Discurso - Posse do novo secretário do Emprego e Relações do Trabalho 20132208

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Posse do novo secretário do Emprego e Relações do Trabalho

Local: Capital - Data:22/08/2013

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Boa tarde a todas e a todos! Quero saudar aqui o secretário chefe da Casa Civil, deputado Edson Aparecido; secretário da Justiça e Defesa da Cidadania, Luiz Arruda; secretária da Agricultura, Mônica Bergamaschi; secretário do Desenvolvimento Social, Rogério Aman; secretário de Gestão Pública, o Davi Zaia; secretário de Planejamento, Júlio Semeghini; Ricardo Sales; o Bruzarosco aqui presente conosco; cumprimentar e agradecer ao Carlos Ortiz, que fez um ótimo trabalho a frente da Secretaria de Emprego e Relações de Trabalho, o Tadeu Moraes que hoje assume a Secretaria de Trabalho aqui em São Paulo; a sua família; a sua esposa, a Sônia, que é vereadora em Carapicuíba; os seus filhos... A Aline, Joyce, a Júlia e o Tadeu; o deputado federal Paulo Pereira da Silva, esse grande líder sindical, que é o Paulinho. Os deputados estaduais: Dr. Ulisses Tassinari; o Carlão Pignatari e o Dilador Borges; quero cumprimentar aqui as prefeitas, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, lideranças sindicais, abraçando aqui o Miguel que está aqui conosco. Ontem nós tivemos uma posse com o Paulo Pereira da Silva da FETIASP, a Federação dos Trabalhadores da Indústria da Alimentação do Estado de São Paulo, 450 mil trabalhadores na indústria de alimentação do estado. Uma entidade vinculada a força sindical, a central sindical e de grande importância para o nosso estado. E a todos vocês, amigas e amigos, que nos alegram aqui com suas presenças! Primeiro, agradecer o Ortiz, Ortiz fez um ótimo trabalho, sereno, solidário, companheiro, tocou o Banco do Povo aí para frente, passamos de um bilhão de empréstimo para o microcrédito, então fez um belíssimo trabalho apoiando quem precisa montar o seu negócio. Depois, o programa do Time do Emprego, de empregar as pessoas, isso é fundamental, quer dizer, renda e emprego, o PADEF ajudando as pessoas com deficiência a poderem ter também acesso ao mercado de trabalho. O Pró Egresso, aqueles que saem do sistema prisional também a voltarem ao mercado de trabalho. O programa de qualificação profissional, o Via Rápida Emprego, é qualificar as pessoas para elas poderem ter uma ascensão na sua vida profissional, a frente de trabalho, quem está desempregado, você dá a mão, e durante aquele período a pessoa ganha e ela também se qualifica, um dia por semana, ela se qualifica, enfim, um conjunto de programas importantíssimo. Agradeço ao Ortiz, ele preside agora o Sindnap, o maior sindicato do Brasil e da América Latina, o Sindicato dos Aposentados, Pensionistas e Idosos, o Sidnap, um sindicato importantíssimo, aliás, concebido, concebido pelo deputado Paulo Pereira da Silva, e que foi um sucesso o Sindnap. E quero dar as boas vindas, cumprimentar o Tadeu, como ele colocou aqui: “um cearense arretado”, de Carapicuíba. Grande metalúrgico, grande líder sindical, ele fez um curso, eu fui professor de cursinho, então no cursinho a gente tinha o curso extensivo, aquele que você entra no começo do ano e faz o ano inteiro, pré-vestibular, você tinha o intensivo, você entrava na metade do ano e tempo integral, e tinha o super intensivo, que era de manhã, de tarde e de noite. Tadeu fez um curso super intensivo porque ele era o chefe de gabinete, o ordenador de despesa, então ele já está familiarizado com as questões de estado, de governo, e de outro lado, um grande líder sindical, ninguém melhor do que um trabalhador, do que um líder dos trabalhadores para dirigir a Secretaria do Trabalho. E ele foi muito feliz, o Tadeu, quando falou que São Paulo é a terra dos trabalhadores, está no DNA de São Paulo o compromisso com o trabalho! Pessoas vieram do mundo inteiro para cá, de cidades importantes, como eu, de Pindamonhnagaba, vem para São Paulo. Mineiros, hoje passou aqui um baiano, o ministro dos Transportes, nós assinamos e já estamos fazendo o Rodoanel, assinamos o Ferroanel, e o César Borges é baiano. Então, cearenses, mineiros, gaúchos, gente do mundo inteiro, aqui é uma miscigenação de raças, e vieram para São Paulo, por quê? Em busca de trabalho! Em busca de oportunidade! São Paulo é uma terra de coração grande, sempre cabe mais um! E hoje, a terceira metrópole do mundo, e eu tenho certeza de que o Tadeu vai dar continuidade ao bom trabalho do Ortiz e vai trazer inovação, vai trazer novos projetos para, em parceria com os municípios, com os prefeitos, com a sociedade civil, com os sindicatos, a gente possa avançar ainda mais! São Paulo já há muitos anos tem crescido acima da média brasileira, o Brasil cresce 1% e São Paulo 1,5%, o Brasil cresce 1,5% e São Paulo 2%, nós estamos sempre... E olha que não é fácil, porque nós temos 1/3 da economia brasileira, mas estamos sempre crescendo acima da média do país. Quando Mário Covas assumiu, há 20 anos atrás, a gente dizia que São Paulo tinha o tamanho da Argentina, mas tinha uma vantagem sobre a Argentina, é que estava dentro do Brasil. Hoje, o PIB, o Produto Interno Bruto, da Argentina, conjunto das riquezas que são produzidas durante um ano, é de 410 bilhões de dólares, o PIB de São Paulo é quase 800 bilhões de dólares. Nós somos duas Argentinas, só o estado de São Paulo, tamanho e a força da economia do estado. E aqui é a terra onde se valoriza o trabalho, eu, quando fui secretário, teu colega, Tadeu, tinha uma mocinha que trabalhava na Secretaria e um dia eu perguntei para ela, tomei um cafezinho com ela e falei: “conta para mim, como que é sua vida?”, ela falou: “Dr. Geraldo, eu moro no Grajaú. Eu acordo às 04:00 da manhã, faço o almoço, preparo o alimento de casa e saio 05:30 para vir trabalhar aqui na Secretaria. Trabalho até as 04:00 da tarde, saio daqui, passo lá em Santo Amaro e faço o EJA, Escola de Jovens e Adultos, estudo para tentar tirar o diploma do Ensino Médio e depois vou para casa”. Estuda, trabalha, ajuda a família, essa é a brasileira e o brasileiro, isso aqui é um povo eu gosta de trabalhar e o trabalho nos realiza, enquanto a gente serve a outras pessoas! Mas o trabalho não pode ser explorado, trabalho precisa ser valorizado, reconhecido, e nós precisamos ampliar a oferta de emprego, que é só com mais emprego que o salário sobe, por isso a luta, Paulinho, sua e de todos nós no sentido de fortalecermos a economia. Acabamos de assinar agora, há uma hora atrás, mais uma fábrica de remédios em Américo Brasiliense, 400 empregos na indústria farmacêutica, acabamos de assinar agora uma PPP, uma parceria público privada, para produzir 96 tipos... O Serginho é capaz de.... Está lá! Dos químicos, 96 tipos de remédios diferentes, todos genéricos, todos genéricos para a gente poder distribuir para a população. E de outro lado, uma palavra ao Ortiz, ter empenho com os aposentados. Todo mundo um dia vai se aposentar, nós precisamos garantir direitos àqueles que dedicaram a sua vida ao trabalho e ajudaram o país! Ser justo com as pessoas! Mas eu quero deixar um grande abraço, dizer para o Tadeu que conte conosco 24 horas aí para nós trabalharmos juntos em benefício da população!

E agradecer a vocês, que com suas presenças, deram brilho a essa nossa posse, e um abraço muito carinhoso a Carapicuíba aqui presente! Capital