Discurso - Posse dos novos secretários de Desenvolvimento Econômico e de Desenvolvimento Social 20132805

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Posse dos novos secretários de Desenvolvimento Econômico e de Desenvolvimento Social

Local: Capital - Data:28/05/2013


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Ao Sr. Geraldo Alckmin, governador do estado de São Paulo.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia a todas e a todos! Quero saudar o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Samuel Moreira; secretária de estado da justiça, Heloísa Arruda, em seu nome saudar aqui todos os secretários e secretárias de estado; o deputado Rodrigo Garcia, secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciências e Tecnologia, que assume o cargo; saudar a sua esposa, a Luciana; seus pais, o Paulino e a Eurides, obrigado pela presença. Quero cumprimentar o Rogério Haman, que assume o cargo de secretário de Estado do Desenvolvimento Social; cumprimentando aqui a esposa Carla, Rafael e Ricardo; seus pais, o Roosevelt e dona Zileide; Dr. Luiz Carlos Quadrelli, secretário que deixa o cargo, e fez um belíssimo trabalho a quem agradeço. Deputados federais, o Guilherme Mussi e o deputado federal do Rio de Janeiro, Vinícius de Carvalho, presidente do PRB estadual; deputados estaduais aqui presentes, a Célia Leão; a Regina Gonçalves; Mauro Bragato; Gilmacir Santos; Gilson de Souza; Edmir Chedid; Osvaldo Virgínio; Orlando Bonsoni; Dilador Borges; Sebastião Santos; João Caramez; Milton Vieira; Estevão Galvão; André Soares; Beto Tripoli; Rodrigo Moraes. Acho que deu quórum, hein, presidente? O nosso sempre deputado, Celso Russomano; os vereadores aqui da capital, o Atílio Francisco e o Jean Madeira; magníficos reitores da Universidade de São Paulo; o professor Dr. João Grandino Rodas; da Unesp, professor Dr. Júlio César Durigan; Marcos Antônio Pereira, presidente do PRB Nacional; Alencar Burti, presidente do conselho deliberativo do Sebrae, a pessoa de quem quero abraçar aqui todas as lideranças da sociedade civil; presidentes de autarquias, entidades, empresas, familiares e amigos dos nossos empossados; amigas e amigos. Hoje é um dia importante, nós estamos aqui em razão de duas secretarias que trabalham juntas, que é um binômio, que é o social e o econômico, esse é um binômio inseparável, né? É através do social da melhoria da vida das pessoas, da educação, das suas condições de vida, da sua saúde, que o país pode crescer e gerar riqueza, e através do fortalecimento econômico que nós geramos renda, oportunidade, emprego, e as pessoas podem melhorar a sua vida. Então, não é por acaso que nós estamos fazendo juntos aqui hoje a posse de secretários dessas duas pastas: a Secretaria do Desenvolvimento Social e a Secretaria do Desenvolvimento Econômico. E quero aqui agradecer ao Dr. Quadrelli, Dr. Luiz Carlos Quadrelli foi importantíssimo no seu trabalho, na Secretaria do Desenvolvimento Social com o Paulinho que hoje é prefeito de Santos, e da Secretaria do Desenvolvimento Econômico como secretário nesse último ano. Dedicado, sério, responsável, leal, então, m uito obrigado Dr. Quadrelli, São Paulo agradece o seu esforço, a sua dedicação. O que é que nos faz, qual o verdadeiro, essa verdadeira vocação que é a atividade pública? Tolstói dizia que a verdadeira vocação de cada homem, ou de cada mulher, é servir as pessoas. Nós nascemos para servir, a gente fica feliz quando tem oportunidade de ajudar alguém que está precisando, servir as pessoas. A política, os instrumentos da vida pública nos dão a possibilidade de servir de forma mais abrangente. Como cidadão todos nós podemos servir, mas a política nos dá as ferramentas, os instrumentos pra que esse serviço público ao povo, ele possa se fazer de maneira mais ampla, e por isso é que a política exerce quando bem feita, de forma correta, ela exerce um verdadeiro fascínio porque essa possibilidade de você poder fazer mais, pra mais pessoas e praquelas que mais necessitam. E eu fico feliz de ver aqui dois jovens, né, dois jovens dedicando o melhor da sua energia, da sua experiência acumulada, do seu talento, pra poder servir as pessoas. O Rodrigo Garcia fez um excelente trabalho na Secretaria de Desenvolvimento Social, excelente trabalho, muito bom trabalho. E agora, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, tem um novo desafio, São Paulo tem tamanho de país, esse é um Estado, né, extraordinário. A Maria Helena que está aqui preside a Fundação Seade, vai divulgar hoje, São Paulo que já tem uma economia que é praticamente quase duas vezes o tamanho do PIB da Argentina, da economia Argentina, o ano passado cresceu acima da média do Brasil, do PIB brasileiro, e este ano, agora no primeiro trimestre, hoje vai ser anunciado, cresceu 1,2% no PIB, certamente, acima também da média brasileira. Eu fui sec retário de desenvolvimento econômico, no governo do Serra, me encheu de alegria, gostei muito do trabalho na secretaria, e é um trabalho desafiante, Rodrigo, porque você tem a universidade, você tem o Centro Paula Souza, você tem o Via Rápida. São Paulo não deixa ninguém para trás, né? Vai desde o curso de 30 dias que a gente paga R$ 330,00 de bolsa para quem tá desempregado e não recebe o seguro desemprego, poder se qualificar um mês, até as melhores universidades. Passando por pesquisa, desenvolvimento, parques tecnológicos, institutos de pesquisa, IPT, Ipen, todos eles. Agências de desenvolvimento, nosso BNDES paulista, agência de fomento, atrair investimento para o estado, então nós temos um grande desafio de integrar, né, todo esse trabalho, enfrentar a questão da reforma tributária com a Fazenda, com o planejamento, enfim. Eu acho que nós temos aí um belo de um trabalho, né, lembrando que foi dito que o desenvolvimento é o novo nome da paz. Não tem paz verdadeira onde não tem emprego, não tem riqueza, não tem desenvolvimento. E não é governo que faz isso, quem faz isso são os empreendedores, nós temos que estimular, criar condições favoráveis, né, estimular quem cria emprego, empreende, avança, tá na vanguarda do desenvolvimento. De outro lado, área social é o ponto mais elevado da política, Rogério, porque diz que a obra-prima do estado é a felicidade das pessoas, esse é o mais importante. E ajudar quem mais precisa. Então aqui o Rodrigo elencou um conjunto de programas sociais que faz uma enorme diferença, que eu tenho certeza, você com a sua experiência, um administrador, bom gestor, professor, empresário, vai dar continuidade e avançar ainda mais para a gente poder fazer mais em benefício da comunidade. Quero dizer ao Marcos Pereira que nós ficamos muito felizes com o ingresso do PRB no governo, para trabalhar conosco, o Celso Russomanno, que foi deputado federal, é um dos grandes baluartes da defesa do consumidor, dos direitos das pessoas, e a gente fica muito feliz. Eu tinha um amigo no PRB, mineiro, um grande brasileiro, o José de Alencar, que a última vez em que ele antes de falecer eu estive com ele e a Lu, visitando no hospital, ele sempre bem-humorado, né, impressionante! Sempre bem-humorado, sempre preocupado em trabalhar pelo Brasil, ele falou: “Ó, Geraldo, não é Alckmin, é “Alckmín”. Em Minas Gerais, palavra paroxítona não ganha eleição. É “Alckmín”, tem que ser oxítona “Alckmín", aí, eu falei: Está, valendo, né? Então, fico muito feliz aí com o ingresso do PRB para trabalhar conosco, quero cumprimentar, são dois jovens... Mas tem uma grande distinção, né? Porque o Rodrigo é santista como eu, e agora vamos ter que suar mais a camisa, né, sem o Neymar, né? Nós vamos ter que... E o Rogério é são-paulino, aliás, foi diretor até adjunto de marketing do São Paulo Futebol Clube. Mas eles só têm a diferença futebolística, porque no resto são jovens para colocar seu espírito público, vontade de servir o povo de São Paulo. Um bom trabalho aos dois!