Coletiva - Fórum Nacional do Esporte - 20120109

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva no Fórm Nacional do Esporte

Local: Capital - Data: 01/09/2012

ORADOR NÃO INDENTIFICADO: Governador, muito se fala no setor do Governo na realização de eventos como a Copa do Mundo e Olimpíada, mas o Setor Privado é muito importante nesse processo. Eu gostaria que o senhor falasse um pouco sobre isso.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Olha, muito importante e nós, através da agência Desenvolve São Paulo, autorizamos R$ 300 milhões de financiamento para já para investimentos pré-Copa do Mundo, abertura em São Paulo. Então R$ 300 milhões, dois anos de carência, juros de 2% para investimento privado. Na área do esporte, centros esportivos, equipamentos e na área do turismo, hotéis, restaurantes, ampliações, enfim, esporte e turismo. Aliás, esporte e educação, esporte e segurança, esporte e emprego. O esporte tem um múltiplo benefício na sociedade.


ORADOR NÃO INDENTIFICADO: A infraestrutura aeroportuária ainda é o maior gargalo da Copa do Mundo no Brasil?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: É uma das preocupações grandes, porque imagina-se perto de 1.200 aviões a mais nesse período. Mas Viracopos já começou a ampliação dos terminais, acho que pista, nós não vamos ter pistas ampliada a tempo, mas os terminais sim, acho que é possível sim. E a parte do Estado estão todas elas contratadas, obras na Radial Leste, já licitamos o encaixe da Nova Radial com a Jacu Pêssego, passarelas, o Mergulhão que vai tirar o semáforos, então todas elas tão dentro do cronograma. E o principal que é metrô e trem na porta lá no Polo de Itaquera. Nós vamos ter metrô a cada 85 segundos e trem a cada três minutos no horário de pico. A FIFA estabelece que nós precisamos ter 120.000 passageiros... 50.000 passageiros/hora. Nós vamos ter uma capacidade de metrô e trem em Itaquera de 120.000 passageiro/hora, ou seja, nós esvaziamos o estádio em 40 minutos.


ORADOR NÃO INDENTIFICADO: Governador, ao vivo aqui para a rádio Bradesco Esporte FM e apenas uma pergunta. Queria que o senhor falasse um pouco mais sobre a lei do esporte estadual, que era bem desconhecida pela população, né? Como é que funciona o sistema fomento a empresas, de isenções fiscais a empresas que investem no esporte?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Olha, nós temos uma lei de incentivo que é baseada no ICMS. Então nós permitimos por ano, até agora é R$ 60 milhões, a nossa ideia é até aumentar. Que a empresa ao invés de pagar o ICMS ela possa aprovar no governo projetos para incentivar o esporte. Então as entidades, as associações, elas vão atrás das empresas, apresentam os seus projetos. Isso é aprovado na Secretaria de Esporte, há um Conselho pra isso, então sai praticamente bem... A empresa não gasta nada, porque ela substitui o pagamento do ICMS e as entidades têm um aporte financeiro pra fazer projetos esportivos, principalmente de inclusão social, então comunidades carentes têm muitos bons projetos, então é a lei de incentivo ao esporte, no caso de São Paulo baseada no ICMS, depois nós temos o financiamento, através de agência Desenvolve São Paulo, aí é financiamento, 2 anos de carência, 2% de juros, situação bem positiva para investimentos do setor privado, esporte e turismo. O Secretário Benedito Fernandes pode detalhar melhor os critérios da lei de incentivo paulista do ICMS, que já está funcionando. O ano passado foram R$60 milhões de reais de incentivo.


REPÓRTER: A FIFA recomendou que o metrô funcionasse em Itaquera nos dias de jogo, como aconteceu no Japão e na Alemanha. Como é que você vê isso?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Isto nós vamos avaliar não foi ainda discutido o que eu quero destacar é que nós vamos ter na linha três do metrô, que é a linha da zona leste, um aumento de capacidade muito grande com mais trens e intervalo menor de 85 segundos. Isso é um legado, isso fica para sempre independe de Copa do Mundo e a outra é o trem, na linha onze de CPTM, trens novos e também redução de mais trens e redução de espaço, do tempo do intervalo para três minutos, que é também um legado importante pra toda a região. Em relação ao dia do jogo, isso vai ser avaliado tecnicamente.


REPÓRTER: Alckmin a sua administração merece uma medalha de ouro ou só dopado pra falar isso?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: [risos] não, eu sou modesto né a população é que precisa avaliar a gente não deve autoavaliar o governo, mas estamos suando a camisa aí pra fazer o máximo.


REPÓRTER: Agora Alckmin, tem muito atleta que não trás o ouro pro Brasil, porque tá com medo de ser assaltado aí nas ruas. Melhora a segurança aí pra gente, hein!


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Polícia tá na rua. Tem mais 2.069 policiais, a partir deste fim de semana já a mais que nós tiramos de atividades administrativas para fortalecer aí o policiamento.


REPÓRTER: Obrigado governador.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Um abraço, bom trabalho.