Discurso - Visita à Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos 20130510

De Infogov São Paulo
Revisão de 10h58min de 9 de outubro de 2013 por Eduardosilva (discussão | contribs) (Criou página com ''''Discurso - Visita à Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos''' '''Local: Santos - Data:[http://infogov.imprensaoficial.com.br/index.php?title=2…')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Visita à Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos

Local: Santos - Data:05/10/2013

GOVERNADOR: Olha dizer da alegria de vir a Santos, de vir aqui a Beneficência Portuguesa, estamos aqui com o nosso presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo o deputado Samuel Moreira, Prefeito anfitrião Paulo Alexandre Barbosa, cumprimentar aqui toda a equipe da Beneficência, abraçando o Ademir Pestana nosso presidente da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos, o vice-prefeito Eustázio, os nossos secretários, o professor David Uip, o Bruno Covas e o Edmur Mesquita, Rogério Barreto, nosso deputada também Luciana Batista, nosso ex-prefeito João Paulo Tavares Papa, (inelegível), amigo querido e um abraço muito especial a todos os colegas profissionais de saúde, todos os funcionários, toda a equipe aqui da Beneficência aqui de Santos, mil oitocentos e?

Locutor Desconhecido: (inelegível)

Governador: 1859, não é, é uma bela história, uma história maravilhosa, hoje nós chegamos cedinho, o AME aqui de Santos e de Praia Grande e também, nós estamos abrindo os AMES agora aos sábados que funcionava de segunda a sexta então para poder atender mais pacientes, estamos abrindo todo, vamos abrir agora com o professor David Uip todos os sábados a partir das sete da manhã, fomos ao Hospital Guilherme Álvaro onde temos mais 20 leitos de UTI, então tem o Centro de Tratamento de Câncer, a reforma também lá do prédio, e estamos começando o Programa Recomeço para tratar dependentes químicos então assinamos com a entidade Recanto da Vida lá de Peruíbe mais 20 atendimentos, depois mais 40 em Itanhaém, nós devemos ter 250 vagas em comunidades terapêuticas para os dependentes químicos da região aqui da Baixada Santista, vindo para cá passamos lá no Valongo que é o futuro Museu Pelé que está muito bonito, a Copa do Mundo vai abrir no dia 12 de junho a abertura é em São Paulo, então eu acho que em abril, no Maximo não é Paulinho, o Museu Pelé que é um prédio onde foi a primeira Câmara de Santos, um prédio que era do Estado estava muito antigo e que está sendo inteirinho restaurado, e agora a alegria de vir aqui na Beneficência Portuguesa a primeira palavra é de agradecimento, a honra de ser sócio benemérito aqui da instituição, grande responsabilidade fruto da generosidade de vocês, para mim ainda que sou médico está alegria é dupla se amanhã precisa de um modesto anestesista, me convoque, me convoque, e dizer então que estou muito feliz de estar aqui, uma instituição que tem convênios, tem particulares, que tem o SUS não é que atende o SUS também uma referência importante portanto nossa parceira, nós fomos ver lá o acelerador linear um dos mais modernos que tem no pais e que funciona quase 20 horas, não é, quase 20 horas, vai até de madrugada ininterruptamente atendendo a população, e hoje um belíssimo parque tecnológico, não é extremamente moderno oferecendo uma medicina de qualidade, de ponta (inelegível) no tratamento de varias doenças, através do setor de radiologia, então a gente está muito feliz de vir aqui, (inelegível) tem um poema muito bonito chamado Juca (inelegível) e ele diz que a própria dor na terra natal dói menos não é, então a gente perto da família, dos amigos, não é, a dor dói menos, aliás esta instituição nasceu para acolher os chegavam aqui ao Porto de Santos, a comunidade portuguesa e depois se transformou neste magnífico hospital prestando serviço essencial a nossa população que é a saúde, é eu sempre sou um entusiasta da saúde com todas as dificuldades de financiamento que pais vive e a saúde brasileira, mas eu sou um entusiasta se a gente verificar o que é que no mundo mais avançou, não é, tecnologia da informação, celulares não é, as comunicações, não é todos os avanços da eletro eletrônica, mais eu diria que o avanço mais significativo foi da saúde. Região de Santos