Discurso - Visita ao Laboratório Cristália em Itapira 20131308

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Visita ao Laboratório Cristália em Itapira

Local: Itapira - Data:13/08/2013

ORADORA NÃO IDENTIFICADA: ...do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin!

APLAUSOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Boa tarde a todas e a todos! Dizer da alegria de voltar aqui ao Cristália. Cumprimentar a Presidenta da República, Dilma Rousseff. ministros Alexandre Padilha, Fernando Pimentel e Marco Antonio Raupp; Dr. Ogari de Castro Pacheco, presidente da Cristália; sua esposa, Maria Adelaide; D. Íris Stevanato, no nome de quem quero cumprimentar todos os acionistas aqui do Cristália; prefeito de Itapira, o Paganini; vereador Carlinhos, presidente da Câmara; deputados federais, Nilton Lima e Paulo Freire; deputados estaduais, o Barros Munhoz, ex-prefeito aqui de Itapira e o Antonio Mentor; secretário Giovanni Guido Cerri; presidente do Sindicato dos Químicos, o Odair Bortolosso; amigas; amigos; todas as colaboradoras, colaboradores! Primeiro, da alegria de receber novamente no nosso estado, a Presidenta Dilma. Ontem estivemos em Ribeirão Preto, na inauguração do primeiro álcoolduto brasileiro, 207 quilômetros entre Ribeirão Preto até Paulínia. E hoje, um dia depois, aqui em Itapira - nós vamos arrumar um apartamento para a Presidenta Dilma em São Paulo - E ela é muito bem-vinda e querida no nosso estado! Depois dizer da alegria de estar aqui no Cristália e o orgulho que todos nós temos, Dr. Pacheco: Essa é uma escola, o Barbano é daqui do Cristália, o Prefeito Paganini é o número 10, funcionário em 1973, aqui do Cristália. E a gente viu o quanto cresceu esse complexo. Pesquisa, desenvolvimento, inovação. O Brasil só tem 14% de princípio ativo, a indústria, os laboratórios. 86% é importado. Essa que é uma indústria 100% de capital nacional, brasileira, 50% do princípio ativo dos medicamentos que ela produz, são feitos aqui. Ciência, avanço, conhecimento.

APLAUSOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: E quero dizer que, nós somos parceiros também da Cristália na transferência de tecnologia para FURP, fizemos 10 PDPs, cinco só com Cristália para antirretrovirais, quimioterapia oncológica, mal de Alzheimer e esclerose múltipla. Na ponta aí da vanguarda do conhecimento. E a nossa segunda fábrica de remédios, temos uma grande fábrica em Guarulhos, a de Américo Brasiliense acabamos de fazer uma PPP. E temos também parceira com o Butantã, nós... O Brasil importa vacina de gripe da França. A partir deste ano já estamos produzindo sete milhões de dozes, e a partir do ano que vem 20 milhões de dozes de vacina contra a gripe, que é quase a metade do que o Brasil precisa! E assinamos duas parcerias com o Governo Federal: A vacina de HPV e os hemoderivados, que também o Brasil dará um grande avanço na questão dos hemoderivados. Mas quero, ao trazer um grande abraço aqui, ao Dr. Pacheco, esse empreendedor que sonha e realiza e aqui muito bem lembrado a retaguarda do João Stevanato para que tudo isso pudesse avançar! Dizer que vocês, a química, a farmacologia é que são as responsáveis por esse espetacular aumento de vida e qualidade de vida da população. Em 1940, a expectativa de vida no Brasil era 43 anos de idade, hoje quem tem 43 anos de idade é brotinho, não é? Mudou tudo e isso mudou em razão do avanço da farmacologia, da química, da ciência. Em 1918 morreram 250 mil brasileiros de gripe, Gripe Espanhola, inclusive o presidente da república, o presidente Rodrigues Alves morreu de Gripe Espanhola. Naquele tempo era a política do café-com-leite: paulistas e mineiros. Morreu o Rodrigues Alves, paulista, e assumiu o mineiro, o Delfim Moreira - que ficou louco! Veja que as coisas não foram fáceis naquela época, é porque não existiam ainda os produtos da Cristália, não é, o Dr. Pacheco? Mas, eu quero é trazer um grande abraço! Parabéns à família Cristália!