Coletiva - Descerramento de Placa das Obras de Duplicação da SP 258 - 20122206

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva no evento de Descerramento de Placa das Obras de Duplicação da SP 258

Local: Taquarivaí - Data: 22/06/2012

REPÓRTER: Governador, o seu decreto criou, na nossa região, uma reserva, um parque. O encontro do Rio está discutindo a economia verde como a próxima perspectiva de geração de emprego e renda. Como o senhor vê essa perspectiva de o nosso Estado e, particularmente, da nossa região?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, [ininteligível] criamos um parque, chamado Parque das Nascentes do Paranapanema, com 22 mil quilômetros quadrados. Neste parque, nós temos 1.002 nascentes da Bacia do Paranapanema que vão ser preservados. É a maior concentração do macaco muriqui, é a maior concentração de onça pintada e faz parte do triângulo do Paranapiacaba. Então, é superimportante do ponto de vista ambiental. E Capão Bonito, o município, vai receber o ICMS ecológico. Então, vai melhorar a arrecadação do município pelo investimento, que no município existe o Parque das Nascentes do Paranapanema. Então, uma conquista importante para a região. Hoje, aqui em Itapetininga nós estamos liberando R$ 6,5 milhões para a segunda fase do hospital, tem obra aqui [ininteligível], lavanderia, elevador e equipamentos: UTI neonatal, área cirúrgica, obstetrícia, maternidade, leitos, recuperação pós-anestésica. Enfim, um conjunto de infraestrutura para o hospital. Temos um AME funcionando bem, atendendo aqui à microrregião, e uma Rede Básica de Saúde, das prefeituras municipais. Assinamos a segunda ETEC, nós já tínhamos uma ETEC agrícola muito boa, e uma FATEC. Agora, uma segunda ETEC, formando aqui um polo técnico, tecnológico importante. As estradas rurais, Itapetininga é o terceiro maior município do Estado de São Paulo em extensão territorial, quase 2 mil quilômetros quadrados, então nós autorizamos 28km de melhor caminho. A CODASP vai vir para cá no segundo semestre, recuperar quatro estradas rurais importantes. As rodovias estaduais, a SP-129 está em obra, Itapetininga até Lambari, também em obras Itapetininga-Tatuí, estrada velha de Tatuí. Já demos ordem de serviço para a SP-252, que é Guapiara-Ribeirão Branco, e está em obra a Raposo Tavares, ligação Itapetininga até Araçoiaba da Serra e Sorocaba, ela está com todas as licenças ambientais dentro do cronograma. Então, acho que uns 18 meses nós devemos entregar em licitação. E uma grande obra para a região, que vai ser de Itapetininga a Ourinhos. Nós incluímos no programa do BID, do Banco Interamericano de Desenvolvimento, são mais de 200km, não terá nenhuma praça de pedágio, vai ser totalmente feita com recursos do Governo, financiamento do BID. Recapeamento, acostamento, terceira faixa, trechos de duplicação. É um projeto completo. Hoje foi assinado o contrato para fazer o projeto executivo para, em seguida, ser licitada a obra. Eu acho que a região vai ganhando bastante infraestrutura. Na área social, educação, saúde. E na área de logística e transporte, que é a área das rodovias da região e das estradas vicinais.


REPÓRTER: Há um novo projeto, governador, para questão de saúde na região?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o hospital aqui, ele atende a região, a microrregião, o AME também atende a microrregião e Sorocaba. Nós estamos já licitando as obras para recuperar o complexo hospitalar e, simultaneamente, nós vamos construir, aliás, na Raposo Tavares, um segundo hospital regional. Aí, hospital terciário, quaternário, de alta complexidade. Então, é fortalecer a regionalização, a microrregião e ter hospitais quaternários, de maior complexidade para evitar ir para São Paulo.



REPÓRTER: Aquele atendimento mais sofisticado, que até que é feito em Sorocaba, poderá ser feito agora em Itapetininga também?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Ah, sim. Por exemplo, UTI neonatal, terapia intensiva para crianças de 0 a 30 dias. Se você for verificar, o conceito de mortalidade infantil, ele é de crianças nascidas vivas no primeiro ano de vida, esse é o conceito universal de mortalidade infantil. O Brasil teve uma forte redução, e São Paulo está chegando a um dígito, nós estamos com 11, daqui a pouco vai ser um dígito – menos de dez – que é quase Europa. Agora, se você for verificar, embora seja do nascimento até um ano de vida, o risco maior é nos primeiros 30 dias. Então, a UTI neonatal, que é de recém-nascido, ela é fundamental, é um conquista importante para a região. Essa já é uma atividade de maior complexidade. Então, você ter UTI já é uma atividade de maior complexidade, e ter neonatal, mais ainda.


REPÓRTER: [ininteligível]


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós temos sempre procurando apoiar a comunidade local, seja Santa Casa, que tem característica regional, caso de Itapeva, Tatuí, Capão, a minha cidade Pindamonhangaba, sempre apoiar hospitais comunitários, e de outro lado, hospitais municipais, nós estamos apoiando hoje, o Hospital Municipal de São Bernardo do Campo, Piracicaba, Americana, nós estamos com 30 obras, Mogi da Cruzes, todos municipais, agora o Governo apoia e a rede de AME, o Estado mantêm...


REPÓRTER: Segunda fase, né governador? Aqui em Itapetininga, haverão outras?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Exatamente, essa é uma segunda fase, infraestrutura, lavanderia, cabine de força, elevador, parte física do prédio e equipamentos, mas eu até nessa fase mesmo, já vou falar com o Roberto Ramalho, para a gente na outra que nós inauguramos em 2004, já também dar uma melhorada, e já estudar uma terceira fase. E a gente põem um milhão por mês para custeio, porque prédio não é a problema, o problema é custeio, que há uma necessidade de corrigir da tabela do SUS, a tabela está defasada quase dez anos, então todo mundo tem um prejuízo grande nesse atendimento, mas nós não podemos ter uma visão hospitalocêntrica, quer dizer, é preciso funcionar a rede básica, o atendimento primário que é o programa da saúde da família, muito profissional, as especialidades e aqueles casos que for preciso operar ou internação, aí o hospital se retaguarda, mas não podemos entender que tudo precisa ir para o hospital, se não a rede não funciona bem, é preciso ter uma hierarquização do sistema.


REPÓRTER: Governador, tem data para o início da duplicação da Itapetininga até Angatuba, esse trecho?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Itapetininga-Angatuba [ininteligível]...


REPÓRTER: Muitos acidentes graves...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Itapetininga/Ourinhos vai ser integralmente modernizada, hoje foi assinado o contrato para o projeto executivo, já está incluído no programa do BID, vai ser feito inteirinha, são 206 quilômetros, trechos de maior VDM duplicação, outros, terceira faixa, toda ela acostamento, toda ela recuperada, obras de arte, de segurança, então vai ser uma obra importante, será uma das obras estruturantes do Estado.


REPÓRTER: No conjunto hospitalar de Sorocaba, o Governo vai inaugurar novos leitos e aumentar os salários dos próximos concursos para médicos?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós acabamos... Tenho duas boas notícias aí, primeiro o plantão, o plantão nós já aumentamos, era entorno de seiscentos e poucos reais, passamos para a R$ 780,00 a primeira a faixa, novecentos e pouco a segunda faixa, e R$ 1.150,00 a terceira faixa. Então, as regiões onde você tem mais dificuldade de ter médico, você vai poder pagar quase R$ 1.200,00 um plantão de 12 horas, isso é o setor... até um pouco acima de iniciativa privada. A outra é a carreira do médico, carreira do médico, nós estamos preparando um projeto de lei, estimulando o médico a ter dedicação exclusiva com o Estado, o plano de carreira, vai ser uma melhora salarial muito importante e a gente esperar uma boa resposta, então plantão já, a lei já foi para a Assembleia, carreira do médico em seguido e nós estamos tendo nesse momento concurso, a prova será agora nos próximos dias, para dez especialidades para o complexo hospitalar de Sorocaba.


REPÓRTER: Governador, como o senhor vendo recebendo as notícias dos novos ataques da nossa malha protetora da segurança, que é Polícia Militar, noticiários hoje cedo noticiaram mais mortes de PMs e novos ataques às bases da PM, como é que o senhor tem recebido essa notícia? E a que vocês fazer eficientemente para que o crime organizado não tome conta no nosso Estado?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Primeiro, foi bom você ter colocado para dar uma boa notícia aqui em Itapetininga, Itapetininga a Polícia está de parabéns, homicídio, janeiro a abril comparado este ano com ano passado, caiu 33%, homicídios aqui nos dados Itapetininga; furto caiu 7%; roubo caiu 18%; furto de veículos teve um aumento de 29%; mas roubo de veículo caiu 60%; roubo de carga, nenhum caso; roubo a banco, nenhum caso; latrocínio, nenhum caso. Em relação a São Paulo, nós entendemos que não é uma questão orquestrada, são questões pontuais, que a Polícia, nas próximas horas, já vai prender os criminosos e está todo mundo trabalhando para a isso.


REPÓRTER: Governador, o senhor citou a DURATEC no seu discurso vai continuar o apoio as empresas diante do assédio dos Estados vizinho?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É isso que nós estamos fazendo, São Paulo não participa de guerra fiscal, entendemos que ela é ilegal, aliás, o Superior Tribunal já se manifestou sobre isso, mas nós procuramos proteger a economia paulista, então no caso aqui da DURATEC, nós estabelecemos uma redução de carga tributária, créditos de ICMS que viabilizou investimento de meio bilhão de reais, e não para a DURATEC, é para o setor da indústria madeira para compensados, para a indústria moveleira em todo o Estado.


REPÓRTER: Muito obrigado!

Coletiva 2

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Uma obra importante para Taquarivaí, porque tira a rodovia de dentro da cidade, um grande risco de acidente, risco de atropelamento, risco de morte. É importante para a cidade, que era um entrave ao desenvolvimento da cidade, dividindo a cidade ao meio, e foi deslocada a rodovia, uma nova rodovia, 3,5 quilômetros aqui no entorno da cidade, um verdadeiro anel viário aqui para Taquarivaí e segurança para quem utiliza a rodovia, porque não vai passar dentro da área urbana, está em uma rodovia fechada, uma rodovia mais segura. Então, eu diria que é uma vacina, sob o ponto de vista de saúde pública, porque a maior causa de morte, hoje, externa, é acidente rodoviário, atropelamento, desastre, carro, moto, bicicleta, caminhão. Então, é uma obra para a vida e uma obra para o desenvolvimento, tão importante para a região. Queria também dizer da SP-252, a obra já está contratada, elas já foram iniciadas e devem terminar até julho do ano que vem. É a nossa rodovia Guapiara até Ribeirão Branco. Também queria trazer uma palavra sobre esta estrada, a 258. Nós temos uma obra importante, para o ano que vem, no contorno de Itararé, que é uma obra importante, dispositivos de segurança, temos também, em Itapeva, também, duas alças de acesso e temos também recapeamento de Capão Bonito até Itararé. Então, são investimentos importantes aqui na rodovia ligando São Paulo até o Paraná.