Linha 1 - Azul

De Infogov São Paulo
(Redirecionado de Linha 1-Azul)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Atualizado em: 08 de dezembro de 2014
X.jpg
Características 20,2 km. 23 estações - Tucuruvi, Parada Inglesa, Jardim São Paulo, Santana, Carandiru, Portuguesa-Tietê, Armênia, Tiradentes, Luz, São Bento, Sé, Liberdade, São Joaquim, Vergueiro, Paraíso, Ana Rosa, Vila Mariana, Santa Cruz, Praça da Árvore.
Média de passageiros por dia 1,4 milhão passageiros por dia
Número de conexões 6 conexões. Com as linhas 7 - Rubi, 11 - Coral da CPTM na estação da Luz. Com a Linha 3 - Vermelha na estação da Sé. Com a Linha 2 - Verde nas estações Ana Rosa e Paraíso.
Histórico A primeira linha do metrô paulistano foi a 1-Azul, ou anteriormente chamada de Linha Norte-Sul. No dia 14 de setembro de 1974, teve início a operação comercial do metrô. O trecho percorrido foi Jabaquara-Vila Mariana. No dia 26 de setembro de 1975, a operação comercial foi estendida para toda a Linha 1 - Azul, de Santana a Jabaquara. Em 1998, foi entregue à população a Extensão Norte, que adicionou à Linha 1 - Azul mais 3,5 km de vias e 3 novas estações: Jardim São Paulo, Parada Inglesa e Tucuruvi.
Cronologia:
Intervalo entre os trens 120 segundos
Trens novos e reformados Condição dos 98 trens das frotas originais das linhas 1- Azul e 3- Vermelha que estão sendo modernizados ou já foram modernizados: 4 trens em modernização nas fábricas; 14 trens em testes; 47 trens liberados para operação comercial; (As demais composições ainda não estão no processo)
Redução do intervalo dos trens do Metrô Novo Modelo de Sinalização

Redução do intervalo dos trens do Metrô: está sendo implantado nas linhas do Metrô o CBTC (Communication-based Train Control). Trata-se do sistema mais moderno no mundo no setor de controle de tráfego de trens. A tecnologia permite o controle da distância, velocidade e quantidade de freios a serem aplicados a cada trem para que se obtenha o máximo de desempenho operacional e o menor intervalo entre trens em operação com total segurança. Um bom exemplo serão os trens da Linha 3 - Vermelha do Metrô, que poderão circular a cada 82 segundos no pico, a maior frequência entre os metrôs em todo o mundo, permitindo aumentar em cerca de 20% sua capacidade de transporte.

Funcionamento: o novo sistema de controle de sinalização do metrô começou a funcionar em 25 de agosto de 2013, em toda a linha 2-Verde. O modelo promete reduzir em 20% o tempo de espera dos passageiros nas estações da linha – que tem 14,7 Km de extensão – com a redução no intervalo entre os trens, que hoje é de 2,6 minutos em média.

O CBTC (Comunication-Based Train Control) já vinha funcionando, aos domingos, em um trecho de 2,9 Km na linha verde, entre as estações Vila Prudente e Sacomã, desde janeiro de 2013. Segundo o Metrô, o modelo vai continuar funcionando aos domingos e, dependendo do desempenho apresentado, a operação será estendida para os dias da semana. Com o CBTC, o Metrô espera reduzir a superlotação nas estações da linha 2-Verde, que teve, em 2012, média de ocupação de 5,7 passageiros por metro quadrado no horário de pico da tarde.parte

Nas linhas 1 – Azul e 3 – Vermelha esse sistema está em implantação. A Linha 4 - Amarela já utiliza dos sistemas de sinalização CBTC.

Gráfico
CBTC.jpg

Fonte: Estado de São Paulo, 10 de setembro de 2013


Ver também

Links externos