Discurso - Visita à Feira Feira Estadual da Agricultura Familiar e do Trabalho Rural e anúncios nas áreas de habitação e infraestrutura 20130208

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Visita à Feira Feira Estadual da Agricultura Familiar e do Trabalho Rural e anúncios nas áreas de habitação e infraestrutura

Local: Lençóis Paulista - Data:02/08/2013

APLAUSOS]

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia a todas e a todo! Estimada Bel, prefeita de Lençóis Paulista; Marise, vice-prefeito; vereador Pita, presidente da Câmara; nosso anfitrião, Braz Albertini, presidente da Fetaesp, que este ano faz 50 anos da Federação Dos Trabalhadores da Agricultura; o Valter Bianchini, secretário da Agricultura Familiar, do MDA; deputado federal Milton Monte; nossos secretários de Estado: Mônika Bergamaschi, Eloísa Arruda; deputado Silvio Torres, deputado Bruno Covas, Rogério Haman; presidente da Contag, o Alberto Ercílio Broch; o Antônio Carlos Soares, superintendente do Banco do Brasil - Região Oeste; Mário Antônio de Moraes Biral, superintendente do Senar; o Ângelo Munhoz Benko, diretor da Faesp; Valdemiro de Souza, chefe-geral da Embrapa; o Jairo Machado, presidente da Codasp; Marco Pila, diretor do Itesp; agricultores; agricultoras; amigas; amigos! Dizer da alegria de virmos hoje aqui. É 10ª Agrifam, não é, Braz? E um sucesso! Em 10 anos, a Agrifam se tornou um grande sucesso. Eu dizia para Bel: “Olha ai, Bel: Agora só nesses três dias devem passar aqui 30 mil pessoas aqui na Agrifam. Por isso que nós autorizamos a nova rodoviária, não é, Bel? A cidade está agitada aqui. E cumprimentar aqui. Lençóis tem uma boa prefeita, muito boa prefeita, que é a Bel. Cumprimentando a Bel eu cumprimento a todos os prefeitos e dizer, Braz, que para comemorar os 10 anos da Agrifam temos 10 trabalhos aqui nesse mutirão. Nós, da zona rural - eu sou filho de veterinário e até os 15 anos de idade nunca morei na cidade, só morei na roça - nós gostamos de fazer mutirão, um ajudar o outro. Então nós fizemos aqui um mutirão de 10 conquistas aqui para comemorar os 10 anos da Fetaesp: Primeiro, são as linhas de crédito do FEAP. São 28 linhas de crédito diferentes para o pequeno agricultor. Juros negativos. Porque se a pessoa pagar em dia é 2,25% ao ano. A inflação é seis e pouco? Então na realidade é menos, 4%; Segunda boa notícia é o Pró- Trator. Aí é juros zero. Como a inflação é seis e pouco, é menos seis e pouco, porque só a inflação já dá mais de 6% de diferença. E nós estamos financiando tratores, seis anos para pagar. Quanto de carência? Três anos de carência, só começa pagar três anos depois, seis para pagar, trator de 20 cavalos até 120 cavalos. E também equipamento agrícola: O arado, enfim, a grade, os equipamentos; Terceira boa notícia, é a subvenção do prêmio do Seguro Rural. Nós somos o único estado brasileiro que colocamos 20 milhões por ano para pagar metade do valor do seguro para o pequeno agricultor; A quarta boa notícia é o recurso para erosão. Nós estamos liberando R$ 10 mil por unidade rural a fundo perdido para combater a erosão. Tem regiões de terra mais arenosa, que tem problema de voçoroca, então nós estamos colocando R$ 10 mil para ajudar a segurar o solo, melhor a qualidade do solo e conservação; A outra, quarta boa notícia, são as dívidas do FEAP. Muito pequeno agricultor, assentados tinham dívidas passadas e estavam proibidos de ter novos financiamentos. Então mandamos a lei para a Assembleia, a Assembleia aprovou a lei e tiramos totalmente multas, juros e escalonamos o débito, de tal maneira que permite ao pequeno agricultor ficar novamente adimplente e poder contrair novos financiamentos; A quinta boa notícia é o programa de microbacias. Qual o nosso desafio hoje? Ele é renda. Como é que você melhora a renda do pequeno agricultor? Então o programa de micro bacias é um financiamento do Banco Mundial que nós juntamos o dinheiro do Banco Mundial e o nosso para melhorar a renda. Então os pequenos agricultores se unem numa associação, numa cooperativa e apresentam o projeto. Nós, uma parte damos a fundo pedido e a outra parte, é financiamento. Aqui na região, em Torrinha, R$ 367 mil para uma associação?

ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Para café.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Para café. Os pequenos produtores de café se uniram, tem uma associação e querem agregar valor, beneficiar o café. Nós estamos dando a fundo perdido - não precisa pagar nada - R$ 367 mil. Tem programa de leite, fazer queijo, fazer manteiga, fazer doce, tem empacotamento, tem mel, tem fruta, tem de todos os tipos. Tudo que for melhorar a renda do pequeno agricultor. Temos em Dois Córregos um outro projeto de R$ 700 mil de café e temos em Bariri, um projeto de R$ 800 mil em logística, prestar serviço de transporte, de logística para a agricultura; A sexta boa notícia é o Poupatempo do produtor rural, que nós estamos expandindo, que vai para a região e ali tem 50 serviços embarcados para facilitar a vida do nosso pequeno agricultor; A sétima que foi citado, a pesquisa, os novos cultivares: Batata, grandes novidades aí, amendoim, milho, pipoca, adubos verdes, feijão, enfim... Variedades que precisamos menos produto químico, menos defensivo agrícola e melhor produtividade; A oitava boa notícia é o PPAIS. Nós estamos comprando diretamente do pequeno agricultor para pagar mais, para ele não ficar na mão do atravessador. Nós temos 209 mil presos, são quase 200 penitenciárias, nós vamos acelerar para todas comprarem; 110 hospitais; 5 mil escolas, nós temos 4,8 milhões alunos, então o PPAIS vai crescer forte. E prioridade: compra direta do pequeno agricultor. A nona boa notícia é a Codasp. Nós estamos autorizamos hoje 7,3 milhões, Eloísa, só para quilombolas, área de quilombos, para arrumar estrada e mais 7 milhões para assentamento do ITESP

[APLAUSOS]

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Nós vamos pôr R$ 14,3 milhões para a Codasp, para arrumar as estradas rurais e R$ 105 milhões de Melhor Caminho com as prefeituras. Cada quilômetro de estrada abaulada, com saída de água, apedregulhada. A estrada fica perfeita, em média, R$ 110 mil. Então dá para a gente fazer aí 1.000 quilômetros praticamente de estrada rural através do Melhor Caminho; E a décima, Braz, para comemorar os 10 anos, é Habitação. Normalmente, se faz casa na cidade e está tirando a pessoa da zona rural, está estimulando o êxodo rural e trazendo todo mundo para a cidade que nem sempre tem emprego para todo mundo. E o que está indo bem hoje na economia é agricultura. Indústria está fraca, serviços por consequência, o comércio caiu 9% a venda, a indústria deu uma enfraquecida forte. O que está segurando é a agricultura, então não adianta tirar a pessoa da zona rural para ir para a cidade, mas para trabalhar aonde, não é? Nós precisamos fixar as pessoas na zona rural e a melhor maneira de fixar é renda e qualidade de vida. Por isso assinamos hoje 22 casas e autorizamos quatro mil unidades. O Estado vai por R$ 10 mil a fundo perdido, não precisa pagar, não é empréstimo, por unidade. Quatro mil: Nós vamos por R$ 40 milhões. Dois mil com o Banco do Brasil, dois mil com a Caixa Econômica Federal, unimos com o programa Minha Casa Minha Vida, nós assinamos com a presidente Dilma 100 mil unidades habitacionais no estado de São Paulo, que nós estamos colocando recurso a fundo perdido para ajudar a viabilizar as moradias e com isso garantir casa no campo, a pessoa ter uma boa casa com conforto, com segurança, e evitar esse êxodo rural e ajudar a fixar a população no campo. Apoiar a agricultura familiar, mais da metade das unidades agrícolas do estado de São Paulo é o pequeno agricultor, é mais da metade do estado de São Paulo, é o pequeno agricultor. Tem grande importância social e grande importância econômica. E eu dizia ao Braz que essa é a nossa feira, não é, Braz? Te, gente vai na outra feira lá, só o pneu da máquina custa R$ 800 mil, não dá nem para passar perto, não é? Essa não, essa é uma feira próxima da realidade do nosso pequeno agricultor que vai crescer, vai melhorar a renda, vai se fortalecer e vai contar com todo o nosso apoio para a gente poder trabalhar junto. Boa feira esses três dias! Parabéns...!

Ver também[editar]

Itesp

Melhor Caminho

Codasp

Poupatempo

Links externos[editar]

Poupatempo

Secretaria de Agricultura

Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania

Secretaria de Habitação