Discurso - Liberação de recursos e investimentos em Tuiuti 20130808

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Liberação de recursos e investimentos em Tuiuti

Local: Tuiuti - Data:08/08/2013


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Governador de todos os paulistas, Geraldo Alckmin!

APLAUSOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Boa tarde a todas e a todos! Estimado prefeito de Tuiuti, prefeito anfitrião, o Nande; o vice-prefeito, Juninho da Ambulância; o vereador Walter, presidente da Câmara, saudando aqui todos os vereadores; deputado estadual, Edmir Chedid; Dra. Mônika Bergamaschi, secretária do Estado da Agricultura, o Clodoaldo Pelissioni, superintendente do DER; os prefeitos aqui: a prefeita de Pedra Bela, a Roseli; o prefeito Jacó, de Amparo; o Betão Zen, de Morungaba; o Aguiar, de Monte Alegre do Sul; o Magrão, de Pinhauzinho; o Toninho Nogueira, de Águas de Lindóia e o Adalto, de Joanópolis; Diretor aqui regional do DER, responsável aqui por essa importante obra que vai começar, Dr. Clayton Luiz de Souza; coordenador da CAT, Dr. José Carlos Rossetti; o padre... Maycon, que fala? Maycon, não é? Padre Maycon que nos alegra aqui com sua presença; os pastores; tenente-coronel Marcelo; Dr. João Batista Fratini, delegado de Bragança e Tuiuti; o Dr. Tomaz Darozi, engenheiro da CODASP; o Dr. Leandro Marinho, diretor executivo da Equipave ,que vai ser a empresa que vai executar aqui essa obra; o Dr. Wellinton Conte, gerente da Equipave; o Marcão da Pousada; secretários municipais; amigas e amigos! Hoje nós estamos entregando uma obra e começando outra. Estamos entregando aqui o Melhor Caminho que é o programa de recuperação de estrada rural, nós recuperamos aqui 6,2km da estrada Sebastião Frazão, no bairro Godoy aqui em Tuiuti. E a Mônika colocou os programas da Secretaria da Agricultura. Nós tivemos semana passada a AGRIFAN, lá em Lençóis Paulista e nós temos aberto o programa, quem quiser comprar trator, implemento agrícola, arado, grade, colheitadeira, plantadeira: Juro zero! A inflação está quanto? Está 6%, então é juro negativo de 6%, porque se o juros fosse seis, a inflação seis, não tem juros, só cobre a inflação. Mas se o juros é zero, a inflação é seis, é juro negativo de 6%; três anos de carência para começar a pagar e mais seis anos, até seis anos para pagar, no total. Então um programa importante; Crédito agrícola, o programa Micro Bacias II, nós estamos orientando os agricultores a se unirem a associações, cooperativas para a gente melhorar renda. Então tem uma parte... Não é empréstimo, é fundo perdido, é dinheiro do governo para ajudar a melhorar a renda do agricultor. Quem produz leite então faz o queijo, a manteiga, o doce... A gente paga equipamento, veículo, enfim, agregar valor; O mel: todo trabalho pra purificar o mel, poder vender o mel, embalagem; Café: torrefação de café, enfim... Frutas: tem inúmeros programas que a Dra. Mônika depois pode detalhar, Nande, para melhora renda dos nossos agricultores aqui da região. Nós assinamos agora, há 15 dias com a cooperativa de laticínios lá de Avaré, um grande programa, mais de um milhão nós vamos investir para melhora a renda da população. Região de café, a gente tem apoiado; fruta, enfim, nas várias áreas. Depois queria dizer ao Nande que nós vamos entregar agora, daqui acho que 60 dias, uma ambulância 0km aqui para Tuiuti, só não é... Para os demais municípios também, quem pediu ambulância. A gente faz uma compra grande porque sai mais barato. Então, a gente consegue comprar mais barato, porque compra 300 ambulâncias. Só não é aquela ambulância de filme de cinema: Ambulância do cinema você abre a porta da ambulância, sai uma morena e uma loira de dentro, não é?

RISOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Mas daqui a pouco chega a ambulância. Ônibus escolar, ônibus escolar para levar os nossos jovens, nossas crianças para estudar, todos os ônibus tem acessibilidade, todos eles com elevador. Então cadeira de roda já, encaixa no elevador e coloca dentro do ônibus, todos com acessibilidade; Um caminhão coletor e compactador de lixo. O Nande estava dizendo que ele está pagando caro aí as despesas com o lixo, então vai receber também um caminhão zero quilômetro, todos os prefeitos também de cidades até 50 mil habitantes, nós estamos também entregando os caminhões. Tem município que prefere basculante, o outro prefere caminhão pipa, o outro prefere caminhão de lixo... Cada um sabe onde dói o calo e o que é mais prioritário. Também disse ao Nande, ele está comprando um terreno, cada um alqueire cabe mais ou menos de 60 a 70 casas. Então aqui você vai... São dois alqueires? Dois alqueires, então dá para fazer 120 casas. Completando a compra, nós vamos fazer aqui as 120 casas para a população.


APLAUSOS


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Quanto é o aluguel de uma casa aqui? Olha aí... Aluguel é caro, não é isso? E é um dinheiro sofrido, porque é o dinheiro que vai e? Sumiu! Então é dinheiro sofrido. Nós somos o único estado do Brasil que põe 1% do ICMS para moradia, para habitação de interesse social. Então quem ganha um salário mínimo tem acesso à casa própria, porque não passa a renda de 15% do salário, não pode passar a prestação. 15% da renda. Então o salário mínimo está quanto? Quanto? 678. 15% disso dá? Vamos arredondar: R$ 100,00. Então vai pagar R$ 100,00 para ser dono da casa, novinha. E nós estamos fazendo hoje 40 mil casas. Eu tenho ido na entrega de casas, a casa é impressionante: Tem casa até de três dormitórios; tudo esquadria de alumínio, azulejada, piso cerâmico, aquecedor solar; o conjunto com água, esgoto, asfalto, calçada, muro divisório, grama no jardim. O conjunto é bonito mesmo! São Paulo é o único estado que põe recurso para viabilizar moradia para quem não tem casa, para proporcionar moradia a quem precisa. E casa gera emprego: 120 casas aqui são 300 empregos que vão ser gerados. Todo mundo trabalha: Engenheiro, motorista, secretária, pedreiro, comércio da cidade ativa, restaurante, posto de gasolina, então gera muito emprego. E também aqui vai ter o Creche-Escola. Você já assinou também? Qual que é? Ah, então! E o lote aqui é grande, 250 metros, dá para ter uma horta lá na creche. Aliás, eu sou um adepto da agricultura orgânica, não é? Todo mundo devia ter uma horta. O meu pai dizia que o contato com a natureza aproxima o homem de Deus. Contato: você ver a natureza, sua evolução, essa coisa maravilhosa que é a vida! Então o lote é grande, dá para ter até uma horta lá na casa da CDHU. E o Creche-Escola qual o valor aqui do convênio? 1,5 milhão. Então as mamães, 150 crianças; zero a cinco anos e 11 meses. Então é creche e pré-escola, EMEI. Então você vai ter de um lado, a creche e do lado a EMEI. Nós vamos fazer 1.000 creches. Isso é, criança de zero a cinco anos é responsabilidade da prefeitura, mas a gente tem ajudado, então nós estamos colocando, já pusemos 900 milhões. A prefeitura só entra com o terreno. A gente entrega a creche mobiliada, mobiliada. É 1,5 milhão mais o mobiliário. Nós inauguramos agora em Lençóis Paulista, no dia da AGRIFAM, um espetáculo, a creche. É o mesmo projeto para todas as cidades. Queria dizer que nós estamos começando aqui hoje uma grande obra. Ela vai: Bragança Paulista, depois passa por Tuiuti e vai até próximo de Amparo. Nós estamos duplicando de Jaguariúna até Amparo, está certo, Jacó? Está indo bem a obra lá? Então estamos duplicando, é uma grande duplicação Jaguariúna até Amparo. E agora nós vamos fazer esse trecho da saída para Amparo, Tuiuti até Bragança Paulista. São 68 milhões, 67,5 milhões que nós vamos investir, um ano de obra. Mas se a gente puder entregar em 10 meses, melhor. Se a gente puder entregar em 10 meses, melhor.

APLAUSOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: A obra tem três rotatórias, porque é onde tem mais acidente. Então tem três rotatórias, não é tapa-buraco é recapeamento completo! Completo, recapeamento completo e a acostamentos. Ontem eu li o jornal de Rio Preto, o Diário de São José do Rio Preto e capa do jornal era o seguinte - nós duplicamos a rodovia Euclides da Cunha que é a ligação do Mato Grosso do Sul até São José do Rio Preto - e a capa do jornal era que com a duplicação e a separação das pistas, caiu para menos da metade, o número de mortos na rodovia. Porque a rodovia era muito movimentada, muito caminhão do Mato Grosso, trânsito muito pesado, muito estudante, porque tem ali as universidades e o número de mortos muito grande, reduziu para menos da metade o número de mortos com a duplicação. Acostamento, rotatória - evitar choque frontal - segurança, isso promove o turismo, melhora o escoamento da produção agrícola de serviços e das empresas e ao mesmo tempo evita acidente. Então uma grande obra. Nós estamos iniciando hoje e se Deus quiser até junho, julho do ano que vem, ela vai estar prontinha! E vai gerar também 120 empregos diretos e 360 empregos indiretos, aqui na região. E vamos entregar ali de Joanópolis até Vargem, essa ficou pronta, nós estamos indo lá para Vargem, para entregar de Joanópolis à Vargem; Depois vamos à Serra Negra, onde estamos fazendo a SP-340, que vai de Amparo até a divisa com... SP-100 e? Não, não: 360 a que vai de Amparo até Águas de Lindóia, Lindoia até...105 é a de Serra Negra, o asfalto, estamos fazendo as duas! A de Serra Negra para Itapira era de terra, era uma das últimas SPs ainda de terra e agora está sendo asfaltada. E a SP-340, ela já é asfaltada, é a rodovia do Circuito das Águas, está sendo modernizada e ampliada. Depois vamos fazer também... Vamos começar em setembro, Itatiba – Amparo. Está certo, Clodoaldo? Então em setembro, daqui um mês, nós vamos começar de Amparo até Itatiba, começar a obra. Em maio do ano que vem, até maio, entregamos a duplicação Jaguariúna-Pedreira-Amparo; vamos entregar em dezembro, Pedra Bela-Pinhalzinho, a obra. Estamos fazendo projeto, projeto, Bragança Paulista-Itatiba, tem um VDM muito alto e precisa ser duplicada, então nós estamos fazendo o projeto.


APLAUSOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:Estamos fazendo também o projeto Bragança Paulista-Socorro e vamos entregar em outubro agora, daqui dois meses de Bragança até Vargem. Correto? A variante, isto, isso! Vamos entregar agora. Enfim, nós temos aqui um conjunto de obras importantes na região. E de Bragança à Piracaia também, então vai ficar tudo arrumado aqui, isso torna a viagem mais agradável, evita acidente. Quando a gente sai de casa para viajar ou trabalhar, ninguém quer tragédia, a gente quer... Eu me lembro que papai, quando a gente saía, você rezava quando entrava no carro para viajar e quando chegava de volta, não é? Bons hábitos, não é? E o prefeito de Monte Alegre falou... Ele tem... Você tem o DADE, não é? Tem o DADE. E você vai pôr o DADE no quê?

AGUIAR, PREFEITO DE MONTE ALEGRE DO SUL: Monte Alegre a Pinhalzinho já foi aprovado, um trechinho dele, R$ 2 milhões.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Quanto?

AGUIAR, PREFEITO DE MONTE ALEGRE DO SUL: São R$ 2 milhões.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: São dois milhões, é um trecho, quanto que dá mais ou menos dois quilômetros, três?

AGUIAR, PREFEITO DE MONTE ALEGRE DO SUL: Não, nove quilômetros, e tem mais um...

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Você vai fazer...

AGUIAR, PREFEITO DE MONTE ALEGRE DO SUL: Dá dez quilômetros.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Cadê o Clodoaldo? Viu Clodoaldo? Você senta com o prefeito de Monte Alegre, ele vai fazer uma parte com o recurso da Estância Turística, não é isso? Do DADE. Isso, ele vai fazer. Aí, nós vamos verificar quanto fica, para ver aí, quanto custa para gente ver o que gente pode fazer mais um pedaço aí de vicinal. Então senta o Nande...

APLAUSOS


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Não, não batam muita palma, ainda não, espera aí!

RISOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Senta o Nande, o Aguiar, prefeito de Monte Alegre; Magrão, de Pinhalzinho, o Nande... Vocês sentam lá com ele, verificam o que ele vai fazer como recurso do DADE, e o que é possível a gente ajudar aí. Mas, eu quero é deixar um grande abraço, dizer da alegria de vir aqui à Tuiuti, eu sei que tem um problema aqui, o prefeito estava preocupado com problema da dívida com a Sabesp, não é isso, Nande? Quanto que é a dívida?

NANDE, PREFEITO DE TUIUTI: É de R$ 8,2 milhões.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: É de R$ 8 milhões, o orçamento é 14... Então, mais da metade do orçamento. Mas, eu não ficaria tão preocupado, porque se você tem um orçamento de 14 milhões e deve R$ 140 mil, aí é preocupante porque vai lá e sequestra o dinheiro, mas se você deve R$ 8 milhões, ninguém vai sequestrar, não é?

NANDE, PREFEITO DE TUIUTI: Mas [ininteligível] R$ 8 milhões...

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Como? Tem mais?

NANDE, PREFEITO DE TUIUTI: Hoje, a dívida que eu herdei é R$ 10,8 milhões.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Não é fraco, não! O que a gente poderia estudar? O que a gente poderia estudar? O que a Sabesp diz? “Olha, eu poderia assumir o serviço, mas como a dívida é muito alta, eu não tenho como investir em esgoto”. Correto? É isso, que ela falou?

NANDE, PREFEITO DE TUIUTI: Foi!

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Então, nós criamos um programa chama Água Limpa, para os municípios menores, só coleta e tratamento de esgoto, ou seja, a gente põe todo o dinheiro, eu estou indo depois de amanhã, sábado, à Capivari, nós vamos fazer todo o sistema de tratamento de esgoto, R$ 16 milhões! Estou indo à Ipeúna, vamos fazer todo o tratamento de esgoto, são R$ 10 milhões. Eu estava vendo o Globo Ecologia, no mês passado de manhã, e o Globo Ecologia tinha lá: o Brasil no ritmo que está indo, ele vai universalizar o saneamento básico, garantir água tratada de qualidade, para abrir a torneira e beber água. De qualidade para todo mundo, coletar todo o esgoto, não ter fossa, todo mundo com o esgoto coletado, e esgoto tratado, não jogar esgoto in natura nos rios, em 2197! Só as mulheres vão chegar lá, não é?

RISOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:2197. O estado de São Paulo, nos municípios operados pela Sabesp, nós vamos universalizar o saneamento básico no interior de São Paulo em 2014, o ano que vem, no ano que vem! O litoral de São Paulo 2016 e a região metropolitana de São Paulo, 2018, 2019. Os municípios que não são operados pela Sabesp, a gente ajuda, porque nós não temos a competência, o poder é o município, mas a gente ajuda. Então, eu vou pedir para Dra. Dilma, não a Dilma de Brasília, a Dilma nossa, aqui, a nossa Dilma, eu vou pedir para ela, para sentar com você e ver se consegue construir uma engenharia que Tuiuti fique livre da dívida, fique livre dessa dívida

APLAUSOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: E tenha o tratamento do esgoto, ou seja, limpar os nossos rios. Até porque ontem foi o empate com o Corinthians, o Santos, daqui para frente, o Peixe vai nadar a toda, não é? Nós precisamos está com os rios limpos, aí, não é? Grande abraço a todos!