Região Metropolitana de Campinas - RMC

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar
Atualizado em: 18 de junho de 2012
Ver também.jpg Ver também: Região de Campinas

Criação: 2000

Características Demográficas: a Região Metropolitana de Campinas (RMC) é uma das regiões metropolitanas mais dinâmicas no cenário econômico brasileiro. Seu Produto Interno Bruto (PIB) foi de R$ 77 bilhões em 2008, representando 7,75% do PIB paulista.

Pontos fortes: além de possuir uma economia forte e diversificada, a RMC destaca-se também pela presença de centros inovadores no campo das pesquisas científicas e tecnológicas. Outro expoente da região é o Aeroporto de Viracopos, localizado no município de Campinas. O aeroporto registra um fluxo anual de cargas embarcadas e desembarcadas em vôos internacionais de cerca de 176 mil toneladas.

Importação e exportação: de cada três toneladas de mercadorias exportadas e importadas por via aérea no país, uma passa por Viracopos, que, juntamente com os aeroportos de Guarulhos e do Rio de Janeiro, respondem por 82% do fluxo anual de cargas desse tipo de transporte.

Fazem parte da RMC 20 municípios: Americana, Artur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Morungaba, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara d’Oeste, Santo Antônio de Posse, Sumaré, Valinhos e Vinhedo.

Obras previstas 2012

O Governo do Estado trabalha para que sejam realizadas melhorias em diversos municípios da região de Campinas. Serão contemplados setores como agricultura, cultura, meio ambiente, justiça, desenvolvimento econômico, saúde, segurança pública, transportes e transportes metropolitanos, dentre outros.

Entre os benefícios para a região estão: a extensão do anel viário Magalhães Teixeira, da Rodovia Anhanguera até a Bandeirantes; a criação da segunda Delegacia Seccional de Campinas; e a construção do Teatro Carlos Gomes. A extensão do anel viário Magalhães Teixeira terá investimentos de R$ 70 milhões para as obras, que devem ter início em 2012. A obra de prolongamento do anel viário vai gerar 670 empregos diretos e indiretos e beneficiará quase 100 mil pessoas da região.

Também com início previsto para 2012: as obras da Rodovia General Milton Tavares de Souza (SP 332) incluem implantação de marginais em Itatiba e Campinas.

A Rodovia João Beira (SP 095) receberá obras de duplicação. Entre Amparo e Jaguariúna, trecho que compreende 23,19 km, haverá duplicação, melhorias da primeira pista e execução de dispositivos de acessos e retorno. O Estado destinará R$ 116 milhões na execução desta obra.Além disso, outras cidades da região recebem melhorias e recuperações em importantes estradas vicinais.

Para a Estrada Vicinal Luiz Fávero, que liga a Rodovia Zeferino Vaz (SP-332) à cidade de Engenheiro Coelho, será destinado R$ 1,5 milhão. Já em Pedreira, foi inaugurada a Estrada Vicinal Fioravante Carlotti, que liga o centro da cidade ao Bairro Duas Pontes, com 5,2 km de extensão. E em Amparo, a Estrada Vicinal Felício Brunetto, que liga a cidade ao Distrito de Três Pontes, teve sua placa descerrada; foi investido R$ 1,5 milhão na recuperação de 3,1 km.

O ano de 2012 também marca o início do trecho Nova Odessa - Americana - Santa Bárbara, de transporte metropolitano, com investimento de R$ 90 milhões. E outro trecho, Campinas - Nova Odessa, receberá R$ 54,5 milhões, visando completar o Corredor Metropolitano.

Via Rápida Emprego: no terreno da Etec Conselheiro Antonio Prado, o governo construirá uma unidade fixa do Via Rápida Emprego. O local concentrará três salas de aula, dois laboratórios - multiuso e informática -, três salas de apoio administrativo, seis sanitários, estacionamento, instalação de caixa d'água e paisagismo. O investimento será de R$ 1,9 milhão.

Etecs e Fatecs: com investimentos de R$ 11 milhões, ainda serão instaladas novas Fatecs nas cidades de Itatiba e Campinas e uma Etec em Sumaré.

Ver também

Links externos