Coletiva - Anúncio de Obras na SP 425 - "Rodovia Assis Chateaubriand" - 20121903

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva de imprensa do Anúncio de Obras na SP 425 - "Rodovia Assis Chateaubriand"

Local: Guapiaçu - Data: 19/03/2012


REPÓRTER: A instalação da delegacia voltada para proteger os animais. Isso é um projeto, isso depende de um planejamento, isso é uma decisão pode ser tomada assim através de uma assinatura, qual que é que sua impressão e o que o senhor tem a dizer para gente?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós vamos solicitar ao secretário de Segurança Pública, Dr. Ferreira Pinto, e ao delegado-geral de Polícia, que analisem essa proposta, a sua viabilidade, e vamos analisar com todo empenho, com todo apreço para viabilizar. Queria destacar a importância da obra da Rodovia SP-425, de Assis Chateaubriand, nós começaremos em 15 dias a terceira faixa, recapeamento, acostamento, obras de segurança, entre Guapiaçu até divisa com Olímpia. E começaremos até o final de maio, 60 dias, a duplicação de Rio Preto até Guapiaçu. E no segundo semestre, toda ela começa a obra, até Miguelópolis. Inclusive com trechos de duplicação, próximo a Barretos. Então eu diria que depois de Euclides da Cunha, essa vai ser uma das grandes obras rodoviárias do estado de São Paulo, são 158 quilômetros.


REPÓRTER: Como está o cronograma da Euclides da Cunha, cronograma?


GOVERNADO GERALDO ALCKMIN: Euclides da Cunha está indo bem, o primeiro trecho vai ser entregue em maio, e é lá em Santa Fé do Sul. Depois em julho, agosto, vão sendo gradualmente entregues. A rodovia evita acidentes, preserva a vida dos seus usuários e promove o desenvolvimento, atrai muita empresa, melhora a logística, promove o turismo para as pessoas poderem sair de casa, poderem conhecer melhor a região.


REPÓRTER: Governador, com relação às rodovias, ao transporte rodoviário, empresários da região estão insatisfeitos com os pedágios, estão dizendo que está muito difícil mandar produtos até São Paulo, de São Paulo até aqui. Existe a possibilidade de rever a quantidade de praças de pedágios, os valores, os contratos, qual a opinião do senhor em relação a isso? Os empresários estão dizendo que está atravancando o desenvolvimento da região.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, a Rodovia Euclides da Cunha, nós estamos duplicando desde São José do Rio Preto até a divisa com o Mato Grosso do Sul, não terá nenhum pedágio. Não tem e não terá. A Rodovia Assis Chateaubriand, SP-425, que vai até Miguelópolis, passando por Barretos, também não tem e não terá nenhum pedágio. Não vamos fazer nenhum pedágio. Os pedágios já existentes, nós vamos implantar o ponto a ponto, então aquele caso de pessoas que às vezes percorre um trajeto menor da rodovia e paga tarifa cheia, ele vai ter um bom benefício. Isso nós estamos começando pela Rodovia Jundiaí – Itatiba, depois a Rodovia Sorocaba – Itu até Campinas, e vamos gradualmente levando o pedágio eletrônico para o estado de São Paulo, nas rodovias já concessionadas. É o chamado ponto a ponto. Mas aqui na região todas essas duplicações que nós estamos anunciando, não terão nenhuma praça de pedágio.


REPÓRTER: Isso vai resolver o problema, vai desonerar o frete?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Vai, principalmente para pequenos trajetos, onde a pessoa às vezes usa um trajeto pequeno e paga uma tarifa cheia.