Coletiva - Entrega da Carreta do Programa Via Rápida Emprego e Anúncio de Liberação de Recursos para a Arena Multiuso - 20120407

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva da Entrega da Carreta do Programa Via Rápida Emprego e Anúncio de Liberação de Recursos para a Arena Multiuso

Local: Sorocaba - Data: 04/07/2012

REPÓRTER: Governador, em relação da segurança do Estado com...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Só um segundinho! Nós estamos assinando hoje, o convênio para liberar R$ 4 milhões para a Arena Multiuso aqui de Sorocaba. Sorocaba disputa os chamados centros de treinamentos das seleções que vêm para a Copa do Mundo. São 32 seleções na Copa do Mundo, uma é do Brasil as outras 31 vão escolher o local para ter o seu centro de treinamento. A cidade precisa ter aeroporto, hotelaria, rede hoteleira e área esportiva, então uma Arena Multiuso vai ser muito importante, o equipamento de ponta na área de esporte e da cultura para Sorocaba e região. Assinamos o convênio de R$ 4 milhões. A outra, a carreta para o Via Rápida. O Via Rápida são cursos de um mês, se a pessoa estiver desempregada a gente paga R$ 330 de bolsa, começa com 60 alunos, turmas de 20 anos de manhã, ou à tarde ou à noite, e curso de metrologia que são medidas de precisão, que é o que as indústrias, hoje, mais têm falta, precisam em termos de mercado de trabalho. Aqui, também, nós teremos uma terceira Etec, já tem duas que são campeãs do Enem, então teremos uma terceira Etec, temos a uma Fatec que é campeã do Enade, e ontem assinei a criação de mais uma Fatec em São Roque, aqui do lado, voltada ao turismo. São Roque é uma estância turística é hoje há também muita necessidade de mão de obra no setor de serviços, que é o que muito cresce, hoje, no mundo. Além das engenharias da UNESP aqui em Sorocaba.


REPÓRTER: Governador, qual vai ser a sua participação na campanha eleitoral, neste ano, para os prefeitos?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o Governo do Estado e governador não têm candidato, governa para todos: para todos os partidos e para todas as cidades. E, enquanto militante do PSDB, eu, aonde poder, eu darei um apoio sim, uma declaração, enfim, aos nossos candidatos do PSDB.


REPÓRTER: Governador, o senhor já precisou ficar dez horas em jejum?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Dez horas já fiquei muitas vezes, porque os exames de sangue, tudo isso precisa ficar em jejum.


REPÓRTER: Mas, o senhor foi operado no fim?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Às vezes, não era nem cirurgia, mas geralmente exame de sangue você janta, depois só faz o exame no outro dia.


REPÓRTER: Paciente do Hospital Regional de Sorocaba chegaram a ficar dezoito horas esperando uma cirurgia em jejum, e não puderam fazer a cirurgia por falta de anestesista! O Governo pretende contratar anestesistas em caráter de urgência?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós estamos contratando 100 médicos, entre eles, anestesistas, eu sou anestesista, essa dificuldade de anestesia é histórica. São poucos os anestesistas, são muito bem remunerados e às vezes acabam... Você tem mais dificuldade, por isso nós já valorizamos o plantão que era em torno de R$ 700,00, R$ 650,00, agora passou para mais de R$ 800,00; a segunda faixa, o lugar que você tem mais dificuldade, mais de R$ 1.000,00 e a terceira faixa R$ 1.180,00 um plantão de doze horas. E a carreira dos médicos, em agosto, nós mandaremos o projeto de lei para a Assembleia Legislativa com grande aumento na carreira dos médicos, tanto é que nós não estamos tendo dificuldade nesse concurso, agora, que nós estamos fazendo. Anestesista é um dos profissionais mais difíceis, hoje, e por isso nós estamos fazendo uma valorização, ainda maior.


REPÓRTER: O projeto executivo do novo Hospital Regional deve ficar pronto quando, e quando vai ser aberto essa licitação?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós temos quatro boas notícias aqui na área de Saúde, a primeira o AME que vai reduzir muito a demanda para hospital, porque muita gente procura hospital, porque precisa de resolutividade, então o AME: pequenas cirurgias, exames vai... São 15.000 atendimentos/mês, já está pronto o prédio a prefeitura fez, nós estamos fazendo uma licitação da O.S a chamamento público e a abertura de licitação para equipamento e mobiliário no segundo semestre estará funcionando. Depois o complexo hospitalar, 100 médicos e a reforma dos dois prédios: do Leonor Mendes de Barros e do prédio Regional com nova farmácia de alto custo, reforma de ambulatório, reforma de telhado, nós vamos dar uma melhorada nos prédios, e novos equipamentos: a primeira ressonância magnética para o SUS da região, câmeras para medicina nuclear vamos melhorar o complexo hospitalar. E fazer um segundo hospital para atender gratuitamente pelo SUS a população que será do outro lado da cidade, o projeto está bem adiantado, nós estamos estudando talvez uma PPP, porque aí vai mais depressa ainda, e será um hospital cirúrgico, trauma, urgência e emergência com terapia intensiva de alta complexidade.


REPÓRTER: Governador, dá para calcular a capacidade do PCC de continuar com os ataques no Estado?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o que aconteceu, especialmente, lá em São Paulo? A Polícia foi para cima do tráfico especialmente das chamadas ‘biqueiras’ que é a ponta do tráfico, o que o pessoal fez? Desviar a atenção, então para desviar a atenção toca fogo em ônibus, o que ganha um criminoso pondo fogo no ônibus? Não ganha nada, o que ele quer é desviar a atenção da polícia para aliviar um pouco a pressão em cima do tráfico. A polícia não vai retroceder um milímetro, já têm 34 criminosos presos e se enfrentar a polícia vai levar a pior, essa é a ordem está todo mundo trabalhando.


REPÓRTER: O projeto executivo de o novo conjunto hospitalar, o senhor não disse quando vai ser aberto, e quando...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Talvez não precise nem fazer o projeto detalhado. Quem ganhar a PPP já faz. Você precisa ter o projeto básico e funcional. Então se a gente fizer por PPP nós vamos até ganhar tempo. O que nós estamos terminando o projeto é da SP-264, acho que termina até outubro. E aí abre a licitação da duplicação da SP-264, da UFSCar até Salto de Pirapora. A Raposo Tavares a duplicação está andando, já conseguimos as licenças ambientais. A SP-79 já está começando a duplicação, irá até Itu, terá inclusive ciclovia. Então são obras... E a Castelo Branco, as obras da Toyota. Toyota deve ser inaugurada agora em 09 de agosto, uma das grandes obras do Brasil, que tem 11 sistemistas além da fábrica. E nós no dia 15 de julho, 20 dias antes da inauguração, vamos entregar o viaduto e as marginais. Depois terão mais algumas obras a posterior. Mas o principal nós vamos entregar em duas semanas. Agora deu sol, nós vamos correr com as obras.


REÓRTER: Governador, ganhamos em casa aqui com a Copa do Mundo? Qual é a sua expectativa também com a abertura?


GOVERANDOR GERALDO ALCKMIN: Olha, eu acho que sim. Eu acho que o Brasil... Copa do Mundo? Acho que Brasil, Espanha, Alemanha, Argentina. Quem são os outros favoritos? Mas qualquer lista que você fizer o Brasil vai tá lá, né? Então a torcida vai ser grande. E a abertura vai ser em São Paulo que é a que mais atrai o mundo. Porque a final, que será no Rio, no Maracanã. Só vai ter interesse os dois que chegarem lá. Agora na abertura todas as 32 seleções e o mundo todo vai acompanhar. E nós vamos ter a abertura e mais jogos importantes. E queremos das 31 seleções, 15, 12 sejam no Estado de São Paulo, os centros de treinamento. Nós não escolhemos. Amanhã, por exemplo, chegam várias seleções para viajar pelo estado, para conhecer as cidades, hotel, locais de treinamento, aeroporto, enfim. Eles que escolhem.


REPÓRTER: Governador, e Sorocaba nesse aspecto, os investimentos, a previsão, o senhor até falou do aeroporto, a ampliação do aeroporto. Como é que vai ficar isso?


GOVERANDOR GERALDO ALCKMIN: Olha, tá indo bem. Foi assinado um convênio com a Embraer. A Embraer vai trazer um centro de manutenção para cá muito importante. Nós vamos ter investimentos vultosos no aeroporto de Sorocaba. Eu acho que a cidade tem uma logística muito boa. Tá bom? Tem um cafezinho.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Tá bom, pessoal. Obrigado.


GOVERANDOR GERALDO ALCKMIN: Parque Tecnológico é um dos melhores, hoje, no Estado. Nós liberamos, vai chegar a R$ 13 milhões e mais R$18, 19 milhões de financiamento pela Nossa Caixa Desenvolvimento. Então acho que serão um dos principais parques tecnológicos do interior de São Paulo.


REPÓRTER: O senhor tem previsão de fazer uma visita para o parque?


GOVERANDOR GERALDO ALCKMIN: Eu já estive lá, da outra vez que vim aqui, depois vou combinar com o Vitor Lippi para irmos lá.