Discurso - Trevo em Alambari 20132007

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Trevo em Alambari

Local: Alambari - Data:20/07/2013

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Boa tarde! Boa tarde a todas e todos. Quero saudar o nosso prefeito anfitrião, prefeito Hudson, a sua esposa, dona Lenil, presidente do Fundo Social de Solidariedade; o Sandro Camarão, vice-prefeito; Pedrinho do Serrado, presidente da Câmara dos Vereadores; deputado Edson Giriboni, secretário de saneamento; missionário José Olímpio, deputado federal; o Rodrigo Moraes, deputado estadual; os prefeitos aqui presentes; a prefeita Janete; a prefeita Mara; o Erinaldo; o Júlio Fernando; o Luís di Fiori; o Henrique Martin; o Carlão; o Fábio [ininteligível]; os ex-prefeitos; o Barbará; o Zé Dito; Rogério Barquete; o diretor do DER, o Dr. Alfredo; o engenheiro da Artesp, o Dr. Fernando Neves Seco; a presidente da CCR-SPVias, Dr. Paulo Rangel; diretor da Compec, Galasso, responsável pela SP-268, pela obra que tá nos entregando, o Dr. José Galasso; o diretor Tranenge que vai construir aqui este viaduto, esta obra, Dr. Ivan Ribeiro Toleira, tenente Renê, da Polícia Rodoviária, o Lourenço Matias de Campos. Lê pra mim o nome dos nossos delegados. Dr. Marcelo, nosso delegado seccional, secretários, amigas e amigos. Primeiro meu carinho e minha admiração por Alambari, essa é uma cidade que tem o peixe até no nome, né? Entrei na padaria já dei de cara com um amigo, um rapaz muito inteligente com uma camiseta do Santos Futebol Clube. Diz que o prefeito posicionou lá o amigo dele lá, funcionário da prefeitura bem na entrada ali da padaria, né? Mas, estamos muito felizes, nós estamos entregando uma grande obra, uma obra que beneficia aí toda região, que é a SP-268. Ela ficou pronta, a obra, foram 17km de recapeamento, acostamento, modernização, ficou muito boa a obra, R$ 14,9 milhões, modernizadas, nós queremos em São Paulo todas as SPs, as melhores rodovias do Brasil. Quatro anos o DER vai investir R$ 12 bilhões, não pode ter uma SP que não esteja no padrão de São Paulo. A última pesquisa da CNT que é a Confederação Nacional dos Transportes, das 20 melhores rodovias do Brasil, 19 no estado de São Paulo, então nós temos de 20, as 19 melhores autoestradas. Isso significa reduzir acidente, é uma vacina, porque a terceira causa de doença e de morte não é doença, é causa externa, era homicídio. Há 10 anos atrás morriam por ano no estado de São Paulo vítima de homicídio, 12.800 pessoas por ano, reduziu pra 11, 10, nove, oito, sete, seis, cinco, o ano passado foi 4.800. E esse ano vai ser menos ainda, aliás, quero aqui cumprimentar a Polícia Civil, Polícia Militar, Científica. Alambari, homicídio janeiro a maio, janeiro a maio; zero. Latrocínio, zero. Estupro, zero. Roubo a banco, zero. Roubo de carga, zero. Furto de veículo, zero. Furto em 2011, 21 casos; em 2012, 11 casos; 2013, sete casos. Vou dar os parabéns a polícia. Isso é resultado de trabalho, de janeiro a junho, aqui na delegacia seccional, aqui é Itapetininga? Itapetininga. Foram presas em... Qual o período, doutor? Em seis meses, em seis meses a polícia prendeu 1.439 pessoas, só aqui na seccional, dá oito prisões por dia, e o resultado tá aí os índices estão em queda, é tirar bandido da rua, esse é o dever da polícia, proteger a população. Hoje a maior causa externa hoje de mortalidade externa não é mais homicídio é acidente rodoviário: motocicleta, atropelamento, desastre de automóvel. E é triste porque a pessoa que tá na estrada tá ou trabalhando, escoando a produção, indo ao encontro de alguém, voltando pra casa, é muito triste ter uma tragédia, né? E geralmente quem perde a vida, nos finais de semana, os jovens. Então uma estrada, uma rodovia duplicada, acabar com a passagem em nível, ter um viaduto, ter a passagem inferior, ter o canteiro no meio, guard rail, vai salvar muitas vidas. Emprego, só a CCR, a concessionária com as construtoras, estão gerando aqui 1.500 empregos diretos, fora os empregos indiretos porque movimenta a economia. E depois atrair empresa, se você tem uma boa infraestrutura em logística, mais empresas vão vim pra região para o desenvolvimento da região. Então nós estamos entregando uma rodovia que é a SP-268, e começando outra obra que é aqui o viaduto que irá para Sarapuí. Aqui vai ser viaduto pra Sarapuí. A entrada de Alambarí a pista é que é por cima, correto? E o prefeito pediu uma outra entrada que não estava no projeto original que é ligando Tatetu a Jardim São Paulo, fazendo a ligação e os estudos mostram que ao invés de passagem inferior, talvez o melhor seja um viaduto. A Artesp, tá aí o nosso diretor da Artesp, já vai registrar pra gente ver o orçamento e a maneira de viabilizar essa grande obra. Pelo jeito Alambari não é fraca não, né? Ela saiu de zero para dois viadutos já, né? Depois, nós estamos também... A prefeitura assinou o Creche-Escola, qual o valor daqui, Hudson? R$ 1 milhão e 800 mil, nós estamos fazendo em todas as cidades, Creche-Escola. Vai receber um caminhão zero quilômetro, um ônibus zero quilômetro, uma van pra transportar paciente, tudo com peixe na porta, zero quilômetro! E um Centro de Convivência dos Idosos; São Paulo, o Estado Amigo do Idoso, então os 645 municípios, eles vão ter o Centro de Convivência dos Idosos, e os municípios maiores, Di Fiori, O Centro Dia. Nós estamos assinando está semana a lei, o ônibus na cidade o idoso não paga, mas intermunicipal paga, então quem vai de Sorocaba para São Paulo paga, de Itapetininga para Alambari paga, se for pra capital, Pindamonhangaba paga, então nós estamos mandando uma lei garantindo e todos os ônibus intermunicipais, dois lugares gratuitos para os idosos, não vão pagar nada, nada, nada! A maioria dos ônibus, nós fizemos um estudo, a maioria dos ônibus intermunicipais viajam com alguns bancos ociosos, então isso vai ter um custo mínimo no equilíbrio do contrato, muito pequeno! E a gente permite a pessoa sem despesa, visitar um parente, poder passear, poder conhecer uma cidade, poder se distrair, então, nós vamos essa semana já mandar o projeto de lei para a Assembleia Legislativa. Também eu queria, o prefeito nos entregou aqui três propostas, três é um número cabalístico, né? Uma é sobre a escola lá no Tatetu, acho que eu vou mudar para o Tatetu, viu, Tatetu não está fraco, não! Uma escola, nós vamos verificar, se tiver demanda, claro que vai ser feita! Depois o bairro, tem o pedido aqui do esgoto, o Cerradinho...

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Cercadinho!

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Cercadinho! Olha, já está na mão do Dr. Giriboni, engenheiro da Poli para asfaltar, lá. Aqui a bacia é de qual rio? Médio Tietê! Nós estamos saindo de Alumínio, Alumínio tratava 0% de esgoto; Mairinque tratava, trata, não é, 0% do esgoto; Várzea 0% de esgoto, Sarapuí, quanto?

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Zero!

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Isso, 0% de esgoto, todos até dezembro do ano que vem estarão 100% de esgoto tratado, limpando a bacia, aqui do Médio Tietê. Eu vi o Globo Ecologia o mês passado, e tinha uma matéria no Globo Ecologia dizendo, 'O Brasil no ritmo que vai, ele vai universalizar o saneamento: todo mundo ter água tratada, poder abrir a torneira e beber água, todo mundo ter esgoto coletado e esgoto tratado, em 2197', o estado de São Paulo terá universalidade do saneamento básico no interior em dezembro de 2014, no ano que vem! O litoral em 2016 e a Região Metropolitana de São Paulo em 2018, então nós vamos colocar recurso aí para limpar os rios, recuperar as bacias hidrográficas e saúde para população. O prefeito pediu também a escola, o esgoto e habitação, um alqueire de terra da umas 70 casas, então compre aí, não precisa nem um alqueire, dois hectares, você já consegue aí as suas 60 casas, já tinha 61 mais 60, 121 casas! Eu estou saindo agora de manhã de Carapicuíba, entregamos lá os primeiros 200 de 782 apartamentos! E vi lá a emoção das pessoas, porque elas pagam lá R$ 500,00 a R$ 550,00 de aluguel! De aluguel, e vão pagar R$ 101,00 para serem donos da casa, para ter o sonho da casa própria! Quanto que é o aluguel aqui, em Alambrai? 300,00; 200,00; 250,00, e o aluguel é um dinheiro sofrido, né? O meu filho mora no México há cinco anos, está voltando com a família para São Paulo, aí pediu, fomos ver um apartamento para alugar para ele, é duro, né? É tudo muito caro, e a pessoa realizar o sonho da casa própria, e apartamento novo, casa nova, feita com qualidade, legalizada, documento, infraestrutura, todas as utilidades públicas, então um grande projeto. E São Paulo, não deixa ninguém para trás, então quem ganha um salário mínimo tem acesso à casa própria! Nós colocamos, é o único estado brasileiro que põem 1% do ICMS só pra habitação de interesse social, famílias de menor renda, dá perto de R$ 800 milhões todo ano, a gente coloca todo ano, porque se não tiver subsídio, não tem como ter acesso. Com gente rica, a gente não precisa se preocupar, o sujeito compra casa de R$ 10 milhões, R$ 15 milhões, mas a população mais pobre, como é que vai ter poupança, guardar dinheiro, pagar prestação cara, não tem jeito. Então, nós estamos, hoje, fazendo 38 mil apartamentos e casas de interesse social! Lançando uma PPP em São Paulo de 20 mil unidades, só no centro expandido de São Paulo 20 mil unidades, a primeira Parceira Público Privada de habitação de interesse social. E cada apartamento ou casa, três empregos, então 121 casas são 360 empregos a mais, aqui em Alambari. Eu quero mesmo é deixar um grande abraço pra vocês, eu tive um dia desses em Jaú e ouvi uma muito boa lá, viu Hudson, do prefeito lá de Jaú. Diz que o Frei Galvão passou grande parte da vida dele, o santo, lá na região, então disse o prefeito que o povo lá tem grande devoção ao Frei Galvão. Aí um cortador de cana foi cortar cana, tal, foi se refrescar no Rio Tietê, porque lá em limpinho, tem umas praias bonitas e perdeu o facão. Aí desesperado, né, 'meu Frei Galvão, eu santo, por favor, meu facão'. Frei Galvão só mergulhou e trouxe um facão novinho, cabo de madrepérola, um negócio riquíssimo. Aí perguntou para ele, é esse o seu facão? Ele falou, 'não, senhor'. Aí gostou, mergulhou de novo trouxe um de prata novinho, um negócio muito rico, é esse o seu facão? 'Não, senhor!', aí ele foi de novo, trouxe facão velho, lamina bem gasta, antiga, é esse o seu facão? Ele falou, 'é esse'. Olha parabéns, gostei de ver, você é um rapaz honesto, um rapaz sério, parabéns, então, eu vou ti dá de presente os três, você merece, parabéns! Ficou todo bonitão, arrumou uma namorada, foi se refrescar com a namorada lá na prainha lá do Tietê, a namorada sumiu! Meu Frei Galvão, pelo amor Deus! O Frei Galvão, só mergulhou trouxe a Deborah Secco. Ele perguntou, é essa a sua namorada? Ele falou 'é essa mesma, Frei Galvão!'. Mas eu quero deixar uma grade abraço aí, dizer que Alambari essa é boa cidade, né, parabéns Hudson!