Transportes Metropolitanos

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar
Secretaria dos Transportes Metropolitanos
Secretário
Alexandre Baldy de Sant’Anna Braga
Telefone 3291-7800
Celular
E-mail fale@stm.sp.gov.br
Secretário Executivo
Paulo José Galli
Telefone
Celular
E-mail
Chefe de Gabinete
Roberta Campedelli Ambiel Gonçalves
Telefone
Celular
E-mail
Assessor de Imprensa
Carlos Alberto
Telefone 3291-2854
Celular 96510-5671
E-mail carlosasilva@sp.gov.br
Assessor de Imprensa
Adriana Alves
Telefone 3291-2930
Celular 98088-7979
E-mail adriana.alves@sp.gov.br
Assessor de Imprensa
Telefone
Celular
E-mail

História

A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos – STM criada pela Lei Estadual nº 7.450, de 16 de julho de 1991 e organizada pelo Decreto Estadual nº 34.184, de 18 de novembro de 1991.

Estão vinculadas à STM a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos - EMTU/SP e a Companhia do Metropolitano de São Paulo - METRÔ. Desde 1º de janeiro de 2011, a Estrada de Ferro Campos do Jordão - EFCJ foi integrada à STM, por meio do Decreto Estadual nº 56.635.

Além do sistema metroferroviário, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, por meio da EMTU, é responsável pela infraestrutura de transporte urbano metropolitano de passageiros nas seis regiões metropolitanas do Estado de São Paulo: São Paulo (RMSP), Baixada Santista (RMBS), Campinas (RMC), Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte (RMVPLN), Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) e Região Metropolitana de Ribeirão Preto (RMRP).

Ações Estratégicas

PITU - PLANO INTEGRADO DE TRANSPORTES URBANOS

  • O QUE É ?

Os programas de expansão dos transportes metropolitanos fundamentam-se no processo permanente de planejamento realizado pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos - STM através dos Planos Integrados de Transporte Urbano – PITU e de outros estudos e projetos associados.

O objetivo do planejamento estratégico de transportes públicos é desenvolver programas de implantação, expansão ou modernização do sistema de transporte metropolitano que atendam adequadamente as necessidades da população quanto a sua mobilidade, desenvolvimento socioeconômico e qualidade de vida.

O planejamento de transportes deve considerar não só a expansão da oferta, mas também, a gestão da demanda. Isso é possível por mecanismos de uso do solo e outras variáveis, presentes e futuras, de modo a atender as necessidades de viagens para a mobilidade das pessoas e a movimentação de bens, em níveis de serviço aceitáveis e compatíveis com os recursos financeiros existentes, considerando as políticas públicas para o setor nas regiões e no País.

Um dos instrumentos para aferir a mobilidade urbana nas Regiões Metropolitanas é a Pesquisa Origem e Destino (Pesquisa OD).

Órgãos Vinculados

Empresas

Programas e Ações

Ver também

Links externos