Coletiva-Vistoria das obras da estação Oratório e do pátio Oratório-20121302

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva da Vistoria das obras da estação Oratório e do pátio Oratório

Local: Capital - Data: 13/02/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, queria destacar a importância aqui do monotrilho de Vila Prudente até a cidade de Tiradentes. A primeira fase que nós pretendemos entregar até 2014, ela será de Vila Prudente até São Mateus. Então, Vila Prudente, Oratório, São Lucas, os bairros em sequência, Sapopemba, Fazenda da Juta, até São Mateus. São 17 estações; 24,6 km; a capacidade é de 48 mil passageiros por sentido por hora. Um sistema moderníssimo, como a Linha-4 do metrô, também não tem o operador; ele é todo ele operado por sistema. A mesma distância do metrô, 75 segundos entre um trem e outro trem, sete carros cada monotrilho. Então, uma obra extremamente importante, qualidade, silenciosa, 50% mais barata do que o metrô, porque ela não é enterrada, ela vem em pilotis. É uma obra importante para a região, vai aliviar a Linha-3 do metrô, da zona leste, que é muito sobrecarregada; ajuda também Santo André, o ABC. Então, uma obra estruturante, uma obra importante para a zona leste de São Paulo.


REPÓRTER: Governador, de Vila Prudente já para esse novo sistema como é a baldeação?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Há uma... Nós temos duas estações de Vila Prudente: uma estação do metrô e uma estação do monotrilho; elas são integradas lá em Vila Prudente. Nós pretendemos entregar já no final do ano que vem a primeira estação aqui em Oratório; 2,9 km de distância. Então, nós teremos Oratório, e teremos o pátio aqui também em Oratório. Oito mil árvores quase vão ser plantadas, foram tiradas em torno de pouco mais de 700 árvores e quase oito mil vão ser plantadas. Só aqui no pátio, nós teremos quase quatro mil árvores que vão ser plantadas. Cinquenta e quatro trens, sete carros cada trem, nós estamos falando em quase 400 carros novos, ar condicionado, com toda a qualidade. Então, diria que é um salto importante no transporte sobre trilhos em São Paulo, o primeiro monotrilho do país, provavelmente.


REPÓRTER: Até São Mateus, quando?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: São Mateus 2016. Não, perdão 2014. Nós vamos entregar o ano que vem Oratório, estação e pátio, aliás, duas estações, estação Vila Prudente e a estação Oratório.


REPÓRTER: Primeiro semestre?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, final do ano que vem. Depois 2014, mais oito estações, chegaremos a São Mateus, então já temos dez estações e ficam mais sete para 2016, que vai ter que ter um novo pátio mais próximo de São Mateus.


REPÓRTER: A viagem de Vila Prudente a cidade de Tiradentes, quando vai pronto?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Uma viagem de Cidade Tiradentes até Vila Prudente que demora duas horas ou mais de duas horas vai poder fazer em menos de 50 minutos.


REPÓRTER: Governador, em relação à possível greve que os metroviários estão se oficializando para o dia 28, a governo está negociando, o que quê vai acontecer?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, a negociação é permanente, mas o Jurandir Fernandes e o doutor Avelleda, presidente do Metrô, podem da uma palavrinha sobre isso. E queria dar também uma boa notícia que é seguinte: nós temos... Essa Linha-2 do metrô ela começa lá na Paulista, a última linha é Vila Madalena; então ela vem de Vila Madalena passa pela Paulista e ela parava em Santa Cruz. Nós entregamos Chácara Klabin, entregamos Imigrantes, deixamos pronta Ipiranga, o Serra entregou Ipiranga, Sacomã, Tamanduateí e veio até aqui a Vila Prudente, entre Tamanduateí e Vila Prudente tinha ali um canteiro, uma área grande que era utilizada, e o metrô vai fazer lá um Parque Linear, então nessa área que foi utilizada entre Tamanduateí e Vila Prudente vai ser feito um Parque Linear, para a cidade.


REPÓRTER: Primeiro semestre do ano que vem?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Primeiro semestre do ano que vem. Em um ano nós devemos tá entregando ai o Parque Linear.


REPÓRTER: Qual que é a área desse parque?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Dois hectares mais ou menos, 20 mil metros quadrados. E aqui de Vila Prudente então, nós iremos até Cidade Tiradentes. De um lado beneficia o ABC, mais especificamente Santo André, de outro lado, desafoga a Linha-3 do metrô que é muita sobrecarregada, você passa a ter mais uma opção para a Zona Leste de São Paulo, ok?


REPÓRTER: Essas obras, governador, elas demoraram um pouco para começar, por que estava sendo esperada emissão da licença ambiental, atrasou muito por conta disso, o estado está sofrendo o mesmo problema com a Linha-17, que a linha do Morumbi, ainda não conseguiu a licença, essa linha, ela vai... A ligação até Jabaquara vai está pronta até a Copa?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós vamos procurando à medida que vão saindo às licenças ambientais, ganhando tempo para não atrasar muito. A Linha-17, que é a Linha, o outro monotrilho, o trecho prioritário, o que dá para fazer mais rápido, é do Aeroporto de Congonhas até a Linha-9 da CPTM, integrando o aeroporto com o trem na Marginal do Pinheiros. Depois nós vamos fazer do Aeroporto de Congonhas até Jabaquara, integrando com o Metrô, com a Norte-Sul, e depois de Pinheiros até o Morumbi, integrando com a Linha-4 do Metrô. Então vai ser muito importante porque ela vai integrar com a Linha-4 do Metrô, com a Linha 9 da CPTM, com a Linha 5 do Metrô e com a Linha-1 do Metrô.


REPÓRTER: Até a Copa então a ligação vai ser até a Linha-9?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Até a Linha-9, exatamente.


REPÓRTER: Governador, e a Linha 15-Branca que sai de Vila Prudente e vai até a Penha?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Essa está na fase ainda inicial, não é? Nós já contratamos o projeto básico e o projeto funcional. Nós pretendemos investir em quatro anos, ou seja, até 2015, 45 bilhões em metro, trem, monotrilho, sistema sob trilhos e transporte de alta capacidade na Região Metropolitana, recurso próprio do Estado, recursos do setor privado através de PPP, e financiamentos externos.


REPÓRTER: Governador, a [ininteligível] do prefeito Kassab com o PT parece que vai ficando cada vez mais séria, isso não preocupa o PSDB, o quê que é possível fazer para manter a aliança com o partido do senhor?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, essa parte política o deputado Samuel Moreira que é o líder da Bancada, o Zé Aníbal, Orlando Morando, eu tenho a vocação de engenharia ferroviária, não é?


REPÓRTER: Obrigado, governador!

JORNALISTA: Governador, pedir só para o senhor dar uma palavrinha sobre o julgamento do caso Eloá.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, esse é um fato que envolveu jovens. Nós queremos lamentar profundamente o ocorrido, né? Vida de jovens, lamentar profundamente. E vamos aguardar o pronunciamento da Justiça.


JORNALISTA: Houve algum erro da Polícia, alguma coisa assim?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Esse é um fato ocorrido há quatro anos, que foi exaustivamente investigado pela Polícia, mas vamos aguardar o pronunciamento do Judiciário.


JORNALISTA: Obrigada, governador.