Coletiva - Encontro com o presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Sousa 20160608

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Encontro com o presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Sousa

Local: [[]] - Data:Agosto 06/08/2016

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: É uma grande honra e uma grande alegria receber o presidente de Portugal, presidente Marcelo Rebelo de Sousa, o amigo do Brasil e de São Paulo, até com familiares radicados aqui na nossa capital, uma neta, aliás, brasileira e paulistana, e com ele celebrarmos aí boas parcerias. Conversamos sobre o Museu da Língua Portuguesa, o museu interativo, ponto de união entre os países lusófonos, com grande perspectiva de através desse trabalho, podermos ampliar ainda mais a presença dos nossos países em vários outros continentes. Também conversamos sobre investimentos recíprocos, conversamos sobre parcerias, sobre educação, enfim, uma pauta vasta. Portugal tem importantes investimentos aqui em São Paulo, nós temos também em Portugal. O turismo cresce, as complementações econômicas, e especialmente a presença de alguém que é jurista, professor de direito, jornalista, estadista e um amigo do Brasil e de São Paulo. Estamos extremamente honrados e felizes em receber o presidente Marcelo Rebelo de Sousa e a sua comitiva.

REPÓRTER: Governador, o que é que foi discutido em relação...

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Vamos ouvir, vamos ouvir o presidente.

MARCELO REBELO DE SOUSA, PRESIDENTE DE PORTUGAL: Eu queria agradecer ao governador Geraldo Alckmin a forma tão amiga, tão fraterna como acolheu o presidente de Portugal, e como quis acolher a comunidade portuguesa. Hoje, portuguesa, [ininteligível], luso brasileira. Olhando para o passado, neste palácio se recorda a saga dos Bandeirantes, foi uma saga que ajudou a fazer o grande Brasil, a grande potência no mundo que hoje existe. Mas, sobretudo, falarmos do presente e do futuro, falarmos do presente e do futuro, São Paulo. Realidade poderosíssima no Brasil e no mundo, e muito presente na vida de Portugal. O número de paulistas, de empresas paulistas, de investimento paulista, de turismo paulista em Portugal ao longo dos últimos anos e no presente. E também a recíproca, a comunidade portuguesa que aqui vive, e que bem conheço por experiência familiar de muitas gerações, de três gerações. E ao falarmos do futuro falamos do turismo, falamos da economia, mas falamos também da cultura que nos une. Falamos do projeto do Museu da Língua Portuguesa que vai remexer aqui em São Paulo virado para o futuro. Mais do que um momento do passado, uma homenagem ao passado é, sobretudo, uma aposta no futuro. E também falamos de outros projetos culturais, um deles a escola portuguesa aqui em São Paulo, outros o intercâmbio cultural. Na Bienal de São Paulo a representação mais numerosa vai ser em artistas da apresentação portuguesa. E a forma como o governador Alckmin recebeu o presidente de Portugal, e recebeu os portugueses, é um sinal de uma fraternidade, de uma empatia, de um calor que é teu, que é natural, que é uma característica pessoal sua, mas é também institucional. Quero dizer que o estado de São Paulo reconhece o papel da comunidade portuguesa e do [ininteligível] na vida desse estado. Isso é uma reação de grande alegria para o presidente de Portugal, sentir que as portuguesas e os portugueses que vivem em São Paulo, estão a cumprir a sua missão que é contribuir todos os dias para a grandeza que é a grandeza de São Paulo, particularmente importante dentro da grandeza do Brasil. E agora querem [ininteligível]?

REPÓRTER: Em relação ao museu, governador, o que foi discutido em relação ao museu?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Nós já estamos com o projeto de restauro do prédio e de modernização do museu. O museu é totalmente digitalizado, tem todo o seu acervo protegido, e torná-lo ainda mais moderno, interativo. Todo o trabalho tá sendo executado, temos uma boa parceria, inclusive, com a Fundação Roberto Marinho e outras empresas, Dr. Sadek que até aqui conosco, secretário de Estado da Cultura, pode até detalhar um pouco melhor para vocês o cronograma desse trabalho. E é o museu que passa a ter uma importância mundial, para todos os países de língua portuguesa, também como a entrada em outros países do mundo, e São Paulo como a maior cidade de língua portuguesa do mundo. Dr. Sadek pode dar mais... o cronograma aí pra você.

REPÓRTER: Falando em contribuição da Fundação Paulista [ininteligível].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Olha, eu entendo que o museu à medida que ele, inclusive, ele é um museu muito interativo, digitalizado, nós poderemos ter aí a sua presença, o seu acesso, né, em vários países. E a presença portuguesa e a sua participação é sempre relevante.

REPÓRTER: [ininteligível] a participação for necessária.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Não, não discutimos especificamente isso. O museu, ele tem seguro, então o problema do incêndio, parte dele se resolve pelo seguro, claro que não será totalmente suficiente, mas aí nós temos um trabalho de captação e que a Fundação Roberto Marinho já deu o start já nesse trabalho. Tá bom? Muito obrigado. Categoria 06 de agosto de 2016 [[]]