Coletiva - Inauguração do Terminal Metropolitano Cecap da EMTU e Assinatura de Autorizo - 20122409

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Inauguração do Terminal Metropolitano Cecap da EMTU e Assinatura de Autorizo

Local: Guarulhos - Data: 24/09/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, é uma grande alegria entregarmos, hoje, o segundo terminal. Nós entregamos, há alguns meses atrás, o Terminal Taboão e, hoje, o Terminal Cecap, da EMTU. R$ 6,6 milhões de investimento, um terminal novinho! Ele vai ser importante para integrar as linhas de ônibus da cidade e da região, com isso, ter mais eficiência no transporte sob pneu. Mais conforto para os usuários, bicicletário, também, para quem quiser vir de bicicleta, e começa a funcionar, já, amanhã. E o corredor ligando o Terminal Taboão a Cecap até dezembro, nós deveremos entregá-lo também. E resolvido um problema jurídico de uma empresa que interpôs um recurso, está na fase de recurso, resolvido isso, assinaremos o contrato para a continuidade do corredor do terminal, aqui, Cecap até Vila Galvão, aí, são 14,5 quilômetros de extensão que vai beneficiar toda a região, Guarulhos e região.


REPÓRTER: Governador, o PT está há 12 anos no poder, aqui, em Guarulhos, e, hoje, saiu uma pesquisa na Folha Metropolitana de um empate técnico entre o candidato Sebastião Almeida e candidato Carlos Roberto. Eu quero saber como está acompanhado a eleição em Guarulhos, e como o senhor vê a possibilidade do Carlos Roberto poder assumir o comando da prefeitura de Guarulhos?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, como essa nossa viagem, hoje, é uma viagem oficial, viagem de governo, de trabalho, então, as questões eleitorais, vamos deixar que os partidos comentem. Queria, também, trazer uma outra boa notícia que foi a assinatura, aqui, da parceria da Caixa Econômica Federal a “Minha Casa, Minha Vida”, com a Casa Paulista, nós estamos colocando R$ 35 milhões a fundo perdido, o que ajudou a viabilizar 2.240 apartamentos, e que vão atender famílias de menor renda, pessoas, famílias que não tem casa própria. E teremos, também, questão, aí, de semanas, a licitação da Linha-13, que é a linha de trem que vai ter uma estação, aqui, na Cecap, e a outra no Aeroporto de Guarulhos. É uma linha de trem expressa que sai do Brás, Engenheiro Goulart, Cecap, Terminal Zezinho Magalhães e vai para o Aeroporto de Cumbica. E vamos lançar, porque é a primeira etapa, esse é um processo longo, o Edital do Projeto Básico, ou seja, do Projeto Funcional para o metrô, esse Projeto Funcional, ele nos orientará quanto a: traçado e a engenharia, integrações com as demais linhas de metrô de São Paulo.


REPÓRTER: Governador, em relação à expansão da linha dois do metrô, as obras começam o ano que vem? O secretário Jurandir disse que pretende entregar em 2016/2017. O que o senhor tem a para...?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Esta é o que nós estamos contratando nos próximos dias o projeto funcional, então, o projeto funcional que vai nos dizer qual o melhor caminho, qual a melhor integração. Então, para ganhar tempo, nós já estamos abrindo a licitação e vamos contratar o projeto funcional.


REPÓRTER: Governador, a extensão da linha dois chega até a estação Dutra, até o momento, seria a antiga linha branca. Esta estação pode entrar em Guarulhos? Porque, até o momento, ela está na divisa com o município.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Eu não quero antecipar, por questão de cautela, este projeto funcional que vai nos dar a melhor integração. Em que linha, qual o caminho, qual a melhor maneira de fazê-lo, pesquisar a origem e destino, verificar traçado, questões de engenharia, custo... Então, o primeiro passo para se fazer uma linha de metrô é a contratação do projeto funcional, nós deveremos estar licitando em questão de dias, e aí, vai ser publicado.


REPÓRTER: Governador, tem alguns candidatos a prefeito, aqui, em Guarulhos, que estão falando de renegociar alguns aspectos do rodoanel embora a obra, o rodoanel norte, a obra já tenha a licença ambiental, mas alguns candidatos estão falando em negociação. O senhor acha que é possível haver alguma mudança em traçado, compensação ambiental?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o rodoanel Leste está em obra, já está bem adiantada, esperamos entregar no primeiro semestre de 2014. Ele sai de Mauá, passa por Suzano, e chega até... Passa pela Airton Sena, pela Dutra e chega na divisa de Guarulhos e Arujá. O norte, está aprovada a licença ambiental, já temos essas licenças todas, foi feito o estudo do impacto ambiental, tem financiamento do BID, já assinamos o convênio com o Governo Federal e estamos terminando a licitação. Tem 18 consórcios, do mundo inteiro, disputando os sete trechos da obra, e nós esperamos começar esse ano. É uma grande obra, grande parte de São Paulo em tuneis, e aí, nós vamos fechar os 184 quilômetros do rodoanel metropolitano, melhorando muito o trânsito, porque vai tirar trânsito de passagem. Tira caminhão, melhora a qualidade do ar, melhora a mobilidade urbana e vai integrar o maior aeroporto do País, que é Cumbica, com o maior porto do país, que é Santos, por fora das cidades, vai ser um grande ganho para o aeroporto, grande ganho para Guarulhos. Questão de trajeto é decisão sempre técnica...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: (...) em audiências públicas, em debates técnicos e estudos de engenharia e de impacto ambiental.


REPÓRTER: Governador, esse projeto funcional do metrô, em quanto tempo o senhor espera que esteja pronto?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Oito a nove meses. Com isso, não se pode licitar obra. Aí, você contrata o projeto básico e executivo. Mas o funcional, oito a nove meses deve estar pronto.


REPÓRTER: A licitação, então, seria para 2014?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Acho que, primeiro, a gente tem que aguardar o projeto funcional. Ele que nos dá o melhor caminho.


REPÓRTER: O senhor citou, no seu discurso, a mudança da Fatec, aqui, do Cecap. Tem um prazo para mudar a Fatec e na Etec do prédio?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Eu até cobrei, aqui,, do Penido, porque nós queremos expandir, então, precisa ter um prédio maior. A CDHU vai nos passar o terreno. Nós estamos terminando o projeto. Aí, a gente já licita. E nós vamos licitar Fatec e Etec. Então, você vai ter uma do lado da outra, a Etec e a Fatec do lado, de prédio novo.


REPÓRTER: Mas o senhor acredita que pode sair o ano que vem?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: A obra? Ah, com certeza! Com certeza absoluta. Não fica pronta, mas iniciar, se a gente conseguir licitar a obra no final do ano, três, quatro meses está começando.