Discurso - Assinatura do Projeto de Lei que revaloriza os pisos salariais mensais dos trabalhadores previstos na lei nº 12.640 de 2007 2014012

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Assinatura do Projeto de Lei que revaloriza os pisos salariais mensais dos trabalhadores previstos na lei nº 12.640 de 2007

Local: Capital - Data:Dezembro 01/12/2014

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Bom dia a todas e a todos. Cumprimentar o Tadeu, o nosso secretário de Estado de Emprego e Relação do Trabalho, Tadeu Morais. Dr. João Carlos de Souza Meirelles, de Assuntos Estratégicos; deputado federal Paulinho da Força; deputado estadual Ramalho, da Construção. O Eufrozino Pereira, secretário adjunto; Eunice Cabral, cadê a Eunice? Está aqui. Eunice Cabral da Conaccovest, dos trabalhadores do setor têxtil, vestiário, couro e calçados, e, do Sindicato das Costureiras, saldando todas as mulheres aqui presentes. Cumprimentar o Miguel Torres, presidente nacional da Força Sindical, presidente da Federação dos Metalúrgicos. O Chiquinho, vice-presidente da UGT, e também do Sindicato dos Padeiros. Cumprimentar o Aires Ribeiro, Confederação dos Servidores Públicos Municipais; Antônio Silvan Oliveira, Confederação dos Trabalhadores do Ramo Químico. Cumprimentar o Danilo Pereira da Silva, presidente da Força Sindical Estadual. O Melquíades Araújo, Federação dos Trabalhadores da Indústria da Alimentação. Sergio Luiz Leite, o Serginho, da Fequimfar. Braz Albertini, da Fetaesp; Luiz Carlos Motta, da FeComerciários, Federação dos Comerciários. O Edison Laércio de Oliveira, Federação dos Trabalhadores da Saúde do nosso estado. O Sindiesp, o Claudinei Aparecido, também o Carlão. Cumprimentar o Antônio Mendonça do Banco do Povo. Pedro de Nepomuceno de Souza Filho, coordenador de Políticas de Emprego e Renda da Secretária. Lideranças sindicais aqui presentes. Todas elas, amigas e amigos. Hoje é um dia superimportante! Estamos dando um passo aí muito significativo! O aumento do piso estadual era em maio, aí nós antecipamos para abril. Depois 1º de março. Depois 1º de fevereiro. E agora em 2015 será a partir de 1º de janeiro. Então, 1º de janeiro.

[Aplausos].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Quero cumprimentar o Ge, prefeito de Jandira, vem aqui Ge. Semana que vem é aniversário de Jandira. Que dia que é mesmo? 8 de dezembro. Segunda-feira é aniversário da nossa grande cidade de Jandira. Então, a partir de 1 de janeiro. São Paulo é terra de trabalhadores. Para cá veio gente de todo o Brasil, todos os estados brasileiros, de outras nações, sempre em busca de oportunidade. Aqui é a terra do trabalho. São Paulo tem tamanho de país. Nós tínhamos a 20 atrás o mesmo PIB da Argentina. Vinte anos depois o PIB da Argentina é 418 bilhões de dólares. O PIB de São Paulo é quase 800 bilhões de dólares. Duas vezes o PIB da Argentina. E essa grandeza de São Paulo nós devemos aos trabalhadores. Aqui está no nosso DNA esse compromisso com o mundo do trabalho. E o piso é importantíssimo para aquelas classes, categorias ainda não tão bem organizadas ou não tão fortes, e para todos de maneira geral. Então, nós estabelecemos de ouvirmos as centrais sindicais e os sindicatos, fizemos duas reuniões até com a minha presença, além das reuniões com o secretário de Emprego e Relações do Trabalho. E quero agradecer também ao Dr. Meirelles, que nos ajudou muito aí nesse trabalho, com o Tadeu. Definimos então à faixa um: 905 reais. Dando o reajuste de 11,75%.

[Aplausos].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: E à faixa dois: 920 reais, né, dando um reajuste 10,18%. Então, nós estabelecemos as duas faixas com reajustes todos de dois dígitos, acima de 10%. Vigência já a partir de 1º de janeiro. Assinamos agora o projeto de lei em regime de urgência, vai para a Assembleia Legislativa de São Paulo. Até vou fazer um pedido lá para o nosso Samuel, para o nosso deputado Ramalho ser o relator lá do projeto. Rapidamente...

[Aplausos].

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Rapidamente lá na Assembleia Legislativa do nosso estado. Nós temos aqui na faixa um serão beneficiados trabalhadores domésticos, agropecuários, serviços de limpeza, conservação, serventes, contínuos, empregados não especializados do comércio, operadores de máquinas, suplementos agrícolas, florestais, construção civil, tintureiros, barbeiros, cabeleireiros, manicures, pedreiros, garçons, encanadores, soldadores. E na faixa dois: serviço de saúde, higiene, supervisores de compra e venda, técnicos de vendas, representantes comerciais, técnico de eletrônica, operação de estação de rádio, TV, projeção cinematográfica, além de outras categorias aqui beneficiadas. Quero aqui dizer, agradecendo ao Paulinho, grande deputado federal, cuja ação política extrapola até o estado de São Paulo. Agradecer ao deputado Paulo Pereira da Silva, o deputado Ramalho, que tem feito um grande trabalho de parceiro na Assembleia Legislativa. Agradecer ao Tadeu e ao Dr. Meirelles, e especialmente às Centrais Sindicais, às federações, aos sindicatos, às lideranças todas, reafirmando aqui o nosso permanente canal aberto. Nosso permanente diálogo. Quando a gente ouve mais, erra menos e acerta mais. E dizer que esses avanços aqui, conquistas do mundo do trabalho, dos sindicatos, das Federações, das Centrais, extrapolam os trabalhadores, porque fazem avançar toda a cidade. Toda a cidade é beneficiada com estes avanços e estas conquistas. Parabéns a todos! Vamos ao cafezinho!

[Aplausos]. Capital