Rodovia Raposo Tavares - SP-270

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar
Atualizado em: 22 de maio de 2014

Características

A rodovia possui pista simples e mão dupla.

Trecho do DER: km 9,8 ao km 34 e do km 168,21 ao km 381,703.

Obras previstas

O Governo do Estado deve realizar obras de duplicação e recuperação em 350 km da Rodovia Raposo Tavares até o final de 2014 (DER, SPVIAS, CART).

  • Duplicação Maracaí: entre o km 471,332 e o km 481,500. A data prevista de início era 17 de março de 2012, mas atrasará pela demora na obtenção da licença ambiental. Ainda não há nova data de início. O término previsto era 16 de março de 2014. (Concessionária - CART)
  • Melhoramentos e recapeamento da pista do km 9,8 ao km 30,6, em São Paulo, Osasco e Cotia.Extensão: 20,8 km.Investimento estimado: R$ 98 milhões (a serem financiados pelo BB). Status: projeto em atualização. Previsão de licitação da

obra: final de outubro de 2013. Previsão de início da obra: fevereiro de 2014. Término da obra: agosto de 2015.

  • Melhoria de dispositivo em Palmital. Investimento: R$ 2,5 milhões. Início das

obras: março de 2014. Término: março de 2015.


Projeto 1: recapeamento da pista e dos acostamentos existentes, pavimentação dos acostamentos, implantação de faixas adicionais, duplicação dos trechos urbanizados e readequação de dispositivos existentes, do km 168,21 ao km 373. Trecho: Itapetininga, Angatuba, Campina do Monte Alegre, Paranapanema, Itaí, Piraju, Bernardinho de Campos, Ipaussu, Chavantes, Canitar e Ourinhos. Extensão: 204,79 km. Investimento estimado: R$ 410 milhões a serem financiados pelo BID. Status: Projeto em elaboração conclusão prevista agosto de 2014. Previsão de licitação da obra: Março de 2015 (após aprovação do financiamento). Previsão início da obra: Setembro de 2015. Previsão de término da obra: Setembro de 2017.

Projeto 2: Recuperação do pavimento das pistas e alças dos dispositivos de acesso e retorno e melhorias do km 9,80 ao km 34. Extensão: 24,2 km. Investimento: R$ 83,4 milhões. Status: Obra aguardando assinatura de contrato. Previsão de início das obras: até o final de maio de 2014. Término das obras: maio de 2016.

Projeto 3: Construção de viaduto de retorno no km 27. Trecho: Cotia. Status: Projeto em licitação. Previsão de início do projeto: Maio de 2014

Projeto 4: Conserva especial e reabilitação da sinalização horizontal da pista do km 168,210 ao km 295,390. Trecho: Itapetininga, Angatuba e Itaí. Extensão: 127,18 km. Investimento estimado: R$ 45,2 milhões. Status: Projeto concluído. Previsão de licitar as obras: Até o final junho de 2014. Previsão de início das obras: Outubro de 2014. Previsão de término das obras: Junho de 2015

Projeto 5: Conserva especial e reabilitação da sinalização horizontal da pista do km 295,39 ao km374,43. Trecho: Itapetininga, Angatuba e Itaí. Extensão: 79,04 km. Investimento estimado: R$ 25 milhões. Status: Projeto concluído. Previsão de licitar as obras: Até o final de junho de 2014. Previsão de início das obras: Outubro de 2014. Previsão de término das obras: Junho de 2015

Obras em andamento

Ao todo serão duplicados 42,9 kms (entre os kms 115,5 e o 158,4), passando pelas cidades de Araçoiaba da Serra, Itapetininga, Alambari, Sarapuí e Capela do Alto.

A duplicação será realizada em duas etapas:

Serão implantados 18 viadutos e pontes, além de 11 dispositivos de acesso e retorno. Obra total será entregue até junho de 2014 e o investimento é de R$ 216,4 milhões.


Detalhes:

- Duplicação dos km 115+500 ao 158+400 de Araçoiaba da Serra até Itapetininga.

- 42,9 km de duplicação da Rodovia Raposo Tavares do km 115,5 ao 158,4;

- 42,9 km de restauração do pavimento da pista existente km 115,5 ao 158,4;

- Implantação de 2 dispositivos de acesso e retorno em Araçoiaba da Serra;

- Implantação de 2 dispositivos de acesso e retorno em Capela do Alto;

- Implantação de 3 dispositivos de acesso e retorno em Alambari;

- Implantação de 1 dispositivo de ligação em Alambari;

- Implantação de 1 dispositivo de ligação em Itapetininga;

- Implantação/remodelação de 2 dispositivos de acesso e retorno em Itapetininga;

- 18 novos viadutos e pontes;

- 1 adequação de passarela existente;

- Relocação/remodelação de 19 pontos de ônibus ao longo da Raposo Tavares.


Trechos em execução

  • Segmento do km 115 ao km 132 - Araçoiaba da Serra a Capela do Alto. Em execução do km 120+000 ao km 130 (fecha o segmento). Término do segmento: julho de 2013.
  • Segmento do km 132 ao km 158 – Capela do Alto a Itapetininga. Em execução do km 132+620 ao km 133+500; do km 138+000 ao km 142+000; e do km 142+000 ao km 145+000. Término destes segmentos: dezembro de 2013.


Trechos a iniciar em março de 2013:

  • do km 133+500 ao km 138+00;
  • do km 145+000 ao km 158+000


Projeto : Duplicação de Maracaí, Paraguaçu Paulista e Rancharia. Investimento: R$ 114,7 milhões. Previsão de término: março de 2014.

Projeto: Melhoria/implantação de dispositivos em Salto Grande, Ibirarema, Assis, Maracaí, Paraguaçu Paulista. Investimento: R$ 21,8 milhões. Previsão de término: julho de 2014.

Obs.: estes dois trechos não haviam iniciado por falta de DUP e LI. A LI saiu em 19 de dezembro de 2012.

Projeto 3: Melhoria de dois dispositivos nos km 446,2 e 418,4. Trecho: Assis e Palmital Investimento: R$ 3,9 milhões. Término: março de 2015.

Projeto 4: Implantação de dispositivo no km 483,9. Trecho: Paraguaçu Paulista Investimento: R$ 5,9 milhões. Previsão de término: agosto de 2014.

Obras concluídas

Em abril de 2011 foram entregues pistas marginais nos dois sentidos da Raposo Tavares em Sorocaba num total de 10 km, com investimento de R$ 53,9 milhões. Concessionária: SPVias.

Projeto 1: Execução das obras e serviços de regularização e proteção de trechos alternados de pista para posterior recapeamento do km 230 ao km 271. Trecho: Angatuba e Paranapanema. Extensão: 41 km. Investimento: R$1,3 milhões. Início: Setembro de 2012. Término: Novembro de 2012.

Projeto 2: Execução das obras e serviços de sinalização horizontal, aplicação de tachas refletivas do km 230 ao km 271. Trecho: Angatuba e Paranapanema. Extensão: 41 km. Investimento: R$ 612 mil. Início: Novembro de 2012. Término: Fevereiro de 2013

Projeto 3: Recuperação do pavimento com aplicação de selatrinca do km 9,80 o km 34. Trecho: Cotia, Osasco e São Paulo. Extensão: 24,2 km. Investimento: R$ 147 mil. Início: Agosto de 2012. Término: Outubro de 2012


2017

  • 31/07/2017 - Alckmin autoriza licitação das obras da rodovia Raposo Tavares

O governador Geraldo Alckmin autorizou edital para obras de modernização da Rodovia Raposo Tavares (SP-270). Dividido inicialmente em quatro lotes, as melhorias beneficiam diretamente uma população de quase 180 mil habitantes de seis cidades. A rodovia terá melhorias desde Ourinhos, passando Piraju, Bernardino de Campos, Ipaussu, Chavantes até Canitar.

A assinatura do documento aconteceu nesta segunda-feira (31) no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo. “Queremos começar as duas obras ainda esse ano, tanto a de Ourinhos a Piraju como de Itapetininga para Piraju”, explicou o governador.

“E em questão de semanas, tendo o aval do Banco Mundial, já publicar o último lote de Piraju até Itapetininga. Teremos, ao todo, 204 km de obras, R$ 805 milhões de investimentos. Será, depois do Rodoanel Metropolitano, a maior obra rodoviária do Estado de São Paulo e estratégica para o desenvolvimento. Agronegócio, indústria, turismo, serviços, vai gerar 1.240 empregos na obra, melhorar o e ISS de todas as prefeituras ao longo da rodovia”, ressaltou Alckmin.

A partir da assinatura, o DER disponibiliza o edital na terça-feira (1º), sob as regras da modalidade Licitação Pública Internacional (LPI), às empresas interessadas no certame. Além de jornais de grande circulação e o Diário Oficial do Estado, o site da United Nations Development Business, de Washington, também fará a publicação do edital. A abertura dos envelopes contendo as propostas e preços está marcada para o dia 29 de setembro.

As obras na Raposo irão gerar 310 empregos diretos e 930 indiretos e estão divididas em um total de oito lotes. Nestes, o governo do Estado realizará investimentos que ultrapassam R$ 800 milhões.

O valor orçado dos quatro lotes anunciados nesta primeira etapa da licitação é de R$ 302,8 milhões. Já o investimento na segunda etapa foi estimado em R$ 515,8 milhões. O montante é financiado pelo Banco Mundial, o Bird e pelo Banco Santander S/A. Ainda tem a garantia da Miga (Agência Multilateral de Garantia de Investimentos).

A expectativa é que as benfeitorias na Raposos Travares sejam iniciadas ainda em 2017. As empresas interessadas deverão ainda apresentar uma “Garantia de Manutenção da Proposta”, que demonstrará indício de segurança econômico-financeira do licitante. O valor somado da garantia nos quatro lotes é de R$ 5,9 milhões.

Os quatro primeiros lotes compreendem o trecho do km 295,4 ao km 373. Nestes 77,6 quilômetros de extensão serão realizados serviços para a recuperação da pista. Obras que vão desde acostamentos, implantação de faixas adicionais em locais específicos, melhorias nos acostamentos, sistema de drenagem até serviços para revitalização completa da sinalização.

2018

  • 17/03/2018 - Governador Alckmin dá início à primeira etapa de obras na SP 270

O governador Geraldo Alckmin deu início neste sábado, 17, em Ourinhos, às obras da primeira etapa do empreendimento para modernização da Rodovia Raposo Tavares (SP 270), com quatro lotes no total de 77,6 quilômetros de extensão, sendo 23,86 quilômetros de duplicação em benefício de 185 mil habitantes. Participaram do evento o secretário estadual de Logística e Transportes, Laurence Casagrande Lourenço, e o superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Ricardo Volpi.

O Governo do Estado destina aos quatro primeiros lotes R$ 196,4 milhões oriundos de financiamento com o Banco Mundial, via Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA) e Banco Santander. O montante representa 35,4% de economia aos cofres públicos, obtido por meio de licitação internacional na modalidade menor preço, em comparação ao valor orçado que era de R$ 304 milhões.

Início de obras - Nesta primeira etapa, que tem conclusão prevista para setembro de 2019, os consórcios vencedores realizarão intervenções no segmento rodoviário entre as cidades de Piraju, Bernardino de Campos, Ipaussu, Chavantes, Canitar e Ourinhos. As obras serão executadas em quatro lotes: Lote 1: do km 295,4 ao km 329,8; Lote 2: do km 329,9 ao km 345,3; Lote 3: 345,4 ao km 357,1 e Lote 4: do km 357,1 ao km 373.

Obras a serem executadas:

• Duplicação de 23,86 km (do km 348,86 ao km 372,72);

• Implantação de 5,58 km de faixas adicionais (4,69 km na pista direita e 0,89 km na pista esquerda);

• Implantação de uma rotatória e dois novos viadutos,

• Melhorias em seis dispositivos, sendo cinco rotatórias existentes e um viaduto.

Em seu discurso, Alckmin destacou a importância das obras iniciadas neste sábado. “Uma rodovia duplicada induz o desenvolvimento e atrai empresas para a região, além de gerar empregos e riqueza para a população. E eu já fiz um apelo para que as empresas contratem trabalhadores aqui da região”, afirmou o governador, que também ressaltou que as melhorias na estrada vão proporcionar mais segurança para os motoristas. “Vai salvar vidas”, enfatizou.

As melhorias viárias que serão implantadas na Rodovia Raposo Tavares entre Piraju e Ourinhos ampliarão a capacidade de tráfego e as condições de segurança, elevando os níveis de conforto para o mais de sete mil motoristas que utilizam a via diariamente. O investimento ainda contribuirá para impulsionar o desenvolvimento socioeconômico da região, com maior desenvoltura no escoamento da produção agrícola, industrial e no deslocamento da população da região. As obras gerarão ainda 1.240 novos postos de emprego, entre 310 vagas diretas e 930 vagas indiretas.

Modernização da SP 270 – As obras para modernização da SP 270 são divididas em oito lotes e que cobrirão 204 quilômetros da rodovia, entre os municípios de Itapetininga e Ourinhos. Estão previstas a duplicação de 50,4 quilômetros, implantação de 122,7 quilômetros de terceiras faixas (em ambos os lados da rodovia), recuperação de 153,5 quilômetros de pistas simples e acostamentos, e revitalização completa da sinalização. O DER implantará também 21 novos dispositivos de acesso, e outros 14 dispositivos existentes receberão melhorias e aprimoramentos. Também serão construídos três novas passarelas e um viaduto.

Somando-se os valores de todos os lotes, as licitações obtiveram desconto de R$ 298,8 milhões, ou seja, o equivalente a 32% do total de R$ 934,7 milhões previstos inicialmente. O montante a ser investido nas obras, aproximadamente R$ 635 milhões, será financiado pelo Banco Mundial, via Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA) e Banco Santander.

O processo licitatório dos últimos lotes do empreendimento, entre as cidades de Itapetininga a Angatuba, segue em análise e tão logo seja convalidado pelos agentes financiadores, o DER partirá para a fase de assinatura dos contratos, ação que efetivará o início de obras.

Ver Também

Links externos

Em execução: Sorocaba/Votorantim/Araçoiaba da Serra: Marginais do km 92 ao km 106 (ambos os sentidos). Ext: 14 km. Valor: R$ 75,3 milhões. Término previsto: dez/2013. Projeto: recapeamento da pista e dos acostamentos existentes, pavimentação dos acostamentos, implantação de faixas adicionais, duplicação dos trechos urbanizados e readequação de dispositivos existentes, do km 168,21 ao km 373. Trecho: Itapetininga, Angatuba, Campina do Monte Alegre, Paranapanema, Itaí, Piraju, Bernardinho de Campos, Ipaussu, Chavantes, Canitar e Ourinhos. Extensão: 204,79 km. Investimento estimado: R$ 410 milhões. Status: projeto em elaboração. Previsão de licitação da obra: fevereiro de 2014. Previsão início da obra: julho de 2014. Previsão término da obra: julho de 2016.

Ver também

Links externos