é a segunda causa de mortalidade no mundo, inclusive aqui no estado de São Paulo. E essa rede vai integrar todos esses serviços e nós vamos investir nesta regionalização que disse o professor Giovanni. Agora em março, entregamos a ala nova do Hospital Heliópolis, que já era um hospital cirúrgico, e agora terá quimio e radioterapia, inclusive com equipamentos novos. Em abril, entregamos a referência para a Baixada Santista, para o litoral, que é no Hospital Guilherme Álvaro, com a nova ala de oncologia. Depois, no Alto Tietê, Mogi das Cruzes, no Hospital Luzia Pinho Melo, e no nosso hospital estadual, também, em Guarulhos. Em Osasco, terra aqui do deputado Paulo Verginio, aqui para a região oeste, também teremos um serviço completo, cirurgia, quimio e radioterapia, e vamos ampliando esse trabalho, que foi mostrado, na região sudoeste do estado, a Santa Casa de Itapeva. Enfim, em cada região, ter os serviços para atendimento. E a Central de Regulação, que vai funcionar aqui no Icesp e que começa imediatamente já com sete DRSs, a região metropolitana de São Paulo e a Baixada Santista. Estamos falando já de 25 milhões de pessoas, só a região metropolitana é 22 milhões, mais a Baixada, três milhões, já são 25 milhões. Em seguida vêm as demais regiões, região sudoeste do estado, oeste e, finalmente, o Vale do Paraíba, e nós teremos todo o estado de São Paulo integrado na Central de Regulação de Oncologia. Então, o paciente lá na ponta do estado, nas barrancas do Rio Paraná, o serviço de saúde se comunica com a Central de Regulação, vê o serviço mais próximo e de acordo com a complexidade do caso, o melhor trabalho. Tudo gratuito, humanizado, e o protocolo do Icesp, tanto para a prevenção quanto para tratamento também sendo levado a toda a rede de São Paulo. Quero cumprimentar também o vereador aqui da capital, o Mário Covas Neto, e a Valéria Baraccat, presidente do Instituto Arte de Viver Bem. E hoje é Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março, e dia do nascimento da Hebe Camargo. Aliás, só poderia nascer nesse dia, não é? Guerreira, com a garra que ela tinha. Paulista de Taubaté, Monteiro Lobato dizia, modéstia de lado, que Taubaté, Pindamonhangaba, é a terra roxa do talento e da aptidão. E Deus deu muito talento e muita aptidão à Hebe, que se transformou na rainha da televisão brasileira, desde a década de 50, não é? Cantora, humorista, trabalhou com Ronald Golias, apresentadora, fez nós todos conhecermos melhor o Brasil. Enorme disposição de ajudar. Nós lançamos uma campanha pra proibir a venda e o consumo de álcool pra menor de 18 anos de idade. Então precisava fazer uma publicidade, né, e aí quem que era? Era a Hebe, sempre voluntariamente. Ia lá, gravava e brincava, e... “Campanha do Agasalho”, todo ano, quem que ia lá? Hebe. Então sempre disposta a ajudar. Uma enorme alegria de viver, representa bem as mulheres aqui de São Paulo, sua garra, sua determinação, e um enorme amor a vida, que, como disse o professor Giovanni, dignidade frente à doença, as adversidades. Esse é o espírito da Rede Paulista de Combate ao Câncer, é amor às pessoas, né. É a rede da vida, da saúde, pra gente poder melhorar a vida da população. Diz que a verdadeira vocação de cada homem e de cada mulher é servir as pessoas, e principalmente quem mais precisa, quem tá doente, quem precisa de apoio. E a Hebe era sempre alegre, né? Quando a gente se encontrava, ela virava pra Lu e chamava de “gracinha”, né, e aí dizia pra mim: “A sua mulher tá cada vez mais bonita.” E eu respondia: “Isso é marido bom, né, Hebe.” Mas quero deixar um abraço, dizer que a rede Hebe Camargo vai, com essa equipe aqui, de craques, né, vai fazer muito em beneficio da população, da saúde, da vida da nossa população. Bom trabalho.