Discurso - Assinatura de termo de cooperação entre a Dersa e diversas secretarias

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Assinatura de termo de cooperação entre a Dersa e diversas secretarias

Local: Capital - Data: 18/12/2012


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Boa tarde quase, dizer da alegria de nos encontrarmos hoje aqui, cumprimentar a secretária do estado da justiça e defesa da cidadania Heloísa Arruda, secretário Saulo de Castro Abreu Filho, secretário de logística e transporte, secretário da administração penitenciária Lourival Gomes, secretário Luís Carlos Quadrelli do desenvolvimento econômico, ciência e tecnologia, Lauro Casagrande, diretor presidente da DERSA, Marco Pila, diretor executivo da fundação ITESP, Fernando Landgraf, diretor presidente do IPT, Paulo Arthur Goes, diretor executivo da fundação PROCON, o Kiko prefeito de Rio Grande da Serra, o Pedro da Silva diretor de engenharia da DERSA, diretores e funcionários das secretarias, dos órgãos do governo, lideranças, dizer da alegria de nos encontrarmos hoje aqui, unindo uma grande obra de infraestrutura, talvez a maior obra do país que é o Rodoanel metropolitano e a parte social, a reintegração de egressos pelo trabalho, o Rodoanel ali mostra só o trecho norte que é a última parte que está faltando, está pronto o trecho oeste ligando Bandeirantes, Anhanguera, Castelo Branco, Raposo Tavares e Regis Bitencourt cinco auto estradas chega em São Paulo. Tá pronto o trecho sul, aí chega na Imigrantes e na Anchieta e vai até Mauá. Está em obra, vai ser entregue em 2014, o trecho leste que vai de Mauá, passa pela antiga Rio - São Paulo, SP 66, interliga com a Airton Senna e termina na Dutra entre Arujá e Guarulhos, está em obra, e começa agora, daqui algumas semanas, o Rodoanel norte que é a última etapa fechando 175 quilômetros do Rodoanel metropolitano, começa na Dutra, entre Arujá e Guarulhos, passa pelo Aeroporto de Guarulhos, de Cumbica que é o maior aeroporto brasileiro, hoje deve receber, esse ano 35 milhões de passageiros o segundo maior aeroporto é também de São Paulo, é Congonhas com 12 e o terceiro é o Galeão do Rio com 11 milhões, então interliga o aeroporto de Guarulhos [ininteligível] Cumbica, depois interliga com a Fernão Dias, que é uma rodovia federal, passa por túneis como disse o Dr. Saulo, sob a Cantareira e chega a Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, que é a antiga estrada velha de Campinas e termina na Bandeirantes, e aí fechou todo o anel metropolitano. Essa obra já tá licitada, tendo não [ininteligível] do Banco Interamericano, do BID, ela será assinada dentro de algumas semanas. Primeira comemoração à economia, 23% de desconto dos seis lotes. Nós vamos economizar 1,2 bilhão de reais, vai nos ajudar a apoiar Rio Grande da Serra e Diadema, entre outros municípios que estão aqui os prefeitos eleitos. Então aqui nos alegra com presença. A segunda, além da grande infraestrutura, tirar os caminhões de dentro de São Paulo, porque hoje o caminhão que vem do Rio, tem que passar dentro da cidade e vai interligar o maior aeroporto do Brasil, que é Guarulhos, com o maior porto do Brasil, que é Santos, sem passar por dentro da cidade, contornando aí a Região Metropolitana. Grande obra de importância para os 39 municípios da Região Metropolitana, para São Paulo e para o país, que é o acesso ao porto e a aeroporto. E esta grande obra, o Rodoanel Sul, cinco lotes, gerou 11 mil empregos. O Rodoanel Norte, tem seis lotes, pode gerar 10 a 12 mil empregos. Estão foi estabelecido no edital, os consórcios têm que cumprir, que 5% dos empregos precisam ser de egressos ou dos que estão em final de cumprimento de pena, do semiaberto ou penas alternativas e/ou familiares, 5%. Então nós estamos falando aí de mais de 500 empregos para os egressos ou para os que estão no semiaberto, ou penas alternativas e/ou familiares. A secretaria da justiça, através do SIC, fará todo o trabalho, digamos, de cidadania, documentação, inserção social, administração penitenciária terá os cursos Via Rápida, que é para qualificação. O Via Rápida, hoje falta mão de obra no mercado de trabalho. Não tem pedreiro, não tem eletricista, não tem encanador, não tem engenheiro, não tem pintor, não tenha azulejista, é impressionante. Falta mão de obra no mercado de trabalho. E eu vi essa semana, Eloisa, uma matéria na TV Cultura, até com a Lu, presidente do Fundo Social de Solidariedade, aonde as mulheres vão para a construção civil. Impressionante. Mulheres azulejistas, mulheres pedreiro, mulher pintora, mulher na área da construção civil. Um bom mestre de obras, experiente, você não consegue com menos de R$ 12.000,00. Não tem mestre de obras. É impressionante hoje a falta de mão de obra a necessidade de salário. Então nós vamos qualificar as pessoas para um emprego que existe, que falta mão de obra, que é de mão de obra intensiva, como é a construção civil. Então regressos, poderem se reinserir no mercado de trabalho, os que estão no semiaberto, já terminando o cumprimento de pena. Aqueles que são penas alternativas, enfim. Aliás, em medicina a gente aprende. Existe uma coisa chamada “laborterapia”. A cura pelo trabalho, né? Eu fui a São Sebastião, encontrei lá na saída do cafezinho ali em São Sebastião com o prefeito, um senhor que me cumprimentou, todo animado falou: Eu tenho 96 anos de idade, eu sou borracheiro, eu trabalho todo o dia. 96 anos de idade. Essa semana o LIDE prestou uma homenagem ao seu Lázaro Brandão, o Bradesco. O professor Lázaro tem 86 anos de idade. Ele não chega a 07h00 da manhã. Ele chega a 15 para as 7. Pra dá exemplo todo dia no trabalho. Então, o trabalho é que realiza a pessoa, porque se faz se sentir útil, né? Tolstoy dizia que a verdadeira vocação de cada homem e de cada mulher é servir as pessoas. É você servir as pessoas. O trabalho é uma forma da gente poder servir as pessoas. Isso é que nos gratifica na vida pública, porque a vida pública nos permite servir ao coletivo, não aquela empresa que tá ganhando dinheiro, mas servir ao coletivo, a toda comunidade no sentido de melhorar a vida da população. Estamos muito felizes aí, um belíssimo convênio. A Dersa, Saulo e [ininteligível] tá de parabéns. Parabéns. De ter colocado no seu edital de concorrência pública internacional. E nós queremos cada vez mais oferecer aquém cumpre pena a oportunidade de estudo e do trabalho. Do estudo, da qualificação profissional e do trabalho. E de outro lado às famílias também, que elas possam participar. Muito obrigado.