Ferroanel

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar
Atualizado em: 22 de agosto de 2013

Perfil

O que é: o anel ferroviário que circundará a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) interligará as Regiões de Campinas, Vale do Paraíba e Baixada Santista. O empreendimento é dividido em dois tramos, o Norte que interligará a estação Perus, em São Paulo, à estação Manoel Feio, em Itaquaquecetuba, e o Sul que conectará a estação Perus à Jundiaí.

Objetivo: ampliar a intermodalidade entre caminhão e trem no Estado de São Paulo e segregar o tráfego de cargas do de passageiros. Hoje o transporte cargueiro utiliza as linhas da CPTM para transpor a RMSP.

O empreendimento aumentará a competitividade da ferrovia com a rodovia no escoamento de cargas para o Porto de Santos, retirará caminhões que trafegam pelas estradas e reduzirá as despesas do transporte de mercadorias.

Mais benefícios: entre suas funções mais importantes estão a ampliação da intermodalidade caminhão – trem no Estado de São Paulo, o fim do tráfego compartilhado de cargas e passageiros na malha da CPTM, onde ambos os fluxos são prejudicados e o aumento da competitividade da ferrovia com a rodovia no escoamento de cargas para o Porto de Santos.

Status: a DERSA está em negociação com a EPL (Empresa de Planejamento e Logística) e ANTT para prestar os seguintes serviços técnicos: projeto executivo e detalhamento construtivo, licenciamento ambiental e cadastramento e preparação do DUP do Ferroanel Norte.

Parceria: o Governo do Estado de São Paulo firmou no dia 22 de agosto de 2013, com o Ministério dos Transportes um acordo no valor de R$ 332,8 milhões para que o Ferroanel Norte possa ser construído junto com Rodoanel Norte.

Orçamento inicial:

  • Tramo Norte (projeto básico concluído): R$ 2,3 bilhões.
  • Tramo Sul (projeto básico em execução): R$ 1,5 bilhão.

Movimentação de cargas:

  • Tramo Norte: 40 milhões de toneladas de cargas até 2040.
  • Tramo Sul: 20 milhões de toneladas de cargas até 2040.

Contratante: ainda não foi definido.

Estágio atual:

  • Tramo Norte: projeto básico elaborado.
  • Tramo Sul: projeto básico em elaboração.
  • Licitação: prevista para 1º semestre de 2014.
  • Início da obra: ainda não definida.
  • Conclusão da obra: ainda não definida.

Fonte: Assessoria de imprensa DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A

Tramo Sul

Atualizado em: 12 de junho de 2013

Empreendimento: Trecho sul do anel ferroviário que circunda a Região Metropolitana de São Paulo, nos mesmos moldes do Rodoanel.

Extensão: 58,18 km

Localização: Interliga Ouro Fino Paulista até Embu Guaçu, e um ramal para Evangelista de Souza, via Parelheiros. O Anel ferroviário completo circunda a Região Metropolitana de São Paulo, interligando as regiões de Campinas, Vale do Paraíba e Baixada Santista, onde se inclui o Porto de Santos.

Previsão de movimentação de cargas: 20 milhões de toneladas até 2040

Cronograma:

  • ANTT deverá licitar o Ferroanel Sul no 1º semestre de 2013
  • Previsão de início: ainda não definida
  • Prazo: ainda não definido
  • Previsão de término: ainda não definida
  • Previsão de valor: R$ 1,5 bilhão

Recursos do Governo Federal:

  • Implantação prevista no Programa de Investimento em Logística
Tramosul.jpg

Tramo Norte

Atualizado em: 12 de junho de 2013

Empreendimento: trecho norte do anel ferroviário que circunda a região metropolitana de são paulo, nos mesmos moldes do rodoanel

Extensão: ferroanel norte 52,75 km

Localização: interliga estação perus (são paulo) à estação engº manoel feio (itaquaquecetuba). O anel ferroviário completo circunda a região metropolitana de são paulo, interligando as regiões de campinas, vale do paraíba e baixada santista, onde se inclui o porto de santos.

Cronograma:

  • ANTT deverá licitar o ferroanel norte no 1º semestre de 2014
  • Previsão de início: ainda não definida
  • Prazo: 48 meses
  • Previsão término: ainda não definida
  • Previsão de valor: R$ 2,3 bilhões

Recursos do Governo Federal:

  • implantação prevista no programa de investimento em logística
Tramonorte.jpg

2019

  • 29/01/2019 - Governo de SP assina parceria com Governo Federal para construção do Ferroanel

O Governador João Doria e o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, assinaram na noite desta terça-feira (29/1) protocolo de intenções entre o Governo do Estado de São Paulo e o Federal para construção do trecho Norte do Ferroanel. A viabilidade da obra se dará com investimentos do Governo Federal, cujos recursos serão da outorga de concessão ferroviária da MRS Logística.

“Depois de 45 anos de debates, o Ferroanel, em São Paulo, com o apoio do Governo Federal vai se materializar”, ressaltou o Governador.

Em até 45 dias, o Governo Federal abrirá consulta pública a respeito do aditivo da concessão de ferrovia federal à MRS Logística por mais 30 anos. Esse aditivo, que deve ser assinado ainda este ano, garantirá outorga à União, que destinará exclusivamente ao transporte férreo.

“Esse protocolo representa a aliança do Governo Federal com o Governo do Estado em menos de 30 dias. É o aproveitamento de uma grande oportunidade que é a prorrogação antecipada dos contratos de concessão de ferrovias para a viabilização de investimentos importantes”, comentou o Ministro Tarcísio Freitas.

O trecho Norte do Ferroanel terá 53 quilômetros, desde o bairro de Perus, na zona Norte da capital, a Itaquaquecetuba. O investimento será de R$ 3,5 bilhões. Estima-se que sejam transportadas 67 milhões de toneladas de produtos por ano, substituindo mais de 2,8 mil caminhões nas estradas. O Ferroanel será também usado para transporte de passageiros, de modo segregado ao transporte de cargas. Mais de três milhões de pessoas são esperadas neste trecho que deverá ficar pronto em 48 meses a partir do início das obras.

Ver também

Links externos