Discurso - Visita à Cafelândia 20131307

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Visita à Cafelândia

Local: Cafelândia - Data:13/07/2013

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: … governador do nosso estado de São Paulo, Geraldo Alckmin!

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia a todas e a todos! Muito honrado com a presença de todos vocês, muito obrigado! Cumprimentar o nosso prefeito anfitrião, Luiz Otávio, prefeito de Cafelândia, Fábio Padilha, vice-prefeito, vereador Adilson, presidente da Câmara Municipal, Adilson Cirilo de Paula, cumprimentando aqui todos os vereadores, deputado Edson Giriboni, secretário de saneamento e recursos hídricos, deputado Pedro Tobias, o Alceu Segamarchi, superintendente do DAEE, prefeito de Pongaí, Marlene, prefeito (ininteligível), José Márcio, Palmital o China, Pirajuí a Juliana, Iacanga o Chico, Jetulina o Gutão, Júlio Mesquita o Tirsinho, cumprimentar o Dr. Adilson Bacaneiro, delegado titular, o coronel Leonardo, comandante da polícia militar da região, o Luiz Ângelo Godoy é provedor da nossa Santa Casa, quero agradecer aqui a Dona Josefa, por essa beleza de imagem de São Francisco, meu pai era ministro da ordem de São Francisco, minha mãe é franciscana, minha família inteira é franciscana. Agradecer também os quadros da aluna Sabrina e também do Alexandre e a professora, cumprimentar aqui os secretários municipais, diretores, professores, alunos da nossa rede de ensino, lideranças aqui da comunidade, os pais do Luiz Otávio, amigas e amigos. Estamos muito felizes, Luiz Otávio, por vir hoje à Cafelândia. Nós estamos fazendo aqui, o município, ele lembrou bem, foi a capital do café, ainda tem um café de qualidade, né, e hoje diversificou, tem laranja, leite, cana, então nós temos aqui dois...Vamos começar duas obras de Melhor Caminho, uma no bairro do Simões até SP 333, e outra Cafezópolis, são duas estradas rurais vão ser beneficiadas aqui com o Melhor Caminho. Depois, em agosto, nós vamos começar uma grande obra, é a SP 333, ela começa lá em Assis e vai até Ribeirão Preto, então esse trecho aqui de Pongaí, Guarantã e Cafelândia, em agosto a obra já começa, nós vamos ter recapeamento, acostamento, terceira faixa...

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Um grande... Um grande investimento aqui pra região. Depois as casas, temos em obras 33, né, isso já em obra, e vamos começar mais 277, serão 300 casas aqui no município.

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Pode por, cada construção de casa gera três empregos, então são 900 empregos que praticamente são gerados aqui na cidade. Depois temos a creche escola, fizeram o convênio, né? Nós estamos fazendo creche em todos os municípios do Estado de São Paulo, Prefeitura da o terreno e a gente passa o recurso, creche de 120, 150 crianças. Aqui qual foi o valor, Luiz Otávio? R$1,5 milhão, então nós estamos fazendo em todas as cidades, é um grande programa chamado Creche Escola, para as mamães.

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Depois, o idoso, nós temos 645 municípios, e assim mesmo São Paulo é um Estado amigo do idoso. Então nós vamos fazer aqui o centro de convivência do idoso, aquele centro que pode fazer baile, passar o dia, fazer programa de geração de renda, é um centro de convivência. E quero, viu Tobias, você que é o deputado que cuida muito do social, dizer que questão de dias... Nós temos... Os idosos geralmente não pagam o transporte municipal, não é isso? Tem a gratuidade, mas não tem o transporte dentro do Estado, intermunicipal, então nós vamos lançar agora o programa, já em 10 dias, todos os ônibus interestaduais, intermunicipal, por exemplo, de Cafelândia pra Bauru, de Cafelândia pra São Paulo, de Cafelândia pra Ribeirão Preto, de Cafelândia pra Santos, todos os ônibus dentro do Estado tem que ter dois bancos de graça para os idosos, então o idoso...

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Ele vai poder, dois lugares, todos os bancos dois lugares gratuitos, pode visitar o parente, pode ir numa outra cidade, pode dar um passeio, pode fazer o seu programa, então todos os idosos, nós vamos assinar o decreto dentro de uma semana a 10 dias. E aqui terá também o Centro de Convivência do Idoso. Depois duas escolas, nós vamos fazer aqui uma escola nova no distrito de Bacuri, é isso? Bacuriti, e vamos fazer uma outra no bairro Vila Belém, então duas escolas novas aqui. Temos aqui uma boa ETEC, também uma bela de uma escola técnica. A Prefeitura vai receber também um caminhão pipa, novinho, zero quilômetro, e uma ambulância zero quilômetro também para a área de saúde. Só não é aquela ambulância de cinema, né? Aquela que abre a porta e sai uma morena e uma loira de dentro, né? Não é essa. Depois, queria trazer uma palavra também, eu fiquei entusiasmado aqui com o Pólo Pet, viu, Pedro, é um espetáculo. Nós podemos através da Agência de Desenvolvimento, Luís Otávio, vou falar para o Dr. Milton, são cento e poucos, né? Trinta e três empreendedores, pequenas empresas. Nós podemos apoiar com crédito através da Agência de Fomento do Estado, juros praticamente, quase zero, para eles poderem se desenvolver, poder expandir. Esse é o setor que mais vai crescer. O meu filho do meio, ele foi morar no México, trabalha na área de Ssguros, era para ficar dois anos no México, já está há cinco anos. Casou com uma mexicana, a Carla, e tem dois filhos gêmeos pequenininhos, têm dois anos os dois gêmeos dele. E finalmente, depois de cinco anos, ele está voltando para o Brasil, conseguiu voltar. Aí, me ligou e tal, falou: “Olha, precisa arrumar aí para eu alugar um apartamentinho e tal, sou eu, a Carla, os dois gêmeos e o principal, é o cachorro, e se o cachorro não for, ninguém vai. Então, trate de arrumar um apartamento que possa ter o cachorro, porque senão ninguém muda, né?” Então, essa é uma área da industria que vai crescer muito. Aliás, não é gaiola, viu, Pedro? É casa, cachorro tem casa. É à moda antiga. Mas vamos apoiar o polo, forma um (ininteligível) aqui na cidade.

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Depois nós... Temos aqui o prefeito, que veio falando comigo vindo pra cá, que aqui tem um centro de saúde, ele atende... São 2.000 atendimentos mês, 2.000 atendimentos. E o prédio é antigo, né, é até do estado. Então nós vamos liberar r$ 400 mil pra reformar totalmente aí o centro de saúde. E, em seguida, nós vamos conversar com o provedor da Santa Casa pra dar também uma ajuda pra nossa Santa Casa de Misericórdia aqui.

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: E quero aqui assumir o compromisso com vocês. Tem gente querendo fazer o seguinte: para o rico médico, para o SUS estudante, não, aqui em São Paulo não! É médico pra todo mundo, não vai ter essa história de estudante não.

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Estudante é pra estudar, né, quem tem que tratar doentes e pessoas é quem já adquiriu alguma experiência pra poder atender bem a nossa população. E, finalmente, nós viemos aqui pra celebrar o convênio para o tratamento do esgoto. Um dia desses eu estava assistindo de manhã aquele programa da Globo chamado Globo Ecologia. E naquele período de manhã mostrava no Globo Ecologia que o Brasil, no ritmo que está indo, ele vai universalizar o saneamento básico, ou seja, toda população terá água tratada, toda população ter o esgoto da sua casa coletado e ter o esgoto tratado em 2197, né. 2197. O Estado de São Paulo, terá o Interior do Estado de São Paulo, nos municípios operados pela Sabesp, na maioria do nosso Programa Água Limpa, o interior universalizado em 2014, até o final do ano que vem.

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: E o Litoral... O Litoral de São Paulo 2016, e a Região Metropolitana de São Paulo 2018, então... Nós vamos ser o primeiro Estado do Brasil a ter todas as cidades 300%. Aqui já tem quase 100% de água, né, os distritos, e nós vamos passar Cafelândia de 0% do tratamento para 100% de tratamento de esgoto, será uma cidade saudável, né, 300%, 100% de esgoto água tratada, 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado, isso é saúde, porque se você não tem esgoto acaba tendo fossa, a fossa entope, a fossa transborda, contamina o solo, criança põe a mão no chão, põe a mão na boca, acaba se contaminando, contamina o poço, então todo o esgoto coletado é tratado. Tu despolui os rios, aqui é o rio saltinho? Saltinho, limpa o rio, só aqui em Cafelândia vai tirar 27 toneladas de carga orgânica do rio que vai ser tratado. E ajuda a despoluir o Tietê. Aliás, vocês vão perceber isso, nós estamos suando a camisa lá em São Paulo, então a mancha de esgoto, de poluição, ela estava em Barra Bonita, ela voltou e hoje ela está em Salto, ela retrocedeu 120 km a mancha de poluição. E continuando esse trabalho ela vai voltar pra Cabreúva, e ela vai limpando, né, eu acredito que em 10 anos mais ou menos nós vamos ter, menos até, oito anos, nós teremos o Rio Tietê chamada classe II lá em São Paulo, e aqui totalmente limpo. Que peixe que pega aqui na região? Tucunaré? Olha, Curvina, e todos nós, Tilápia, e todos nós gostamos do peixe, não é isso? Do Santos Futebol Clube, né? Mas eu quero deixar um grande abraço, agradecer muito ao Luiz Otávio, médico tem o olho clinico, viu? Luiz Otávio vai fazer um grande mandato, um grande mandato, e conte com a gente aí pra gente trabalhar junto aí. Queria agradecer aí ao Pedro Tobias, vocês tem um bom deputado, viu? Dedicado, sério, honesto, pessoa muito bacana. O Adilson, nós temos o slogan: “é dos carecas que eles gostam mais, né”? Agradecer ao Giriboni, nosso secretário, nosso vice-prefeito Padilha, o Alceu Segamarchi, do DAEE...

MARINA, REPÓRTER: (inaudível).

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Vila Ângela, perfeito.

MARINA, REPÓRTER: (inaudível).

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Perfeito. Perfeito. Então, como que é o seu nome? Marina! Muito bem colocado, São Paulo é o maior produtor de suco de laranja do mundo. Nós produzimos... O pomar cítrico de São Paulo é maior do que a Flórida, o maior produtor. O que quê aconteceu nos últimos três anos? Houve um aumento de produção e uma queda de consumo, que é muita concorrência, né, muito energético, muito refrigerante, muito suco, então houve um excesso de produção. O sistema é muito monopolizado, o produtor fica na mão da indústria, de quem esmaga, a indústria verticalizou, hoje, 1/3 da produção está na mão da indústria, então ela esmaga a sua laranja e esmaga o coitado do produtor com o preço. O que quê nós fizemos então? Nós reduzimos o ICMS do suco de laranja, era 18%, baixamos pra 12%, tiramos 6% de imposto, então reduziu de 18 pra 12. E fizemos um esforço para aumentar as compras da merenda, é que a merenda hoje ela é decentralizada, então cada prefeitura compra a sua. Mas tenho feito um esforço, Marina, do seguinte, está sobrando laranja para suco, caindo do pé, e nós estamos importando da Espanha laranja de mesa, laranja de mesa, então nós precisamos... Uma parte da citricultura de São Paulo parar de produzir laranja de suco e produzir laranja de mesa, que é a que está faltando. Então nós estamos procurando através da Secretaria de Agricultura financiar pra quem puder produzir um pouco mais... É de mesa, então é mais fácil. O que quê os médicos falam? Não tome suco, coma a fruta, né? Qual a preocupação hoje no mundo? É tubo digestivo, é câncer de intestino. E porque que aumentou no mundo câncer de tubo digestivo? Porque a gente come menos fibra, é tudo pozinho, tudo industrializado, precisa comer fibra, fibra é fruta, verdura, legumes, é fruta, isso que faz a fibra que faz o bolo alimentar andar, então a pessoa tem menos constipação intestinal. E o bolo alimentar andando corretamente, ficando menos tempo parado no tubo digestivo, há menor incidência de câncer. Então vai aumentar no mundo o consumo da fruta, e o consumo de verdura e legumes, é uma tendência mundial, então nós precisamos aumentar. Mas eu converso com o prefeito Luiz Otávio pra gente ver o que quê a gente pode apoiar aqui a citricultura. Mas quero deixar um grande abraço, fiquei muito feliz em pleno sábado aqui de manhã, bonito como esse, vocês deixarem o seu tempo e a família para dar aqui e alegria e o brilho da presença de cada um de vocês. Muito obrigado!

>> APLAUSOS.