Discurso - Parque da Juventude 20131804

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Parque da Juventude

Local: Capital - Data:18/04/2013

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia, a todas e a todos! Dr. Quadrelli, nosso secretário de desenvolvimento econômico, ciência e tecnologia; deputado Bruno Covas, secretário do meio ambiente; deputado Osvaldo Verginio; vereador aqui da capital, Ari Friedenbach; professora Laura Laganá, diretora do Centro Paula Souza; coronel Kenji; Joaquim Ouric, que coordena os parques urbanos; o Odair Campos, que é o responsável aqui pelo Parque da Juventude; Adriana Cibele Ferrari, que é a idealizadora aqui da Biblioteca São Paulo, essa biblioteca recebeu um milhão, um milhão de leitores, um sucesso absoluto, melhor biblioteca brasileira. A diretora da ETEC Parque da Juventude, professora Márcia Loduca Fernandes; a diretora da ETEC das Artes, professora Lucília dos Anjos Guerra; o Pierre André Ruprecht, diretor da SP Leituras, a OS aqui responsável pela biblioteca; a Raquel Verdenacci, do Comitê da Copa do Mundo do ano que vem; o Marquiano. Cadê o Marquiano? O Marquiano tá aqui conosco, que é da Associação dos Deficientes Visuais, amigos dos deficientes visuais, nosso sempre deputado Antônio Perosa; coordenadores; professores; alunos. Olha, é uma alegria, nós estamos fazendo aqui quatro medidas importantes: a primeira delas é aquela carreta, é a sétima carreta que nós estamos lançando, são cursos rápidos, curso de um mês. Então, tem sete tipos de curso, tem curso de pneumática e hidráulica, como esta carreta, sistemas hidráulicos e pneumáticos; curso de 100 horas, dá pra fazer praticamente em um mês. A carreta funciona de manhã, de tarde e de noite, em três períodos. Tem uma outra carreta para a área métrica, toda a área de metrologia; tem uma terceira carreta pra área de soldagem, toda a área de soldagem; tem uma quarta carreta para a área de confecção, toda a parte de costura, confecção, as máquinas mais modernas; tem uma quinta carreta, que é gastronomia, confeitaria, padaria, toda a parte de gastronomia; tem uma sexta carreta, que é hospitalidade, preparar recursos humanos pra parte de hotelaria, turismo; e uma sétima carreta que é imagem pessoal: manicure, pedicure, maquiagem, toda a parte de imagem pessoal. Os cursos são gratuitos e quem tiver desempregado, quem não tiver salário, ganha uma bolsa, que era de R$ 330,00 com o transporte, e nós estamos aumentando pra R$ 460,00, pra pessoa poder se manter durante o curso. Serão 12 carretas, essa é a sétima carreta, não tem vestibular e não precisa ter diploma, basta querer fazer o curso, e ainda pra se manter, recebe uma bolsa e a gente forma cursos para mercado de trabalho. A segunda boa notícia é que nós estamos ampliando os cursos do Via Rápida, tem esse que é móvel, mas nós temos cursos fixos. Então, inauguramos o primeiro Via Rápida em Campinas, estamos ficando pronto em São Bernardo do Campo, Presidente Prudente e Santos. E aproveitamos as ETECs e FATECs também pra fazer o Via Rápida. Esse ano vamos fazer 145 mil alunos, 60 mil com o modelo Via Rápida Paula Souza e outros parceiros; 40 mil inglês e espanhol, inclusive em razão da Copa do Mundo, e 45 mil com o Pronatec, que nós pagamos a bolsa pro aluno poder fazer o Pronatec, né, os cursos do Via Rápida, que também são com Paula Souza e os parceiros: Senai, Sesi, Sistema S, Instituto Federal. A outra boa notícia é aqui o parque, nós estamos reforçando aqui a segurança, então onde é a administração lá do outro lado, vai ter uma companhia da Polícia Militar, pro pessoal poder de dia, de noite, de noite poder frequentar o parque com segurança. E o Bruno, nós estamos investindo aqui mais um milhão, pra recuperar ciclovia, local de passagem, parte elétrica, deixar o parque bem caprichado, né, o melhor parque de São Paulo. Aqui é o antigo Carandiru, esse prédio aqui e aquele são antigos pavilhões, então isso aqui era tudo fechado, aqui tinham nove mil presos, e lembra, tá tendo julgamento agora dos 111 que morreram no Carandiru, eles morreram, os 111, em um pavilhão, que é o pavilhão nove, portanto, tinham nove pavilhões. Nós implodimos os sete pavilhões, não existe mais, a cidade ganhou um parque, parque de esporte, parque contemplativo, parque de cultura, ganhou a biblioteca, ganhou duas belas ETECs, e olha quanto curso tem aqui: administração, informática, enfermagem, eventos, meio ambiente, marketing, museologia, canto, dança, regência, design de interiores. E vai ter, no segundo semestre, arte dramática, um novo curso aqui na ETEC das Artes. Eu quero deixar um grande abraço, agradecer aqui todo o time, agradecendo o Bruno, que é um torcedor do Neymar, né, é do peixe. Agradecer o Quadrelli, qual o seu time, Quadrelli? São-paulino. Agradecer a Laura Laganá, corintiana. Agradecer o vereador Ari Friedenbach. Qual o seu time, Ari? Corintiano. O coronel. Qual o time, coronel? Palmeirense. Agradecer a nossa inspiradora aqui da biblioteca. Qual o seu time? Palmeiras. Tá tudo equilibrado aqui. A coordenadora. O seu? Corinthians também. O deputado Osvaldo Verginio, são-paulino. E pra desempatar o governador é santista, viu? Mas, eu quero deixar um abraço pra vocês e dar um abraço aqui nos jovens, e dizer o seguinte: o Montouro, ele dizia o seguinte: “O futuro começa hoje, ele se chama juventude”. Bons estudos.