Visão Geral da CPTM

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

CPTM Geral

Atualizado em: 07 de novembro de 2014
Dados gerais CPTM
Extensão total da rede 260,8 km
Número de linhas 6
Número de estações 92
Passageiros transportados (média por dia útil) 2,6 milhões
Frota de trens operacionais 132 trens
Abrangência 22 municípios da RMSP

Histórico

Fundada em 28 de maio de 1992, em duas décadas de história, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, vem passando por um processo de revitalização de seu sistema, que serve a 22 municípios, dos quais 19 estão localizados na Região Metropolitana de São Paulo.

Coube à Companhia assumir os sistemas de trens da Região Metropolitana de São Paulo, operados pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU (Superintendência de Trens Urbanos de São Paulo – STU/SP) e pela Ferrovia Paulista S/A – Fepasa, de forma a assegurar a continuidade e a melhoria dos serviços.

  • Em 1994, a CPTM começou a operar as Linha 7 - Rubi e 10-Turquesa (antigas A e D) e 11-Coral e 12-Safira (antigas E e F), que pertenciam à CBTU.
  • Em 1996, passou a controlar os serviços da Fepasa, com as antigas Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda (antigas B e C). Em seu primeiro ano de operação, a CPTM chegou a registrar apenas 800 mil usuários/dia.
  • Em 2012, a CPTM alcançou a marca de 2,6 milhões de passageiros transportados por dia, mais que o triplo de quando começou a operar. Desde sua criação, a CPTM atravessou uma série de transformações para aprimorar a qualidade dos seus serviços, principalmente nos últimos anos, quando recebeu investimentos significativos do Governo do Estado. 

Investimentos Realizados nas Linhas da CPTM 2011/2014

InvestimentoCPTM2014.jpg


Acessibilidade CPTM

Ver também.jpg Ver também: Acessibilidade

Investimento: o Plano Plurianual (PPA) aprovado pelo governo para a CPTM, visando ao quadriênio 2012-2015, prevê investimentos da ordem de R$ 9,4 bilhões para a modernização das seis linhas e expansão dos serviços.

Infraestrutura: a CPTM está recapacitando a infraestrutura das linhas, com a implantação de novos sistemas de sinalização, telecomunicações, energia, rede aérea e via permanente.

Modernização: modernização das 92 estações, das quais 44 já são acessíveis, incluindo Osasco que embora esteja passando por obras de ampliação, conta com recursos de acessibilidade.

7 estações estão em obras de reformas:

Linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato-Jundiaí)

  • Reconstrução da estação Francisco Morato
  • Reconstrução da estação Jaraguá

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi)

  • Ampliação da estação Osasco

Linha 11-Coral (Luz-Guaianazes-Estudantes)

  • Reconstrução da estação Suzano
  • Reconstrução da estação Ferraz Vasconcelos
  • Reconstrução da estação Poá

Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana)

  • Reconstrução da Estação Engenheiro Goulart

Obs: A estação Engenheiro Goulart também será utilizada na Linha 13 - Jade

Treinamento: além disso, a empresa promove, para os empregados de estações e seguranças, treinamentos para condução de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, cerca de 4.224 empregados e de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) para cerca de 615 empregados.

Duas novas linhas: 9 novas estações

A CPTM tem 260,8 km e 92 estações nas suas seis linhas da RMSP.

  • A Linha 9 - Esmeralda terá o seu trajeto aumentado: o prolongamento até Alphaville e Tamboré, em Barueri e a extensão de 4,5 km entre Grajaú/Varginha da Linha 9 - Esmeralda.
  • Linhas em obras: estão em obras as Linhas 13 - Jade e a extensão da Linha 9 - Esmeralda
  • Previsão de entrega de 8 novas estações: Mendes e Varginha (Linha 9 - Esmeralda); Vila Nova, Tiquatira e Aracaré (Linha 12 - Safira); CECAP - Zézinho Magalhães e Estação Aeroporto Internacional de Guarulhos (Linha 13 - Jade); e a nova estação João Dias da Linha 9 - Esmeralda, que deve ser construída em três anos com recursos provenientes da iniciativa privada, a primeira estação da CPTM que não terá investimento do setor público.
  • 'Estações entregues: já foram entregues três novas estações. A Vila Aurora da Linha 7 - Rubi foi inaugurada no dia 09 de setembro de 2013, investimento de R$ 40,3 milhões. As estações Amador Bueno e Santa Rita da Linha 8 - Diamante foram entregues no dia 23 de abril de 2014, o investimento total das duas estações, inclusive o trecho de 6,3 km foi de R$83,5 milhões.

Ampliação e capacitação do parque de máquinas de manutenção

Atualizado em: 24 de janeiro de 2013

A CPTM está investindo cerca de R$ 57 milhões na ampliação e capacitação de seu parque de máquinas de manutenção, com a aquisição de 14 veículos auxiliares ferroviários de alta precisão. Com a entrega dos últimos três novos equipamentos, a CPTM encerra essa primeira fase de investimentos no parque de máquinas. Fabricados com tecnologia de ponta, os equipamentos vão ser usados no aprimoramento dos serviços de inspeção e manutenção dos sistemas de via e rede aérea de energia.

Recursos destinados à manutenção: os recursos destinados à manutenção estão crescendo. De 2010 para 2011, houve elevação de 12%, o que permitiu a execução das intervenções preventivas e corretivas na via permanente, no material rodante, na rede área e em outros segmentos, oferecendo à operação as condições para atender a oferta de transporte programada para o ano.

Investimento em suprimento de energia de R$ 385 milhões: a licitação para expansão e recapacitação das subestações de energia das 6 linhas da CPTM foi concluída, e está dividida em três lotes. O investimento para as seis linhas é da ordem de R$ 385 milhões e o prazo de conclusão é de três anos, a contar da data da emissão da Ordem de Serviço (OS).

Trens Novos - CPTM

Previsão de 140 novos trens entre 2011 e 2016
Trens comprados (2006/2011)
Trens entregues (2007/2010)
Trens entregues (2011/2014)
Novos trens entregas previstas (2011/2014)
Previsão total de trens entregues (2011/2016)
105
38
66 (22 entregues em 2011, 22 entregues em 2012, 14 em 2013 e 8 em 2014)
74 (01 restante do lote de 105. Além de 65 comprados em 2013 e 8 para a Linha 13 - Jade em 2014) trens para a CPTM. )
140

Fonte: Coordenadora Assessoria de Imprensa, Márcia Borges

CPTM.jpg


Obras entregues 2000/2014 CPTM

Resumo das principais obras 2000/2014- CPTM
ANO
PRINCIPAIS INTERVENÇÕES
2000
Inauguração do Expresso Leste (Linha 11), com 3 estações construídas pelo metrô (Dom Bosco, José Bonifácio e Guaianazes), em trecho de 8,1 km.
2001
Trecho de 24 km de extensão da Linha 9 - Esmeralda foi totalmente reformulado. Foram entregues 7 novas estações (Socorro, Granja Julieta, Morumbi, Berrini, Cidade Jardim, Hebraica-Rebouças e Vila Olímpia)
2003
Ligação entre as estações Brás e Luz do Expresso Leste (Linha 11 - Coral), acrescentando mais 2,1 km de extensão à Linha 11-Coral
2007
Entregues 4 novas estações na Linha 9 - Esmeralda (Jurubatuba, Autódromo, Primavera-Interlagos e Grajaú). Com as novas estações a linha 9 ganhou mais 7,5 km de extensão
2007/2008
Inauguradas 5 novas estações na Linha 12 - Safira: USP Leste, Comendador Ermelino, Jardim Helena-Vila Mara, Itaim Paulista e Jardim Romano.
2010
Entrega da reforma total das estações Ceasa, Villa Lobos-Jaguaré e Cidade Universitária da Linha 9-Esmeralda. Reforma total das Estações Itapevi, Jandira e Engenheiro Cardoso da Linha 8 Diamante
2011
A Estação Carapicuíba (Linha 8 - Diamante) passou por uma profunda reforma, ampliação e readequação de suas instalações. A estação foi entregue em 24/03/2011, pelo governador Geraldo Alckmin.

Ampliação Estação Pinheiros (Linha 9 - Esmeralda) - a Estação Pinheiros da CPTM foi ampliada e totalmente reformada para comportar o aumento da demanda proveniente da integração com a Linha 4-Amarela. Em junho de 2011 as obras completas foram entregues.

A Estação Barueri passou por obras de modernização, com implantação de novos acessos, mezanino e passarela de transposição. As obras contemplam implantação de equipamentos de acessibilidade. Além de banheiros públicos. A entrega foi no dia 18/11/2011.
2013
Reconstrução da estação São Miguel Paulista da Linha 12 - Safira - No dia 05/08/13, a estação foi liberada totalmente à população. A nova edificação com plataformas cobertas, escadas rolantes e todos os itens de acessibilidade (elevadores, piso e rota táteis, comunicação em Braille, corrimãos e rampas adequadas). Além de banheiros públicos comuns, também terá sanitários exclusivos para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Investimento de R$ 46 milhões Entrega da Nova estação Vila Aurora da Linha 7 - Rubi - No dia 09/09/13 foi inaugurada a nova estação Vila Aurora. Investimento de R$ 40,3 milhões.
2014
Reconstrução da estação Franco da Rocha da Linha 7 - Rubi - A estação foi inaugurada no dia 10/05/14. Investimento de R$ 85,3 milhões. A nova estação possui plataformas cobertas, escadas rolantes, elevadores, piso tátil, comunicação em braile, banheiros públicos comuns e adaptados a pessoas com deficiência, além de uma passarela que permite atravessar a ferrovia pela área não paga da estação

Modernização da estação Domingo de Moraes: no dia 13 de maio de 2013, foi entregue a estação Domingos de Moraes da Linha 8 - Diamante. Investimento de R$ 10 milhões na modernização da estação.


2017

  • 01/09/2017 - Linha da CPTM que vai até Guarulhos terá oito trens com bagageiros

Oito novos trens com bagageiros serão entregues para a Linha 13-Jade, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), que levará os passageiros até Cumbica. O governador Geraldo Alckmin já assinou nesta sexta-feira (1°) o contrato para autorizar a fabricação das novas composições.

“Cada trem tem 8 carros, portanto são 64 carros novos para a linha que vai até o aeroporto internacional de Guarulhos”, afirmou Alckmin. “Será o primeiro aeroporto da América do Sul interligado ao sistema ferroviário. Os trens já começam a ser construídos e têm prazo de 23 meses para ficarem prontos”, completou.

As novas composições vão atender, exclusivamente, a Linha 13-Jade. Com 12,2 quilômetros de extensão, ligando o aeroporto à estação Engenheiro Goulart, na capital paulista, o tempo de viagem está estimado em 15 minutos, com intervalos de 8 minutos.

“Essa é a primeira linha da história construída pela CPTM, já que a Companhia herdou as outras da rede ferroviária, Fepasa e da CBTU. No mês de agosto passado, entregamos a estação Engenheiro Goulart, e vamos entregar as Cecap e a Internacional de Guarulhos”, completou Alckmin.

Economia Os trens serão fabricados pelo consórcio Temoinsa-Sifang, da China, que venceu a licitação internacional com a apresentação da melhor proposta, no valor de R$ 316,720.807,00. O orçamento limite era R$ 319.251.011,08, e a proposta gerou economia de R$ 2.530.204,08 aos cofres públicos.

A aquisição dessa frota está sendo financiada com recursos do Banco Europeu de Investimento (BEI), que disponibilizou € 85 milhões para o Governo do Estado de S. Paulo.

Características dos novos trens O grande diferencial das novas composições são os bagageiros. A exemplo das frotas das outras seis linhas da CPTM, os trens terão oito carros cada, totalizando 170 metros de comprimento.

A parte externa terá design arrojado e a interna será moderna e funcional, com salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), como nos últimos trens já adquiridos pela CPTM. As composições terão também monitoramento com câmeras no interior e parte externa frontal.


  • 17/10/2017 - CPTM incentiva troca de livros e coloca dois novos trens em operação

Dois novos e modernos trens entraram em operação pela CPTM, nesta terça-feira (17). Eles estão integrados à frota composta agora por 22 composições novas, quinze delas utilizadas pelos passageiros que circulam na Linha 7 – Rubi (Luz-Francisco Morato) e sete no serviço Expresso Leste, na Linha 11 – Coral (Luz-Guaianases).

A entrega dos trens foi feita na Estação Luz pelo governador Geraldo Alckmin e pelo secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni. Eles também lançaram a 12ª Edição do projeto Livro Livre, de incentivo à troca e doação de livros entre os passageiros.

Estamos entregando hoje mais dois trens da compra que fizemos de 65 composições novas. Entregaremos mais oito trens até dezembro. Nós vamos fechar o ano com 30 veículos novos, zero quilômetro”, comemorou Alckmin.

O governador descreveu a característica dos novos trens: “Cada composição tem oito carros, no total são 240 carros a mais. Trens com salão contínuo de passageiros, em que o usuário vai do primeiro ao oitavo carro com a composição em movimento. Além de conforto, segurança e ar-condicionado, os trens têm 30% a mais de motorização, com maior potência, frenagem, silêncio, iluminação interna e câmeras de vídeo. É o Governo do Estado investindo no transporte de alta capacidade e qualidade, que é a CPTM”, declarou Alckmin.

Monitores digitais internos para transmitir informações e notícias e equipamento eletrônico para reconhecimento do maquinista por meio de biometria, completam o pacote de equipamentos dos novos trens.

Linhas beneficiadas

A linha 7 – Rubi é a mais longa mantida pela CPTM. Tem 60,9 Km divididos em dois trechos; o maior com 39 km, que vai da Luz até Francisco Morato, por onde circulam diariamente cerca de 395 mil passageiros, e outro, entre Francisco Morato e Jundiaí, com 21,5 Km e transporte de 30 mil passageiros/dia.

Já a Linha 11-Coral é a mais movimentada, com cerca de 700 mil passageiros transportados por dia. Com 50,8 km de extensão; 24,2 km estão na capital, o chamado Expresso Leste percorre o trecho entre as estações Luz e Guaianases. Transporta cerca de 500 mil passageiros por dia. O trecho de Guaianases a Estudantes tem mais 26,6 km de extensão, por onde passam cerca de 200 mil passageiros por dia.

Livro Livre

A 12ª Edição da projeto Livro Livre acontece este ano entre os dias 23 e 27 de outubro. Inspirada na música “Deixa a Vida me Levar”, do compositor Zeca Pagodinho, o slogan da campanha deste ano é “Deixa o Livro me Levar” e sugere uma viagem pela literatura por meio da troca de livros entre os usuários.

Os usuários poderão retirar os livros gratuitamente em estantes itinerantes de doação e troca, na estações Luz, Vila Olímpia, Engenheiro Goulart, Santo André, Mogi das Cruzes, Suzano Piqueri, Caieiras e Ribeirão Pires.

Os leitores retiram os exemplares e depois de ler os livros os deixam em lugares públicos, como bancos de trens e estações, para que os demais passageiros também possam ler e fazer a livre circulação das obras. A ideia é baseada no movimento “bookcrossing”que acontece em vários países do mundo.

Também é possível fazer doação de livros nas Estações da CPTM. Desde a primeira edição da campanha, em 2006, o projeto Livro Livre já distribuiu mais de 200 mil exemplares. A inciativa acontece todos os anos no mês de outubro, em homenagem ao Dia do Livro, comemorado em 29 de outubro.


  • 16/11/2017 - Francisco Morato terá nova estação da CPTM na Linha 7-Rubi

A cidade de Francisco Morato vai ganhar uma nova estação da CPTM. Foi assinado nesta quinta-feira (16) o contrato para a construção da futura estação da Linha 7-Rubi no município. O consórcio Spavias-Telar, vencedor da licitação e que também será responsável pela operacionalização da linha, promete iniciar as obras ainda este ano e concluí-las em até 36 meses.

“Será uma das maiores e mais bonitas estações da Linha 7-Rubi”, disse o governador Geraldo Alckmin sobre o investimento de R$ 114 milhões feitos na obra. “Liberamos também R$ 1,3 milhão para a prefeitura para as escadas rolantes do terminal de ônibus, que é integrado com a estação. Além de recursos para corredores de ônibus e infraestrutura para combate a enchente. Essas obras importantes vão beneficiar municípios como Francisco Morato”, completou Alckmin.

Os prazos para a construção da nova estação começam a valer a partir da assinatura da ordem de serviço, mais um ano de operação assistida. A nova estação terá 6 mil m² de área construída e possui três plataformas de embarque e desembarque, cinco escadas rolantes, três elevadores e todos os itens de acessibilidade para pessoas com deficiência e dificuldade de mobilidade, idosos e gestantes.

As obras incluem a implantação de dois acessos. Um deles fará a ligação da estação ao terminal rodoviário da prefeitura e o outro chegará até a Rua Gerônimo Garcia.

A Linha 7-Rubi é a mais extensa da CPTM. O percurso de 60,5 quilômetros vai da Estação Luz até o município de Jundiaí. O maior trecho, de 39 quilômetros, liga a Luz a Francisco Morato. Por ele, circulam cerca de 39 mil passageiros todos os dias. O outro percurso de 21,5 quilômetros, de Francisco Morato à Jundiaí, transporta uma média diária de 30 mil passageiros.

A Linha 7-Rubi recebeu recentemente 16 novas composições, como parte de um processo de padronização. Os novos trens contam com passagem livre entre os carros, monitoramento de câmeras de vídeo e acessibilidade, e soluções tecnológicas como o reconhecimento por biometria do maquinista.


  • 06/12/2017 - Alckmin entrega dois novos trens da CPTM para a Linha 7-Rubi

Nesta quarta-feira, 6, na Estação da Luz, o governador Geraldo Alckmin entregou mais dois novos trens para a Linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato-Jundiaí) da CPTM, totalizando 18 novas unidades em operação na linha. Cerca de 458 mil usuários estão sendo beneficiados com a renovação da frota.

“Estamos entregando mais dois trens para a linha 7, esta que tem a frota mais antiga, da década de 50. Ainda em dezembro, completaremos 30 novos trens e, no ano que vem, outros 35”, comentou Alckmin. “Cada trem tem oito carros, então são 520 carros a mais substituindo os antigos, melhorando o serviço, oferecendo mais horários e diminuindo a superlotação”, destacou.

Com essas duas novas composições, da série 9.500, fabricadas pela Hyundai Rotem, já são 28 em operação (18 na Linha 7-Rubi e 10 no serviço Expresso Leste, da Linha 11-Coral), do lote de 65 unidades compradas.

Assim, a CPTM dá continuidade ao processo de padronização da frota de todas as linhas, readequando as séries de trens de acordo com a necessidade operacional. O objetivo é oferecer trens modernos e com ar condicionado, proporcionando mais conforto aos usuários.

Novos trens

Com salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), os trens possuem monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência (contam com sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, mapa dinâmico e áudio, além de espaço para cadeirantes). Também dispõem de monitores digitais internos com informações e interação das principais notícias sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

Os demais trens serão entregues ao longo dos próximos meses e entrarão em operação após a realização de testes, que são feitos nos sistemas elétricos, mecânicos e de sinalização. Dependendo das necessidades de ajustes que surgirem e do tempo de solução por parte do fabricante, os testes podem ser prolongados. As novas composições serão incorporadas para a renovação da frota de acordo com a necessidade operacional de cada linha.


  • 07/12/2017 - Alckmin acompanha lançamento de últimas vigas na Linha 13-Jade

Nesta quinta-feira, 7, o governador Geraldo Alckmin acompanhou a operação para lançamento das últimas 20 vigas na parte elevada da nova Linha 13-Jade. As obras da primeira linha implantada pela CPTM estão em ritmo acelerado e, nesta semana, uma das mais importantes etapas será finalizada. A operação começou no dia 5 e vai até 10 de dezembro. As 20 vigas são pré-moldadas, do total de 764, utilizadas para dar sustentação ao trecho em elevado da Linha 13-Jade, que ligará São Paulo ao Aeroporto Internacional de Guarulhos.

“Teremos uma nova linha de trem integrando o maior aeroporto do Brasil com o sistema metroferroviário de São Paulo. É uma grande conquista. Em março, teremos a ferrovia pronta, as estações prontas e os trens entregues”, comentou Alckmin. “Já inauguramos a Estação Engenheiro Goulart, agora vamos entregar, em março, mais duas outras estações, a Cecap e Aeroporto de Guarulhos”, disse.

Graças a essas vigas, os trens percorrerão o trajeto de 7,9 quilômetros sobre importantes rodovias como a Ayrton Senna e a Hélio Smidt, sem impacto no trânsito de veículos. Para efeito de comparação, cada viga mede 31 metros de extensão e pesa 96,8 toneladas, o equivalente a 121 carros populares com peso médio de 800 kg. Para atender essa demanda, uma fábrica foi montada em um dos canteiros, onde é produzida a maioria das peças pré-moldadas previstas no projeto, facilitando a logística de distribuição do material em vários pontos da obra.

Após o lançamento das vigas, serão feitos os serviços de concretagem da área onde será implantada a via férrea. No total, há 2.300 trabalhadores envolvidos na obra, para que a nova linha entre em operação a partir de março do ano que vem.

O governador comentou sobre o fim do risco dos passageiros do aeroporto perderem voo por pegarem trânsito pelo caminho. “Vai facilitar muito porque as pessoas, quando vêm para o aeroporto, tem um grande risco de ficar parado nas marginais ou na Rodovia Ayrton Senna. Teremos, então, um trem regular e também um com horário especial, da Estação Luz até o aeroporto, sem parada”, destacou.

Com um investimento de R$ 2,3 bilhões, a Linha 13-Jade representou um grande desafio para a engenharia civil. São seis transposições, das quais uma realizada por meio de um viaduto estaiado e cinco pelo método balanço sucessivo, técnica indicada para vencer vãos em áreas onde há dificuldade para montagem de escoramentos, como rios e vias de tráfego intenso. Para se ter ideia, a principal transposição em balanço sucessivo fica na rodovia Presidente Dutra e tem um vão livre de 120 metros. Já o viaduto estaiado tem dois mastros com cerca de 70 metros de altura. O maior vão a ser vencido é de 180 metros no entroncamento entre as rodovias Ayrton Senna e Hélio Smidt.

2018

  • 02/02/2018 - Alckmin acompanha conclusão de viadutos estaiados da linha que ligará São Paulo ao Aeroporto de Guarulhos

A CPTM conclui nesta primeira semana de fevereiro os dois viadutos estaiados das obras de implantação da Linha 13-Jade, que ligará São Paulo ao Aeroporto Internacional de Guarulhos. Foram implantadas, no dia 1º de fevereiro, as aduelas de fechamento que interligaram esses viadutos ao restante da base da via, unificando todo o trajeto de 12,2 quilômetros da linha. Nesta sexta-feira, 2, o governador Geraldo Alckmin fez vistoria e acompanhou as últimas fases dos trabalhos.

“Estamos trabalhando para entregar, agora em março, uma nova linha de trem, chegando até o aeroporto de Guarulhos, o maior da América Latina”, comentou o governador, destacando a grande obra de engenharia. “Esse é o viaduto estaiado em curva maior do mundo, uma grande conquista da tecnologia e da engenharia”, comparou.

Agora, serão finalizados os serviços da via permanente como execução de laje, instalação e solda dos trilhos e instalação do sistema de rede aérea (responsável por repassar a energia para os trens circularem) e a instalação do sistema de sinalização. Em seguida, serão feitos os testes com composições vazias para a linha iniciar a operação no final de março deste ano. Cerca de 2.100 trabalhadores estão envolvidos nas fases finais das obras.

As obras dos viadutos estaiados são complexas, passam sobre as Rodovias Ayrton Senna e Hélio Smidt, com dois mastros de 70 metros de altura (equivalente a um prédio de 20 andares), 690 metros de comprimento e um vão central de 180 metros. Para efeito de comparação, o vão por cima da via Dutra possui 120 metros de extensão. São 24 estais de cada lado das pontes num total de 96 cabos instalados.


  • 17/02/2018 - Governador Alckmin inicia as obras da nova estação Francisco Morato

O governador Geraldo Alckmin deu início, neste sábado (17/02), às obras de implantação da nova estação Francisco Morato, na Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí). Inicialmente, serão realizados os trabalhos de topografia e demolição de estruturas no local da futura estação. Também serão executados serviços de terraplanagem e remanejamento da via permanente.

“São duas notícias importantes para a mobilidade na região. Primeiro, a nova estação Francisco Morato, que vai ser uma das maiores da região metropolitana. Vai ter 6 mil metros quadrados de área construída, três plataformas de embarque e desembarque, cinco escadas rolantes, três elevadores e todos os itens de acessibilidade para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida”, explicou o governador, acrescentando que a obra gerará 300 empregos.

A segunda boa notícia é que, no prazo de 90 dias, será concluída a substituição de todos os trens na Linha 7-Rubi por modelos novos. “Temos nesta linha alguns trens ainda da década de 1950, com mais de 60 anos. Os novos trens têm vagões contínuos, que são mais seguros, maior motorização, câmeras de segurança e ar condicionado. São mais confortáveis, mais seguros e silenciosos”, disse Alckmin.

A obra em Francisco Morato inclui a implantação de dois acessos: um ligará a estação ao terminal rodoviário da Prefeitura e o outro chegará à rua Gerônimo Garcia, importante via do município. Atualmente, cerca de 35 mil usuários utilizam a estação por dia.

O consórcio vencedor da licitação é o Telar-Spavias. Sua oferta, no valor de R$ 114,9 milhões, gerou uma economia aos cofres públicos de cerca de R$ 57 milhões sobre o valor orçado. O prazo de execução é de 36 meses, contados a partir de ordem de serviço, mais um ano de operação assistida.

Modernização na Linha 7-Rubi - Atualmente, 19 novas composições circulam na Linha 7-Rubi. Os trens utilizados no processo de padronização da frota da CPTM têm salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência (contam com sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, mapa dinâmico e áudio, além de espaço para cadeirantes). Também dispõem de monitores digitais internos com informações e interação das principais notícias sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

A Linha 7-Rubi é a maior da CPTM, com 60,5 km de extensão. O trecho maior, com 39 km, vai da Luz até Francisco Morato e atende cerca de 395 mil passageiros/dia útil. Já a extensão entre Francisco Morato e Jundiaí tem 21,5 km e é utilizada em média por 30 mil usuários/dia útil.


  • 20/02/2018 - Novos trens para a Linha 11-Coral da CPTM

O governador também anunciou que a CPTM recebe hoje mais dois trens novos do lote de 65, completando 34 unidades em operação. A partir das 10h, duas composições, da série 8.500, da CAF Brasil, começaram a operar no serviço Expresso Leste (Luz-Guaianases) da Linha 11-Coral.

Com mais essa entrega, a CPTM dá continuidade ao processo de padronização da frota de todas as linhas, readequando as séries de trens de acordo com a necessidade operacional. O objetivo é oferecer trens modernos e com ar condicionado, proporcionando mais conforto aos usuários. A previsão é que as 31 unidades restantes entrem em operação até o final de 2018.

Os demais trens serão entregues ao longo dos próximos meses e entrarão em operação após a realização de testes, que são feitos nos sistemas elétricos, mecânicos e de sinalização. Dependendo das necessidades de ajustes que surgirem e do tempo de solução por parte do fabricante, os testes podem ser prolongados. As novas composições serão incorporadas para a renovação da frota de acordo com a necessidade operacional de cada linha.


  • 22/03/2018 - Alckmin entrega estação Jardim Silveira modernizada e acessível

O governador Geraldo Alckmin entregou à população, nesta quinta-feira, 22 de março, a estação Jardim Silveira, da CPTM, modernizada. O investimento na estação, que atende a linha 8-Diamante (Júlio Prestes–Itapevi), foi de cerca R$ 52,1 milhões. Após as intervenções, a estação, localizada em Barueri, dobrou de tamanho e passou de 1.750 m² para 3.500 m², e recebeu todos os itens de acessibilidade, com a implantação de quatro elevadores e de uma escada rolante, a fim de proporcionar mais facilidade no deslocamento de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

“Estamos investindo no coletivo: no transporte público de alta capacidade e de qualidade, para melhorar a qualidade de vida da população”, disse o governador. Outros itens como piso e rotas táteis, comunicação em Braille e sanitário para pessoas com deficiência foram incluídos no projeto. Os sanitários comuns foram reformados, bem como as bilheterias, que receberam blindagem.

Revestido com piso de alto tráfego, o mezanino foi ampliado e agora conta com 1.135 m². As plataformas e passarela da estação também receberam cobertura metálica. Na entrada do local, foram implantadas nove catracas.

As obras permitiram a readequação do layout das salas técnicas e operacionais. Foram instalados ainda um novo sistema de monitoramento por câmeras internas de segurança, equipamentos e sistema de combate a incêndio, luminárias, gerador de energia, além da modernização das instalações elétricas.

A estação conta agora com sistema de captação de água de chuva, que, após tratamento, é utilizada na limpeza e banheiros locais. A comunicação visual moderna facilita o deslocamento dos usuários no interior do edifício, que também terá lixeiras para descarte de lixo comum e reciclável.

Além das melhorias nas instalações da CPTM, foram realizadas obras de paisagismo e urbanismo no entorno da estação e passarela externa para pedestres. Outra novidade é um bicicletário com capacidade para 279 vagas gratuitas ao público. Em abril, a linha 8-Diamante ganhará mais uma estação modernizada, a Jardim Belval, também em Barueri.


  • 31/03/2018 - Governador Geraldo Alckmin inaugura Linha 13-Jade da CPTM

O governador Geraldo Alckmin, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, e o presidente da CPTM, Paulo Magalhães, inauguraram neste sábado, 31, a Linha 13-Jade (Engenheiro Goulart-Aeroporto-Guarulhos) da CPTM, entregando à população 12,2 quilômetros de faixa ferroviária, duas novas estações, três novos bicicletários e uma passarela na Estação Engenheiro Goulart, que está em operação desde o ano passado atendendo a Linha 12-Safira. O investimento do empreendimento é da ordem de R$ 2,3 bilhões.

“Hoje estamos entregando 12,2 km de ferrovia, uma nova linha, que é a linha Jade-13, e duas novas estações, Cecap, que é um bairro importantíssimo, e a estação Aeroporto aqui em Guarulhos”, disse o governador. “De qualquer lugar da região metropolitana, a pessoa vai poder vir para o aeroporto pagando R$ 4. É inclusão”, completou.

A CPTM já opera seis linhas herdadas na época de sua criação em 1994 e atualmente modernizadas. A Linha 13-Jade, que chegará ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, é a primeira totalmente implantada e operada pela Companhia. Serão beneficiados com a nova linha a população que mora, trabalha ou estuda na segunda cidade mais populosa do Estado, além dos turistas de lazer e negócios. A previsão é que sejam atendidos cerca de 120 mil usuários por dia útil.

Neste primeiro mês da Linha 13-Jade, será realizada a Operação Assistida, atendendo as estações Engenheiro Goulart, Guarulhos-Cecap e Aeroporto-Guarulhos, com intervalos de cerca de 30 minutos, aos sábados e domingos, das 10h às 15h. O percurso será feito em cerca de 15 minutos e o usuário que desejar prosseguir na CPTM deverá fazer baldeação na Estação Engenheiro Goulart para a Linha 12-Safira. No segundo mês, a operação ocorrerá no mesmo horário, porém será ampliada para todos os dias na semana. A Operação Assistida é uma praxe de segurança quando da inauguração de novas linhas ou estações – é neste período que o comportamento dos equipamentos e sistemas novos é observado para identificação de eventuais necessidades de correção. Nessas duas primeiras etapas de Operação Assistida não será cobrada tarifa dos usuários.

A partir do terceiro mês, a operação passará a ser realizada das 4h à meia-noite, no Serviço Regular. Também começará a funcionar um novo serviço, o Connect, com trens que sairão da Estação Brás até a Estação Aeroporto-Guarulhos somente nos horários de pico (das 5h às 9h e das 16h às 20h), sem a necessidade de baldeação na Estação Engenheiro Goulart. O percurso terá duração de cerca de 35 minutos, com o trem parando em todas estações para embarque e desembarque e o valor da tarifa será o mesmo do trem metropolitano, que hoje custa R$ 4.

Depois do quarto mês, a previsão é que entre em operação o serviço CPTM Airport-Express, que levará os usuários direto, sem parada para embarque e desembarque, da Estação Aeroporto-Guarulhos até a histórica Estação da Luz, onde há transferência para as linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM e para as linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô, além de outras facilidades de transportes como ônibus e táxi. O percurso será realizado em cerca de 35 minutos e os trens partirão em 4 horários programados nos dois sentidos. O valor da tarifa ainda será definido.

Implantação da Linha 13-Jade

Cerca de 2.500 trabalhadores atuaram na obra em campo para implantar 12,2 quilômetros de via e três estações: Aeroporto-Guarulhos, Guarulhos-Cecap e Engenheiro Goulart, que é o ponto de integração com a Linha 12-Safira e foi totalmente reconstruída. Essa estação já está em operação desde agosto do ano passado.

Da extensão total da Linha 13-Jade, são 4,3 km de via em superfície e 7,9 km em elevado, cruzando a área do Parque Ecológico do Tietê, os rios Tietê e Baquirivú-Guaçú, as rodovias Ayrton Senna, Presidente Dutra e Hélio Smidt, além da avenida Monteiro Lobato. Essas transposições de rios e importantes rodovias exigiram grandes soluções de engenharia. Entre elas, a construção de um viaduto estaiado com dois mastros, com cerca de 70 metros de altura e extensão total de 690 metros, no entroncamento entre as rodovias Ayrton Senna e Hélio Smidt.

Sobre as estações

As estações da Linha 13 têm arquitetura arrojada, com estruturas leves e envidraçadas, que permitem a iluminação natural, além de contarem com amplos mezaninos. Também são dotadas de sistema de aquecimento de água por energia solar, reservatório de armazenamento de água de reuso, via captação de águas pluviais, que após tratamento, podem ser usadas na limpeza e nos banheiros. As plataformas são cobertas e os edifícios estão equipados com todos os itens de acessibilidade, como elevadores, corrimãos e rampas adequadas, comunicação em Braille, piso e rotas táteis, além de banheiros públicos comuns e exclusivos para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Juntas, as três estações contam com quatro bicicletários, totalizando 514 vagas.

Estação Engenheiro Goulart

Localizada entre a Av. Dr. Assis Ribeiro e o Parque Ecológico do Tietê, a Estação Engenheiro Goulart, que já atende a Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana) desde agosto do ano passado, passa agora a servir a nova Linha 13-Jade. Ponto de integração entre as duas linhas, a estação foi totalmente reconstruída. Com 15 mil m² de área construída, a estação tem duas plataformas centrais para atender as duas linhas. A estimativa de demanda é da ordem de 50 mil usuários por dia útil.

A estação tem quatro elevadores e 10 escadas rolantes, além de todos os dispositivos de acessibilidade. Para comodidade dos ciclistas, a estação oferece dois bicicletários: um que já atende a Linha 12-Safira, com 152 vagas, e o novo da Linha 13-Jade, que oferece 74 vagas.

A estação tem três acessos. Um pela passarela sobre a av. Dr. Assis Ribeiro na esquina da Praça Gajé, onde está um dos bicicletários. O outro acesso fica junto à estação no mesmo nível da av. Dr. Assis Ribeiro. Já o terceiro acesso é pelo Parque Ecológico do Tietê, através de rampa, onde fica o segundo bicicletário.

Estação Guarulhos-Cecap

Com mais de 11 mil m² de área construída, a estação tem quatro elevadores e nove escadas rolantes, além de um bicicletário com 188 vagas. A estimativa de demanda é da ordem de 50 mil usuários por dia útil.

O acesso principal da estação conta com baia para ônibus, táxis e ponto de parada para embarque e desembarque de passageiros e de usuários com deficiência ou mobilidade reduzida. O Acesso 1 fica próximo do Hospital Geral de Guarulhos, do conjunto residencial Cecap e do Terminal Rodoviário de Guarulhos e alcança o mezanino da estação por meio de uma passarela sobre a avenida e o rio Baquirivu. Já o Acesso 2 permite a integração com uma parada de ônibus do Corredor EMTU no canteiro central da avenida.

Estação Aeroporto-Guarulhos

Com mais de 20 mil m² de área construída, é a maior estação operada pela CPTM e está equipada com sete elevadores e 14 escadas rolantes. O bicicletário tem 100 vagas e a estimativa de demanda é da ordem de 20 mil usuários por dia útil.

A estação conta com três acessos. O acesso principal tem baia para ônibus, táxis e ponto de parada para embarque e desembarque de passageiros e de usuários com deficiência ou mobilidade reduzida. O Acesso Guarulhos está localizado junto à avenida Marginal do Rio Baquirivu e rua Joaquina de Jesus, permitindo o ingresso ao bairro e ao terminal da EMTU, o que garante a integração com o corredor de ônibus intermunicipal. Já o Acesso Aeroporto fica perto do estacionamento do Terminal 1 e de lá os passageiros podem embarcar nos ônibus disponibilizados pela GRU Airport para chegarem aos demais terminais de passageiros do aeroporto.

Investimento

O investimento total no empreendimento é de R$ 2,3 bilhões, dos quais R$ 1,1 bilhão veio da AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento) para implantação das obras civis e parte dos sistemas de energia, telecomunicações e sinalização. O BEI (Banco Europeu de Investimento) financiou R$ 316 milhões para aquisição de material rodante. A obra também conta com R$ 425 milhões do BNDES e o restante está sendo realizado com recursos do Governo do Estado.

Frota

O início da operação da Linha 13 será feito com composições da série 9.500, fabricadas pela Hyundai-Rotem, e fazem parte do lote de 65 trens novos comprados pela CPTM. As unidades possuem salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência (contam com sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, mapa dinâmico e áudio, além de espaço para cadeirantes). Também dispõem de monitores digitais internos com informações e interação das principais notícias sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

A partir de 2019, os trens da Hyundai-Rotem serão substituídos pela frota permanente da Linha-13 com 8 composições que, além de toda a tecnologia dos trens atuais, terá bagageiros para os passageiros transportarem as malas com mais conforto. Esses trens estão sendo fabricados pelo consórcio Temoinsa-Sifang.


  • 17/04/2018 - Márcio França anuncia retomada das obras da Linha 9 da CPTM

O governador Márcio França anunciou nesta terça-feira (17/4) a retomada das obras de extensão da Linha 9-Esmeralda, de Grajaú a Varginha. Além da construção dos viadutos, será homologado o contrato de implantação de energia. França também entregou o 38º novo trem para a CPTM, que circulará na Linha 7-Rubi a partir de hoje.

O Ministério das Cidades liberou recursos de R$ 25 milhões e autorizou o início da construção de quatro viadutos rodoviários que farão a transposição da via férrea no trecho de 4,5 quilômetros em implantação, facilitando o tráfego de pedestres e de veículos na região. “Conseguimos retomar essa importante obra com recursos federais. Daqui a 30 dias eu vou lá ao canteiro para acompanhar o início das obras. Estamos entregando ainda um novo trem, que vai até Jundiaí. Um trem moderno, com ar condicionado, para dar conforto aos usuários”, disse o governador.

Também já foi publicado o edital de obras complementares do lote 1, que engloba a construção de parte da via permanente e da Estação Mendes-Vila Natal. A previsão é que esses serviços comecem no segundo semestre deste ano.

Os contratos dos quatro viadutos foram assinados pelo valor total de mais de R$ 25 milhões, com um deságio de cerca de R$ 5 milhões sobre o preço orçado e prazo de conclusão de 18 meses. O maior viaduto rodoviário, com 94,5 metros de extensão, fará a transposição sobre a Avenida Paulo Guilguer Reimberg, em Varginha.

O contrato para elaboração de projeto executivo, fabricação, fornecimento e implantação do sistema de energia será homologado e também deverá receber recursos do governo federal.

A extensão da Linha 9-Esmeralda

O valor total previsto para a obra de extensão é da ordem de R$ 945 milhões, dos quais R$ 500 milhões foram prometidos pelo Governo Federal em 2014 por meio do PAC da Mobilidade.

Até final de 2016, a obra foi tocada com verba do Governo do Estado e, em outubro do ano passado, foram liberados os primeiros recursos da União para dois contratos, no valor total de R$ 91,8 milhões. Os serviços englobam a implantação de sinalização das vias e do Sistema de Integração ao CCO (Centro de Controle Operacional) do trecho de 4,5 km em construção. A previsão é que a extensão entre em operação no segundo semestre de 2019.]

A Linha 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú) transporta atualmente cerca de 620 mil usuários por dia útil. Com a ampliação de 4,5 km entre Grajaú e Varginha, a projeção é que sejam acrescentados à linha 110 mil usuários atendidos pelo futuro trecho.

A construção das duas novas estações (Mendes-Vila Natal e Varginha) beneficiará os moradores do extremo sul de São Paulo: Grajaú, Estrada dos Mendes, Varginha, Vila Natal, Jardim Icaraí, Jardim São Bernardo e Conjunto Residencial Palmares.

Atualmente, a Linha 9-Esmeralda tem conexão com o Metrô nas estações Santo Amaro (Linha 5-Lilás) e Pinheiros (Linha 4-Amarela) e com a Linha 8-Diamante da própria CPTM, nas estações Osasco e Presidente Altino. Também há integração com ônibus nas estações Grajaú, Jurubatuba, Santo Amaro, Morumbi, Berrini, Pinheiros e Osasco.


2019

  • 25/01/2019 - Governo de São Paulo regulamenta transporte de animais domésticos no Metrô, CPTM e EMTU

O Governo do Estado de São Paulo sancionou, nesta sexta-feira (25), o Projeto de Lei 727/2015, da Assembleia Legislativa, que regulamenta o transporte de animais domésticos de pequeno porte nos trens do Metrô, CPTM e ônibus intermunicipais da EMTU.

Pelas novas regras, os animais devem pesar no máximo 10 quilos e ser acomodados em container próprio para este tipo de transporte, sempre fora dos horários de pico, ou seja: das 4h40 até as 6h; das 10h às 16h e das 19h até meia-noite. O animal só poderá ser transportado em horários de pico, excepcionalmente, em caso de agendamento de ato cirúrgico, mediante apresentação de solicitação formal assinada pelo médico veterinário.

Esse traslado deverá ocorrer sem prejudicar a comodidade dos passageiros e terceiros, sempre observada a proibição do transporte do animal que, por sua ferocidade, peçonha ou saúde, provoque desconforto ou comprometa a segurança do veículo e das pessoas presentes. A Lei, sancionada pelo governador em exercício Rodrigo Garcia, começa a valer a partir da data da publicação no Diário Oficial do Estado.


  • 15/03/2019 - CPTM recebe até 5 de abril propostas para construção da estação João Dias, da linha 9

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) receberá até o dia 5 de abril manifestação de interesse da iniciativa privada para implantação da estação João Dias, entre as estações Granja Julieta e Santo Amaro, na linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú). O objetivo é dar a outras empresas a oportunidade de apresentar propostas equivalentes ou superiores à da Tegra Incorporadora, que propôs construir a estação e doá-la ao Governo do Estado.

Será a primeira vez que uma estação do sistema metroferroviário vai ser construída neste modelo de parceria. O anúncio foi realizado pelo governador João Doria e pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy nesta sexta-feira (15).

“Os usuários da Linha 9-Esmeralda, da CPTM, terão uma nova estação totalmente reformada, equipada e financiada integralmente pela iniciativa privada. Ela estabelece um novo modelo para as estações da Companhia, que passarão a ter um padrão Metrô. Serão estações seguras, com conforto, acessibilidade plena, sinalização e padrão internacional”, diz o Governador João Doria.

Os projetos, planilhas e demais documentos técnicos de outras empresas interessadas em executar a obra podem ser retirados no Protocolo de Licitações, localizado na rua Boa Vista, 175, térreo, centro, São Paulo, SP.

Conforme aviso público de doação publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) no dia 1º deste mês, a Tegra propõe doar os direitos sobre um terreno anexo à estação para implantação dos acessos ao local e arcará com os custos da construção estimados em R$ 60 milhões. A incorporadora tem interesse no investimento porque a estação de trens facilitará o acesso às duas torres corporativas que possui próximo ao local.

A nova estação – A Tegra já elaborou o projeto executivo da nova estação em cooperação com a CPTM para atender aos padrões técnicos da Companhia. Pelo projeto, a estação contará com uma entrada dentro do empreendimento da incorporadora e uma entrada principal na pista local da Marginal Pinheiros.

Seguindo o modelo das demais estações da CPTM, o empreendimento contará com edifício principal, passarela de acesso à plataforma central e terá escadas rolantes, fixas e elevadores, garantindo acessibilidade a todos os passageiros. O prazo previsto é de execução em 37 meses. A demanda prevista é de cerca de 10.500 mil usuários por dia útil.


  • 09/04/2019 - Governo de SP amplia Expresso Leste-Mogi, que passa a operar em horário integral

O Governador de São Paulo, João Doria, e o Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, anunciaram nesta terça-feira (9), a ampliação do serviço Expresso Leste-Mogi, da Linha 11-Coral, que passa a circular em tempo integral, incluindo também os horários de pico nos dias úteis.

“Acabamos com a baldeação. Trabalhadores, estudantes e usuários que sofreram ao longo de mais de uma década, agora terão uma linha direta expressa, sem a baldeação. Isso era compromisso de campanha e, mais do que tudo, um compromisso do Governo de São Paulo, da Prefeitura de Mogi e daqueles que representam essa região, de fazer aquilo que é necessário fazer. São 19 anos de solicitação”, disse o Governador.

Até janeiro deste ano, eram realizadas somente 30 viagens diárias entre as estações Estudantes e Luz (nos dois sentidos) sem transferência em Guaianases. Para atender a uma reivindicação dos moradores do Alto Tietê, a nova gestão da CPTM aumentou o número de viagens diretas em dias úteis para 120 em fevereiro. A partir de agora, com a realização das obras de energia, serão 313 no total durante todo o horário comercial.

Em dias úteis, o intervalo médio dos trens no Expresso Leste-Mogi será de 8 minutos. Cerca de 230 mil passageiros do Alto Tietê serão beneficiados com a ampliação do serviço. A frota de trens foi renovada em janeiro.

Para a implantação do Expresso Leste-Mogi, a CPTM fez obras nas subestações de energia Patriarca e Dom Bosco. Os maquinistas também foram treinados.

“A eliminação da baldeação na Estação Guaianases era uma antiga reivindicação da população do Alto Tietê. Demos início a essa operação em fevereiro e é com sensação de dever cumprido que hoje estendemos o serviço para todos os horários, inclusive os de pico, o que é tão importante para os trabalhadores”, destaca Baldy.

No trecho entre Luz e Guaianases, a CPTM adotará uma estratégia especial nos horários de pico (das 4h às 8h30 e das 15h20 às 20h15) em dias úteis, para manter o intervalo médio em 4 minutos. Só esse trecho transporta 506 mil passageiros por dia, a maior demanda da linha 11. Assim, a circulação será feita com viagens alternadas entre Luz e Guaianases e entre Luz e Estudantes durante o horário de pico.

Entrega de trem

Doria e Baldy anunciaram também a entrega de mais um trem para a Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí). A composição da série 9500, fabricado pelo Consórcio Hyundai Rotem, é a 61ª do lote de 65 unidades compradas pelo Governo do Estado para trazer mais conforto e eficiência ao transporte ferroviário na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).

A CPTM está readequando a frota de acordo com a necessidade operacional para padronizar as linhas. Desde 2007, já entraram em operação 167 novos trens em todas as linhas da companhia.

O trem entregue hoje possui salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência.Também dispõe de monitores digitais internos com informações sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.


  • 11/05/2019 - Governo de SP anuncia início das obras da Estação Varginha da CPTM e de terminal de ônibus municipal

O Governador em exercício, Rodrigo Garcia, o Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e o Secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, realizaram neste sábado (11), visita técnica às obras da Estação Mendes-Vila Natal, da Linha 9-Esmeralda, da CPTM. A comitiva anunciou o início da construção da Estação Varginha e do terminal de ônibus municipal, que será integrado ao empreendimento.

"Nós temos já uma previsão concreta de entrega da estação Mendes-Vila Natal em novembro de 2020 e da estação Varginha em novembro de 2021. Decidimos construir um novo terminal de ônibus ao lado da estação Varginha, estimado em R$ 60 milhões", explicou Garcia.

Os serviços terão início nos próximos dias, com investimento total de R$ 945 milhões, sendo R$ 500 milhões da União e R$ 445 milhões do Governo do Estado de São Paulo.

A previsão é de que as obras sejam concluídas em 2021 e fazem parte da expansão da Linha 9-Esmeralda, da CPTM, que interliga Osasco até o extremo sul de São Paulo. Além das estações Mendes-Vila Natal e Varginha, serão construídos quatro viadutos rodoviários, uma passarela sobre a ferrovia e cinco passagens subterrâneas, sendo duas exclusivamente para pedestres.

“Tenho a honra de participar ativamente da concretização desta obra tão importante para quem vive no extremo sul de São Paulo. Como Ministro das Cidades do governo anterior, liberei recursos e autorizei a retomada da obra. Agora na Secretaria dos Transportes Metropolitanos em São Paulo tenho a felicidade de executar o projeto”, destacou Baldy.

Serão beneficiados os moradores da Estrada dos Mendes e dos bairros Varginha, Vila Natal, Jardim Icaraí, Jardim São Bernardo e Conjunto Residencial Palmares. Com a abertura das novas estações, a estimativa é de que mais 110 mil passageiros passem a utilizar a Linha 9-Esmeralda diariamente.

O terminal de ônibus municipal também será construído pela CPTM e terá uma passarela de interligação com a Estação Varginha. Serão 10.000 m², com 500 metros de plataformas para embarque e desembarque, além de itens de acessibilidade e escadas rolantes. A demanda é estimada em 30 mil passageiros por dia.

Acessibilidade

As novas estações da CPTM serão totalmente acessíveis, com elevadores, banheiros adaptados e rota tátil, além de escadas rolantes.

Em obras desde o fim do ano passado, a Estação Mendes-Vila Natal contará com uma de área de 4.500 m² e bicicletário com 50 vagas. A Estação Varginha terá 5.000m², bicicletário com capacidade para 750 vagas e integração com o novo terminal de ônibus.


  • 28/05/2019 - Governo de SP anuncia monotrilho até o Aeroporto de Guarulhos

O Governador João Doria, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, anunciaram nesta terça-feira (28), no Palácio dos Bandeirantes, a construção de um monotrilho para ligar a Linha 13-Jade, da CPTM, com o terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos.

“Uma carência que tinha a principal cidade brasileira e o principal aeroporto do país. Encontramos uma solução de engenharia e financeira para viabilizar esta ligação. Portanto, passageiros que desembarcarem em Guarulhos terão acesso ao monotrilho nas três estações dos terminais do aeroporto. E os passageiros desembarcarão diretamente no seu terminal de voo, como em qualquer aeroporto internacional civilizado do mundo”, disse Doria.

O investimento será de R$ 175 milhões, custeado com recursos da outorga da concessionária GRU Airport. A obra será iniciada em setembro deste ano, com previsão de conclusão em maio de 2021. O monotrilho terá 2,6 km de extensão, com paradas nos três terminais de passageiros do aeroporto e na Estação Aeroporto Guarulhos da CPTM, e capacidade de 2 mil passageiros/hora para cada sentido. O monotrilho fará em cerca de seis minutos o trajeto total entre a Estação da CPTM e o Terminal 3 do Aeroporto.

“Essa solução de mobilidade para o aeroporto, ou seja, a ligação por monotrilho da Linha da CPTM com os três terminais coloca o aeroporto no mesmo patamar de outros aeroportos no mundo. O maior aeroporto da América Latina merecia um projeto deste nível”, afirmou o ministro.

O traçado percorre terrenos da União concedidos para a GRU Airport e, por isso, não haverá necessidade de desapropriação. Além disso, não havia previsão de qualquer construção nestes locais para expandir o aeroporto. Com a novidade, a previsão é que os passageiros consigam chegar ao Aeroporto de Guarulhos em 52 minutos a partir da Avenida Paulista e 40 minutos a partir da Estação da Luz.

A estação Aeroporto-Guarulhos, da Linha 13-Jade, está localizada a 500 metros de distância do Terminal 1; 1,5 km do Terminal 2 e 2 km do Terminal 3 (Internacional). “O passageiro que chegar através da Linha 13-Jade vai poder acessar o monotrilho até os terminais 1, 2 e 3”, disse Baldy.


  • 12/06/2019 - Governo de SP anuncia esquema especial de transporte público e segurança para jogos da Copa América

O Governador João Doria e os Secretários de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e da Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos, anunciaram nesta quarta-feira (12) o esquema especial de transporte público e de segurança que a Capital terá para os jogos da Copa América.

“É a primeira vez que São Paulo faz um programa tão amplo de segurança, envolvendo Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Científica, Guarda Civil Metropolitana, transporte urbano, da Prefeitura de São Paulo, e a linha de trilhos, com CPTM e Metrô pelo Governo do Estado de São Paulo”, disse o Governador.

Nesta sexta-feira (14), abertura da Copa América, os torcedores que forem ao estádio do Morumbi vão contar com uma operação especial. A estação mais próxima é a São Paulo-Morumbi, na Linha 4-Amarela, operada pela ViaQuatro, que ficará aberta até 1h da madrugada de sexta para sábado. Também está garantida a integração nas estações de transferência com as linhas do Metrô e da CPTM.

“Nesta sexta-feira (14), teremos uma operação diferenciada para que haja reforço de quatro vezes do efetivo de segurança e estaremos ampliando o horário do Metrô e CPTM até 1h da manhã”, declarou Baldy.

O jogo de abertura entre Brasil e Bolívia será às 21h30 e é recomendado aos torcedores que evitem o horário de pico, entre 17h e 19h30. Na saída do jogo haverá controle de acesso e os passageiros deverão embarcar na estação São Paulo-Morumbi pela avenida Jorge João Saad. A estratégia especial montada para a partida envolve também o reforço do quadro de funcionários de atendimento e agentes de segurança em São Paulo-Morumbi e nas estações de conexão entre linhas.

A frota de trens na Linha 4-Amarela será ampliada para garantir um intervalo de 3 minutos entre as composições na saída do jogo. Na CPTM, a estação Pinheiros terá reforço de funcionários e a Linha 9-Esmeralda terá trens reservas para reforçar o serviço, em caso de aumento do volume de passageiros. Nas estações de integração com o Metrô também haverá reforço de funcionários.

Expresso Copa

Para os jogos que irão acontecer na Arena Corinthians, a CPTM irá ativar o Expresso da Copa, com trens saindo da estação Luz diretamente para Itaquera pela Linha 11-Coral. Em cada jogo, serão três viagens do expresso, de 30 em 30 minutos, a partir de 2 horas antes dos jogos. A operação foi realizada anteriormente na Copa do Mundo de 2014, com plena aceitação dos passageiros e torcedores.

No Metrô, a Linha 3-Vermelha contará com 5 trens reservas para o transporte dos passageiros em caso de necessidade, além de reforço de funcionários nas principais estações. Para a chegada ao jogo é recomendada a utilização da estação Artur Alvim aos torcedores com ingressos para o setor Oeste do estádio, enquanto Corinthians-Itaquera deve ser usada por quem vai ao setor Leste.

Para evitar filas na ida e na volta é recomendada a compra antecipada dos bilhetes de acesso ao metrô. Outras informações podem ser obtidas na Central de Atendimento da CPTM (0800-0550121 – atendimento 24h), do Metrô (0800-7707722, diariamente das 5h à meia-noite) e da ViaQuatro - operadora da Linha 4-Amarela – (0800-7707100, de segunda a sexta, das 6h30 às 22h, e aos sábados e domingos, das 8h às 18h).

Trem ambulância

A operação especial vai contar com um trem ambulância, equipado pelo Grupo de Resgate e Atendimento às Urgências (Grau), da Secretaria de Estado da Saúde, preparado para atender emergências. É uma estratégia preventiva para a necessidade de socorro em massa.


  • 10/07/2019 - Governo anuncia modernização da frota da Linha 10-Turquesa

O Governador em exercício Rodrigo Garcia anunciou na manhã desta quarta-feira (10), o início da operação de 12 trens modernos da série 7000 para a Linha 10-Turquesa da CPTM, beneficiando os moradores da região do ABC. Essa frota renovada traz, entre os principais benefícios aos passageiros, a facilidade no embarque e desembarque, porque cada vagão dessas composições possuem quatro portas. Nos vagões do trem antigo eram apenas duas portas.

“É uma remodelação nas linhas da CPTM, que faz com que tenhamos um melhor aproveitamento dos trens, permitindo com essa remodelação fazer a substituição integral dos trens da Linha 10-Turquesa da CPTM. Agora passarão a contar com trens mais modernos, com mais conforto para a população que se dirige do ABC até a capital”, comentou Rodrigo Garcia após realizar viagem da Estação Tamanduateí à Estação Brás, onde visitou o Centro de Comando e Controle (CCO), na presença também do Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy e do Prefeito da Capital, Bruno covas.

A Linha 10-Turquesa passa a contar com o total de 18 trens mais modernos operando na linha, sendo seis da série 7500 que já estavam em circulação. Os trens mais antigos, agora, vão para a reserva para serem usados em eventualidades.

A comunicação da CPTM com os passageiros dentro do trem também ficou mais eficiente. Além de um sistema de som mais avançado tecnologicamente, cada vagão conta com monitores para mensagens visuais. Falando em conforto, o ar-condicionado dessa frota possui um sistema de distribuição melhor do que os antigos.

Outra novidade para os 390 mil passageiros que utilizam a linha diariamente é a retomada dos contratos de energia e sinalização neste semestre. A conclusão dessas obras possibilitará a redução do intervalo entre os trens. Também estão sendo feitas reformas de acessibilidade nas estações para facilitar a locomoção de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Os passageiros da Linha 10 também ganharão uma nova estação de trem. A CPTM assinou convênio com a Prefeitura de Santo André para o desenvolvimento, em conjunto, dos projetos de implantação da estação Pirelli, que será construída entre as estações Prefeito Celso Daniel-Santo André e Capuava.

Todas essas melhorias fazem parte do plano de mobilidade do Governo do Estado para a região do ABC.

Frota de reserva

As 12 composições modernas vão substituir as da série 2100, que serão mantidas como frota de reserva. Conhecidos como os trens espanhóis, eles foram os primeiros com ar-condicionado da CPTM. Foram fabricados em 1974 na Espanha para realizar percursos de média e longa distância. Após doação do governo espanhol e reforma da CPTM, entrou em operação aqui em 1998.

Ver também

Links externos