Coletiva - Entrega de 180 casas da CDHU - 20120109

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Entrega de 180 casas

Local: Guiaçara - Data: 01/09/2012


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha. Uma alegria... Uma alegria estarmos juntos aqui em Guaiçara entregando 180 casas todas com três dormitórios, novo padrão de qualidade, pé-direito mais alto, toda infraestrutura aqui no Residencial das Flores, 180 famílias, quatro casas adaptadas para as famílias com pessoas com deficiência e mais 70 em Luziânia. São 240 famílias, que quem ganha um salário mínimo pode realizar o sonho de ter a casa própria, estão incluídas no nosso programa também da CDHU, muito bem feita, 52m² de área construída e as famílias já começam a mudar, hoje, já. Aliás, muitas me falaram, olha já vou daqui a pouquinho, pego a chave e já faço a mudança. Então uma grande conquista, o nosso programa habitacional hoje, nós construímos 43.000 casas e apartamentos, isso proporciona casa pra quem precisa, pra sair do aluguel para realizar o sonho da casa própria e gera muito emprego. A construção civil é muito emprego, então ajuda muito também a estimular a atividade econômica em São Paulo.


REPÓRTER 1: Governador, a questão da Santa Casa de Lins, a parceria continua?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: A questão da Saúde, nós... A Santa Casa de Lins passava por uma grande dificuldade, fizemos um contrato de gestão com a Organização Social do Frei Francisco e com a prefeitura, estamos colocando R$ 400 mil por mês, dá R$ 5 milhões por ano, deu uma recuperada boa na Santa Casa. Aqui em Promissão, o AME também já está funcionando e vamos inaugurar hoje a hemodiálise, que também é uma referência pra região do tipo osmose que é uma hemodiálise da mais moderna que existe dando boa qualidade de vida pra quem tem insuficiência renal.


REPÓRTER 1: Governador por falar em Saúde, meu nome é Monise (F), eu sou da TV TEM de Bauru, a Globo de Bauru. A gente gostaria de saber, por que hoje têm mais de 14 mil pessoas em fila de espera na consulta de alta e baixa complexidade e também... Fila também pra exame, e a gente gostaria de saber o que o governo tem feito pra acabar com essa fila?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bauru é única cidade do Brasil que tem cinco hospitais do Governo do Estado, cinco hospitais que o Governo tem, nenhuma cidade tem. Você pega São José dos Campos que tem 750 mil habitantes, nenhum hospital do Estado; pega São Bernardo do Campo quase um milhão, Bauru tem cinco hospitais. Além dos cinco hospitais, tem o AME também, aliás, tem Bauru, tem AME em Promissão, temos um outro hospital aqui em Promissão, agora também a Santa Casa de Lins. Consulta médica, atendimento primário não deve ser do Estado, né, isso é uma tarefa municipal, agora cirurgia, a parte de alta complexidade, aí sim, aí se tiver fila, nós fazer mutirão, então à gente pode com os mutirões reduzir a fila.


REPÓRTER 2: Mas no mês passado, inclusive o Governo se reuniu com os representantes do município pra tentar aí uma negociação pra ver o que pode ser feito, né, nessa gestão compartilhada entre a Prefeitura e a FAMESP. Durante essa reunião foi decidido uma força tarefa, e a gente gostaria de saber foi o procedimento e se tem alguma novidade em relação a isso?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós defendemos a municipalização, a maioria das médias de São Paulo, quase todas tem hospital municipal, então nós defendemos a municipalização e só depende da Prefeitura, nós podemos imediatamente já fazer a transferência para o município.


REPÓRTER 3: Governador, eu sou da emissora aqui da Guaiçara, e a nossa cidade é estrategicamente focada em duas rodovias: Marechal Rondon e a BR-153. O que o senhor sugere aos próximos governantes da nossa região pra atrair novas empresas para nossa cidade e também para a região?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha. O que é importante pra você atrair mais investimento, pra ativar mais a economia? Primeiro em nível nacional: redução da taxa de juros que já está sendo feita, redução de impostos, quer dizer o Brasil crescer. Porque infelizmente no primeiro semestre deste ano, o Brasil cresceu muito pouco, o crescimento do PIB foi zero vírgula foi muito pequeno, então o país precisa crescer. Segundo como é que uma região atrai investimento? Recursos humanos bem qualificados, Escola Técnica, Fatec, Via Rápida para o Emprego, qualificação profissional, infraestrutura, então Marechal Rondon bem conservada, os acessos à cidade bem recuperados, as estradas vicinais, né, que é o escoamento da produção agrícola, um conjunto de fatores que ajuda. E essa região, nós estamos aqui no coração de São Paulo, no centro de São Paulo, então uma região com boa infraestrutura, boas rodovias, Hidrovia Tietê-Paraná que vai ter um grande investimento. Ferrovia que precisa ser mais ainda incrementada, aeroportos como o Aeroporto Internacional de Bauru que é muito importante pra região, então eu diria que as condições pra o desenvolvimento estão bem colocadas.


REPÓRTER 4: [ininteligível]?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Como?


REPÓRTER 4: Aeroporto Intermodal do... Aeroporto Intermodal na verdade, o senhor tem conhecimento, tem acompanhado?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Então Pederneiras é muito importante, ele colocou bem, integrar vários modais, né? O modal da hidrovia com a ferrovia, né, por exemplo, Pederneiras investir mais pra hidrovia ser mais eficiente, nós temos as pontes, hoje você leva quase 2 horas para passar uma barcaça de baixo da ponte, porque tem que separar barco por barco, e nós vamos alargar as pontes. A primeira já foi em Pongaí, passou de 40m pra 120m de largura, aí o comboio passa direto, você não precisa parar e perder 01h40min, 01h50min pra pode transportar barcaça por barcaça. Aeroportos, estradas, enfim, esse é um caminho. Tá bom.


REPÓRTER 4: Governador por falar em investimento, qual tem sido a prioridade do Governo, agora pra os próximos meses, né, já está quase no final do ano?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha. A prioridade nossa, são primeiro, educação: é uma escola de tempo integral; investir nos professores; programa Creche Escola, aqui mesmo na cidade que já vai receber uma creche; nós estamos apoiando todos os municípios transferindo R$ 1,6 milhão pra construção de creche, equipamentos, escola técnica, ampliar Etec e Fatec, o ensino universitário também, as nossas universidades estaduais. Segurança Pública, nós estamos fazendo uma reengenharia teremos sete mil Policiais Militares a mais até dezembro, os primeiros 2.069 que estavam em atividade-meio, atividade administrativa já todo mundo no policiamento de rua, ontem em São Paulo foram 2.069: capital, região metropolitana, interior e litoral. E saúde, né, que é o grande desafio da população que está ficando mais velha, o que é muito bom, tudo mundo vivendo mais, mas precisa ter mais financiamento, e infelizmente a gente vê o Governo Federal que participava com 60% do financiamento do SUS, reduzir pra 40% no momento que a população envelhece, a medicina ficou mais cara, mais sofisticada e precisa ter mais recurso. Tá bom. Vamos tomar um cafezinho.