Discurso - Lançamento do NECRIM (Núcleo Especial Criminal) e posse do novo secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Lançamento do NECRIM (Núcleo Especial Criminal) e posse do novo secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa

Local: [[]] - Data:Maio 17/05/2016

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Bom dia, bom dia a todas e a todos, cumprimentar o Dr. Alexandre de Moraes, ministro do estado da justiça e cidadania, vice governador de São Paulo, secretário de ciência tecnologia e desenvolvimento econômico Márcio França, deputado Fernando Capez presidente da Assembleia Legislativa do Estado, desembargador Paulo Dimas Mascaretti, presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Dr. Mágino Alves Barbosa Filho secretário do estado de segurança pública, agora empossado, sua esposa Maria Rita, desembargador Luiz Toledo César, secretário de justiça e defesa da cidadania, em nome quero saudar todas as secretárias e secretários, Dr. Marcos Vinicius, nosso ex secretár io de segurança pública do estudo, deputados federais, Gilberto do Nascimento, Antônio Goulart, deputados estaduais Carlão Pignatari, delegado Dr. Olim, da DISAIA, Chico Sardelli, Ricardo Madalena, Itamar Borges, André do Prado, Caio França, Barros Munhoz, nosso sempre deputado Said Mourad, Dr. João Paolo Smanio procurador geral de justiça do estado de São Paulo, Dr. Davi Eduardo Filho, defensor público geral do estado, Dr. Sílvio Oyama presidente do Tribunal de Justiça Militar do estado de São Paulo, Coronel Ricardo Gambaroni comandante geral da Polícia Militar, Dr. Youssef Abou Chahin, delegado geral de polícia, Dr. Ivan Miziara superintendente da polícia técnico científica, Dr. Marques da Costa presidente da OAB, sessão de São Paulo, Dra. Cristina Bonilha Jarnyk coordenadora do Necrim aqui da capital, membros do poder judiciário , Ministério Público, das nossas polícias, amigos e amigas é uma grande alegria hoje dia importante a segurança pública é um dos grandes desafios do mundo moderno, e é hoje uma passagem de bastão, o Alexandre foi nosso secretário da justiça, ainda era menor de idade naquela tempo, fez um bom trabalho, já tinha sido promotor de justiça, também a fundação na época a FEBEM, está aqui conosco a diretora Berenice Gianella, o Mário Covas começou um belíssimo trabalho, nós tínhamos duas grandes unidades só no estado, a FEBEM Imigrantes 200 e tantos jovens em um lugar só e a FEBEM Tatuapé também com mais 2 mil adolescentes infratores em prolação de liberdade. Mário Covas iniciou o trabalho, não existe mais a FEBEM Imigrantes, foram feitas dezenas de unidades menores por todo o estado e o Alexandre conosco desativamos a FEBEM Tatuapé e hoje tem lá um belíssimo parque do Belém, onde era a antiga FEBEM, iniciou esse trabalho também na fundação, hoje Fundação Casa. Voltou à secretaria de segurança pública e aqui foi destacado uma coisa que a gente tem que ter um orgulho muito justo, o estado de São Paulo, em 1900, no ano 2000, 1999, 98 ele tinha 35 homicídios por 100 mil habitantes, o bairro do Capão Redondo era tido como a região mais violenta do mundo, nós tínhamos 13 mil homicídios por ano, foi reduzido 12, 11, 10, 9, 8, 7, 6, 5, o ano passado 3968 homicídios, nós saímos de 35 por 100 para 8,7 no estado vítimas por 100 mil habitantes e 8,3 na capital. Só do ano de 2014 para o ano de 2015 foram 497 vítimas a menos, pessoas que deixaram de morrer e geralmente jovens são os que morrem por homicídio é muito rapaz, sexo masculino, jovem na flor da idade perdendo a sua vida. E é um trabalho permanente de a gente conseguir reduzir ainda isso ainda mais ainda, é um trabalho perseverança, perseverante, todo mundo deu a sua contribuição, cumpriu a sua etapa com continuidade nesse trabalho. O presidente Michel Temer me ligou há uma semana atrás pedindo para que liberasse o Alexandre de Moraes para o Ministério da Justiça, e como os advogados gostam de latim e o Alexandre, o Michel Temer também gosta latim, eu então respondi em latim, “pro Brasília et maxime”, “pelo Brasil faça o seu máximo”, então está liberado. Dr. Alexandre. A tarefa de escolher o secretário da segurança é sempre uma tarefa que não é simples que eu tenho talvez o desafio que é o mais complexo e nós fomos buscar no Dr. Mágino criminalista, promotor da área criminal, procurador da área criminal, subprocurador da procuradoria geral do Ministério Público por duas legislaturas, familiarizado com a questão da segurança companheiro direto, braço direito do Alexandre, esse período todo, alguém para a gente poder dar mais um passo. Um é da faculdade de direito lá de São Francisco e o outro da PUC, eu perguntei ao Barros Munhoz qual que é melhor se é a USP ou é a PUC, o pessoal da USP diz que é a USP, o pessoal da PUC diz que o Direito da PUC é o top. O ex-governador Paulo Maluf, ele é engenheiro da Poli, colega do Dr. Meireles na USP e aí na diplomação há uns anos atrás, na diplomação estava do meu lado o Emanuel Fernandes que é engenheiro do ITA e foi meu secretário do planejamento. E aí o Maluf falou para mim, “Alckmin, eu, se fosse governador eu também nomearia o Emanuel, ele é da segunda melhor escola de engenharia do país”. E aí o Emanuel falou para ele, falou para ele: “É, governador, mas eu entrei nas duas”. Mas dizer da alegria de estar aqui com o Dr. Mágino, São Paulo tem feito aí a sua parte, é inovação aqui nós fomos o primeiro com o poder judiciário a ter audiência de custódia, fizemos a lei do desmanche com o Dr. Fernando Grella que foi também, hoje está sendo copiado aí no Brasil inteiro, reduzimos o latrocínio porque 42% dos latrocínios é roubo de veículos na hora de roubar o veículo, diminuiu roubo e furto de veículo especialmente de roubo, cai o latrocínio, então despencou o latrocínio. O Necrim, hoje nós estamos criando o 40 º Necrim, o Núcleo de Conciliação para Crimes Menor Potencial Ofensivo. Foram feitas 30 mil audiências com 90,5% de resultado positivo na conciliação e aí caminhamos ao judiciário.

[aplausos].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: O Dr. Mágino já iniciou já trabalhando, já assinando aqui o 40º Necrim. Tecnologia, fomos buscar o que há de mais moderno no mundo, em Nova York, o Detecta. E estamos fazendo agora uma cerca eletrônica no sentido de com tecnologia, inteligência, estratégia a gente ter melhor resultado ainda para oferecer segurança à população. Polícias, a melhor do Brasil, mais preparada, mais motivada. Um bom momento de integração das polícias, essa integração das polícias, ela é essencial para o trabalho. Enfim, é pisar no acelerador, crime para baixo, não é, polícia valorizada e trabalho. Tempos difíceis, não &ea cute;, de turbulência política e de crise econômica. E são exatamente nos tempos difíceis que as lideranças afloram. Dr. Mágino, estaremos juntos aí nesse trabalho, empenhados para fortalecer ainda mais a segurança pública em São Paulo. E em uma boa parceria com o Alexandre porque muitas das questões são federais, aqui ele citou o tráfico de armas, não é, tráfico de entorpecentes, são tarefas da área federal, especialmente da área de fronteira. Autoestradas que percorrem São Paulo, Dutra, Fernão Dias, Regis Bittencourt. Então, esse trabalho integrado do estado com a União, com o Governo Federal, ele é extremamente importante. Enfim, forma-se aí uma boa dobradinha, acho até que é Neymar e Messi, não é?

[risos].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Bom trabalho.

[aplausos]. [[]]