Discurso - Lu Alckmin - 1ª Formatura da Escola de Construção Civil - 20120710

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do discurso da Lu Alckmin: - 1ª Formatura da Escola de Construção Civil


Local: Capital - Data: 07/10/2012


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Ao Paulo, obrigado, obrigada a Lucimar. Vamos ouvir agora, palavras da nossa primeira-dama do estado, presidente do Funda Solidariedade, D. Lu Alckmin!


LU ALCKMIN, PRESIDENTE DO FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE: Minha madrinha Cleuza Ramos, presidente da Associação dos Moradores Sem Terra do Estado de São Paulo, madrinha querida é uma alegria estar aqui! Joel Stuck presidente do ICC – Instituto Criança Cidadã e Sra. Kátia, professora Clara do Centro Paula Souza. Da coordenação do curso Daniele de Oliveira e Fabio Vicente, onde estão? Cadê a Daniele? Não pode ficar escondidos vem aqui para frente. João Aparecido professor da Escola Construção Civil da Unidade Sol Nascente, cadê o João? Oi, João! Apoio pedagógico, Antônio Carlos e Renan Diego, Cadê o Antônio Carlos? O Antônio Carlos era aluno... Ele foi aluno, não é? Sobe aqui, com a gente. Parabéns!


ANTÔNIO CALRLOS: Obrigada, mais uma vez, viu! Obrigado.


LU ALCKMIN, PRESIDENTE DO FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE: Quero parabenizar os depoimentos lindos que nos ouvimos, da Lucimar Cerqueira, do João Paulo de Souza do curso de Assentador de Azulejos, não é isso, os dois são? Formandos e familiares, futuros alunos, funcionários do Fundo Social, meus braços, minhas mãos, minhas pernas vocês todos! Sem eles, eu não sou nada, não é mesmo! Uma salva de palmas, para eles! Associações, amigos e amigas dizer para vocês que hoje é um dia muito especial! Primeiro, porque de manhã, eu tive na missa de sétimo dia da nossa querida amiga Hebe, por isso que também eu estou sensível! Sensível por estar aqui com vocês, sensível por a gente saber que a nossa vida é muito efêmera, não é? A nossa querida, amiga companheira Hebe, agora está lá alegrando o céu, com certeza fazendo bagunça lá, não é? Com aquela alegria, aquela vontade de viver, então lá nós rezamos por ela, e eu fico feliz de estar aqui, ainda viva todos nós aqui, podemos estar nesse momento tão importante do Sol Nascente. Poder o Fundo Social está aqui, no Polo do Sol Nascente trazendo a Construção a Civil dando oportunidades para as pessoas, que é isso o trabalho do Fundo Social tem assim como foco maior, a capacitação, a qualificação profissional. E a gente vê que em 2 meses, a gente vê vocês se formando, hoje 62 alunos receberão os seus diplomas, com certeza alguns já sabiam alguma coisa, mas saem muito melhores do que entraram, não é mesmo? Para poder entrar nesse ramo do mercado para poder terminar a sua casa ajudar a sua família, ajudar os amigos. Eu tenho até pedido em todos os cursos que nós temos feito, agora, dia 10 será a formatura de mais de 1.000 alunos e a formatura será no Palácio dos Bandeirantes, mais de 1.000 alunos da Escola de Moda, Escola de [ininteligível] e Construção Civil e foi separado, porque a Cleuza vai está viajando no dia 10, não é isso, Cleuza? E a gente resolveu vir aqui para estar perto de vocês, hoje na formatura de vocês, mas é tão bom a gente ver quanta gente, se qualificando! E sempre no final das formaturas, eu tenho pedido para cada aluno, para cada formando que recebeu gratuitamente esse curso, que vocês possam nos ajudar a fazer uma corrente do amor, uma corrente do bem! Que vocês, ao saírem daqui, vocês vendo um vizinho, alguém que precise que vocês façam alguma coisa sem cobrar, não é? E às vezes um vizinho que precisa de um reparo uma amiga, uma pessoa... Um conhecido que precisa de um apoio, então vocês irem lá, porque a nós, vocês não tem que pagar nada, então oferecer um trabalho gratuito, não é? E quando essa pessoa, perguntar quanto é? Vocês falam, não, você também faça um bem para alguém, e assim a gente amplia essa corrente de amor, para gente procurar buscar no nosso mundo, ter um mundo de mais amor, de mais humildade que as pessoas de deem as mãos, a gente não pode agora se formar, e pensar só em si, então a gente dividi aquilo que a gente está recebendo, não é? Então dizer da minha alegria, da minha emoção, quando eu choro, eu não choro de tristeza, jamais. Eu me emocionei hoje na missa de sétimo dia da Hebe, mas eu sei que ela está com Deus. Uma pessoa solidária, uma pessoa do bem, do amor, não é? Então, com certeza, Deus chamou porque queria ela do lado dele. E a minha emoção de estar aqui com vocês é de emoção, e emoção é felicidade. Deus me dá essa oportunidade de eu poder presidir o Fundo Social, de eu poder ser voluntária e poder ajudar os meus semelhantes. Como eu disse, a nossa vida é efêmera, nós estamos aqui de passagem, então, a gente tem que fazer alguma coisa porque, quando nós formos nos encontrar com Deus, não levaremos o nosso carro, nossa casa, não levaremos nada disso. A única coisa que eu a gente pode levar é levar o que nós fizemos aqui na Terra, o bem que nós fizemos, e isso Deus vai nos perguntar. Não é mesmo? Então, queria desejar a vocês uma vida aí de muito sucesso! Que Deus esteja presente na vida de cada um de vocês, das suas famílias, e que a gente possa começar essa corrente do amor, não é? Essa corrente de amizade, em que um vai ajudar o outro, e a gente ter um mundo melhor. Fiquem com Deus!