Rede Lucy Montoro

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar
Atualizado em: 27 de março de 2018


Perfil

Quando surgiu: 12 de maio de 2008.

O que é: é uma rede de hospitais de reabilitação para pessoas com deficiência, transitória ou definitiva; referência em reabilitação multidisciplinar à pessoa com deficiência física.

Objetivo: o foco é o público com lesão medular, amputação, má-formação, lesões encefálicas do adulto, paralisia cerebral e dor incapacitante, contando com protocolos e técnicas próprias, bem como tecnologias e equipamentos inéditos no Brasil.

Parceria: a Rede de Reabilitação Lucy Montoro é uma parceria das Secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo e da Saúde.

Beneficiados: serão beneficiados pacientes que apresentem encaminhamento médico da rede pública ou privada de saúde.

Estrutura: a rede é composta por unidades modernas que contam com tecnologia e equipamentos de ponta. Até mesmo a tecnologia virtual de última geração, através de videogames e outros jogos. Essas técnicas são utilizadas por médicos fisioterapeutas como terapia complementar em conjunto com a fisioterapia tradicional.

Laboratório de Robótica: O Governo do Estado de São Paulo entregou quatro laboratórios de robótica para a Rede Lucy Montoro. O primeiro foi a unidade do Morumbi, que permite ao paciente fazer vários movimentos em uma velocidade maior e com uma precisão melhor. Já a segunda unidade localizada na Vila Mariana é utilizada para avaliações neurofisiológicas. O terceiro foi a unidade de São José do Rio Preto, o qual foi entregue dois equipamentos In Motion que estimulam a movimentação dos membros superiores. Por último, a unidade Umarizal que ganhou dois InMotion, além de uma Ergys, aparelho que ajuda o paciente a realizar exercícios ativos com a musculatura dos membros inferiores. O investimento total dos quatro laboratórios foi aproximadamente de R$ 4,7 milhões.

M Leve: é um projeto que foi elaborado pelo Instituto de reabilitação e lançado em agosto de 2013, é um novo modelo de cadeira de rodas. O protótipo é mais leve e foi criado com o intuito de atender os pacientes da rede pública. Foram produzidas 30 cadeiras, que serão testadas nos próximos seis meses, até fevereiro de 2014. Nomeada como "M Leve", a cadeira pesa 7kg, sendo bem mais leve do que uma tradicional, possui um modelo reduzido e será fornecida para pacientes da Rede Lucy Montoro, posteriormente ao mercado.

Atendimento: para ser atendido na Rede Lucy Montoro não é preciso ser encaminhado pelo SUS ou pelo Sistema Privado de Saúde, basta ir diretamente a uma sede da rede.

Composição da Rede: a Rede de Reabilitação "Lucy Montoro", administrada, em nível central e de forma integrada, pelas Secretarias dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Saúde.

  • Hospital/Instituto de reabilitação: são destinados a pessoas com deficiência física que necessitem de cuidados intensivos de medicina de reabilitação em regime de hospital-dia ou internação (leitos de reabilitação).
  • Centro de reabilitação: são destinados ao atendimento de pacientes ambulatoriais em turnos intensivo de 4 (quatro) horas.
  • Serviço de reabilitação: são destinados ao atendimento secundário, no nível ambulatorial, de pacientes com deficiências incapacitantes, encaminhados pelos hospitais de reabilitação, centros de medicina de reabilitação, serviços especializados e Departamento Regional de Saúde das respectivas regiões, abrangendo, entre outros, os seguintes:

a) serviço de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção;

b) serviço de reabilitação: 1. em oncologia; 2. em geriatria; 3. infantil; 4. na Síndrome de Down; 5.na deficiência auditiva; 6. na deficiência visual; 7. na deficiência intelectual.

  • Unidade de reabilitação: são destinadas à manutenção da condição funcional por intermédio de atividades, prioritariamente em grupos, com supervisão terapêutica contínua e articulada com os recursos da comunidade.

Especialidades: o atendimento é realizado por equipe multiprofissional de especialistas em reabilitação, composta por:

  • Médicos Fisiatras
  • Psicólogos
  • Enfermeiros
  • Assistentes Sociais
  • Fisioterapeutas
  • Terapeutas Ocupacionais
  • Educadores Físicos
  • Nutricionistas
  • Fonoaudiólogos
  • Odontólogos
  • Médicos consultores nas áreas de Cardiologia, Urologia, Reumatologia e Ortopedia.

Unidades: a Rede Lucy Montoro conta com 15 unidades fixas em funcionamento. Deste total, 7 unidades foram entregues entre 2009 e 2010 (Clínicas, Lapa, Umarizal, Morumbi, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e Campinas). Entre janeiro de 2011 e setembro de 2013 foram entregues 5 unidades (São José do Rio Preto, São José dos Campos, Vila Mariana, Mogi Mirim e Fernandópolis). Em 2014, mais 3 unidades foram inauguradas (Santos, Pariquera-Açu e Marília).

Unidades em Funcionamento

Atualizado em: 09 de maio de 2018
Ver também.jpg Ver também: Veja mais sobre Unidades Fixas por Regiões

O Governo de São Paulo já entregou 15 unidades da Rede Lucy Montoro, sendo 4 Institutos, 7 Centros, 2 unidade e 2 serviços de reabilitação. A unidade de Presidente Prudente ainda não foi inaugurada, mas funciona dentro de um ambulatório do AME em sua região. A unidade de Jaú funciona dentro da Santa Casa de Jaú.

Número Tipo Unidade Parceiro Data de inauguração
Centro
Clínicas
HC FMUSP
28/01/2009
Centro
Lapa
HC FMUSP
28/01/2009
Centro
Umarizal
HC FMUSP
28/01/2009
Instituto
Morumbi
Fundação Faculdade de Medicina - FFM

Fundação Faculdade Regional de Medicina - Funfarme

03/09/2009
Instituto
Ribeirão Preto
HC FMUSP RP
20/03/2010
Centro
Campinas
Centro Infantil Boldrini
22/03/2010
Instituto
São José do Rio Preto
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - FAMERP/ FUNFARME
28/07/2011
Centro
São José dos Campos
UNIFESP/SPDM
17/09/2011
Instituto
Vila Mariana
HC FMUSP
22/12/2011
10º
Serviço
Mogi Mirim
IRS SÍRIO LIBANÊS
01/06/2012
11º
Unidade
Fernandópolis
Santa Casa de Fernandópolis
29/06/2012
12º
Centro
Santos
-
29/05/2014
13º
Serviço
Presidente Prudente
Funciona ambulatório de OPM*** desde 20/08/2010
14º
Unidade
Pariquera-Açu
Cruzada Bandeirante São Camilo Assistência Médico-Social
12/09/2014
15º
Centro
Marília
Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA
27/06/2014

OPM: órteses, próteses e meios auxiliares à locomoção.

*Santos: inaugurada em 29/05/14, porém, desde 2010, funciona no AME de Santos, um ambulatório da Rede Lucy Montoro de órteses, próteses e meios auxiliares à locomoção. O ambulatório conta com equipe multidisciplinar para prescrição e dispensa de ajudas técnicas, além do treino para uso adequado dos equipamentos. O serviço atende os nove municípios da Baixada Santista. Ou seja, a população da região já vem sendo atendida desde o segundo semestre de 2010.

**Jaú: Agosto/2010 -Parceiro: Sta Casa de Jaú.

***Pres. Prudente: Set/2010 - Parceiro AME Pres. Prudente.

Unidades Fixas entregues 2011/2014

Atualizado em: 05 de setembro de 2013

O Governo de São Paulo entregou nessa gestão 2011/2014, seis unidades do complexo Lucy Montoro, em 2011 foram entregues São José do Rio Preto, São José dos Campos e Vila Mariana; em 2012, Mogi Mirim e Fernandópolis e em 2014, Santos, Marília e Pariquera-Açu. Investimento total nas unidades é de R$ 72,2 milhões.

Ano Unidade Investimento
2011
IRLM - São José do Rio Preto
R$ 2 milhões
2011
CRLM - São José dos Campos
R$ 5 milhões
2011
IRLM - Vila Mariana
R$ 44 milhões
2012
SRLM - Mogi Mirim
R$ 4 milhões
2012
URLM - Fernandópolis
R$ 3,4 milhões
2014
CRLM - Santos
R$ 7,8 milhões
2014
URLM - Marília
R$ X milhões
2014
URLM - Pariquera-Açu
R$ X milhões
Total
6 Unidades
R$ 72,2 milhões

IRLM - Instituto de Reabilitação Lucy Montoro

CRLM - Centro de Reabilitação Lucy Montoro

SRLM - Serviço de Reabilitação Lucy Montoro

URLM - Unidade de Reabilitação Lucy Montoro

Previsão de Inauguração de Novas Unidades

Atualizado em: 05 de setembro de 2013


Número Tipo Unidade Parceiro Previsão de inauguração Investimento
16º
Unidade
Botucatu
até dezembro de 2013
R$ 3 milhões
17º
Centro
Sorocaba
PUC
até julho de 2014
R$ 5,8 milhões
Total
2 unidades
até dez 2014
R$ 8,8 milhões


  • Lucy Montoro de Diadema

DIADEMA – Em projeto (reforma de prédio cedido pela Prefeitura).

Valor estimado pela SDPD: R$ 4,5 milhões

Situação: Projeto em elaboração. Proposta inicial prevê sua implantação no “Quarteirão da Saúde”.

Prazo previsto de implantação: março/2014.


  • Lucy Montoro de Santo André

SANTO ANDRÉ – Em projeto.

Valor estimado pela SDPD: R$ 8 milhões

Situação: elaboração do projeto em fase inicial.

Prazo previsto de implantação: 2014.

Obs: deverá ser construído ao lado do hosp. Mário Covas.


  • Lucy Montoro de Santos

Em execução: Implantação da unidade.

Término: maio/2014. Valor: R$ 7 milhões.

Situação: OS gestora em fase de definição.

Unidade Móvel

Atualizado em: 04 de setembro de 2013

Quando surgiu: 19 de janeiro de 2009.

O que é: é um hospital sobre rodas que visita o interior do Estado, colhe dados das pessoas atendidas e personaliza as ajudas técnicas em oficina especializada na Capital.

Estrutura: com 15m de comprimento x 2,60m de largura, pesa 20 toneladas, possui elevador hidráulico para atender à pessoa em cadeira de rodas ou em maca, a unidade dispõe de banheiro adaptado, um consultório médico, sala de espera e oficina de órteses e próteses, composta por salas de prova, de máquinas e de gesso.

Números do programa: desde seu lançamento, a unidade móvel já:

  • Visitou as regiões do Vale do Paraíba, Sorocaba, Piracicaba e Campinas, Jaú, Avaré, Peruíbe, São José do Rio Preto e Presidente Prudente;
  • Realizou mutirão, na Capital, a fim de atender a demanda reprimida;
  • Atendeu a mais de 2.000 pacientes; e
  • Forneceu mais de 4.000 equipamentos.

Laboratórios de Robótica

Atualizado em: 04 de setembro de 2013

O Governo do Estado de São Paulo entregou quatro laboratórios de robótica para a Rede Lucy Montoro. O primeiro foi a unidade do Morumbi, que permite ao paciente fazer vários movimentos em uma velocidade maior e com uma precisão melhor. Já a segunda unidade localizada na Vila Mariana é utilizada para avaliações neurofisiológicas. O terceiro foi a unidade de São José do Rio Preto, o qual foi entregue dois equipamentos In Motion que estimulam a movimentação dos membros superiores. Por último, a unidade Umarizal que ganhou dois InMotion, além de uma Ergys, aparelho que ajuda o paciente a realizar exercícios ativos com a musculatura dos membros inferiores. O investimento total dos quatro laboratórios foi aproximadamente de R$ 4,7 milhões.


Unidade Investimento Inauguração
Morumbi
R$ 1,4 milhão
11/05/2012
Vila Mariana
R$ 2,5 milhões
04/06/2013
São José do Rio Preto
R$ 309 mil
27/07/2013
Umarizal
R$ 667 mil
04/09/2013
Total
4 unidades
R$ 4,9 milhões


Capital

Unidade Umarizal

  • Ergys: além do InMotion, a unidade recebeu uma Ergys, uma bicicleta ergométrica associada a um estímulo elétrico funcional que auxilia o paciente lesado medular a realizar exercícios ativos com a musculatura dos membros inferiores, contribuindo para maior qualidade nas funções orgânicas.

Investimento total:R$ 667 mil.

Unidade Vila Mariana

Investimento total: R$ 2,5 milhões.

Unidade Morumbi

  • Laboratório de robótica: em 11 de maio de 2012, foi inaugurado o laboratório de robótica na unidade do Morumbi com quatro equipamentos de tecnologia ultra avançada. Os equipamentos estimulam o campo da reabilitação em uma alternativa inovadora. O laboratório trabalha membros superiores e inferiores por meio de jogos virtuais:
  • InMotion equipamento que auxilia o paciente a realizar movimentos de ombro, cotovelo e punho; o Lokomat, indicado para pessoas com incapacidade no aparelho locomotor.
  • Ergys: além disso, também recebeu a Ergys, que permite que pessoas com pouco ou nenhum movimento nas pernas possam pedalar; e o Armeo Spring, para pacientes com traumatismo crânio-encefálico ou outras afecções do sistema nervoso. Todos os aparelhos promovem movimentos das áreas afetadas e melhoram a plasticidade cerebral, provocando uma adaptação do cérebro à lesão que houve no corpo.

Investimento total: R$ 1,4 milhão.

São José do Rio Preto

Investimento total: R$ 309 mil.

São José dos Campos

  • Ergys: além do InMotion, a unidade recebeu uma Ergys, equipamento semelhante a uma bicicleta que utiliza a estimulação elétrica funcional computadorizada. Ele é indicado para que os pacientes com pouco ou nenhum movimento nas pernas possam pedalar.
  • Sala de realidade virtual: além dos equipamentos, outro recurso implantado será a realidade virtual. Através da tecnologia de viodecaptura, o paciente se vê dentro do jogo ao ter a sua imagem projetada em um monitor, o que o estimula a se movimentar.

Investimento: R$ X mil.

Reformas e Ampliações

Atualizado em: 04 de setembro de 2013

Unidade Ampliada

Capital - Jardim Umarizal

Em 04 de setembro de 2013, foi entregue as novas instalações do Centro de Reabilitação Lucy Montoro do Jardim Umarizal, a unidade foi totalmente modernizado, ampliada e está 100% acessível, além de ter ganhado um laboratório de robótica. A unidade terá sua capacidade ampliada em 50%.

Atendimento: passará de 60 mil para 90 mil atendimentos anuais. Além de todos os atendimentos fornecidos pela Rede, a unidade contará com atendimento para pessoas que sofreram amputações e lesões medulares.

Área administrativa: foram criados 12 novos espaços para os usuários: dois consultórios para terapia individual, três salas de atendimento em grupo, um ginásio terapêutico, um posto de enfermagem, uma sala para avaliação isocinética, uma sala para atendimento exclusivo da Ouvidoria e mais três salas para oficinas terapêuticas com o objetivo de geração de renda, aumentando assim o número de modalidades oferecidas.

Laboratório de Robótica: a unidade ganhou um laboratório de robótica InMotion, sendo o 4º da Rede Lucy Montoro.

Atividades: a unidade Umarizal também deverá participar intensamente dos programas de residência médica, aprimoramento, estágios e atividades relacionadas ao desenvolvimento de pesquisas científicas. Além disso, viabilizará cursos para cuidadores abertos à comunidade e realizará palestras para orientação de pacientes, cuidadores e familiares.

Unidade referência: referência em atendimento, ensino e pesquisa, a unidade Umarizal fará dispensa de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção.

Investimento: R$ 3,4 milhões.

  • R$ 2,7 milhões na ampliação e modernização da unidade.
  • R$ 667 milhões no laboratório de robótica.

2017

Campinas ganha nova unidade de tratamento do Lucy Montoro

Nesta terça-feira (14), Alckmin participou da inauguração do serviço de hidroterapia do Centro de Reabilitação Lucy Montoro de Campinas voltado para reabilitação de pacientes submetidos a tratamento contra o câncer.

“É a quarta vez que estamos no Centro Infantil Boldrini”, disse o governador. “Quero agradecer por esse brilhante serviço de prevenção, tratamento e diagnóstico precoce do câncer e reabilitação de crianças e jovens de até 29 anos”.

A iniciativa faz parte de uma parceria entre a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e o Centro Infantil Boldrini, estabelecida a partir do lançamento nacional da “Iniciativa Global de Reabilitação do Câncer”, que estabelece novas diretrizes para o tratamento de pacientes com câncer.

O serviço de hidroterapia é indicado para crianças a partir dos cinco anos que apresentam sequelas decorrentes do câncer de cérebro, que pode ocasionar déficits motores ou de equilíbrio. O Centro de Reabilitação Lucy Montoro atende cerca de seis mil pessoas por mês.


2018

  • 27/03/2018 - Alckmin entrega obras de unidade da Rede Lucy Montoro e da Fábrica de Cultura em Diadema

O governador Geraldo Alckmin entregou nesta terça-feira, 27, o prédio da nova unidade da Rede Lucy Montoro, em Diadema. Referência no atendimento especializado a pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida, além de fisioterapia, fisiatria e traumas, a rede Lucy ganha, agora, uma unidade na região do Grande ABC. Ainda na cidade, Alckmin entregou também as obras civis da Fábrica de Cultura de Diadema – a primeira fora da capital. Nos dois casos, o Estado agora vai abrir chamamento público visando à escolha de organizações sociais para equipar e gerenciar os espaços.

“Vai ser a primeira unidade da Rede Lucy Montoro no ABC. Vai oferecer fisiatria, fisioterapia e reabilitação, que vai ajudar muita gente. E a Fábrica de Cultura, são dois pavimentos com biblioteca, sala de música, circo, produção e dança, além de camarins e vestiários. É a única Fábrica de Cultura fora de São Paulo”, disse o governador. “Vamos gerar cerca de 200 empregos entre Fábrica de Cultura e Lucy Montoro”, completou.

O serviço da Rede Lucy Montoro será implantado num prédio totalmente novo, com 1.870,60 m² de área construída, no denominado “Quarteirão da Saúde”. O investimento do Governo do Estado foi de R$ 2 milhões destinados às obras, englobando melhorias estruturais, elétrica e hidráulica, que foram executadas pelo município de Diadema.

Na ocasião, o governador assinou o decreto de criação da nova unidade e a autorização para chamamento público de Organizações Sociais de Saúde (OSSs).

“As unidades da ‘Rede Lucy’ oferecem serviços de ponta, com equipamentos modernos e equipes multiprofissionais, garantindo assistência altamente especializada aos pacientes”, afirma o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

O endereço é Avenida Antonio Piranga, nº 700, no centro da cidade.


  • 31/03/2018 - Rede Lucy Montoro

O prédio da Rede Lucy Montoro está instalado no AME de Botucatu, localizado na Rodovia Marechal Rondon, 253. Quando as instalações estiverem concluídas, serão beneficiados pacientes de 30 municípios da região. A capacidade de atendimento será de 2 mil/mês.

Trata-se de uma unidade de atendimento ambulatorial que irá oferecer reabilitação às pessoas com deficiência ou doenças potencialmente incapacitantes através de uma equipe multidisciplinar, composta por médicos fisiatras, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais e outros profissionais especializados em reabilitação. Haverá também prescrição e dispensação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção.

Ver também

Links externos