Discurso - Reforma e ampliação da Delegacia 20161308

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Reforma e ampliação da Delegacia

Local: [[]] - Data:Agosto 13/08/2016

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Boa tarde a todas e a todos. Estimado prefeito de Pontes Gestal, José Carolino; Ademarci Ferraz, presidente do Fundo Social de Solidariedade, o Mágino Alves, secretário de estado da Segurança Pública; o deputado federal Floriano Pesaro, nosso secretário de estado de Desenvolvimento Social; o Carlão Pignatari, líder do PSDB na Assembleia Legislativa; os prefeitos, de Votuporanga, para onde estamos indo em seguida, o Júnior Marão, que vai inaugurar hoje lá um belíssimo Centro Cultural, parece uma obra de ficção, tão bonita com aquele lago lá; o prefeito de Meridiano, o Aristeu; o Davi Batista, ex-prefeito de Pontes Gestal, sua esposa, Francisca; coronel Helena, comandante do CPI 5; o delegado Dr. João Pedro de Arruda, diretor do Deinter 5; Dr. Osny Marchi, delegado seccional; Dr. José Mauro Venturelli, delegado seccional de Rio Preto; a Dra. Edilce Soares de Oliveira, delegada de polícia titular; Dra. Edna Rita de Oliveira Freitas, delegada titular da DDM, Delegacia de Defesa da Mulher de Votuporanga; tenente-coronel Dutra Júnior, comandante do batalhão; capitão Reishtatter, comandante da companhia; tenente Alexandre, comandante aqui de Ponte Gestal; João Buzzo, Rogério Gatti, da CDHU, os policiais civis, militares, Polícia Científica aqui presente e em especial a comunidade aqui que nos alegra aqui com sua presença. Hoje uma satisfação voltar aqui a Pontes Gestal, aprendi que não é Ponte, porque não se refere a uma ponte, mas ao fundador da cidade, o coronel Pontes Gestal. É uma alegria vir ao município, aqui nós temos programado uma boa notícia, 116 casas da CDHU, convênio já assinado. Eu viria aqui assinar, não é, Carolino? Eu viria aqui assinar no dia 29 de junho, mas acabou não dando tempo, então o Carolino foi à São Paulo e já assinamos, então está na programação para termos aí as 116 famílias que vão poder sair do aluguel, morar com parente para poder realizar o direito da casa própria. Também aqui no município agrícola nós tivemos aqui anteriormente a recuperação de estradas vicinais e também o Programa Melhor Caminho. Nós já entregamos 141 creches escola no estado de São Paulo para as mamães, criança de 0 a 5 anos de idade e tempo integral de 0 a 3 a creche, 3 a 5 a pré-escola, a EMEI. Aqui nós estamos fazendo uma Creche Escola, a empresa deu problema, ela quebrou, infelizmente nesse período que o Brasil está passando de crise econômica tem muita empresa que não aguenta, então a Prefeitura teve que relicitar a obra, mas já está retomando a obra, já está licitada, então se Deus quiser daqui há alguns meses já vai poder inaugurar uma grande Creche Escola aqui no município para 130 crianças. Também mandamos um ônibus escolar, mandamos também uma pá carregadeira, caminhão basculante, asfalto, passei ali na galeria que está sendo feita, prefeito falou comigo das reivindicações do município. Nesse período eleitoral a lei proíbe, mas nós vamos analisar no futuro e eu queria deixar aqui até uma sugestão, nós temos 70 estâncias turísticas no estado de São Paulo. Então cidades da beira mar, turismo balneário, Santos, Guarujá, Ubatuba, depois hidrominerais, Águas de Lindoia, Serra Negra, depois climáticas, Campos do Jordão, lugares altos, depois de rafting, turismo de aventura, religioso, Aparecida, são 70. Olímpia, que é águas quentes e aqui tem essa beleza de cachoeira, não é isso? Queda d’água. Cachoeira... São Roberto, Cachoeira São Roberto. Então, Carlão Pignatari, nós temos 70 estâncias e vamos ter, porque daí recebe o dinheiro só para fomentar o turismo, porque turismo dá muito emprego. Nós vamos ter mais 140 municípios de interesse turístico. Então, vamos tentar incluir aí, fazer um esforço, se enquadrar com o município de interesse turístico, todo ano a Prefeitura vai receber um aporte de recurso para fortalecer o turismo, vindo mais gente para cá, mais lanchonete, mais posto de gasolina, mais emprego, movimenta a economia aqui da cidade. Hoje nós estamos entregando esse belíssimo prédio, reformado, ampliado, modernizado, da Delegacia de Polícia, e quero aqui agradecer a nossa delegada, a Dra. Edilce, Dra. Edilce, dá um passinho aqui, Dra. Edilce? Agradecer à Dra. Edilce e também o tenente Alexandre, cadê o tenente Alexandre? Está aí? Vem aqui, tenente, por favor, que comanda aqui o município. E dar os parabéns. Primeiro, nós estamos, já foram nomeados, Dr. Mágino é rápido lá, já tomaram posse no Deinter aqui de Rio Preto, Deinter 5, foram... Deixa eu ver aqui direitinho. É, 47, 20 escrivães de polícia a mais e 27 investigadores de polícia. Então, 47 a mais aqui para o Deinter 5 e mais dois delegados, então 49, dois delegados a mais, 20 escrivães e 27 investigadores. E olha que beleza, né? A gente vê na televisão o dia inteiro criminalidade, olha Pontes Gestal: homicídio doloso, esse ano, zero. Latrocínio, zero. Estupro, zero. Roubo a banco, zero. Roubo de carga, zero. Roubo de veículo, zero. Furto de veículo, teve um caso, que foi recapturado, o veículo foi recuperado. É, furto de uso, é isso mesmo, furto de uso. Pega para dar umas voltas, mas já devolveram, né? Então, cumprimentar, porque São Tomás de Aquino tem um texto chamado “Tratado da gratidão”. Então ele diz que a gente deve, frente a uma coisa boa, que beneficia muita gente, ter três atitudes: Reconhecer, agradecer e retribuir. Então é nosso dever reconhecer quando a gente vê um trabalho sério, bom, e destacar a importância das polícias. Ontem mesmo, infelizmente, perdemos um policial lá em São Paulo. Então, destacar... Aliás, não foi São Paulo, foi Hortolândia, né? Em Hortolândia. Então, destacar esse trabalho que é feito em benefício da população. E também dizer, dar os parabéns aqui à região, porque nós temos um levantamento do estado inteiro. A gente está vivendo mais ou vivendo menos? Está vivendo mais ou menos? Mais, né? Nós estamos chegando nos 100 já, né? Eu fui a Sorocaba, eu fui a Sorocaba ontem e aí a deputada Maria Lúcia, eu perguntei: “Como está seu pai?” Ela falou: “Ele está ótimo. Até toma uma cervejinha”, tal, 103 anos. E é mais raro isso, porque geralmente quem vive mais é mulher. Um dia desse eu fui num clube da terceira idade na Vila Prudente, tinham 200 pessoas, tudo acima de 80. Só mulher. Os homens tinham morrido todos, né? E o clube chamava “As sapecas”. Então, quando a gente analisa o estado de São Paulo, a média é 75, de vida média, porque quem passa dos 30, aí é muito mais de 80, mas, infelizmente, morre muito jovem, né? Carro, motocicleta, não é doença, é causa externa. Qual é a região do estado de São Paulo com maior expectativa de vida média? Região de São José do Rio Preto. Essa região, o estado é 75, aqui é mais de 77, de média, de média, é impressionante. Um dia desses até falei: Eu acho que vou mudar pra lá. Aí falaram: “Não adianta, tem que nascer lá, senão não chega, né?” Mas deixar um grande abraço. Nós já estivemos hoje em Icem, estivemos em Orindiúva, agora aqui Pontes Gestal, e vamos indo para Votuporanga inaugurar lá uma belíssima obra. E depois já tenho que voltar para São Paulo, porque hoje é sábado, senão minha mulher larga de mim e eu vou tomar prejuízo. E amanhã um dia importantíssimo, que é o dia dos pais, já deixo aqui para todos os pais aí um abraço muito carinhoso, muito afetivo. Agradecer ao Carolino, agradecer à nossa delegada, o tenente. As mulheres não são fracas, não, viu? Um dia desse eu fui a Indaiatuba, aí a delegada, doutora, falou para mim: “Vamos lá conhecer a DDM, Delegacia de Defesa da Mulher.” Aí eu falei: “Mas eu estou atrasado”, fui lá inaugurar uma fábrica lá, de tratores, daquele verde e amarelo, como é que chama? John Deere, John Deere. Aí, falei: “Não, tudo bem, eu vou passar lá, então”. Aí passei, realmente uma delegacia maravilhosa, aquela coisa, defesa da mulher, né? Então orquídea, flores, tudo pintado, arrumadinho. Ela foi mostrando, a gente foi andando no corredor. A hora que chegou no fim do corredor, pá. Uma grade. Ela me chamou de lado e falou: “E aqui, doutor, é onde os homens choram e ninguém ouve”, né? Então não é fraco não, viu? Mas dizer da alegria de estar aqui com vocês e deixar um grande abraço a Pontes Gestal. Muito obrigado. [[]]