Discurso - Anúncio de recuperação e modernização da SP-294 20130103

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Anúncio de recuperação e modernização da SP-294

Local: Dracena - Data:01/03/2013


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Boa tarde a todas e a todos. Saudar o prefeito anfitrião, Prefeito Pedretti, prefeito de Dracena; Dona Guiomar, presidente do Fundo Social de Solidariedade; vice-prefeita Célia Brandani; vereador Moisés Antônio de Lima, presidente da Câmara, saldando todas as vereadoras, vereadores da cidade e da região; secretária da Agricultura, Dra. Mônika Bergamaschi; secretário de Gestão Pública, deputado David Zeiger; secretário da Saúde, professor Giovanni Cerri; deputado estadual, Reinaldo Augusto; deputado Mauro Bragato; deputado Dilador Borges; deputado Ramalho da Construção; prefeito de Salmourão, José Luiz; Santa Mercedes, Rodrigo; Tarabai, o Elias; Parapuã, o Samir; Junqueirópolis, o Hélio; Arco-Íris, a Ana; Herculândia, o Leninho; Nova Guataporanga, o Luiz Carlos; Irapuru, Sílvio; Panorama, o Luiz Carlos; Alfredo Marcondes, o Celso; Pacaembu, Maciel; Santo Expedito, Ivandeci; Adamantina, o Ivo; de Mariápolis, o Ismael; Ouro Verde, o Henrique; Álvares Machado, a Francis; Flórida Paulista, Maxiley; São João do Pau D’Alho, Mané; Lucélia, o Saldanha; Presidente Venceslau, o Duran; Teodoro Sampaio, o Cesar; Tupi Paulista, o Benetti; Piquerobi, o Dudu; Flora Rica, o Periquito; Paulicéia, o Mazinho; Estrela do Norte, o Hélio; Oswaldo Cruz, Mazucato; Marabá Paulista, o Hamiltinho; e Vera Cruz, o Fernando Simão. Cumprimentar também o superintendente do DER, Dr. Cláudio Pelicioni; nosso diretor do DEINTER da Região, Dr. Valmir Geraldi; o comandante do CPI-8, Coronel Francisco Batista Leopoldo Júnior; delegado Seccional, Dr. João Paulino da Silva; provedor da nossa Santa Casa de Dracena, Altamir Alves dos Santos; superintendente do nosso AME aqui de Dracena, o Alessandro Mendes; diretor executivo da UNESP, professor Paulo Figueiredo; José Carlos Rossetti, diretor da CAT; Orlando Castro, coordenador da APTA; o Lupércio Chagas Neto, presidente do Sindicato Rural aqui de Dracena, saudando todos os empresários, empreendedores, agricultores e trabalhadores da agricultura; o Antônio Fávero, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais aqui de Dracena; presidentes de associações, líderes comunitários, amigas e amigos. Uma grande alegria. Nós paramos lá na SP-294, comandante João Ribeiro de Barros, e demos início a uma grande obra. São R$137 milhões nós vamos investir; 66 quilômetros de obra: recapeamento, acostamentos, trechos de terceira faixa, dispositivos, são treze dispositivos, quatro viadutos aqui em Dracena, um grande viaduto na entrada da cidade. Adamantina, Pacaembu, Flórida Paulista, Marginais também na SP, a obra já começou, vamos ganhar tempo, porque agora para de chover, para a gente... O prazo é 18 meses, mas nós queremos entregar em 16 meses essa obra. E o Clodoaldo está aqui, nós estamos fazendo... Eu gosto muito do DER... Dá um pulinho aqui, Clodoaldo. O meu sogro, pai da Lú, era engenheiro do DER. Gosto muito do DER. Eu acho o DER uma dessas instituições, só dar força para ele que ele vai. Quanto nós estamos investindo no DER? Em quatro anos, R$ 12 bilhões no DER. E... Todo mundo gosta do DER, porque estrada do DER não tem pedágio também, não é? Então, começou já de Adamantina até Tupi Paulista. E já estamos terminando o projeto de Tupi-Paulista até a Ponte, até as barrancas do Rio Paraná. Então, ficou pronto a gente já lança o edital, aí vai ficar totalmente a SP-294 modernizada, ampliada, dando mais segurança, aqui, aos usuários. Então, agradecendo ao Clodoaldo, quero agradecer a toda equipe do DER, aqui da região e de todo o estado pelo trabalho. Depois, queria... Trazer uma... Uma palavra sobre agricultura. A Mônika, ótima engenheira agrônoma, aliás, segunda-feira, me disse o professor Paulo Figueiredo, começam as aulas da Faculdade de Engenharia Agronômica do Campus da UNESP de Dracena. Nós já tínhamos aqui, a UNESP é das melhores universidades da América Latina. A UNESP é campeã. Aliás, você é formada por onde? MÔNIKA BERGAMASCHI, SECRETÁRIA DA AGRICULTURA: UNESP.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: UNESP Jaboticabal, Secretária da Agricultura. A UNESP é craque. Quando fui governador da outra vez, nós chamamos o reitor da UNESP, da USP, da Unicamp, falei: “Nós vamos fazer novos campi, mas nada em cidade grande e nem rica, nós vamos levar a universidade para onde mais precisa.” Então, estabelecemos que teríamos dois campi aqui na Alta Paulista, Tupã e Dracena. Um no pontal, Rosana, um no sudoeste do estado, Itapeva, outro em Ourinhos e outro no Vale do Ribeira e Registro. E fizemos. Todas as faculdades foram instaladas. Aqui eu acho que é Zootecnia, não é isso, o primeiro? Primeira faculdade. Aí ficou uma faculdade só. Então, todas essas cidades, o campus da UNESP só tinha uma escola. Aí eu voltei e chamei lá o Durigan. O Durigan é duro de... Ele é mão fechada. Aí eu falei: “Olha, não pode continuar esses campi. Nós precisamos ampliar, a universidade precisa crescer.” Então, a Faculdade de Medicina de Botucatu, que é da UNESP, eu propus a ele: “Você passa o custeio do hospital para mim. Você não precisa pagar mais. E todo esse dinheiro você vai usar só para criar engenharia, só engenharia.” Então, criamos 11 engenharias. Então é... Engenharia Agronômica, Engenharia Civil, Engenharia de Biossistemas, Engenharia de Materiais, Engenharia de Energia e Recursos Naturais, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Computação. Criamos 11 engenharias e todos os campi agora tem duas faculdades. Então, Dracena, Agronomia, começa segunda-feira. Tupã, Engenharia de Biossistemas. Rosana, Energia e Recursos Naturais. Então, vai criando um polo universitário, universidade gratuita. E a Fatec, que já tem Pompéia, agora também Adamantina. Então, mais uma Fatec aqui para a região também, consolidando aqui a região. Qual que é... A Mônika colocou bem: o problema hoje não é tanto extensão de terra, não adianta ter muita terra e pasto degradado. Vai ter muita terra, gastar muita cerca, limpar muito pasto, e pouco resultado. Nós precisamos melhorar a qualidade das pastagens. O Brasil é o maior produtor de carne bovina do mundo, o maior exportador mundial! Nós passamos os Estados Unidos e Austrália, o maior exportador de carne bovina. E São Paulo, não tem o maior rebanho, mas é o maior exportador, porque a carne é trabalhada aqui em São Paulo, então a ideia é recuperar a pastagem. Qual o juros do FEAP?

MÔNIKA BERGAMASCHI, SECRETÁRIA DA AGRICULTURA: Pra [ininteligível] é zero, para o resto é 3%.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É de 3%. Correção monetária?

MÔNIKA BERGAMASCHI, SECRETÁRIA DA AGRICULTURA: Zero!

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Zero! Isso significa o seguinte: quando a gente fala para o FEAP é 3% de juros por ano, quanto é a inflação? É de 6%, então não é juro zero, é juro negativo.

MÔNIKA BERGAMASCHI, SECRETÁRIA DA AGRICULTURA: E se pagar em dia, tem um descontinho.

GERALDO ALCKMIN: E se pagar em dia, ainda cai pra 2%. Então quem tirar dinheiro do FEAP está ganhando dinheiro, porque é menos que á inflação, os juros é 2%, 3% e a inflação é 6%. Nós vamos emprestar até R$ 100 mil para recuperar pastagem, então isso: curva de nível, terraciamento, rotação de postagem, consorciamento, lavoura e pastagem... Lavoura, Pecuária e Floresta. Meu pai é veterinário, eu sempre morei em Zona Rural, e o meu pai dizia ‘não tem bom pecuarista, se não for bom agricultor, não cai do céu a comida é preciso trabalhar a pastagem para poder ter alimento de qualidade’. Então esse programa vai financiar R$ 100 mil, juros negativos pra recuperar pastagem. E a outra é a voçoroca, erosão, terrenos arenosos, aí a pessoa provando na Secretaria da Agricultura, R$ 10 mil vai ser ressarcido, aí é fundo perdido, quer dizer não paga nada, o governo paga para ele recuperar o solo, né, combater grandes voçorocas e erosão. E ainda quem quiser comprar máquina: trator, implemento agrícola o pró-trator e o pró-implemento, 6 anos pra pagar, até 3 anos de carência para poder ter também o trator na propriedade, poder ter o implemento agrícola para pequena e média propriedade. Então agradecer...

MÔNIKA BERGAMASCHI, SECRETÁRIA DA AGRICULTURA: Juros Zero!

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Juros zero, esse é menos 6%, né?

MÔNIKA BERGAMASCHI, SECRETÁRIA DA AGRICULTURA: É!

GERALDO ALCKMIN: Porque a inflação é 6%, então é juros menos 6%.

MÔNIKA BERGAMASCHI, SECRETÁRIA DA AGRICULTURA: Pode ser uma coisa pra linhas de financiamento, também!

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: E pode somar com as outras linhas, ele pode tirar o empréstimo pra pastagem, poder ter o trator e pode também o implemento agrícola.

MÔNIKA BERGAMASCHI, SECRETÁRIA DA AGRICULTURA: E fazer um segurinho.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: E pode fazer um segurinho, ainda, né? Mas agradecer aqui, a Mônika e toda a equipe aí da CAT... Da APTA. Depois trazer uma palavra aqui, o Giovanni Cerri, dá um pulinho aqui, professor Giovanini. Nós estamos vindo de Araçatuba, onde inaugurou hoje lá todo o serviço de radioterapia, nós queremos que todo o estado de São Paulo tenha cobertura para o combate ao câncer, todas as regiões: diagnostico através do AME, dos especialistas; tratamento: cirurgia, quimioterapia e radioterapia. Então em Araçatuba, ia todo mundo pra Rio Preto ou Barretos, agora começou a funcionar a partir de hoje, toda a parte radioterapia e braquiterapia. E aqui em Dracena, o AME foi ampliado, então uma área de 722m² a mais, foi investido aqui um e meio milhão de reais: recuperação pôs-anestésica. No meu tempo de anestesia, não tinha recuperação pôs-anestésica, então você ficava com medo de mandar o paciente do centro cirúrgico para enfermaria, às vezes ele para de respirar, né, tem depressão respiratória, precisa ficar atento até acordar bem. Então a gente deixava no corredor dentro do centro cirúrgico, e uma enfermeira ali pra não cai da maca, ficava a enfermeira ali tomando conta, mas não deixava sair de lá de medo de ir para enfermaria tem um depressão respiratória e acaba tendo problema. Hoje, você tem sala de recuperação pôs-anestésica, salas com aparelhos, com segurança, monitoramento que é o que nós temos aqui. O novo espaço vai possibilitar o AME fazer 1.944 cirurgias eletivas, 2.000 consultas médicas e 60 cirurgias de catarata por mês; 102 de ortopedia e incluímos mais as especialidades de dermato, otorrino, oftalmo, ortopedia e cirurgia geral. Então vai dar uma boa ampliada aqui no AME da região, e agradecer o professor Giovanini, aí todo o empenho. Depois o Poupatempo, cadê o Davi? O Davi está aqui, nós estamos ampliando o Poupatempo. O Poupatempo é o serviço mais bem avaliado do estado, então nós vamos ter aqui na região, em Dracena e é um Poupatempo novo, é Poupatempo e DETRAN, CIRETRAN tudo juto. Então vai ter a nova CIRETRAN no padrão Poupatempo. Vou dar um exemplo, pra vocês da CIRETRAN: antes o jovem tirou a carteira de habilitação a CNH, tirou a carteira, 01 ano depois, se ele não trombou o carro, nada grave, ele ia à CIRETRAN três vezes, pagava a taxa ia ao Banco, quatro vezes ele saiu de casa e depois esperava a CNH. Agora, 01 ano depois da carteira provisória, ele recebe uma cartinha em casa, ‘parabéns, você tem direito a CNH definitiva, recolha a taxa pela internet, a carteira pelo correio’, não precisa ir nenhuma vez ao CIRETRAN e nem no Banco, tudo eletrônico. Esse padrão é que vem para Dracena, Pedretti, viu! E junto com o Poupatempo. Então no mesmo prédio o Poupatempo e o DETRAN, os dois juntos aqui pra atender a população e acaba beneficiando toda a região. Finalmente, eu queria fazer um convite, dia 14 agora de março, nós vamos fazer um encontro com os 645 prefeitos, prefeitas, municípios do estado de São Paulo lá na capital, é um dia só pra não perder tempo, ninguém ficar gastando dinheiro e perdendo tempo. Mas um dia, nós vamos concentrar ali os esforços para os novos prefeitos, e mesmo quem foi reeleito, é mandato novo, zera tudo, começa tudo de novo, é mandato novo. Tem que apertar o botão, apertar o parafuso, fechar a torneira, cortar gasto, ajustar as coisas, mesmo quem foi reeleito. Então dia 14 de março, nós vamos reunir todos os secretários de todos os municípios para elencar todas as parcerias, para gente poder avançar mais rapidamente, ainda em beneficio da nossa população. E queria agradecer... O Ramalho dá um pulinho aqui. Agradecer o deputado Ramalho. O Ramalho é um dos grandes líderes, dirige um dos mais importantes sindicatos dos trabalhadores do Brasil que é o Sitracon – o Sindicato da Construção Civil, um grande líder o Ramalho da construção, o deputado, e a gente fica muito feliz de ter o Ramalho, aqui conosco. Agradecer também, o Dilador, cadê? O Dilador é daqui da região é de Araçatuba, nós estamos vindo de lá de Araçatuba está fazendo também um ótimo trabalho, deputado estadual. Mauro Bragato, eu fui deputado junto com o Mauro Bragato, ele já era meu líder, né, naquele tempo, mas como a água daqui é melhor, eu fiquei careca, mas o Bragato está firme aí.