Discurso - Visita à Ubirajara 20131307

De Infogov São Paulo
Revisão de 10h05min de 15 de julho de 2013 por Amandabarboza (discussão | contribs) (Criou página com ''''Discurso - Visita à Ubirajara ''' '''Local: Ubirajara - Data:[http://infogov.imprensaoficial.com.br/index.php?title=2013#Julho 13/07/2013]''' >> APLAUS…')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Visita à Ubirajara

Local: Ubirajara - Data:13/07/2013

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia! Quero cumprimentar o nosso prefeito anfitrião, José Olderige, a Rosa Maria, trazendo um abraço aqui da Lu, eu e o prefeito, nós temos uma identidade, é que nós somos escorpião, é, nós nascemos no mesmo dia, no dia sete do mesmo mês, novembro, e no mesmo ano, 1952. Estamos broto, né?

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Viu José, estamos brotissimo, viu? Conhece a história? Houve um congresso de medicina e aí a pergunta era: “quem é idoso?”, congresso de gerontologia, quem é idoso? A partir de? 60? 65? Diz que idoso é quem tem pelo menos 10 anos a mais do que nós. Então, quando você tem 40, a partir dos 50 já é tiozinho, né? Quando você chegar nos 50 é a partir dos?

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: 60.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: 60. Quando você chegar nos 60 é a partir dos 70. Quando você chegar nos 70 é a partir dos? Fernando Henrique está com 82, diz que a vida começa aos 82, né? Cumprimentar o vice-prefeito, o Valmir, o vereador Fabrício Soares, presidente da Câmara, o deputado Pedro Tobias, esse grande deputado, os prefeitos de Lucianópolis o Paulo, de Piratininga o Sandro, de Fernão o Altemar, de Itapuí o Zé Eduardo, de Duartina o Ênio Simão, de Paulistânia o Alcides Casaca, de Ribeirão do Sul, a Eliana. Cumprimentar o superintendente do DER, Dr. Clodoaldo Pelissioni, o diretor do DER aqui da região, o Dênis Paulo Nogueira de Lima, o engenheiro responsável aqui pela obra, o Aldevar Carlos Andrioli, Major Kitazume, comandante da região, o padre Gilson da Paróquia Divino Espirito santo, cumprimentar os ex-prefeitos Moacir Benetti e o José Altair. Amigas e amigos, é uma grande alegria virmos hoje aqui a Ubirajara entregar aqui a obra da recuperação da SP 315, daqui de Ubirajara nós vamos pra Lucianópolis pra conferir a estrada, fazer uma vistoria aí, depois nós vamos a Cabrália Paulista também, e vamos sair lá na Comandante João Ribeiro de Barros, na SP 294. Então nós temos uma meta, toda a malha do Estado nas autoestradas, as highway, né, as grandes autoestradas, das 20 melhores estradas do Brasil, 19 estão no Estado de São Paulo. Das 20, 19 aqui em São Paulo. Agora nossa meta são as estradas do DER, recuperar todas, todas, todas, não pode ter um buraco. Recuperação, recapeamento, sinalização, acostamento, para evitar acidente, isso é uma vacina, né? A primeira causa de morte e de doença hoje no mundo, a primeira qual é? A primeira é coração, então precisa andar, mexer o corpo, né? 70% do corpo humano é água, água parada estraga, então fazer, anda, caminhar. Segunda causa é câncer. Hoje tem meios de diagnóstico e tratamento, nós estamos criando uma rede paulista de combate ao câncer, a Rede Hebe Camargo, reunimos 72 hospitais do Estado, então a pessoa em que cidade ela tiver, se tiver um diagnóstico ou uma suspeita, tem um callcenter lá no Instituto do Câncer em São Paulo, o médico liga do serviço de saúde e de lá vai ver o serviço de saúde mais perto da casa dela pra poder atender o paciente o mais rápido possível e trata-lo, tudo gratuitamente. E a terceira causa não é doença, a terceira causa é acidente, principalmente jovens, fim de semana, carro, moto, droga, tiro, então é causa externa, em São Paulo, há 10 anos, a principal causa externa era homicídio, infelizmente morriam 13 mil pessoas por ano no Estado de São Paulo de homicídio, reduzimos pra 12, 11, 10, 9, 8, 7, 6, 5, hoje é 4 mil, então a principal causa hoje é acidente rodoviário, rodoviário, é carro e moto, e atropelamento. Então, nos estamos fazendo um esforço para que uma viagem não vire uma tragédia, pessoas poderem viajar com tranquilidade, isso desenvolve a cidade, uma boa estrada traz mais empresa para cá, ajuda o escoamento da produção agrícola, então é extremamente importante. Nós investimos R$ 26,6 milhões, houve uma recuperação de 30,8 quilômetros da SP 315. O prefeito assinou também a Creche Escola, está certo? Qual o valor, Luiz Otávio? R$ 1,2 milhão, todas as cidades nós vamos fazer a creche, a gente passa o dinheiro para Prefeitura até pra equipar, ela entrega prontinha, creche de 80 crianças até 150 crianças, é o Programa Creche Escola, para mamãe poder ter tranquilidade de deixar o seu filho num local seguro com pessoas capacitadas, alimentação higiene, cuidar bem das crianças. A mortalidade infantil é de zero até um ano, esse é o conceito de mortalidade infantil. São Paulo tem a menor mortalidade infantil do Brasil, Brasil tem 20 e São Paulo é 11, 11. Agora, dessas crianças que morrem, 2/3 delas, 2/3, é nas primeiras quatro semanas, e metade é na primeira semana. Eu tenho um sobrinho que casou com uma menina de Taiwan na China, e o pai dele é até médico, e a esposa vai dar luz agora, ele me diz que fica 20 dias no hospital, eu falei: “Nossa, mas 20 dias, né, geralmente você da luz e 24 horas depois vai embora”, não, fica 20 dias o seguinte: a boa mãe faz toda a diferença. Então a mãe do primeiro filho precisa ser preparada, como é que ela cuida da criança, como que ela da de mama, como é que ela limpa a criança, como que dorme, quais os cuidados, porque é nessas primeiras semanas que está mais em risco a criança, depois que passou um mês, ela já vai crescendo, né? Então esse trabalho é extremamente importante. Então a Creche Escola é pra cuidar dos menorzinhos, né, que precisam de mais atenção. Estamos reformando aqui a escola Dr. Francisco de Paula Abreu Sodré, são R$ 431 mil, deve ficar pronto esse mês. Temos aqui o ônibus, a Prefeitura vai receber um ônibus escolar novinho, zero quilômetro, inclusive pra pessoa com deficiência, o ônibus tem elevador, então se tiver alguma criança ou pessoa com deficiência para transporte, vai receber uma ambulância zero quilômetro também, e aqui pra cidade...

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Só não é aquela ambulância de cinema, né, a de cinema você abre a porta da ambulância e sai uma morena e uma loira de dentro, né? Vai receber um caminhão basculante zero quilômetro também, novinho aqui para pPrefeitura, e o ano passado nós demos pra Prefeitura uma moto niveladora, uma patrol, né, que também ajuda bastante. Temos 38 casas aqui em construção, é isso mesmo?

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Que já estão concluídas.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Ah já concluíram, está certo. Agora vão vir mais 84. Cada casa são três empregos, então 84 casas nós estamos falando de 252 empregos que geram aqui na economia da cidade. E aqui, eu estou saindo de Cafelândia, lá trata 0% de esgoto, todo esgoto é jogado in natura no rio, aqui é 100%. Ubirajara é uma cidade 300%. 100% de água, 100% de esgoto e 100% de esgoto tratado, é uma cidade saudável, está de parabéns aí. E o prefeito falou da ponte, ele vai me mandar... O Clodoaldo vai verificar, é uma ponte em torno de 20 metros, não é isso? Então, ele vai verificar direitinho e a gente vê o custo, o orçamento e podendo ajuda, porque daí tira caminhão de dentro da cidade, né, desvia aqui o trânsito. E vamos verificar outras coisas que a gente possa ajudar aí o José Olderige, né? Olderige, pra fazer um bom trabalho. queria saudar o pessoal da reforma agrária, dizer do nosso compromisso aí com agricultura familiar e com os assentamentos, quem desapropria pra reforma agrária é o Governo Federal, o Estado só pode fazer reforma agrária em terras devolutas, então lá no Pontal do Paranapanema, são terras devolutas, aí nós podemos fazer, mas em outros locais, só pode desapropriar pra fazer reforma agrária o governo federal. Mas nós temos o ITESP, que é um Instituto de Terras do Estado de São Paulo, a fundação ITESP. Então nós temos os nossos assentamentos dando apoio técnico, crédito de uma dívida grande lá no FEAP, a Assembleia aprovou uma lei e nós quitamos essas dívidas pra poder dar o crédito, arrumamos as estradas através do Melhor Caminho e comprando da agricultura familiar, nós compramos, José, do pequeno agricultor a sua produção, compramos fruta, compramos verdura, compramos leite, o que ele produzir a gente compra, chama PPAZ, compramos pra que? Nós temos 130 hospitais, temos 5 mil escolas, temos 200 penitenciárias, então a gente compra porque nós compramos da agricultura familiar através do PPAZ, melhora renda do pequeno agricultor. Mas quero deixar um grande abraço, agradecer aqui ao Dr. Pedro Tobias, vocês tem um bom deputado aqui na região, viu?

>> APLAUSOS.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Ele gosta de, gosta de gente, e um bom cirurgião também, viu, ele opera bem, o Dr. Pedro aí. E queria também agradecer ao Clodoaldo, Clodoaldo tem feito um bom trabalho. As estradas de São Paulo é qualidade, qualidade nas obras pra elas durarem bastante, e elas estão em média quanto mais barato, Clodoaldo? 25% mais barato. Uma obra que era feita por um milhão hoje a gente faz por 750 mil, 25, então da pra gente fazer muito mais com o mesmo dinheiro em beneficio da população. Agradecer aqui ao Rubens Cury, cadê o Cury? Vem aqui Cury. Nós temos o slogan “é dos carecas que elas gostam mais, né”. Cumprimentar o Dr. Rubens Cury, cumprimentar aqui o José Olderige, a Maria Rosa, dizer que contem com a gente, mas especialmente deixar um abraço pra vocês, fiquei muito feliz. Um sábado, né, ensolarado e bonito desse, cada um deixou o seus compromissos, a família, pra trazer o brilho de vocês aqui nesse nosso encontro aqui em Ubirajara, muito obrigado, bom fim de semana a todos.

>> APLAUSOS.

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Pode aplaudir, pode!