Discurso - Posse da nova reitoria da Unesp 20131101

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Posse da nova reitoria da Unesp

Local: Capital - Data: 11/01/2013


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Estimado professor Dr. Júlio César Durigan, magnífico Reitor da Unesp; professora Dr. Marilza Dias da Cunha Rudge, Vice-Reitora da Unesp; professor Herman Voorwald, ex-reitor, que hoje transmite o cargo, e secretário de estado da educação; Ministro de Estado do Esporte, Aldo Rebelo, e é sempre para nós uma alegria recebermos um ministro da competência e da parceria com São Paulo como é o ministro Aldo Rebelo. Deputado Jooji Hato representando a Assembleia Legislativa, seu vice-presidente; professor Dr. João Grandino Rodas, Reitor da Universidade de São Paulo e presidente do CROESP; Reitor Fernando Ferreira Costa, Reitor da Unicamp; professor Marco Macari, pessoa de quem eu quero saudar aqui todos os ex-reitores, pró-reitores da universidade; deputado Samuel Moreira e Estevão Galvão, secretário do estado, Luiz Carlos Quadrelii; Mônica Bergamaschi, da agricultura, Engenheira Agrônoma formada pela Unesp em Jabuticabal; Coronel Airton Iosimo Martinez, secretário chefe da Casa Militar; João Batista de Andrade, nosso presidente aqui do Memorial da América Latina; professora Maria Cristina Tomaz, representando aqui, falou representando o Conselho Universitário; prefeitos aqui presentes, quero saudá-los cumprimentando o prefeito de Jabuticabal, professor da Unesp, professor Raul Girio; professores; alunos; consulados; belíssimo aqui esta acadêmica; amigas e amigos, uma palavra breve. Mas, dizer da alegria, professor Durigan, de estar aqui nesta posse que reafirma compromissos da universidade neste binômio que disse a professora Marilza, da excelência, do mérito, e da inclusão social. O ensino superior em São Paulo começou em 1827, aqui na capital, no Largo de São Francisco. Cresceu um século depois as nossas três universidades paulistas fizeram toda a diferença. São Paulo deve muito do seu desenvolvimento as nossas universidades, a desimportante província de mais de um século atrás, hoje tem tamanho de país, o estado de São Paulo tem uma economia 60% maior do que o PIB da Argentina que é o segundo país da América do Sul. Portanto, é um orgulho justo dos brasileiros em São Paulo as nossas universidades, e a Unesp em especial tem uma extraordinária singularidade, porque presente no solo paulista, desde o litoral na primeira célula Mater brasileira, São Vicente, até as barrancas do Rio Paraná, desde o Rio Grande até o Paranapanema, presente em toda a sociedade de São Paulo e trazendo, e fazendo extraordinário trabalho de transformação, de melhoria da qualidade de vida da população. E quero também agradecer a Unesp porque fui buscar o seu ex-reitor, professor Herman Voorwald para ter a responsabilidade de gerir a secretaria da educação, um dos maiores sistemas educacionais do mundo com cinco e meio milhões de alunos e ele o faz com enorme competência e espírito público. Quero aqui trazer um abraço, reiterar o nosso compromisso, São Paulo investe 30% em educação, mais 1% na FAPESP, pesquisa e desenvolvimento, é o maior desenvolvimento da federação brasileira, 31%, e dinheiro público muito bem investido, trazendo ótimos resultados. No final do ano nós promulgamos a lei criando mais 2.955 cargos e funções na área docente e administrativa para a universidade poder se aprimorar e avançar ainda mais. Além das qualidades dos empossados da professora Marilza e do professor Durigan, experiência, vida acadêmica, dedicação, espírito público, ainda trazem singularidades pessoais. A professora Marilza, primeira mulher no fato histórico a assumir a vice-reitoria da universidade, da Unesp, e o professor Durigan, ele diz que o conhecimento é como uma árvore, e os seus ramos e folhas há ciências. Ele, Durigan, Engenheiro Agrônomo, especialista em produção vegetal, em nutrição de plantas e fitosanidade, esta frondosa árvore da Unesp vai florescer ainda mais, dando bons frutos ao povo de São Paulo. Bom trabalho!