Discurso - SP lança sistema informatizado que unifica prontuário de pacientes 20131908

De Infogov São Paulo
Revisão de 09h20min de 20 de agosto de 2013 por Eduardosilva (discussão | contribs) (Criou página com ''''Discurso - SP lança sistema informatizado que unifica prontuário de pacientes''' '''Local: Capital - Data:[http://infogov.imprensaoficial.com.br/index.php?title=2013#Ag…')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - SP lança sistema informatizado que unifica prontuário de pacientes

Local: Capital - Data:19/08/2013

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia a todos! Quero cumprimentar ao professor Giovanni Guido Cerri, secretário do Estado da Saúde; professora Lina Mara Rizzo Battistella, secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência; ministro Adib Jatene, que nos alegra aqui com sua presença; deputado Osvaldo Vergílio; o professor José Otávio Costa Auler Júnior, vice-diretor em exercício da direção da faculdade; professor Davi Uip, diretor do instituto Emílio Ribas e futuro secretário da Saúde; professor José Manoel Camargo Teixeira, secretário adjunto da Saúde; professor Fábio Jatene, presidente do conselho diretor do Incor; Dr. Célio Bozola, presidente da PRODESP; professor Roberto Khalil Filho, diretor clínico aqui do instituto do coração, do Incor; Dr. Marcos Fumio, superintende do HC; professor Paulo Hoff, diretor do ICESP; Dr. André Luiz de Almeida, diretor técnico de saúde; professores; colegas da área de saúde; todos os colaboradores aqui do Incor. Primeiro, é uma alegria vir ao Incor! Foi uma alegria vir não como paciente, vir tomar o bom café aqui do Incor, esse time aqui é campeão! Alías, eu dizia ao professor Fábio Jatene que nós precisamos pôr esse craques do Incor para ver se melhora o nosso time, o Santos. Não é, professor? Mas quero dizer da alegria de darmos hoje mais um passo importante: São Paulo na frente, primeiro estado brasileiro a criar uma rede na área da tecnologia com o lançamento do projeto da informatização da saúde e integrando desde as nossas unidades básicas, o setor de farmácia, os ambulatórios, até os hospitais. Já temos já 12 unidades a começar aqui pelo Incor, integradas, teremos até o final do ano mais 21 e o ano que vem, 24. Teremos então as 57... Órgãos e unidades do governo, desde os mais simples até os hospitais de maior complexidade, integrando. Em seguida, todas as organizações sociais, sejam elas AMES e hospitais e depois, os municípios. Começando aqui pela capital, nós teremos integrado todo o Sistema Único de Saúde do estado, tendo um grande ganho como aqui foi bem exposto pelo Dr. André, para a gestão do sistema, a eficiência, qualidade, economicidade para os profissionais de saúde, é importante você comparar o quadro anterior com o quadro atual, exames, raio-X, exames complementares, enfim, a história do paciente e principalmente para o próprio paciente. Até porque eu tenho uns raio Xs antigos guardados lá e não cabe em lugar nenhum, o raio X é enorme! Aí, o paciente vai poder ter ali pela sua senha, todo o seu prontuário eletrônico, ali naquele prontuário os exames, os resultados, tudo o que há de importante na vida do paciente para o bem da sua saúde e de forma integrada, um avanço! A Tecnologia da Informação a serviço da saúde, a serviço da qualidade de vida, a serviço dos nossos pacientes. Esse é o projeto que o professor Giovanni Cerri desde o início, caprichou. Eu acho que unindo aí tecnologia a serviço da boa gestão, da boa qualidade da saúde e da integração de todos os nossos serviços. E uma união de três craques: Secretaria de Saúde, a Fundação Zerbini, aqui, o Incor e a PRODESP. Aliás, neste, hoje em Cingapura, a Fundação Bill Clinton, ela da um prêmio, disputaram serviços de 300... Serviços de 57 países e São Paulo ganhou o prêmio mundial da Fundação Bill Clinton de acesso a internet com o programa Acessa São Paulo. Ganhamos US$ 1 milhão do governo de prêmio da Fundação e US$ 8 milhões da Microsoft em equipamentos para investir ainda mais no Acessa São Paulo. A Tecnologia da Informação é um instrumento extraordinário do ponto de vista de gestão e do ponto de vista de melhor prestação de serviço público. E fico feliz que daqui eu estou ouvindo um pedreiro bater. Sinal que a construção está caminhando, não é, Khalil? Eu sempre estou perguntando aqui das obras porque nós vamos investir perto de 70 milhões. Professor Giovanni Cerri fez um grande projeto de modernização e ampliação dos hospitais universitários, chega perto de R$ 600 milhões, mas desde lá de São José do Rio Preto, Marilia até aqui no espigão da Paulista. E aqui, as obras estão correndo bastante para a gente poder ter aí novo Pronto-Socorro, terceiro bloco, UTI pediátrica, enfim, modernização do sétimo e do oitavo andar, obras importantíssima em beneficio da nossa população. Eu fui Constituinte e a Constituição Brasileira, ela colocou que a seguridade social, ela se compõem de Saúde, Previdência e Assistência Social. Olha, Previdência Social tem que pagar. Não pagou não aposenta, ela é contributiva, contributiva;. Assistência Social não precisa pagar, ela não é contributiva, mas é para quem a Lei determina - para as pessoas de menor renda, idade, pessoas com deficiência, quem a lei determina. E a Saúde, disse a Constituição, é universal, ninguém precisa pagar nada, é universal, é direito do cidadão. Aliás, não precisa nem ser brasileiro, se estiver em passagem pelo Brasil, cair e quebrar o braço. tem que ser atendido. Então, uma postura generosa no sentido de oferecer saúde e qualidade a todos aqueles que precisam. A grande dificuldade de todos nós é o financiamento, na medida em que a medicina avança, fica mais sofisticada, mais cara. De outro lado, a população, a maior expectativa de vida, envelhece, os custos são mais elevados, mas São Paulo, nós estamos raspando aí o fundo do tacho, que aliás tenho uma boa notícia: Estamos acho que em 90 dias, assinando um financiamento que em R$ vai se aproximar de R$800 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, o BID, que normalmente financiava obra de infraestrutura, mas o nosso caso vai financiar a Saúde para a gente poder integrar mais com os municípios a regionalização a que se referiu o professor Giovanni integrando melhor, ajudando os municípios na sua rede básica de saúde para ter mais resolutividade e de outro lado, os nossos ambulatórios de especialidades e a nossa rede hospitalar modernizada e ampliada. E também estamos implantando o plano de carreira dos médicos que foi importante, inclusive estimulando médico em tempo integral, quem puder, se dedicar em tempo integral ao estado, tendo aí um plus e uma carreira mais convidativa e mais estimulante. Mas quero trazer um grande abraço e dizer da alegria de podermos hoje darmos esse passo importante no sentido de melhorar a vida dos nossos pacientes e a qualidade da saúde em São Paulo! Muito obrigado!

APLAUSOS