Discurso - Liberação de repasse para o Complexo Hospitalar dos Estivadores 20163006

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Liberação de repasse para o Complexo Hospitalar dos Estivadores

Local: [[]] - Data:Junho 30/06/2016

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia a todas e a todos. Quero cumprimentar o vice-governador, Márcio França, secretário de Estado e Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Inovação; Prefeito anfitrião, Paulo Alexandre Barbosa; Vanessa; Maria Inês Barbosa, preside o nosso Fundo de Solidariedade; Vice-prefeito, o Eustázio; Vereador Constantino, presidente da Câmara; Deputados federais, o Papa, ex-prefeito do município; o Herculano Passos; deputados estaduais, O Caio França e o Wellington Moura; professor David Uip; Edmundo Mesquita; Coronel Ricardo; Paula Covas Calipo, diretora regional de saúde; nossos reitores da Unisanta, Silvia Teixeira; da Uniluz, o Nelson Teixeira; Marcos Calvos, secretário do município; em especial aqui as voluntárias e voluntários do fundo social de solidariedade, amigas e amigos. O Paulinho tem razão, professor David Uip, é um grande dia hoje, um dia história. Um hospital que prestou grandes serviços à comunidade desde a década de 70 e depois ficou por muitos anos fechado. O Papa, quando prefeito, adquiriu aqui o terreno e o prédio. E o Paulinho com a sua perseverança e capacidade de trabalho, Paulinho é cada cavoucada, cada enxadada uma minhoca, né? Ele é realizador. Então, pôs aqui de pé essa grande obra. Nós participamos, raspamos lá o fundo do tacho. Colocamos R$ 25 milhões, o hospital tá pronto, já vai escolher a OS, né, Paulinho? A OS que vai operá-la, que vai dirigir aqui o hospital. E estamos liberando esse ano, mais R$ 11 milhões para iniciar o custeio que, como ele bem colocou, é mais difícil. A cada ano, você gasta um novo hospital pra mantê-lo aberto e atendendo a população. Professor David Uip colocou, nós entregamos a Rede Lucy Montoro no Vale do Ribeira e estamos terminando um grande hospital em Registro. No litoral norte, nós estamos começando um dos maiores hospitais, que é o hospital regional de Caraguatatuba. Aqui na baixada entregamos um novo hospital Emílio Ribas, no Guarujá. O Guilherme Álvaro com a Rede Hebe Camargo, trouxemos um Instituto do Câncer aqui para a região. Hoje, totalmente em operação no Guilherme Álvaro. O hospital de Itanhaém está sendo triplicado de tamanho, que é o hospital estadual. Fizemos o AME, o AME Cirúrgico, a rede Lucy Montoro. E hoje com o Paulinho entregando aqui esta grande obra. Dinheiro sempre vai faltar. Governar é escolher. Como na vida da gente, está sempre faltando. Então, governar é escolher aquilo que mais beneficia a população, os que mais precisam e o que melhor pode melhorar a qualidade de vida do povo. E resolver os problemas aqui nessa grande cidade que é um centro universitário, um polo de saúde, médico, importante. Menotti Del Picchia tem um poema chamado "Juca Mulato", onde ele diz que a própria dor na terra natal dói menos. Então, se a gente puder ser tratado aqui perto dos amigos, da família e não virá ficha, número nas metrópoles, é melhor. E a gente vai ter um sistema de saúde melhor. Peço desculpas pelo atraso, mas nós ficamos presos aí na Serra. E estamos indo inaugurar mais uma obra social importante, que é o restaurante Bom Prato. O terceiro, a única cidade que tem três restaurantes Bom Prato. E Itu que se cuide viu, Herculano? Porque tudo aqui em Santos, tudo em santo é superlativo. E o Mário Covas dizia o seguinte, Márcio França, não se deve cometer três pecados: não se fura a fila, não se interrompe partida de futebol e não se atrasa o almoço. Parabéns a todos.

[Risos].

[Aplausos]. [[]]