Discurso - Descerramento de Placas e Assinatura da Ordem de Início dos Serviços para obras na ETEC Dr. Renato Cordeiro de Birigui - 20120408

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do discurso no Descerramento de Placas e Assinatura da Ordem de Início dos Serviços para obras na ETEC Dr. Renato Cordeiro de Birigui

Local: Birigui - Data: 04/08/2012

MESTRE DE CERIMÔNIA: Vai falar o governador do nosso estado de São Paulo, Geraldo Alckmin.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Bom dia, a todas e a todos. Estimado prefeito de Birigui, o prefeito Borini; quero cumprimentar D. Geni Borini, presidente do Fundo Social de Solidariedade; cumprimentar o Paulo Borini, seu pai, saudando toda a família; deputado Edson Giriboni, secretário de Saneamento e Recurso Hídricos; o prefeito Beto [ininteligível] de Bilac; o prefeito Enéas da Cunha, de Glicério; Dr. Nelson Barbosa Filho, delegado Seccional de Araçatuba; coronel Wilson Carlos Braz, Comandante do CPI-10; Cel. Cunha, Comandante do 2º Batalhão da Polícia Ambiental; Dr. Thiago Silva Pereira, Delegado Titular aqui de Birigui; Dr. Clodoaldo Pelissioni, Superintendente do DER; Dr. Ademilson de Matos, diretor regional do DER, aqui de Araçatuba; Dr. Marcus Vinicius Victorino, diretor regional da hidrovia, do departamento hidroviário da Hidrovia Tietê/Paraná; Dr. Rubens Goldman, nosso coordenador técnico do Centro Paula Souza; Oci Jansen Branco, diretor da ETEC DR. Renato Cordeiro; Nelson Giardino, presidente do Sindicato do Calçado e do Vestuário, de Birigui; secretários municipais; professores e alunos e alunas da nossa ETEC, muito obrigado pela presença, nos deram grande alegria; amigas, amigos de Birigui. É uma alegria estar aqui na sua cidade, entregando esta grande obra, a São Paulo-461, duplicada. Nós já viemos aqui por ela, foram 8,5km de duplicação; recapeamento da pista antiga; separação das pistas; dispositivos; marginais; 57 milhões reais. E próximo da área urbana da cidade, onde tem mais acidente, né? Antigamente, a maior causa externa de morte era o homicídio, era tiro, hoje já não é mais, hoje é acidente rodoviário. A primeira causa de mortalidade é coração, e grandes vasos; a segunda, é câncer; e a terceira não é doença, a terceira é causa externa: acidente de trabalho, automóvel, motocicleta, atropelamento, carro, tiro. E entre as causa externas, especialmente, jovens, fim de semana, entre as causas externas, o acidente hoje, rodoviário, é o que mais preocupa. Então, uma rodovia duplicada, com dispositivo, ciclovia, é uma vacina para evitar acidentes, e uma medida até de saúde pública, tendo em vista o crescente número de acidentes e de mortes causados em razão das questões rodoviárias. Também ficamos felizes, aqui não é Sabesp é serviço autónomo, e de no centenário da cidade termos aqui essa grande obra de saneamento básico; que ninguém vê, mas que é fundamental para a saúde das pessoas, e para o meio ambiente. Vai despoluir a bacia aqui, do médio Tietê. Qual o rio que passa aqui? O Baixote. Então, o rio Baixote é afluente do rio Tietê. Vai despoluir os rios, limpar os rios, tornar o rio mais piscoso. Nós que somos apaixonados pelo peixe, né, pelo Santos Futebol Clube, mas, pra todos, pra todos os times, domingo tem peixe na mesa, né? Qual é o peixe que pega aqui no Tietê aqui da região? Piau, corvina... Tucunaré, será que consegue? Então, maravilha! Então, vai ter mais peixe ainda com a limpeza das águas, com o tratamento do esgoto. E o principal, saúde, né? Criança pequena põe a mão no chão, não põe? Põe a mão no chão, põe a mão na terra, depois leva pra boca. Então, é preciso afastar o esgoto, tirar o esgoto, coletar e tratar corretamente, para promover o saneamento básico. E nós estamos assinando hoje a ordem de serviço de uma obra que tem recursos do Estado e do Governo Federal, que é na ETEC. Da outra vez que eu fui a Governador nós trouxemos a ETEC aqui para Birigui. Uma boa escola técnica, aqui tem um polo importante do calçado infantil, do vestuário, do móvel, um parque industrial importante. Temos aqui uma boa escola técnica, e vamos investir um milhão 185 mil reais; a obra começa já, vestuários, toaletes, um auditório para 350 pessoas, passarela. Uma obra importante para a cidade. Vocês estão em que ano na escola?


ORADORES NÃO IDENTIFICADOS: Primeiro!


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Primeiro?


ORADORES NÃO IDENTIFICADOS: Segundo!


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Segundo. De qual curso?


ORADORES NÃO IDENTIFICADOS: Ensino médio.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Ensino médio. Aqui tem... O diretor daqui tem os dois juntos? Tem o concomitante aqui? Mas tem o médio e tem o técnico? E o aluno pode fazer os dois? Pode. Tem alguém que faz os dois? Olha lá, ela… tem duas ali que fazem. Três. Quer dizer, quem está no segundo ano ou no terceiro ano do ensino médio, pode fazer os dois; de manhã faz o médio, e a tarde o técnico, ou vice e versa. E sai com os dois diplomas; já sai com o diploma do ensino médio e com o diploma do ensino técnico. E o ensino médio, parabéns a vocês, viu? Porque é um vestibulinho muito difícil, não é? Quem que mede a qualidade do ensino médio é o ENEM, que é feito pelo Governo Federal. O ENEM mediu as 50 melhores escolas de ensino médio estadual do Brasil, as 50. Das 50, 37 melhores do país são do Estado de São Paulo, e as 37 são Centro Paula Souza, das ETEC. Nós temos o melhor ensino médio do país. E queremos expandir o técnico junto com o médio, para o aluno poder já sair do ensino médio também com o diploma de técnico, e conseguir um bom emprego. E depois continua estudando, vai fazer a faculdade; o que eu fiz. Hoje em dia todo mundo é assim: estuda e trabalha. Eu estudava de dia e trabalhava de noite, dava aula. Naquele tempo… hoje chama EJA, escola de jovens e adultos. Naquele tempo chamava Na Dureza, é o supletivo. Então eu dava aula no Na Dureza, depois fui dar aula num cursinho, de química orgânica; a química do carbono, a coisa mais deliciosa que existe, não é? A química orgânica tem fama de ser uma disciplina chata, mas eu brincava que era melhor estudar química orgânica do que ir na praia com a namorada, não é? Nem sempre é verdade. Mas olha, agradecer aqui a vocês, dizer da alegria de estarmos juntos, dizer ao prefeito Borini, já está autorizado aqui o Clodoaldo... tem uma marginal que nós vamos prolongar, terminar toda aqui a marginal. Ele vai verificar também outras pequenas obras que sejam necessárias aqui para o acesso à cidade de Birigui, uma cidade progressista, uma cidade forte, de economia pujante. A escola técnica vai ajudar muito a nossa juventude, para que ela possa ter um bom estudo e uma boa qualificação profissional. A rodovia vai trazer segurança, evitar acidente, promover mais o desenvolvimento da cidade. Birigui, que recebe hoje essa bela obra... Uma grande obra, ela é fruto de muitas mãos. Então quero sim agradecer aqui ao nosso companheiro Serra, que iniciou aqui a obra, os deputados, o Roquinho, Júlio Semeghini, os deputados todos que nos ajudaram, os nossos secretários, Dr. Saulo, que não está aqui, mas está representado aqui pelo Clodoaldo, diretor do DER. Clodoaldo é um craque, dá um passinho aí, Clodoaldo. A gente precisa destacar as coisas boas, viu? Nós tínhamos manutenção de estrada, quantos quilômetros eram? 11 mil e 800 metros de rodovias, quilômetros, 11.800km de rodovias em manutenção terceirizada. Fizemos uma nova licitação, aumentou para 15.600km de rodovias terceirizadas a manutenção. E o preço? 85 milhões a menos. Aumentamos de 11.800 para 15.600 e conseguimos economizar 85 milhões de reais. Fazer obra qualquer um faz tendo dinheiro. Isso daí não é a diferença. A diferença é a eficiência no gasto público; é escolher bem, governar é escolher, é escolher bem e fazer mais com menos dinheiro. O Brasil precisa ter a redução de impostos, não é? Redução de carga tributária, baixar imposto, baixar imposto para poder o país ser mais competitivo, crescer mais, agregar valor; isso é que faz a diferença. E investir nessa juventude aqui bonita que eu estou vendo aqui, da nossa ETEC e das nossas escolas aqui de Birigui. Agradecer o Borini, que vocês têm um prefeito trabalhador, o homem do trabalho, a gente fica muito feliz. Agradecer o Edson Giriboni; o Giriboni é engenheiro da Poli, secretário de saneamento. Daqui nós estamos indo para Santo Antônio do Aracanguá para entregar lá também obras de saneamento e depois vamos a Sud Menucci entregar obras também aqui na região. Deixar um abraço para a D. Geni, um abraço para a Maria Lúcia. Agradecer aqui a nossa segurança pública; major está com os dados aqui? Dá os meus papéis aqui. Cadê o delegado titular aqui e o comandante da PM? Birigui, janeiro a julho deste ano, comparado com janeiro a julho do ano passado: Homicídio, redução de 33%; furto de veículo, redução de 2%; roubo de veículo, redução de 38%; roubo de carga, redução de 100%; nenhum caso; roubo a banco, zero; nenhum caso; estupro, redução de 18%; latrocínio, zero; nenhum caso. Seccional de Araçatuba, 21% a menos homicídio, 4% a menos furto, 18% a menos furto de veículo, 49% a menos roubo de veículo, 50% a menos roubo de carga. O Deinter da região, a mesma coisa. Importantes reduções. Então a gente sabe que não é um trabalho fácil da segurança e a gente precisa destacar quando a gente tem conquista. É claro que não está bom, mas o pessoal está trabalhando; trabalhando firme. Aliás, a gente verifica aqui os indicadores também de eficiência policial também melhorando. Mais apreensão de droga, mais veículo recuperado, mais bandido preso, mais ação policial. Então, cumprimentos às equipes aí da Polícia Civil e da Polícia Militar. Um grande abraço a todos, muito obrigado.