Notas oficiais - Município acusa Estado de não contribuir com SAMU 20140110

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Data: 10 de janeiro de 2014

Órgão: Saúde

Veículo solicitante: O Imparcial (Presidente Prudente)

Resumo:

Município acusa Estado de não contribuir com SAMU.

Nota enviada:

A Secretaria de Estado da Saúde esclarece financia o Grupo de Resgate e Atendimento às Urgências, parceria da Pasta com o Corpo de Bombeiros, do financiamento dos atendimentos nas urgências e emergências dos hospitais estaduais.

Na capital, Grande São Paulo e em 10 cidades do interior, o Estado oferece resgate médico terrestre e aéreo de vítimas de acidentes e violência por intermédio do Grau (Grupo de Resgate e Atendimento às Urgências), em parceria com o corpo de Bombeiros. O município de Bauru será sede de uma base do Grau que também será referência para toda a região de Marília.

São cirurgiões, anestesistas, intensivistas e enfermeiros atuando 24h, que realizam cerca de 18 mil atendimentos médicos pré-hospitalares por ano, encaminhando vítimas graves aos hospitais por meio de Unidades de Suporte Avançado e helicópteros da Polícia Militar.

O trabalho do Grau é altamente especializado, com atendimento dos casos mais graves de vítimas de acidentes e violência.

Neste ano a Secretaria irá ampliar a atuação do Grau para outras cidades do interior e litoral, auxiliando de forma decisiva o trabalho realizado pelos Samus municipais.

Além disso a Secretaria participa do Samu com o atendimento aos pacientes encaminhados pelas ambulâncias nos 83 hospitais pertencentes ao governo do Estado, que são custeados pelo tesouro estadual sem nenhuma contrapartida financeira dos municípios.

São Paulo, diferentemente de outros estados, possui uma rede própria ampla de hospitais estaduais, pertencentes à Secretaria, incluindo unidades gerenciadas por Organizações Sociais de Saúde que são integralmente custeadas pelo tesouro estadual.

Notas oficiais
201120122013201420152016201720182019