USP (Universidade de São Paulo)

De Infogov São Paulo
(Redirecionado de USP)
Ir para navegação Ir para pesquisar


Atualizado em: 07 de maio de 2018


Reitor

Marco Antônio Zago (período de 2014-2018).

Vahan Agopyan (período de 2018-2022)

Vice-reitor

Vahan Agopyan (período de 2014-2018)

Antonio Carlos Hernandes (período de 2018-2022)

Perfil

Atualizado em: 07 de maio de 2018

Quando foi criada: 1934

O que é: a Universidade de São Paulo (USP) é uma universidade pública, mantida pelo Estado de São Paulo e ligada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.

Graduação e pós-graduação: sua graduação é formada por 312 cursos, dedicados a todas as áreas do conhecimento, distribuídos em 88 unidades de ensino e pesquisa e oferecidos a mais de 96 mil alunos. A pós-graduação é composta por 239 programas (totalizando 308 cursos de mestrado e 299 de doutorado).

Campi: para desenvolver suas atividades, a USP conta com diferentes campi, distribuídos pelas cidades de São Paulo, Ribeirão Preto, Piracicaba, São Carlos, Pirassununga, Bauru e Lorena, além de unidades de ensino, museus e centros de pesquisa situados fora desses espaços e em diferentes municípios.

São Paulo: na Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira está localizada a estrutura administrativa central da USP, várias unidades de ensino, o Conjunto Residencial e o Centro de Práticas Esportivas. Fora do campus, mas ainda na cidade de São Paulo, estão as seguintes unidades:

  • Escola de Artes, Ciências e Humanidades (USP Leste)
  • Faculdade de Direito
  • Faculdade de Medicina
  • Escola de Enfermagem
  • Faculdade de Saúde Pública


Bauru: a FOB – Faculdade de Odontologia de Bauru, integra o Campus da Universidade de São Paulo, juntamente com o Centrinho/HRAC, e a Prefeitura do Campus Administrativo de Bauru.

  • Faculdade de Odontologia de Bauru

Ribeirão Preto: a universidade de Ribeirão Preto possui 8 unidades sendo:

  • Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto
  • Escola de Enfermagem
  • Faculdade de Ciências Farmacêuticas
  • Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
  • Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras
  • Faculdade de Medicina
  • Faculdade de Odontologia
  • Faculdade de Direito

São Carlos: a unidade criada mais recentemente, também como fruto da consolidação das atividades desenvolvidas na área, foi o Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU), aprovado em dezembro de 2010, e em fase de implantação. Hoje, essas cinco unidades de ensino - EESC, IAU, ICMC, IFSC e IQSC -, somadas à Prefeitura do Campus USP de São Carlos (PUSP-SC), ao Centro de Informática de São Carlos (CISC), ao Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC) e a outros órgãos/serviços, formam a USP-São Carlos.

Pirassununga: o Campus de Pirassununga é o maior dos Campis da USP em extensão territorial, sendo, na realidade uma fazenda com área total de 22.690.337,770 m2.Atualmente o Campus engloba as seguintes unidades:

  • Prefeitura do Campus
  • Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos-FZEA
  • Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia-FMVZ

Lorena: a Escola de Engenharia de Lorena (EEL-USP) é Única unidade da USP no Vale do Paraíba - Estado de São Paulo. Nasceu da transferência das atividades acadêmicas, de ensino e de pesquisa da extinta FAENQUIL - Faculdade de Engenharia Química de Lorena - para USP em 29 de maio de 2006. A unidade conta com dois Campi :

  • Campus I - Administração, Departamento de Engenharia Química, de Ciencias Básicas e de Biotecnologia.
  • Campus II - Departamento de Engenharia de Materiais.

Números da Universidade: a Universidade de São Paulo (USP) possui em 2012, 10.852 vagas para o vestibular com 247 cursos existentes. São 200 vagas a mais em relação ao ano passado e sete novos cursos criados em 2011, para a graduação, além de 20 para os cursos de pós-gradução.

USP
GRADUAÇÃO

1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012
Vagas no Vestibular
6.902
6.902
6.872
6.875
6.920
7.076
7.175
7.354
7.811
8.331
8.547
9.567
9.952
10.202
10.302
10.557
10.557
10.652
10.852
Matriculados
34.744
33.479
33.732
33.713
34.628
40.047
40.053
40.918
43.381
45.711
46.909
49.427
51.980
54.361
55.863
56.998
57.300
57.902
Concluintes
4.232
4.106
4.326
4.219
4.657
4.467
4.215
4.921
5.119
5.515
5.420
5.944
6.432
6.629
6.566
5.867
7.556
7.382
Número de Cursos
130
132
129
130
130
162
158
179
189
200
202
214
222
236
238
239
240
247
PÓS-GRADUAÇÃO

1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012
Matriculados
21.231
19.683
23.451
23.920
26.127
28.084
28.295
28.961
30.313
31.266
31.259
32.091
31.409
31.826
31.319
31.263
26.568
27.795
Total de Teses (Mestrado + Doutorado)
2.180
2.643
2.808
3.219
3.612
4.018
4.196
4.527
5.223
5.830
4.791
5.488
5.432
5.541
5.703
5.812
5.830
5.631
Número de Cursos
476
476
476
477
487
487
496
501
519
526
544
563
602
615
611
608
607
627

Usp.jpg

USP entre as 15 melhores do mundo na internet

Atualizado em: 14 de agosto de 2012

Em agosto de 2012, a Universidade de São Paulo foi eleita a 15ª do mundo com melhor presença de internet. O ranking mundial leva em consideração trabalhos científicos publicados na internet pelas instituições de ensino.

A lista do Webometrics Ranking of World Universities é uma iniciativa do Cybermetrics Lab, um grupo de pesquisa do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) da Espanha. A USP é a única instituição de fora dos Estados Unidos entre as 20 mais bem colocadas.

- O Webometrics afere a presença e relevância na internet, ou seja, a visibilidade da produção científica e acadêmica disponível na rede. A USP ganhou cinco posições em relação à listagem anterior, divulgada em janeiro de 2012, na qual ocupava o 20º lugar, ficando à frente de universidades como Yale, dos Estados Unidos, e de Cambridge e Oxford, no Reino Unido.

A Unicamp subiu da 193ª para a 121ª posição no Webometrics. No novo ranking, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) ocupa a 213ª posição.


Critérios utilizados

Desde 2004, o levantamento busca estimular a publicação on-line de pesquisas. Entre os critérios utilizados na elaboração do ranking estão a abertura aos usuários (Openness), o volume total de material disponível na web, a qualidade da produção, o impacto e o compromisso com a publicação de trabalhos acadêmicos em revistas científicas internacionais. No quesito Openness, a USP figura em segundo lugar, depois do Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Zurique, na Suíça.

Na primeira colocação da lista está a Universidade Harvard, seguida do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e da Universidade Stanford, nos Estados Unidos.

USP aparece entre as 150 melhores universidades do mundo em ranking chinês

Atualizado em: 15 de agosto de 2012

A Universidade de São Paulo é a única instituição latino-americana que aparece entre as 150 melhores universidades do mundo na edição 2012 do ranking das 500 melhores do planeta, publicada em 14 de agosto de 2012 pela Universidade de Comunicações de Xangai.

A Unicamp é a segunda brasileira melhor posicionada e aparece entre as 300 melhores. Com a classificação da USP, o Brasil ficou na frente da Argentina e do México, que têm a Universidade de Buenos Aires (UBA) e a Universidade Nacional Autônoma do México entre as 200 melhores.

A lista das 500 melhores universidades do mundo é divulgada desde 2003 pela Universidade Jiaotong de Xangai e leva em consideração essencialmente os resultados de pesquisas para fazer a classificação.

O número de prêmios Nobel, de medalhas Fields (o equivalente ao Nobel de matemática) e de artigos publicados exclusivamente em revistas anglosaxãs como "Nature" ou "Science" são determinantes para a construção do ranking.

2017

14/02/2017 - José Goldemberg recebe título de professor emérito da USP

Em reconhecimento à dedicação que sempre ofereceu ao universo acadêmico, o físico José Goldemberg, presidente da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), recebeu o título de professor emérito da USP (Universidade de São Paulo) durante evento solene realizado nas dependências do Palácio dos Bandeirantes.

“É uma honra participar desta cerimônia, uma homenagem justa”, disse o governador Geraldo Alckmin. “É uma das maiores do meio acadêmico dedicada a um dos grandes cientistas brasileiros”, concluiu.

Físico, cientista, professor universitário e ex-secretário estadual do Meio Ambiente, José Goldemberg é detentor de outros dois títulos de professor emérito da USP: um concedido pelo Instituto de Física e outro pelo Instituto de Energia e Ambiente. Desta vez, foi prestigiado em nome de toda a Universidade.

Desde 2015, o professor assumiu a presidência da Fapesp e, entre outras conquistas, a instituição expandiu acordos com pequenas empresas ligadas ao setor de tecnologia. Somente no ano passado, foram apoiados 200 projetos. Além disso, foram intensificados os acordos com grandes companhias para o fomento de novas pesquisas.

2018

  • 14/02/2018 - Alckmin autoriza a transferência de prédios da rua Maria Antônia para a USP

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta quarta-feira, 14, a permuta entre imóveis pertencentes à Fazenda do Estado e à Universidade de São Paulo (USP). Pelo acordo, foi dada à USP a propriedade definitiva de imóveis históricos atualmente utilizados pelo Centro Universitário Maria Antônia (Ceuma), na Vila Buarque, na capital, além do prédio ocupado pela Funap (Fundo de Amparo ao Preso), na rua Dr. Vila Nova, que também será integrado ao Complexo Universitário. Os prédios da rua Maria Antônia foram construídos em 1930 para abrigar a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP.

O Estado recebeu da universidade três áreas: duas nos municípios de Riversul e Itaporanga, na região Sudoeste Paulista, que serão destinadas à implantação pela Fundação Itesp de assentamentos de trabalhadores rurais, e uma no município de Tanabi, na região Noroeste do Estado, que é ocupada por um bairro urbanizado e será regularizada para que as famílias tenham documentos definitivos de propriedade.

Durante a cerimônia, o governador destacou a importância da destinação adequada para as áreas. “Esse foi o primeiro passo de projeto, que será estendido. É preciso dar um bom destino às áreas e não deixar os espaços desocupados. É preciso que os equipamentos prestem um serviço à comunidade. Os prédios do Centro vão servir à Universidade de São Paulo e as áreas rurais vão servir ao Estado”, explicou Alckmin.

O imóvel em Tanabi, conhecido como "Sítio do Estado", se transformou em um bairro com características urbanas, em área com 618 mil m². Após a formalização da permuta, será transferido ao município para ser regularizado. Em setembro do ano passado, a Prefeitura de Tanabi celebrou convênio do Programa de Regularização Fundiária Urbana da Fundação Itesp para regularizar 450 unidades imobiliárias urbanizadas no “Sítio do Estado”. O custo total do convênio é de R$ 374 mil, sendo R$ 202,7 mil do município e R$ 171,2 mil do Estado, por meio do Itesp.

Os dois imóveis em Riversul e em Itaporanga somam 944 ha e serão destinados à implantação de assentamentos que beneficiarão aproximadamente 60 famílias de trabalhadores rurais. Provisoriamente, 23 famílias foram assentadas na área em Riversul. Na outra área, em Itaporanga, a previsão é de assentamento de 37 famílias. O processo de seleção para escolha dos beneficiários será realizado nos termos do que dispõe a Lei Estadual 16.115/2016, que trata da Política Agrária Paulista. A destinação das áreas para assentamentos de trabalhadores rurais foi definida após diversas reuniões entre o Governo de São Paulo e movimentos sociais, que tiveram início em 2014.


Ver também

Links externos